Rádio WNews

sexta-feira, 13 de março de 2009

Prefeitura corrige distorção salarial

PREFEITURA CORRIGE DISTORÇÃO SALARIAL COM CATEGORIAS DE MENOR RENDA


Atendendo a uma antiga reivindicação do funcionalismo municipal, que se arrastava por 9 anos, foi aprovada ontem, pela Câmara de Vereadores, e será sancionada pelo prefeito municipal, Elói Poltronieri, a Lei N° 2753/2009, que institui o básico das categorias.
A lei, regulariza a situação existente e passa o vencimento básico de 1 piso (R$ 339,67) para 1,368 pisos (R$ 464,66), que inside sobre todas as vantagens.
São beneficiados 185 funcionários de três categorias: merendeiras, auxiliares de serviços e de higienização. O pagamento será retroativo ao mês de fevereiro.


Data: 12/03/2009




Voltar



Prefeitura de Vacaria - RS
Rua Ramiro Barcelos, 915 – Centro
CEP: 95200-000 - Fone: (54) 3232 1176
Desenvolvido por SIX Interfaces

Folego para o Esporte de Vacaria RS

ESPORTE COM FÔLEGO NOVO EM VACARIA
Foto: Jonatas Campos


Na quarta-feira, dia 11 de março, às 19h, o prefeito municipal Elói Poltronieri, e o secretário de Cultura, Esporte e Lazer Leandro Augusto da Costa, reinauguraram o ginásio do bairro Vitória. Agora, com o nome de Ginásio Municipal de Esportes Soldado Osmarino Braga, o local teve a quadra revitalizada com pintura nova, reparos na iluminação e vestiários, e colocação de vidros.
No evento, que contou com a presença da comunidade local e autoridades do Executivo e Legislativo, foram realizados jogos de futebol com time da Administração e bairro Vitória, e vôlei.


Data: 12/03/2009



Foto: Jonatas Campos

Foto: Jonatas Campos

Foto: Jonatas Campos


Voltar



Prefeitura de Vacaria - RS
Rua Ramiro Barcelos, 915 – Centro
CEP: 95200-000 - Fone: (54) 3232 1176
Desenvolvido por SIX Interfaces

Poesia na Praça de Vacaria RS

POESIA NA PRAÇA


Para comemorar a semana da mulher e oportunizar à população de Vacaria, através da poesia, acesso às diversas manifestações culturais, sociais e artísticas, as Secretarias Municipais de Educação e de Cultura, Esporte e Lazer, com parceria da CDL Vacaria, estão promovendo o projeto Poesia, um tesouro a descobrir. A atividade acontece de 2 a 14 de março com alunos das escolas municipais. Os estudantes participam com desenhos e poesias (pessoais ou de autores renomados) com o tema Mulher, que estão sendo expostas em diversos locais da cidade: ônibus, vitrines, biblioteca pública, postos de saúde e supermercados. O projeto encerra no próximo sábado (14), às 16h, com apresentação de poesias na praça, além de espetáculo da Companhia Municipal de Dança - Bailare.

Serviço:
Encerramento do projeto Poesia, um tesouro a descobrir.
Dia 14 de março, às 16h, em frente à Prefeitura Municipal.



Data: 12/03/2009








Voltar



Prefeitura de Vacaria - RS
Rua Ramiro Barcelos, 915 – Centro
CEP: 95200-000 - Fone: (54) 3232 1176
Desenvolvido por SIX Interfaces

Antena Tricolor

05.03.2009


Grêmio empata na abertura da Copa Fábio Koff
Confira o gol de Jonas na GrêmioTV.net
Em uma noite chuvosa em Porto Alegre, o Grêmio empatou em 1 a 1 com o Ypiranga de Erechim na abertura da Copa Fábio Koff que representa o segundo turno do Gauchão 2009.

O Tricolor volta a campo pelo Gauchão no próximo domingo, em Santa Cruz do Sul, enfrentando o Santa Cruz no estádio dos Plátanos com transmissão da Grêmio Rádio.

Mais informações




Campeão do Mundo na transmissão da Grêmio Rádio
China foi o comentarista da partida
O torcedor que não teve a oportunidade de estar no Estádio Olímpico na noite desta quinta-feira, pode acompanhar a partida do Tricolor com a equipe da Grêmio TV e Grêmio Rádio.

A jornada esportiva começou às 18h, com o programa Conversa Tricolor, transmitido diretamente da cabine 7 do Monumental. Márcio Neves comandou um bate-papo descontraído do Imortal, mostrando tudo o que envolve o pré-jogo de Grêmio x Ypiranga.

Mais informações


Presidente agirá com cautela e convicção
Comandante gremista falou na Grêmio Rádio
O presidente Duda Kroeff atendeu a imprensa após o jogo e praticamente aniquilou com qualquer boato que pudesse apontar uma saída do técnico Celso Roth.
“Como presidente do Grêmio, preciso agir com cautela, com calma, ter a cabeça fria, pensando no que é melhor para o Grêmio e não no que é melhor pra mim. O Melhor para o Grêmio é permanecer com o segundo melhor treinador brasileiro do ano passado e que a gente sabe que é sério, competente, trabalhador e quem pode trazer os melhores resultados para o Grêmio. A gente analisa trabalho e só trocaria o treinador se achasse que o trabalho dele ficou ruim. Não é apenas uma partida que vai definir”, disse Kroeff.

Mais informações


Seja sócio do Grêmio.
Mantenha as mensalidades em dia.







Se você não deseja mais receber o newsletter do Grêmio, clique aqui.

Lançado Concurso Amucser

Tamanho do texto: A- A+Lançado em Vacaria concurso Cidadão Amucser

Objetivo do projeto é intregrar as prefeituras da região

No evento estiveram presentes prefeitos e vice-prefeitos dos 11 municípios integrantes da Amucser.
Segundo a Presidente da Amucser e prefeita de Muitos Capões Mara Barcellos, destaca que o concurso é muito importante para promover a integração dos municípios e destacar os trabalhos realizados nas cidades.
O concurso Cidadão Amucser 2009 foi lançado juntamente com os trabalhos da promotoria de justiça de vacaria, que será responsável pela organização e sorteio dos projetos apresentados pelas prefeituras integrantes da Amucser.
Para o promotor de justiça Luiz Augusto Gonçalves Costa o projeto tem vários pontos positivos e será de extrema importância para os participantes, pois os projetos apresentados pelas prefeituras além de integrar irá promover o desenvolvimento na região.
No evento também foi realizado a palestra e jantar comemorativo ao Dia Internacional da Mulher com os palestrantes doutor Osvaldo Bortolon que ministrou a palestra “Amor Exigente” e a psicologia Dolores Bérti que falou sobre “Felicidade, Família e Trabalho”, com o objetivo de mostrar as mulheres a importância do dialogo na família e no trabalho.
Os ganhadores do concurso Cidadão Amucser 2009 serão divulgados em um jantar que será promovido pela associação dos municípios no final deste ano.

Rádio Fátima (Jornalismo), 13/03/2009, 09h30
« Voltar

Tá Doendo

Poa, 06/03/09 Bom dia! Recebi este texto de uma colega de escola. Achei-o interessante e decidi compartilhá-lo com você. Espero que gostes e tire alguma coisa boa desta texto. Desejo que tenhas um ótimo fim de semana. Beijos. Deise Nunes. Tá doendo?!? Então, solta!
Sabe quando você vive uma situação difícil, angustiante e que te incomoda? Quando você não sabe o que dizer, o que fazer ou como agir para que a dor passe ou ao menos diminua?
Pois vou te contar o que tenho descoberto, por experiência própria! Em primeiro lugar, observe a situação toda e, sobretudo, observe a si mesmo e os seus comportamentos.
Errou? Tente consertar e, de qualquer modo, peça desculpas!
Fez ou falou o que não devia? Explique-se, seja sincero, não tente esconder seu engano ou fingir que nada aconteceu... Valide a dor do outro, sempre.
Ta difícil conseguir uma nova chance? Dê um tempo. Espere... Às vezes, algumas noites bem dormidas e alguns dias sem a imposição de sua presença ou a insistência de suas tentativas são preponderantes para que os sentimentos bons sejam resgatados e para que um coração possa ser reconquistado.
Por fim, fez tudo isso e não deu certo? Não rolou? A pessoa até te perdoou, mas a massa desandou, a história se perdeu, os desejos esfriaram?!?
Você se sente inconformado, esmagado pelo arrependimento, atordoado pela tristeza do que poderia ter sido e não foi? Tem a sensação de que estragou tudo? Não sabe mais o que fazer para parar de doer? Acredite, só tem um jeito: solta!
A dor é conseqüência de um apego inútil! Deixa ir... Deixa rolar... Se você já fez o que podia fazer, tentou e não deu, confie na vida, confie no Universo e siga em frente. Pare de se lamentar, pare de se debater e de se perder cada vez mais, e tenha a certeza absoluta de que o que tiver de ser, será!
Quando essa certeza chega, é impressionante: a gente simplesmente relaxa e solta! E quando solta, a dor começa a diminuir, e a gente começa a compreender que está tudo certo, mesmo quando não temos a menor idéia de que "certo" é esse. Mas quando menos esperamos, tudo fica absolutamente claro!
Não se trata de desistir, mas de confiar! Isso é o que se chama "FÉ"! Isso é o que desejo a mim e a você, quando estivermos doendo

Essa é ótima

Poa, 06/03/09 Coitadinha......
Sem comentáriosBeijos.Deise Nunes. O estupro da prostituta........

Juíza pergunta para a prostituta:

"Quando vc percebeu que havia sido estuprada?"

A prostituta, secando as lágrimas diz:
"Quando o cheque voltou"KAkakakakakakakakaka !!!!!!!

Moisés, Jesus e Velhinho

Poa, 06/03/09 Divirta-se. Beijos. Deise Nunes. Estavam no campo de golfe: Moisés, Jesus e um velhinho... Bem velhinho.
Então Moisés colocou a bola de golfe no pino e deu a primeira tacada.

A bola foi para dentro de um lago. Moisés chegou à beira do lago e,
levantando o taco, as águas se abriram.

Ele entrou, deu a segunda tacada e a bola foi diretamente para o buraco.
Na vez de Jesus jogar, a bola também foi parar no lago, mas caiu sobre uma
folha de vitória-régia. Então, Jesus caminhou sobre as águas, foi até a
planta e deu a segunda tacada, mandando a bola para o buraco.
Aí foi a vez do velhinho. Ele chegou meio trêmulo para dar a tacada inicial.
A bola cruzou por cima do lago, voou para fora do clube de golfe, bateu na
carroçaria de um caminhão e começou a cair na direção de um riacho.
Nesse instante, um sapo a engoliu. O sapo estava prestes a pular no riacho,
quando um gavião agarrou-o com suas potentes garras.

Ao sobrevoar o campo de golfe, o gavião soltou o sapo que, ao cair,
bateu com o peito no chão e
cuspiu a bola de golfe diretamente no buraco.
Depois de acompanhar toda aquela cena, Moisés olha para Jesus e diz:
- Cara... É muito chato jogar golfe com o Teu Pai!

Operação em Vacaria RS

Brigada Militar e Polícia Civil realizam operação conjunta em Vacaria
12/03/2009 17:44


Nesta quinta-feira, (12), às 7h30min, na Rua Nilo Peçanha, bairro Petrópolis, em Vacaria, policiais militares do Pelotão de Operações do 10º Batalhão de Policia Militar e com a participação de policiais civis, realizaram uma operação em conjunto, no cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela comarca da cidade, com intuito de apreender armas de fogo, drogas e objetos de procedência ilícita.

Durante a operação, os policiais militares e civis detiveram nove pessoas, sendo que apenas cinco delas foram indiciadas por tráfico de entorpecentes, sendo que, das demais foram tomados os depoimentos de praxe e liberadas.
Foram apreendidos três tijolos de maconha totalizando 1,443 gramas, três pedras grandes de crack pesando 150 gramas, 21 pedras de crack, prontas para serem comercializadas e a quantia de R$ 988,10 em dinheiro, além de outros equipamentos eletrônicos como televisão, aparelho de som, rádio para carro, duas jaquetas de couro e um botijão de gás vazio.

As pessoas presas foram identificadas como J.O.O, de 23 anos, R.S.S, 23 anos, C.S.S, de 18 anos, D.O.M, de 18 anos e T.P.M, de 21 anos.

Tanto a Brigada Militar quanto a Polícia Civil, já vinham monitorando o local, devido ao grande número de ocorrências verificadas nas proximidades da Estação Rodoviária.

Fonte: PM5-Imprensa/BM

Sábado Resistente

NÚCLEO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA POLÍTICA





Sábado Resistente

Data: 14 de Março de 2009, das 14h às 18h

Local: Memorial da Resistência - Largo General Osório, 66 - Luz

São Paulo










CELEBRA A MEMÓRIA E DIGNIDADE DE UMA EX-PRISIONEIRA POLÍTICA E DE SUAS COMPANHEIRAS





Dando inicio à Programação dos Sábados Resistentes para 2009, e em uma homenagem especial às mulheres resistentes, o Núcleo de Preservação da Memória Política do Fórum Permanente dos Ex-Presos e Perseguidos Políticos de São Paulo promoverá a leitura dramática da peça:





DIALÓGO PARA UM SÓ PERSONAGEM

De autoria da ex-presa política Ana Mércia Silva Roberts





A obra, que será lida pela atriz Ondina Castillo com a direção de Sérgio Salvia Coelho, narra a história de uma das vítimas da repressão violenta e grotesca da ditadura brasileira, em sua lenta volta à "normalidade". A narradora, vinte e três anos após ter sido torturada, finalmente recobra a voz. Como se estivesse em um palco e falasse a seu torturador, ela desenterra suas memórias. Com tristeza, dor e muita raiva contida, ela ultrapassa décadas de silêncio com voz baixa, talvez, mas firme. E sorri.



Duração da leitura: 50 minutos




--------------------------------------------------------------------------------


--
cesarcavalc@gmail.com

-----Anexo incorporado-----

_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Gilmar Mendes

Carta O Berro.........................................................................repassem.(Clique nos textos em azul para saber mais) Um retrato de Gilmar Mendes
A foto bem-apessoada acima (ver no blog) está na galeria de presidentes do site do Supremo Tribunal Federal. Trata-se do ministro Gilmar Ferreira Mendes, 52, mato-grossense de Diamantino que já passou por vários cargos importantes até galgar ao escalão máximo dos juristas – e conceder dois habeas corpus em menos de uma semana ao banqueiro Daniel Dantas.

É o retrato dele que vou traçar agora. Nem sempre bem-apessoado, como veremos.

Impeachment

Na sexta-feira passada, sindicalistas da CUT protocolaram pedido de impeachment de Gilmar Mendes no Senado.

Antes disso, um abaixo-assinado virtual, escrito por alguém que se identifica como Luiz Augusto Barroso, exige a mesma coisa:

"Nós, cidadãos brasileiros, estarrecidos pelos acontecimentos da última semana, quando vários criminosos, entre eles DANIEL DANTAS, foram liberados graças à intervenção do Ministro GILMAR MENDES, do Supremo Tribunal Federal, exigimos a saída do Ministro GILMAR MENDES DO STF".

Ainda antes, 42 procuradores da República, mais de 100 juízes federais e a associação de delegados da Polícia Federal protestaram contra decisões de Gilmar Mendes durante a Operação Satiagraha.

Disseram os primeiros:

"As instituições democráticas brasileiras foram frontalmente atingidas pela decisão liminar que, em tempo recorde, sob o pífio argumento de falta de fundamentação, desconsiderou todo um trabalho criteriosamente tratado nas 175 (cento e setenta e cinco) páginas do decreto de prisão provisória proferido por juiz federal da 1ª instância, no Estado de São Paulo.

As instituições democráticas foram frontalmente atingidas pela falsa aparência de normalidade dada ao fato de que decisões proferidas por juízos de 1ª instância possam ser diretamente desconstituídas pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal, suprimindo-se a participação do Tribunal Regional Federal e do Superior Tribunal de Justiça. Definitivamente não há normalidade na flagrante supressão de instâncias
do Judiciário brasileiro, sendo, nesse sentido, inédita a absurda decisão proferida pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal.(... )"

Disseram os segundos:

"Nós, juízes federais da Terceira Região abaixo assinados, vimos mostrar, por meio deste manifesto, indignação com a atitude de Sua Excelência o Ministro Gilmar Mendes, Presidente do Supremo Tribunal Federal, que determinou o encaminhamento de cópias da decisão do juiz federal Fausto De Sanctis, atacada no Habeas Corpus n. 95.009/SP, para o Conselho Nacional de Justiça, ao Conselho da Justiça Federal e à Corregedoria Geral da Justiça Federal da Terceira Região.(...)"

Disseram os últimos:

"A Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) manifesta sua indignação quanto à nova decisão do ministro Gilmar Mendes que determinou a soltura do Senhor Daniel Valente Dantas, em desacordo com a jurisprudência dominante, que autoriza a prisão preventiva no caso de prejuízo à instrução criminal, e com supressão de instâncias do Poder Judiciário.

Referida decisão desprezou o esforço desenvolvido pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal, bem como a criteriosa análise da legalidade e adequação realizadas pelo Juízo de primeira instância, quando da determinação da prisão preventiva do Senhor Daniel Valente Dantas.

(...) É inadmissível que à Polícia Federal, responsável por trabalhos conjuntos com o Ministério Público e o Poder Judiciário, norteados para a desejada e tempestiva mudança de um sistema historicamente focado à prisão de criminosos desassistidos, seja atribuída a pecha de ‘canalhas’ e ‘gângsters’.

A contrário senso, investigados pelo desvio de bilhões de reais dos cofres públicos, inclusive com a tentativa de suborno de Delegado de Polícia Federal, são tratados com beneplácito."

Polêmicas

"Canalha" e "gângster" são só dois dos adjetivos polêmicos usados por Gilmar Mendes ao longo de sua vida de jurista. No ano passado, rebatendo a divulgação pela PF de dados relacionados à Operação Navalha, Mendes acusou a corporação policial de empregar métodos "fascistas" e de cometer "canalhice" (semelhança com o caso recente não é mera coincidência) . Já disse, durante discussão com o também ministro do Supremo Joaquim Barbosa que ele não podia "dar lição de moral", porque "não tem condições". Que os procuradores oferecem "denúncias ineptas" e os magistrados têm "covardia institucional" ao recebê-las.

Em reportagem intitulada "Polêmico, Mendes acumula atritos com Poder Judiciário", publicada em dezembro de 2001, o repórter da Folha de S.Paulo Wladimir Gramacho assim escreveu sobre o então advogado-geral da União: "Ao defender os interesses do governo, o "juridiquês" de Mendes incorporou termos como "manicômio judiciário", na luta pelo fim da greve nas universidades, "autismo dos juízes", na privatização do Banespa, e "censura prévia", quando sugeriu que os ministros do Supremo Tribunal Federal não falassem mais em off." Na mesma reportagem, ele é descrito por Osíris Lopes Filho, ex-secretário da Receita Federal, como "cão da ditadura".

Se ele foi cão da ditadura, é difícil saber por quê. Naquela época ele ainda não havia entrado no mundo da política, tendo ficado estudando Direito (bacharelado, dois mestrados e um doutorado) entre 1973 e 1990, no Brasil e na Alemanha. Depois disso, tornou-se professor de Direito Constitucional da UnB.

Ou melhor, um pouco antes, entre 1985 e 1988, atuou como procurador da República. Anos mais tarde, incitaria o ódio dos colegas procuradores por ter apoiado a redução do poder de investigação do Ministério Público. Isso, quando era ainda assessor técnico do Ministério da Justiça na gestão de Nelson Jobim, entre 1995 e 1996.

Foi ele que redigiu o projeto de lei que pedia a redução das férias dos procuradores de dois meses a um mês por ano e – ulalá! – queria que os procuradores do Executivo não fossem impedidos de obter promoções. Na época, essa mudança beneficiaria apenas a ele e a outros dois procuradores que o assessoravam. Mas voltaremos a supostos desvios éticos em poucos parágrafos.

Juristucano

Antes de ocupar esse cargo estratégico no governo FHC, Mendes foi adjunto da Subsecretaria Geral da Presidência da República (1990-1991) e consultor-jurí dico da Secretaria Geral da Presidência da República (1991-1992), quando defendia o ex-presidente Fernando Collor de Melo junto ao órgão que hoje preside. Entre 1993 e 1994, foi assessor técnico na relatoria da revisão constitucional na Câmara dos Deputados.

Depois de trabalhar com Jobim, continuou galgando degraus na era FHC, quando foi subchefe para assuntos jurídicos da Casa Civil (1996-2000).

Até que, em 2000, foi convidado ao cargo de advogado-geral da União, onde permaneceu até o fim do segundo mandato de Fernando Henrique. Retribuiu a gentileza defendendo intransigentemente seu padrinho político – muitas vezes, como já vimos, polemizando com a Justiça, o Ministério Público e com advogados renomados.

Segundo reportagem desta segunda-feira na Folha de S.Paulo, ele teve grande apoio de outros tucanos para conseguir ter sua indicação ao STF aprovada pelo senado: "Dos 11 ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) em atividade, Gilmar Mendes foi o que mais sofreu contestação para assumir o cargo. Foram 15 votos contrários durante a análise de sua indicação pelo plenário do Senado – o triplo de rejeição que sofreu o segundo colocado, ministro Eros Grau, com cinco reprovações. (...) Registros do Senado mostram que a base de apoio ao governo tucano se mobilizou para garantir aprovação do de Mendes para o cargo. Diferente do usual no caso de indicação de autoridades, o quórum da sessão foi alto, com 72 dos 81 senadores presentes. Os governistas garantiram 57 votos favoráveis contra os 15 contrários."

Não é à toa que o colunista Elio Gaspari o batizou de "juristucano" em artigo publicado em agosto de 2000. Foi indicado ao Supremo por Fernando Henrique em junho de 2002 para ocupar a vaga aberta pela aposentadoria do ministro José Néri da Silveira. Então com 46 anos, foi o ministro mais jovem do STF, superando a ministra Ellen Gracie (então com 54).

Ética?

Indignado com a indicação, o advogado e professor da Faculdade de Direito da USP Dalmo de Abreu Dallari escreveu o artigo "Degradação do Judiciário", publicado na Folha de S.Paulo em 08/05/2002.

Dizia: "Se essa indicação vier a ser aprovada pelo Senado, não há exagero em afirmar que estarão correndo sério risco a proteção dos direitos no Brasil, o combate à corrupção e a própria normalidade constitucional" .

Um dos argumentos usados por Dallari para previsão tão forte foi de que Mendes havia sido antiético: "Revelou a revista 'Época' (22/4/ 02, pág. 40) que a chefia da Advocacia Geral da União, isso é, o dr. Gilmar Mendes, pagou R$ 32.400 ao Instituto Brasiliense de Direito Público – do qual o mesmo dr. Gilmar Mendes é um dos proprietários- para que seus subordinados lá fizessem cursos. Isso é contrário à ética e à probidade administrativa, estando muito longe de se enquadrar na 'reputação ilibada', exigida pelo artigo 101 da Constituição, para que alguém integre o Supremo."

À época, um procurador questionou "451 contratos firmados, sem licitação, entre a Advocacia Geral da União, quando Gilmar era o titular do órgão, e o Instituto Brasiliense de Direito Público, do qual é citado como sócio cotista, permitindo que subordinados da AGU freqüentassem cursos naquela empresa privada à custa do erário", como informou Frederico Vasconcelos em 22/03/2007.

Gilmar Mendes rebateu dizendo que se trata de uma atividade regular, declarada no Imposto de Renda e, segundo ele, informada à Comissão de Ética Pública e ao TCU.

No dia 10 de dezembro do ano passado, o ministro Gilmar Mendes lançou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da USP, em São Paulo, o livro Curso de Direito Constitucional, escrito por ele em parceria com dois professores do Instituto, que o editou juntamente com a Editora Saraiva. Curiosamente, no dia 30 de março último, quando ele voltou a lançar seu livro em Curitiba, ele lamentou "a atual situação política em que está a Casa Civil, com a ministra Dilma Roussef envolvida em denúncias de vazamento de dados sobre o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso", conforme reportagem de Júlio César Lima em O Estado de S. Paulo. Não sei se o ministro está aproveitando o cargo para promover seu livro e o Instituto.

O que eu sei é que esse pai de dois filhos não só foi empossado ministro como se tornou presidente do STF em 23 de abril deste ano, ficando nessa condição até 2010. Depois disso, tem até 30 de dezembro de 2025, quando completará 70 anos de idade, para se aposentar do Supremo.

E, até lá, quantos Daniel Dantas serão liberados? O sorriso enigmático da foto acima – coisa meio Monalisa – não responde.

07.2008 AbraçosCristiano Fádelwww.cristianofadel. com.br
-----Anexo incorporado-----

_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Fim de Semana


Poa, 13/03/09 Bom dia!!! Desejo que tenhas um excelente fim de semana. Beijos. Deise Nunes.