Rádio WNews

quinta-feira, 5 de março de 2009

Colheita da Maçã

A abertura da colheita da maçã em Vacaria, prevista para a próxima semana, será dia 14 (sábado) e não mais dia 13, permanecendo o mesmo horário e local. Essa mudança foi confirmada pela Associação Gaúcha de Produtores de Maçã – AGAPOMI - e organizadores do evento, para facilitar a presença das autoridades convidadas e dos próprios produtores, que estão em plena colheita da Gala. No sábado (14), às 10h 30min, acontecerá a Abertura Oficial no pomar do Sr. José Sozo (BR-285 Estrada da Maçã) e ao meio-dia, reunião almoço com a participação de autoridades, produtores, imprensa e convidados. Já estão confirmados neste evento dirigentes do Banrisul, Banco do Brasil, BRDE, Caixa RS e Sicredi, além da presença do Secretário da Agricultura, João Carlos Machado, representando o Governo do Estado.



A abertura da colheita da maçã ocorre entre a colheita da Gala e da Fuji. O Estado deve colher aproximadamente 400 milhões de quilos de maçãs. A ocorrência de granizo no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina provocou uma grande perda. Cerca de 300 mil toneladas de maçãs para a indústria estão ainda nos pomares, pois são poucas as indústrias que esmagam a fruta e além de pagarem valores muito pequenos (8 centavos ao quilo) também não demonstram muito interesse na coleta desta maçã, que acaba ficando nos pomares.

Para o deputado Francisco Appio, o setor cresceu nestes últimos 36 anos, mas ainda tem gargalos que precisam ser superados. Um deles é a relação trabalhista entre empregados e trabalhadores, agravada por uma norma do Ministério do Trabalho, que obriga a contratação, exame e atestado liberatório na origem dos trabalhadores. De 12 a 13 mil trabalhadores são recrutados na metade sul do Estado para a colheita da maçã em Vacaria.


Acesse www.appio.com.br e veja o discurso do parlamentar na tribuna da Assembleia Legislativa





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Revista Veja

QUINTA-FEIRA
19 de fevereiro de 2009



Eurípedes Alcântara
Diretor de redação

Caro leitor,

A extraordinária entrevista que o senador Jarbas Vasconcelos deu a VEJA repercutiu de diversas formas na semana que passou. Ao silêncio constrangido da cúpula do partido, que simplesmente se paralisou diante das revelações de corrupção feitas pelo senador, sobrepôs-se a indignação da sociedade brasileira. Quem melhor traduziu o sentimento das pessoas de bem foi um editorial de jornal, conforme registrou a Carta ao Leitor: "Ao comentar a repercussão da entrevista de Jarbas junto à cúpula do PMDB, o jornal O Estado de S. Paulo, em editorial, deu-lhe contornos definitivos: "Com sua murmurada resposta, o baronato partidário passou o proverbial recibo ao denunciante, elevando inadvertidamente os seus argumentos à categoria de constatação de uma realidade objetiva"."


Como não podia deixar de ser, apesar dos feriados do Carnaval, que teoricamente sugeririam um tema mais leve, a capa de VEJA trata desse "caso de amor" dos políticos corruptos com nosso dinheiro. A reportagem fala da repercussão da entrevista de Jarbas Vasconcelos e termina apontando alternativas práticas de efeito imediato para a contenção do assalto cotidiano aos cofres públicos nos níveis municipal, estadual e federal.
Uma emocionante reportagem relata como estão sofrendo com a crise os dekasseguis, brasileiros de ascendência japonesa que fizeram o caminho inverso dos avós e voltaram ao país asiático em busca de oportunidades. Eles são as primeiras vítimas da crise financeira no Japão.


As Páginas Amarelas trazem a intelectual americana Camille Paglia, autora de livros instigantes como o famoso Personas Sexuais. Camille veio passar o Carnaval em Salvador para saborear um pouco mais da personalidade que ela elegeu como sua paixão, a cantora Daniela Mercury. Mas Camille Paglia não é fã de Madonna? Era. Sobre a pop star americana, Camille diz nas Amarelas: "Madonna está um monstro. São inacreditáveis aqueles braços grotescamente musculosos e mãos que parecem garras". É pouco. Espere até ler o que ela disse sobre Angelina Jolie.


A editoria de Artes & Espetáculos traz uma excelente reportagem sobre os novos escritores "regionalistas" do Brasil e explica por que eles não gostam dessa classificação. São craques das letras como o amazonense Milton Hatoum que conseguem ser universais "cantando a própria aldeia".
Bem, esses foram os assuntos que escolhi para comentar. A revista tem muitas outras reportagens de enorme interesse. Basta conferir a versão original da newsletter com o índice completo neste link.

Se quiser mandar-me comentários, sugestões e críticas, por favor, use o endereço
diretorveja@abril.com.br

Um forte abraço, belo Carnaval para você e até a próxima semana




Destaques de VEJA.com

Carnaval
Acervo digital e galerias de fotos
www.veja.com.br/destaques-acervo
www.veja.com.br/galerias

Perguntas e respostas
Quando fazer lipoaspiração? Os riscos e as alternativas
www.veja.com.br/perguntas

Blog
O jornalista Denis Russo escreve sobre sustentabilidade
www.veja.com.br/sustentavel

Entrega do Oscar
Em vídeo: as apostas de Isabela Boscov
www.veja.com.br/isabelaboscov

Cinema
Trailer dos filmes Rio Congelado e Quem Quer Ser um Milionário?
www.veja.com.br/videos

Canais de Oferta:


Assine VEJA
agora e comece a pagar apenas em 07/04! Aproveite!



Assine MEN'S HEALTH
já e ganhe 10% de desconto! Não perca!



Assine CAPRICHO
agora e receba até 2 parcelas grátis! Confira!



Assine EXAME
agora e receba 15% de desconto! E mais:comece a pagar só em Abril!



Assine NATIONAL GEOGRAPHIC
agora e comece a pagar apenas em 07/04! Não perca!



Assine CLAUDIA
agora por 9x de R$ 12,00! E mais: A Abril paga 1 parcela para você!



Ofertas válidas
por tempo
limitado.
Confira as promoções
no site.






Quais as vantagens de ser assinante de VEJA?
Você recebe, toda semana,
a mais completa análise
sobre os fatos que marcam
o país e o mundo. Tem informações úteis
para sua carreira
e sua vida pessoal.

Além disso, só o assinante de VEJA acessa gratuitamente:
• Todas as áreas do VEJA ON-LINE, incluindo informações adicionais das reportagens publicadas na revista;

• Conteúdo integral da VEJA, Veja
São Paulo, Veja Rio e Especiais
a partir das 6 da manhã de sábado; • Arquivo da revista, desde 1997,
e busca de todas as imagens de
capa de VEJA desde 1968.
Uma fonte riquíssima de pesquisa
para toda a família;

• Seções de Educação, Saúde, Testes,
Em dia e edições especiais on-line.




Você está recebendo esta mensagem pois seu e-mail está cadastrado para receber Informações de Produtos e Parceiros do Terra. Caso seja de seu interesse interromper o recebimento destes e-mails com este conteúdo, envie uma mensagem para remover@informacao.terra.com.br
Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados

Infoline

Olho Brasileiro

Cientistas Africanos

Associação de Investigação Científica de Moçambique (AICIMO): divulga diversas oportunidades de Bolsas de Estudo
A todos os interessados em conhecer as oportunidades de Bolsas de Estudo sugiro que escrevam para aicimo@gmail. com , ou patricio.sande@ gmail.com, ou para mim, para enviar a vocês as bolsas que a AICIMO informa. Infelizmente a AICIMO não tem página na Internet, o que facilitaria muito a divulgação. Atenciosamente, Margarida

News Negra

Líder do movimento negro alerta para desaparecimento de bloco afro
Correio da Bahia - Salvador,BA, Brazil
Quem faz o alerta é Hamilton Borges, liderança do Movimento Negro da Bahia, que afirma ter visto muitos afoxés se perderem. “Os afoxés, com raríssimas ...
Veja todos os artigos sobre este tópico Atrizes negras ganham peso na corrida pelo Oscar
O Globo - Rio de Janeiro,RJ,Brazil
LOS ANGELES (Reuters) - Com Viola Davis e Taraji P. Henson disputando o Oscar de melhor atriz coadjuvante, este é um ano forte para as atrizes negras nos ...
Veja todos os artigos sobre este tópico Após charge relacionando Obama a macaco, procurador-geral dos EUA ...
O Globo - Rio de Janeiro,RJ,Brazil
No evento, comemorativo das lutas pelos direitos civis, no mês selecionado para relembrar a história dos negros no país, o procurador-geral, que equivale a ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
__._,_.___

contatos com a SSP RS

Contatos das Assessorias de Comunicação da SSP (CARNAVAL)
20/02/2009 15:22


Para facilitar e tornar mais ágil o trabalho dos profissionais de imprensa que buscam informações da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP/RS) e seus organismos vinculados (Polícia Civil, Brigada Militar, Instituto-Geral de Perícias e Superintendência dos Serviços Penitenciários), principalmente aos finais de semana e feriados, informamos os telefones celulares funcionais das respectivas assessorias, assim como fones convencionais e e-mails para outras demandas durante a semana.

Solicitamos aos profissionais da mídia para que busquem sempre com as assessorias a intermediação das demandas junto às fontes de cada instituição. Ressaltamos também que ao pé da página inicial do site da SSP ( www.ssp.rs.gov.br ), no banner Cadastre-se, pode ser efetuado o registro para recebimento do mailing diário de notícias da Secretaria.

SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA ( www.ssp.rs.gov.br )
Coordenador de Comunicação: Jornalista Amilton Belmonte (em férias) atende a Relações Públicas Amanda Ferreira.
Fone: (51) 3288-1919/3288-1994 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celular funcional: (51) 8445-8670
e-mail: comunicacao@ssp.rs.gov.br

POLÍCIA CIVIL ( www.pc.rs.gov.br )
Coordenador de Comunicação: Delegada Patrícia Tolotti Rodrigues
Fones: (51) 3288-2380/3288-2381 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celulares funcionais: (51) 8445-9454 e 8445-9748
e-mail: imprensa@policiacivil.rs.gov.br

BRIGADA MILITAR ( www.brigadamilitar.rs.gov.br )
Coordenador de Comunicação: Tenente-Coronel Valmor Araújo de Mello
Fones: (51) 3288-2930/3288-2932 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celulares funcionais: (51) 8501-6577 e (51) 8501-6575
e-mail: pm5-imprensa@brigadamilitar.rs.gov.br

SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS ( www.susepe.rs.gov.br )
Assessor de Imprensa: Jornalista Marco Antonio Vieira
Fone: (51) 3288-7285/3288-7289 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celular funcional: (51) 8443-6887
e-mail: imprensa@susepe.rs.gov.br

INSTITUTO-GERAL DE PERÍCIAS ( www.igp.rs.gov.br )
Assessor de Imprensa: Jornalista Maria da Graça Kreisner
Fone: (51) 3288-5165 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celular funcional: (51) 8445-8627
e-mail: comunicacao@igp.rs.gov.br

tragédia se repete


05 de março de 2009 | N° 15898AlertaVoltar para a edição de hojeMORTES NA MADRUGADA
A trágica rotina na busca por saúde
Micro-ônibus que levava pacientes de Sobradinho para Porto Alegre bateu em caminhões, matando oito pessoas
Pela segunda vez em cinco meses, um grupo de gaúchos que cruzava o Estado em busca de atendimento médico teve a viagem interrompida por uma tragédia no trânsito.

O desastre ocorrido às 4h40min de ontem na rodovia Santa Cruz do Sul-Tabaí (RSC-287), em Venâncio Aires, resultou em oito mortos quando o micro-ônibus em que viajavam bateu em dois caminhões – reproduzindo as circunstâncias e o exato número de vítimas de outro acidente, que abalou o Estado na madrugada de 25 de setembro.


Em vídeo, o depoimento de parentes das vítimas e dos sobreviventes do acidente

Nas duas ocasiões, as ambulâncias improvisadas levavam amigos, vizinhos e conhecidos de uma mesma cidade em busca de atendimento. Em setembro, também de madrugada, o veículo saído de Santa Vitória do Palmar bateu contra um caminhão e deixou oito mortos e 16 feridos. Ontem, o dia ainda não havia clareado quando o auxiliar de serviços gerais e passageiro no micro Valdecir Stein, 32 anos, foi despertado de um sonho por um estrondo repentino e uma chuva de cacos de vidro sobre o corpo. Uma criança chorava.


Gráfico 3D mostra reconstituição de como teria sido a tragédia

– Eu não estava entendendo nada. Saía fumaça para todo lado e todos começaram a gritar – contou o sobrevivente.

Os 14 passageiros do veículo seguiam de Sobradinho, no Vale do Rio Pardo, em direção a Porto Alegre, conduzidos pelo motorista Tarcilo José Homrich, 50 anos, onde fariam consultas, exames e cirurgias em hospitais e clínicas. Homrich, um dos mortos, era motorista da prefeitura. Fora vereador em Sobradinho e chegou a chefiar o município por 15 dias. Era conhecido na cidade como “Chato”, por ser meticuloso e regrado, e considerado por colegas um bom motorista.

Quando o micro-ônibus parou, Stein percebeu que quase todo o lado esquerdo do veículo estava destruído – não havia mais janelas, e muitas pessoas estavam desacordadas e espremidas entre o que restava das poltronas e ferros retorcidos. Assustado, o morador de Sobradinho que planejava fazer uma cirurgia nas mãos no Hospital da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) decidiu pular para fora, mesmo sentindo uma dor lancinante na perna esquerda.

No acostamento da RSC-287, na altura do km 80, Stein se deu conta da gravidade do acidente. Levou as mãos à cabeça e pensou em pedir ajuda. Não teve tempo. Em minutos, um caminhão boiadeiro, do tipo Scania, apareceu no horizonte, em meio à neblina.

– Eu fiz sinal para o motorista. Levantei as mãos, pulei, fiz de tudo para que ele visse a gente e tivesse tempo de desviar – relatou Stein.

Enquanto isso, o condutor do Mercedes-Benz L1620, Darlan Damir Rigo, 28 anos, que acabara de bater no micro e tombar em um matagal às margens da rodovia abria a porta do caminhão e olhava para trás, atônito:

– Eu estava atordoado. Não sabia bem o que tinha acontecido. Lembro que estava andando devagar, a 60km/h, quando vi o micro-ônibus em cima de mim. Não consegui evitar a batida.

Como Rigo, o motorista do boiadeiro que agora se aproximava do micro-ônibus, Carlos Augusto Saraiva, 45 anos, também foi surpreendido. Ao ver o veículo de Sobradinho estancado na rodovia, puxou o volante para a esquerda, rumo à pista contrária. Foi surpreendido mais uma vez.

– Não dava para acreditar. Um caminhão-baú vinha na minha direção. Só consegui pensar que daria para passar entre ele e o micro-ônibus e fui em frente – relembrou Saraiva.

Não deu. O boiadeiro acabou batendo, de leve, na lateral esquerda do Ford Cargo conduzido por Aldair Tozin, 39 anos. Com isso, foi rebatido para cima do micro-ônibus. Quando tudo acabou, o cenário lembrava uma guerra. Sob o Scania, uma criança agonizava. Era o pequeno Maiquilian Rodrigues, três anos, que sofria de problemas nos rins e nos testículos, e faria um exame renal no Hospital Santo Antônio às 13h30min.

Na noite anterior, ele havia exibido orgulhoso para o pai a roupa nova que havia ganhado da mãe, Laurilei Aparecida Pereira, 36 anos, para a viagem. Laurilei, dona de casa, acompanhava o filho com esperança de encontrar a cura na Capital. Os vizinhos a consideravam uma mulher otimista e confiante no futuro. Mais tarde, o pai e marido, o servente de obras Valdir Rodrigues, 40 anos, teria a difícil tarefa de reconhecer os corpos na Capela Mortuária Paul Harris, em Venâncio Aires. Saiu de lá chorando. Encostou-se em um pilar, começou a esmurrar o concreto e a se lamentar:

– Meu Deus... como é que vou entrar em casa sabendo que a minha família não está lá? O meu menino nem teve chance de saber o que é a vida.

Não foi o único caso em que mãe e um filho perderam a vida no acidente. Laura Hermes, 67 anos, tinha uma consulta às 7h no Hospital da PUC para buscar o resultado da biópsia de um tumor no seio. Era acompanhada pela filha Eliane Hermes, 47 anos, secretária de Educação de Sobradinho entre 2001 e 2004. Eliane era solteira e não tinha filhos. Ambas morreram.

As tragédias familiares resultantes do acidente ainda deixaram dois órfãos. Alan Ecke, 21 anos, e André, 22, perderam pai e mãe: a operária de uma fábrica de calçados Vera Lucia de Almeida Ecke, 43 anos, que seguia viagem em busca de uma consulta com um traumatologista em uma clínica na Rua dos Andradas, e o caminhoneiro Ari Ecke, 50 anos, que a acompanhava. Segundo Alan, o pai chegou a cogitar com Vera a possibilidade de adiarem a viagem.

Completa a lista de vítimas Antonio Foesch, 55 anos, que tinha consulta de uma especialidade não-informada na Santa Casa. Era agricultor, viúvo e deixou duas filhas órfãs devido a mais um acidente a atingir as rotas da ambulancioterapia no Estado.

– Eu fui o primeiro a chegar. Vi as pessoas implorando por socorro. Havia destroços para todo lado. Foi o acidente mais grave que já vi – desabafou o soldado Sandro Medeiros Gonçalves, 34 anos, do posto rodoviário da Brigada Militar de Santa Cruz do Sul.

A identificação das vítimas terminou no final da manhã, e no começo da tarde os corpos foram levados para necropsia no Instituto Médico Legal de Santa Cruz do Sul. Às 15h30min, foram levados para os velórios em Sobradinho, na última etapa da fúnebre viagem de volta para casa.




Os feridos
> Abelardo Rodrigues de Freitas, 66 anos – Teve arranhões. Atendido e liberado
> Luiz Carlos Feck, 39 anos – Internado em estado regular no Hospital Santa Cruz, em Santa Cruz do Sul
> Doraci de Brito Rodrigues, 45 anos – Com fraturas no tórax, foi internada em estado regular na UTI do Hospital Bruno Born, em Lajeado
> Geneci de Matos, 46 anos – Internada em estado gravíssimo na UTI do HPS de Porto Alegre
> João Vitor Monteiro, três anos – Com escoriações na face e nas pernas, foi internado em estado regular na Casa de Saúde Doutor Sebastiany, em Sobradinho
> Neli de Brito Monteiro, 38 anos – Passou por cirurgia e foi internada em estado regular no Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires

> Valdecir Stein, 32 anos – Sofreu ferimentos leves, foi atendido e liberado
ZERO HORA.com
> Veja imagens do drama na RSC-287
> Preste sua homenagem às vítimas
Fonte: Zero Hora

Entrevista com a Vereadora Sofia Cavedon

Entrevista com a Vereadora de Porto Alegre Sofia Cavedon (Continuação)
Sofia: - Comparar o nosso tempo pelo menos na retórica com a Idade Média, com a Idade da Pedra não tinha-mos os valores de vida, de preservação de vida, que pelos menos nós temos hoje na teoria e acho que a vida e de democracia, são valores muito modernos da contemporaneidade que a gente não se dá conta quanto à gente na vivência na escola a gente reproduz na escola, a verdade a sociedade da competição, da eliminação, da classificação, ingenuamente os professores não se dão conta, que a gente não trabalha com as novas gerações esses valores nós todos repetimos como verdade então democracia todos sonhamos, mas fomos criados nossa geração toda em 20 anos de ditadura não aprendemos a exercê-la no dia a dia. Democracia a escola como pedaço do público, o braço do público, escola pública eu dissia para os educadores é uma parte do Estado Público porque vocês se indignam os políticos querem ver nesse Estado Público, querem ver transparência querem ver respeito as eleitor, querem ver uma prioridade e aplicação dos recursos, para a qualidade de vida e para inclusão, os que vocês acham, qual a nossa parte nesta fatia para fazer isso enquanto servidores do serviço público então aí vêm à decorrência do debate que a gente fez, como se democratiza a educação como se garante a educação para todos que é direito, como garante uma educação que respeite profundamente esse.
(continua na próxima edição)
Reportagem de Paulo Furtado
http://jornalnegritude.blogspot.com
http://paulofurtado.blog.terra.com.br

Problema do Feijão

Em ofício ao Secretário da Fazenda e manifestação na tribuna da Assembléia, o deputado Francisco Appio denunciou a exagerada tributação do feijão gaúcho. Apontou a pauta de R$ 160,00 a saca de 50 kg como injusta e irreal pois o feijão está sendo comercializado entre 70 e 80 reais, com alíquota de 12%, bem superior a alíquota de comercialização em Santa Catarina que é de 1% com pauta ajustada à realidade.



Clique aqui e leia na íntegra o pronunciamento que também abordou a crise das máquinas agrícolas, a qualidade dos combustíveis e a abertura da colheita da maçã.





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Grão Agrícola

Brick Cabral

Brick do Cabral

O Boticário



O Boticário
Rua: Marechal Floriano,405
Tel: (54)3231-3520
Vacaria/RS
http://www.oboticario.com.br

Giru's Confecções


Temos para bem lhe atender:

- Camisetas;
- Abrigos;
- Uniformes profissionais, escolares e esportivos;
- Calças e jaquetas jeans;
- Calças social masculino e feminina;
- Moletons;
- Blusões e básicas de lã
- Blusinhas;
- Tocas e luvas de lã;
- Jaquetas de fibra;
- Roupas íntimas;
- Pijamas;
- Meias e cintos;
- Conjuntos adultos e infantis;
- Bolsas;
- Artigos para presentes e tantos outros itens...


Nosso endereço

Rua XV de Novembro, 866,
Centro de Vacaria, RS.
Em frente à Loja Macedônia e perto do Bortolon Centro Comercial
Fone: (54) 3232 – 7347

Será uma honra receber sua visita