Grêmio 1 x 0 Botafogo

Grêmio 1 x 0 Botafogo
Libertadores 2017

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

NPC







Notícias do NPC


Alunos do NPC em Arraial e outros moradores realizam assembleia para criação da Rádio Comunitária do município

No dia 31/10, às 18h, será realizada a Assembleia de criação da Rádio Comunitária de Arraial do Cabo. A assembleia está sendo convocada pela Associação Cabista de Comunicação Popular (ACCP), criada em setembro e formada por alunos do curso de comunicação comunitária promovido pelo NPC na cidade. O objetivo é envolver todos os moradores da cidade na construção de um espaço democrático de comunicação, que tem como objetivo “dar oportunidade para difusão de idéias, elementos de cultura, tradições e hábitos sociais da comunidade”, “oferecer mecanismos à integração” e “abrir espaço para um debate plural e democrático”.


Na ocasião será lançado, ainda, o quinto número do jornal O Cabistão, produzido pelos jovens cabistas. Nessa edição, notícias sobre a cultura local, levantamento de alguns “causos” de pescadores, panorama da educação na cidade a partir de uma entrevista com o secretário de educação, artigo sobre o Porto do Açu, de Eike Batista, nota sobre Honduras e uma visita ao distrito de Figueira.


A equipe lança também, no dia 31, uma campanha de solidariedade, para arrecadar material escolar, roupas e sapatos para alunos e alunas das escolas públicas da cidade.



Já saiu a Agenda do NPC 2010







A agenda do NPC de 2010 está à venda em nossa sede. O tema da agenda são as Lutas dos Trabalhadores no Brasil no século 20. Ela contém mais de 800 notícias da história dos movimentos da esquerda brasileira, como greves, assembleias, congressos, passeatas, manifestações, criação de jornais e revistas, lançamentos de livros etc. O principal objetivo da Agenda do NPC é incentivar a estudar mais e a saber mais para, assim, conhecer melhor a história do país para dela tirar lições positivas ou negativas. Ao mesmo tempo, cumpre um importante papel de preservação da nossa memória.


Os interessados em adquirir um ou mais exemplares devem entrar em contato com o NPC pelos telefones 2220-5618 e 2220-4895, ou então pelos e-mails boletimnpc@uol.com.br e boletimnpc@terra.com.br.


Lembramos que a tiragem da agenda é pequena, apenas mil exemplares. Destes, 500 já foram vendidos. Ou seja, tem que comprar com a primeira parcela do 13º salário.




A Comunicação que queremos


Anticurso de jornalismo da revista Caros Amigos





Nos dias 7, 8, 14 e 15 de novembro, dois finais de semana, a revista Caros Amigos promove, em São Paulo, seu 3° Anticurso de jornalismo. As inscrições podem ser feitas até o dia 5/11. Os temas são: o jornalismo e a conjuntura internacional; o olhar da periferia sobre a comunicação; jornalismo alternativo e contra-hegemônico; jornalismo literário; mídia e criminalização dos movimentos sociais, indústria cultural, além de outros assuntos. Participam das mesas Igor Fuser, Ferréz, Tatiana Merlino, Hamilton Octavio de Souza, Renato Pompeu, Miguel Stédile e outros.



Confira a programação completa e saiba como se inscrever na página http://carosamigos.terra.com.br/index_site.php?pag=revista&id=&iditens=379



Entre a morte e a escravidão em Campos: artigo de Leandro Uchoas no Brasil de Fato

A imagem enegrecida já não chocava mais. Era natural na altamente poluente fuligem de cana que se apegava a seu corpo todos os dias, desde a infância precoce. Também o foram as mãos carcomidas e o rosto sofrido durante mais de quatro décadas. Mas, dessa vez, Cristina Santos havia morrido. Fora engolida pelas chamas das queimadas nos canaviais nos quais ela viveu quase toda a sua vida. O fogo que consome a cana, agride os céus e inferniza o cotidiano dos trabalhadores foi ateado, no distrito de Ponta Grossa dos Fidalgos, em plena luz do dia. A morte de Cristina nada tem de ineditismo, exceto sua revelação. Outros casos se dão com frequência na triste planície de Campos dos Goytacazes. Raramente se tornam conhecidos, no entanto. Essas histórias, como tantas outras da região, parecem saídas dos livros de história do período colonial. Só que não são.

[Para ler a matéria de Leandro Uchoas, assine Brasil de Fato]





Proposta de Pauta


Sobre o MST e a Cutrale





Você sabia que a CUTRALE não é dona daquele mundão de terras que o MST ocupou, onde estão plantadas as laranjas? Você sabe quando a Cutrale passou a se dizer dona daquelas terras? Você sabe o que são "terras devolutas", "terras do domínio público", "terras griladas"? Será que a concentração de terras e de riqueza não são uma terrível violência? Por que a mídia empresarial se cala em relação a esse tema, e demoniza qualquer atitude do MST? E mais... quem destruiu tratores, peças e pertences dos trabalhadores daquela fazenda? Quem provou?



Todos os jornais alternativos, populares e sindicais podem tratar dessas questões, para não deixar que o Jornal Nacional, a Folha, o Estadão e a Veja façam a cabeça de milhões e milhões...




Anvisa faz nova apreensão de agrotóxico irregular na Syngenta

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fez uma nova apreensão de agrotóxico adulterado numa grande indústria. Dessa vez, a fiscalização interditou a linha de produção e apreendeu cerca de 150 mil litros do agrotóxico Priori Xtra (azoxistrobina + ciproconazole) adulterado na fábrica da sueca Syngenta, em Paulínia (SP). [Fonte: SpalhaFatos- Boletim do Sinpaf]



Intoxicação por agrotóxicos é 300% superior ao número oficial

O último Censo Agropecuário divulga, pelo menos, 25.008 casos de intoxicação por agrotóxicos no país. O número é 300% superior ao das notificações oficiais. Em 2006, ano do Censo, o Sistema Nacional de Informações Toxico Farmacológicas (Sinitox), da Fundação Oswaldo Cruz, registrou 6.297 contaminações. Em 2007, foram 6.260, a maioria ligada ao trabalho. Também nesse ano, 209 pessoas morreram intoxicadas por agrotóxicos. Os números foram divulgados em matéria do jornal O Globo, de ontem (25/10). [Fonte: SpalhaFatos- Boletim do Sinpaf]



Comunidades são ameaçadas de despejo no Rio por causa das Olimpíadas

A escolha do Rio de Janeiro para ser cidade sede das Olimpíadas de 2016 não foi comemorada com tanto entusiasmo por todos os cariocas. Moradores da comunidade Vila Autódromo, na Barra da Tijuca, denunciaram ao BoletimNPC a ameaça de expulsão e demolição de casas para serem realizadas as obras para o grande evento esportivo. “Muitos torceram pela vitória do Brasil. Sabíamos que estariam torcendo pelo nosso próprio sofrimento”, comentou Jane Nascimento, ex-aluna do curso de comunicação comunitária do NPC e moradora da Vila Autódromo. Jane conta que ficou sabendo sobre os planos de remoção a partir de declarações do prefeito do Rio, Eduardo Paes, à imprensa. Em entrevista coletiva, logo após o anúncio de que o Rio será sede dos Jogos Olímpicos de 2016, Paes afirmou que a comunidade da Vila Autódromo será removida para ser construído o Centro de Mídia para o evento.



Está prevista uma reunião no Ministério Público do Rio para o dia 4 de novembro, às 19h. O objetivo é ouvir os anseios e as preocupações dos moradores de comunidades, normalmente ameaçados de expulsão pelo poder público e com receio de que aumente a pressão por conta das Olimpíadas.




De Olho Na Mídia


Rede Globo alterou com estratégias técnicas a realidade do movimento grevista da década de 1970 para criminalizá-lo

Continua bastante atual o tema da dissertação de mestrado A Construção do Silêncio: A Rede Globo nos Projetos de Controle Social e Cidadania (1970 / 1980), defendida por Sônia Maria Wanderley, na UFF, em 1995. Na pesquisa, Sônia mostra que a televisão foi o meio eleito pelas forças do golpe de 1964 como o mais eficiente para fazer chegar à população o modelo de sociedade que pretendia construir. Tendo por base a análise de diversas reportagens, a autora procurou estabelecer um paralelo entre o nascimento da Rede Globo e a Ditadura Militar, com seu “projeto de modernização conservadora e de integração nacional”.



Para fundamentar a análise, foram utilizadas basicamente notícias divulgadas pelo então recém criado Jornal Nacional. A pesquisa foca nas reportagens relativas ao movimento de greves dos trabalhadores “pela sua importância no cenário nacional a partir de 1978”.



A autora explica que a possibilidade de radicalização dos metalúrgicos e dos bóias-frias colocou esses grupos como alvos das principais notícias. Ela analisou cerca de 250 reportagens sobre os movimentos grevistas de metalúrgicos e movimentos de trabalhadores rurais, entre 1979 e 1989. Sônia chegou à conclusão de que novos significados haviam sido criados para as greves. “A Rede Globo utiliza todo seu aparato técnico-discursivo para descaracterizar a greve como resultante de conflitos sociais. Na verdade, precisa-se de uma versão que despolitize os movimentos, respondendo, porém, ao crescente desejo da sociedade por informações”.



Ela chama atenção ainda para o texto do noticiário. “A rua, a reunião pública e mesmo o sindicato parecem espaços dos outros, nunca são valorizados pelas imagens. Quando aparecem no telejornal, estão relacionados à desordem, à rebeldia, ao perigo. Espaço onde não cabe o cidadão comum, aquele que assiste e tem a televisão como sua principal escola de cidadania”.
A dissertação é concluída ao mostrar que prevalece não o olhar do trabalhador sobre a greve, mas sim, um olhar externo construído para controlar as possibilidades do movimento.

[Fonte: FNDC]






Democratização da Comunicação


1ª Conferência de Comunicação do Rio aprova criação do Conselho Municipal de Comunicação
A 1ª Conferência Municipal de Comunicação do Rio foi realizada nos dias 16 e 17 de outubro no Teatro João Theotonio, da Universidade Cândido Mendes. Foi aprovada, por unanimidade, a proposta de criação do Conselho Municipal de Comunicação Social. Esta foi a principal vitória daqueles que lutam pela democratização da comunicação na capital carioca. Além dessa, outra proposta aprovada por unanimidade responsabiliza o governo municipal a convocar a 2ª Conferência Municipal, no prazo máximo de 1 ano. Participaram cerca de 300 pessoas ao longo dos dois dias. As propostas vão desde a universalização da internet ao financiamento público para os veículos de comunicação alternativa. Passa pela inclusão de disciplinas de leitura crítica da mídia, apoio à formação de comunicadores populares e constituição do Fundo Municipal para Comunicação comunitária, livre e popular.
Leia a cobertura completa na página da Agência Petroleira de Notícias



Conferência regional elege 25 delegados para etapa estadual, no Pará

[Por Rogério Almeida] 25 delegados irão representar a região de Marabá, sudeste e sul do Pará, na etapa estadual da 1ª Conferência de Comunicação do Pará. A eleição foi feita na etapa regional, no município de Marabá. Cerca de 60 pessoas participaram do evento. As rádios comunitárias predominaram. Representantes de 38 municípios foram convidados para a plenária regional. Segundo a coordenação da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (ABRAÇO), seção sul e sudeste do Pará, Antônio Marques (Gordo), 16 emissoras estão em operação. Algumas já possuem a outorga de funcionamento, a exemplo das emissoras dos municípios de Gioanésia do Pará e Rondon do Pará. Três eixos nortearam os trabalhos: produção de conteúdo, meios de distribuição e cidadania.



Região do Vale do Aço (MG) realiza Conferência de Comunicação



No dia 21 de outubro foi realizada a 1ª Conferência de Comunicação da Região Metropolitana do Vale do Aço (MG). O encontro foi realizado no Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste). Participaram da Conferência Rodrigo Vianna, repórter especial da TV Record, e Leonardo Alves, representante do FNDC. Além das propostas tiradas, foram aprovadas duas moções de repúdio. A primeira contra a censura aplicada pelo governador Aécio Neves aos órgãos de imprensa. E a outra contra o fechamento de rádios comunitárias. Também foi aprovada uma moção de apoio ao jornalista Luis Naddif, condenado a pagar 100 salários mínimos pelo caso “Dossiê Veja”.





NPC Informa


Lançada a página do Instituto Luiz Carlos Prestes






O sítio do Instituto Luiz Carlos Prestes pretende dar visibilidade ao projeto de se construir uma entidade de perfil cultural. O objetivo dessa publicação online será preservar e difundir a vida e a memória do grande militante comunista brasileiro. Os fundadores do acervo se propõem a contribuir tanto para a preservação do acervo documental relacionado a Luiz Carlos Prestes e a Olga Benário Prestes quanto para a pesquisa do seu legado histórico. Pretendem que o Instituto seja um centro de pesquisa, de divulgação e de debate dos problemas relacionados com a luta por uma perspectiva socialista para o Brasil e a América Latina, assim como para toda a humanidade.



O sítio do ILCP estará aberto a colaborações. Acesse em http://www.ilcp.org.br/prestes/





MinC abre edital para Periódicos Mais Cultura

O Programa Mais Cultura, do Ministério da Cultura, selecionará quatro publicações para aquisição de 7 mil assinaturas por periódico. As publicações serão distribuídas para bibliotecas públicas, Pontos de Leitura, Pontos de Cultura e outros equipamentos e espaços culturais.



O Edital de Seleção Periódicos de Conteúdo Mais Cultura foi publicado em 15/10. O objetivo é popularizar materiais de leitura por meio de distribuição periódica de publicações de qualidade. Também estimular o hábito da leitura e despertar o pensamento crítico, com conteúdos diversificados e de qualidade.



Podem participar da seleção pública pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, que publiquem impressos de periodicidade mensal, bimestral ou trimestral. A ênfase mínima do conteúdo deve ser de 35% direcionado para cultura e artes.



Cada pessoa jurídica poderá inscrever apenas uma publicação. Os periódicos selecionados deverão disponibilizar, com acesso livre, todo o conteúdo da edição impressa em plataforma na Internet simultaneamente à circulação do meio impresso em bancas e/ou para seus assinantes.

Leia o edital em http://www.cultura.gov.br/site/2009/10/15/edital-de-periodicos-de-conteudo-mais-cultura/



Porto Alegre (RS) tem primeiro quilombo urbano reconhecido do país

Depois de 11 anos de luta, os remanescentes do Quilombo da Família Silva finalmente conseguiram a titulação de sua terra em Porto Alegre (RS). O documento foi entregue oficialmente no dia 24 de setembro pelo governo federal. Na sexta, os quilombolas realizaram uma festa para comemorarem a conquista.


Com a titulação, o Quilombo da Família Silva se torna o primeiro quilombo urbano do país. Para o advogado das famílias e integrante do Movimento Negro Unificado (MNU), Onir de Araújo, a história dos Silva irá estimular outras comunidades quilombolas do país.


Fonte: Agência Chasque



Congresso Democrático sobre o IBGE será no Rio
Entre os dias 23 e 25 de outubro, ocorrerá o "Congresso Democrático sobre o IBGE: O IBGE conhece o Brasil. Chegou a hora do Brasil conhecer o IBGE". Este evento ocorrerá no Rio’s Presidente Hotel, que fica na Rua Pedro I, 19, Centro do Rio. Trata-se de uma iniciativa pensada a partir de debates que ocorreram no Fórum Social Mundial. O congresso contará com a participação de trabalhadores e trabalhadoras do IBGE e de representações de universidades, movimentos sociais e outros segmentos da sociedade organizada.

De vários Estados do Brasil, mais de 400 pessoas já confirmaram a participação no Congresso. Abaixo, a programação. Eventualmente, podem ser feitas alterações, nos próximos dias, nos nomes e/ou nas qualificações dos palestrantes.
Mais informações em http://eventos.assibge.org/


Imagens da Vida


Movimento dos sem-papel em Paris, na França

Foto: Reginaldo Moraes






De Olho Na Vida


Manifesto em defesa do MST e contra a violência do agronegócio

As grandes redes de televisão repetiram à exaustão, há algumas semanas, imagens da ocupação realizada por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em terras que seriam de propriedade do Sucocítrico Cutrale, no interior de São Paulo. A mídia foi taxativa em classificar a derrubada de alguns pés de laranja como ato de vandalismo.
Uma informação essencial, no entanto, foi omitida: a de que a titularidade das terras da empresa é contestada pelo Incra e pela Justiça. Trata-se de uma grande área chamada Núcleo Monções, que possui cerca de 30 mil hectares. Desses 30 mil hectares, 10 mil são terras públicas reconhecidas oficialmente como devolutas e 15 mil são terras improdutivas. Ao mesmo tempo, não há nenhuma prova de que a suposta destruição de máquinas e equipamentos tenha sido obra dos sem-terra. Na ótica dos setores dominantes, pés de laranja arrancados em protesto representam uma imagem mais chocante do que as famílias que vivem em acampamentos precários desejando produzir alimentos.

Diversas pessoas do Brasil e do exterior já assinaram o manifesto em defesa do MST. Dentre estes, estão Elaine Rossetti Behring, Chico Alencar, Sandra Carvalho, Mario Maestri, Sandra Quintela, Anita Leocadia Prestes, Ana Maria de Vasconcelos, Mario Jorge da Motta Bastos, Nanci Maria Guimarães, Bernard Cassen, Ignácio Ramonet, Atílio Boron.



Política de extermínio praticada pela polícia carioca provoca verdadeiro genocídio no Rio de Janeiro


[Por Marcelo Salles/ Caros Amigos] Aos dezesseis anos de idade, Hanry foi assassinado com um tiro certeiro no coração. Tinha 1,65m, era mulato, corpo seco. Cursava o primeiro ano do ensino médio – nunca repetiu – e sonhava ser jogador de futebol, como tantos outros garotos. Seis anos depois, sua mãe, Márcia Jacintho, conseguiu levar a julgamento dois dos onze policiais militares que havia acusado. Os dois vão recorrer.



O caso de Hanry foi um dos 9.179 óbitos registrados entre 2000 e 2009 (até maio), como “autos de resistência” – quando a polícia mata um opositor em legítima defesa. Isso dá uma média de 2,67 mortes por dia. Por outro lado, foram registrados 59.949 homicídios dolosos, no mesmo período; crimes que o Estado não foi capaz de evitar.



O número de “autos de resistência” dá à polícia do Rio o título de campeã de letalidade. Entre todas as outras corporações similares no mundo, é a que mais mata – e também a que mais morre (dado que, por si só, evidencia uma política de segurança equivocada).



Leia o texto completo em nossa página.





Dicas


Poemas do povo da noite

"Perdemos a noção do tempo". Esse é o primeiro verso dos Poemas do Povo da Noite, reunidos em livro reeditado neste ano pela Perseu Abramo com a Publisher Brasil, por ocasião dos 30 anos da Anistia. O livro nasceu nos cárceres brasileiros das mãos e do coração de um sobrevivente, Hamilton Pereira da Silva, sob o pseudônimo Pedro Tierra. Os versos foram escritos em centros de detenção e tortura e nos presídios que receberam prisioneiros políticos nos piores anos da ditadura militar.



Versos de João Cabral de Melo Neto musicados por Chico Buarque

O poeta e diplomata João Cabral de Melo Neto escreveu a obra até hoje mais lembrada quando se fala da vida sofrida do povo brasileiro e de Reforma Agrária. Ele era também um homem que acreditava mais na inteligência do que no instinto.
Os versos continuam atuais em toda a América Latina… A pedido de Roberto Freire, o psiquiatra, Chico Buarque de Holanda musicou seus versos para a montagem da peça.
Veja o belíssimo vídeo em nossa página: http://www.piratininga.org.br/novapagina/videosnarede.asp



Livro sobre Virgílio Gomes da Silva, primeiro desaparecido político brasileiro



Por Edileuza Pimenta e Edson Teixeira

Virgilio Gomes da Silva: De Retirante a Guerrilheiro dedica-se a recuperar a trajetória pessoal e política de um homem cuja biografia transcende a morte porque sua história faz parte das lutas históricas do povo brasileiro contra a miséria e a opressão. Virgilio começou vencendo a miséria. Retirante, saiu do sertão do Rio Grande do Norte nos anos 50 para tentar a vida em São Paulo, onde, por meio das lutas sindicais, adquiriu consciência política e tomou contato com as ideias do Partido Comunista Brasileiro. Durante a ditadura civil-militar de 1964, Virgilio assumiu-se contrário à opressão e tornou-se um guerrilheiro da Ação Libertadora Nacional (ALN). Menos de um mês após ter comandado uma das ações mais espetaculares da luta de resistência contra a ditadura, o sequestro do embaixador americano, Virgilio, o "Jonas" da ALN, foi brutalmente assassinado sob torturas na sede da famigerada Operação Bandeirantes, em 29 de setembro de 1969, e se tornou o primeiro desaparecido político brasileiro.

Leia o texto completo em nossa página.




De Olho No Mundo


Assessora da Casa Branca reconhece Rede Fox como partido político de oposição

O jornalista Luiz Carlos Azenha transcreveu em seu blog Vi o Mundo uma matéria publicada no The Nation no domingo, 11/10. O texto repercutia uma entrevista que a diretora de Comunicações da Casa Branca, Annita Dunn, concedeu à rede de televisão CNN e também declarações feitas a repórteres do The New York Times. Ela disse, entre outras coisas: "Quando o presidente [Barack Obama] fala à Fox, já sabe que não falará à imprensa, propriamente dita. O presidente já sabe que estará como num debate com o partido da oposição."



Como lembra Venício Lima, em artigo publicado no Observatório da Imprensa, não há nada de novo. Já se sabe que a rede Fox faz parte da News Corporation, do magnata Rudolph Murdoch. Para Venício, o que constitui novidade, portanto, não é a posição da Fox. A novidade é a atitude do governo Barack Obama de enfrentar publicamente a Fox e nomeá-la com todas as letras pelo papel que realmente vem desempenhando de um partido político de oposição.


Leia o texto completo de Venício em nossa página. A mídia como partido político é o tema central do 15º Curso Anual do NPC.




Projeto da Vale prejudica milhares de famílias em Moçambique

Estiveram em Moçambique, no final de agosto, representantes da União Provincial de Camponeses de Tete, vinculada à União Nacional dos Camponeses de Moçambique (Unac), e do MST. Eles constataram o impacto na vida dos camponeses do projeto de exploração mineral da Vale no Distrito de Moatize, Província de Tete, centro de Moçambique.


O plano da Vale de atuar em lugares habitados e agricultáveis vai obrigar um elevado número de famílias a abandonar suas terras e casas. A Companhia está presente no país desde novembro de 2004. A mina de Moatize, considerada uma das maiores reservas carboníferas do mundo, deverá produzir 11 milhões de toneladas de carvão durante os próximos 35 anos.


Uma das duas comunidades atingidas pela concessão de uso e exploração possui 1.125 famílias. Elas reivindicam o direito de seus mortos permanecerem no mesmo local, pois a empresa pretende destruir os cemitérios existentes para explorar o carvão que está no subsolo. A remoção dos corpos enterrados para outros locais é considerada uma falta de respeito e imposição.



A empresa tem um plano de reassentamento que oferece casas às famílias, mas não indeniza a perda dos bens das populações. Como a saída é obrigatória e forçada, o único jeito agora é reivindicar os direitos e pedir indenização.


Uma das heranças que os camponeses vão perder é a fruta silvestre, tradicionalmente conhecida como Massanika. Essa fruta é produzida uma vez por ano e depois de seca pode ser armazenada para o consumo nos momentos de estiagem. É considerada símbolo de resistência, pois em tempos de guerra matava a fome.



[Fonte: Brasil de Fato]




Memória


Legado de Che Guevara



[Por João Pedro Stédile] Em 8 de outubro cumpre-se o aniversário do assassinato de Che Guevara pelo exército boliviano. Decididamente, a contribuição de Che, por suas ideias e exemplo, não se resume a teses de estratégias militares ou de tomada de poder político. Analisando sua obra falada, escrita e vivida, podemos identificar em toda a trajetória um profundo humanismo. O ser humano era o centro de todas as suas preocupações. Isso pode-se ver no jovem Che, retratado de forma brilhante por Walter Salles no filme Diários de Motocicleta, até seus últimos dias nas montanhas da Bolívia, com o cuidado que tinha com seus companheiros de guerrilha. Defendia com suas teses e prática o princípio de que os problemas do povo somente se resolveriam se todo o povo se envolvesse, com trabalho e dedicação. A indignação contra qualquer injustiça social, em qualquer parte do mundo, escreveu ele, seria o que mais o motivava a lutar.



Leia o texto completo em nossa página.




Pérolas da edição


Apoio ao MST, Marcelo Salles, José Saramago

“As grandes redes de televisão repetiram à exaustão imagens da ocupação realizada pelo MST em terras que seriam de propriedade da Cutrale, no interior de São Paulo. A mídia foi taxativa em classificar a derrubada de alguns pés de laranja como ato de vandalismo. Com tal postura, o foco do debate agrário desloca-se dos responsáveis pela desigualdade e concentração para criminalizar os que lutam pelo direito do povo”.
Trecho do manifesto de apoio ao MST e contra a violência do agronegócio



“Uma política de extermínio levada a cabo pela polícia carioca, com apoio de setores da mídia e a omissão do Ministério Público e do Judiciário, vem provocando um verdadeiro genocídio no Rio de Janeiro. Nesta década já foram eliminadas quase 10 mil pessoas, a maioria delas nas favelas da capital”

Por Marcelo Salles, em matéria da edição de outubro da revista Caros Amigos.



“Não tenho a menor dúvida de que Berlusconi quer implantar o fascismo na Itália. Não é um fascismo como o dos anos 30, feito de gestos ridículos como levantar o braço. Mas tem outros gestos igualmente ridículos. Não será um fascismo de camisas negras, mas de gravatas Armani”.
Por José Saramago, em turnê pela Itália, para apresentar seu livro "O Caderno" – El Pais – 16/10/2009





Novas entrevistas em nossa página


‘Propomos uma comissão que investigue a verdade’, diz Stédile

[Por Folha de S.Paulo] O integrante da coordenação nacional do MST, João Pedro Stedile, desmente as acusações de vandalismo na área da Cutrale, denuncia as consequências da exploração da empresa sobre os agricultores e cobra a apuração dos fatos. "As famílias acampadas nos disseram que não roubaram nada, não depredaram nada. Depois da saída das familías, e antes da entrada da imprensa, o ambiente foi preparado para produzir imagens que impactaram a população. Propomos a constituição urgente de uma comissão independente que investigue a verdade", afirmou. João Pedro também ressalta as diferenças entre o modelo de produção do agronegócio e da pequena agricultura: enquanto 98% do suco de laranja do país é exportado, o MST reitera seu compromisso com a produção de alimentos que cheguem à mesa do povo brasileiro. Leia a entrevista completa em nossa página.



Com Dênis de Moraes - A batalha da mídia na América Latina

[Por Observatório do Direito à Comunicação] A América Latina tem se destacado no cenário internacional pelas sucessivas vitórias da forças de esquerda nas eleições presidenciais. Nestas experiências de caráter mais ou menos transformador, os meios de comunicação vêm assumindo papel fundamental, seja como forças de resistência às mudanças ou como instrumentos de disputa de hegemonia de seus promotores. Uma análise deste quadro complexo e rico está no livro "A Batalha da Mídia" (Pão e Rosas, 2009), escrito pelo professor Dênis de Moraes. A obra discute o papel da comunicação nas lutas políticas em curso na região a partir da investigacão sobre como os governos progressistas latino-americanos têm agido em relação à mídia, seja no campo das políticas públicas para a área, seja na disputa contra grupos midiáticos opositores. Leia a entrevista completa em nossa página.


Novos artigos em nossa página


A mídia como partido político

[Por Venício Lima] "Quando o presidente (Barack Obama) fala à Fox, já sabe que não falará à imprensa, propriamente dita. Ele já sabe que estará como num debate com o partido da oposição." Essa foi a fala de Annita Dunn, diretora de Comunicações da Casa Branca. A rede de televisão Fox, como se sabe, faz parte da News Corporation de Rudolph Murdoch. (...) O que constitui novidade, portanto, não é a posição da Fox. A novidade é a atitude do governo Barack Obama de enfrentar publicamente a Fox e nomeá-la com todas as letras pelo papel que realmente vem desempenhando, isto é, o papel de um partido político de oposição. Leia o texto completo.



Governo e Mídia

[Por Mino Carta] Depois de definir como patifes os jornalistas que não trabalham para ele e de processar os diários La Repubblica e L’Unità, Silvio Berlusconi acaba de abrir fogo contra a imprensa estrangeira. Na qual também figuramos, modestamente, pois costumamos falar do premier italiano como caricatura ambulante. Claro está que Berlusconi se refere a publicações bem mais ilustres: The Economist, Times, Financial Times, New York Times, Wall Street Journal, El País, e outras de alto porte. Este é apenas um capítulo de uma “questão midiática” que se alastra pelo mundo, provocada por relações conflituosas entre governos e mídia. Leia o texto completo.


Os Palestinos e a Amazônia

[Por Carlos Latuff] Cansados de esperar por uma reforma agrária que nunca chega, camponeses fazem a "revolução agrária" na Amazônia. Leia o texto completo.



Pesquisa mostra que Rede Globo mascarou com estratégias técnicas realidade do movimento grevista da década de 70
[Por Danielle Veras/ Agência UERJ] Com o intuito de obter o grau de Mestre em História, em 1995, Sônia Maria de Almeida Ignatiuk Wanderley apresentou à banca da Universidade Federal Fluminense (UFF) a dissertação intitulada A Construção do Silêncio: A Rede Globo nos Projetos de Controle Social e Cidadania (1970 / 1980). Tendo por base a análise de diversas reportagens, a autora procurou estabelecer um paralelo entre o nascimento da Rede Globo de Televisão e a Ditadura Militar. Ela analisou cerca de 250 reportagens sobre movimentos grevistas de metalúrgicos e movimentos de trabalhadores rurais entre 1979 e 1989. Leia o texto completo.


O que fazemos, quem somos

[Por Roberto Marques] No dia 21 de outubro de 2009, operação policial na Vila Cruzeiro produziu algumas prisões e alguns moradores baleados. Entre esses baleados, um jovem, em frente à escola municipal onde estudou. Professores dessa escola disseram que ele havia ido para devolver um livro, levado por empréstimo da sala de leitura dessa mesma escola. Hoje, no dia seguinte, o mesmo jovem continua internado no hospital Getúlio Vargas, na Penha, recuperando-se da cirurgia a que foi submetido. O motivo da operação policial é a resposta ao fato chocante de sábado passado (16/10/2009): um helicóptero da polícia civil foi alvejado e caiu, durante operação contra os traficantes no Morro dos Macacos. [22.10.2009]




Expediente


Núcleo Piratininga de Comunicação

Rua Alcindo Guanabara, 17, sala 912 - CEP 20031-130
Tel. (21) 2220-56-18 / 9923-1093
www.piratininga.org.br / npiratininga@uol.com.br

Redação: Claudia Santiago e Sheila Jacob

Web: Luisa Santiago


Colaboraram nesta edição: Flávia Matos (RJ), Raquel Junia (RJ), Reginaldo Moraes (SP), Sérgio Domingues (RJ).







--------------------------------------------------------------------------------

Se você não quiser receber o Boletim do NPC, por favor, responda esta mensagem escrevendo REMOVA.

--------------------------------------------------------------------------------

ÍNDICE
Clique nos ítens abaixo para ler os textos.

Notícias do NPC
Alunos do NPC em Arraial e outros moradores realizam assembleia para criação da Rádio Comunitária do município
Já saiu a Agenda do NPC 2010

A Comunicação que queremos
Anticurso de jornalismo da revista Caros Amigos
Entre a morte e a escravidão em Campos: artigo de Leandro Uchoas no Brasil de Fato

Proposta de Pauta
Sobre o MST e a Cutrale
Anvisa faz nova apreensão de agrotóxico irregular na Syngenta
Intoxicação por agrotóxicos é 300% superior ao número oficial
Comunidades são ameaçadas de despejo no Rio por causa das Olimpíadas

De Olho Na Mídia
Rede Globo alterou com estratégias técnicas a realidade do movimento grevista da década de 1970 para criminalizá-lo

Democratização da Comunicação
1ª Conferência de Comunicação do Rio aprova criação do Conselho Municipal de Comunicação
Conferência regional elege 25 delegados para etapa estadual, no Pará

NPC Informa
Lançada a página do Instituto Luiz Carlos Prestes
MinC abre edital para Periódicos Mais Cultura
Porto Alegre (RS) tem primeiro quilombo urbano reconhecido do país
Congresso Democrático sobre o IBGE será no Rio

Imagens da Vida
Movimento dos sem-papel em Paris, na França

De Olho Na Vida
Manifesto em defesa do MST e contra a violência do agronegócio
Política de extermínio praticada pela polícia carioca provoca verdadeiro genocídio no Rio de Janeiro

Dicas
Poemas do povo da noite
Versos de João Cabral de Melo Neto musicados por Chico Buarque
Livro sobre Virgílio Gomes da Silva, primeiro desaparecido político brasileiro

De Olho No Mundo
Assessora da Casa Branca reconhece Rede Fox como partido político de oposição
Projeto da Vale prejudica milhares de famílias em Moçambique

Memória
Legado de Che Guevara

Pérolas da edição
Apoio ao MST, Marcelo Salles, José Saramago

Novas entrevistas em nossa página
‘Propomos uma comissão que investigue a verdade’, diz Stédile
Com Dênis de Moraes - A batalha da mídia na América Latina

Novos artigos em nossa página
A mídia como partido político
Governo e Mídia
OS PALESTINOS DA AMAZÔNIA
Pesquisa mostra que Rede Globo mascarou com estratégias técnicas realidade do movimento grevista da década de 70
O que fazemos, quem somos

Expediente
Núcleo Piratininga de Comunicação


Sobre o Boletim







NPC - Núcleo Piratininga de Comunicação * Arte: Cris Fernandes * Automação: http://br.mc1123.mail.yahoo.com/mc/compose?to=suporte@sinal.org.br



Sair da Lista

Mulher Presa

Polícia Civil prende mulher com crack no bairro Navegantes na Capital
28/10/2009 09:20


Agentes da 1ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico ((1ªDIN/ Denarc) prenderam no final da tarde dessa terça-feira (27) uma mulher, de 44 anos, foragida da Justiça. Os policiais cumpriam mandado de prisão expedido pela Comarca de Cachoeirinha. Ela foi presa no momento em que vendia crack na Av. Frederico Mentz, bairro Navegantes, em Porto Alegre.

De acordo com o delegado Márcio Zachello, titular da 1ª DIN, no momento da abordagem, a mulher entregou quatro pedras de crack que guardava em seu seio, e apontou outras 46 que estava no interior de sua residência, juntamente com R$50,00 que seriam provenientes do tráfico exercido. Conduzida ao Denarc, ela foi autuada por tráfico de drogas, e recolhida ao sistema prisional gaúcho.

O Denarc recebe denúncias através do número 0800 518 518.

Fonte: Ascom/ PC

Comando Especiais

Brigada Militar realiza operação dos Comandos Especiais no RS
28/10/2009 09:59


Nessa terça-feira (27/10) e na quarta-feira (28/10), das 18h às 24h, a Brigada Militar realiza a Operação dos Comandos Especiais, sob a coordenação do Comando Rodoviário, do Comando Ambiental e do Comando de Órgãos Especiais (Fazendário e GPMA) nas respectivas áreas de ação, com o apoio do Comando Regional de Policiamento Ostensivo Planalto, Serra e Fronteira Noroeste.

A Operação tem como meta ações de policiamento ostensivo e de preservação da ordem pública, visando coibir delitos específicos, dentro das especialidades, tendo como foco, tráfico de entorpecentes, descaminho, crimes ambientais contra a fauna e flora e crimes fiscais, através de barreiras e abordagens.

A operação é desencadeada nos seguintes municípios: Torres, Vacaria, Barracão, Pinhal da Serra, Marcelino Ramos, Aratiba, Nonoai, Irai, Barra do Guarita, Tuparendi, Barão do Cotegipe, Goiô-En, Horizontina, Tainhas, Lajeado, Esperança do Sul, Trindade do Sul, Tiradentes do Sul, Bom Jesus, Palmitinho e Seberi. Foram empregados na Operação dos Comandos Especiais da terça-feira (27/10), das 18h às 24h 207 PMs e 62 viaturas.

RELATÓRIO FINAL DA OPERAÇÃO FRONTEIRA

RESULTADOS OPERACIONAIS:
1. Veículos fiscalizados = 2.812
2. Veículos autuados = 397
3. Veículos recolhidos = 41
4. CNH apreendidas = 11
5. Total de Prisões = 09
6. Apreensão de Espécies (R$) = R$ 121,75
7. BO/COP = 14
8. BO/TC = 05

PRISÕES POR TIPO DE DELITO:
1. Abigeato= 01
2. Art. 303 Lesão Corp.= 05
3. Crime Ambiental= 01
4. Jogos de Azar= 01
5. Outros motivos = 01

TOTAL DE PRISÕES EFETUADAS = 09

Fonte: Ascom/ BM

Homem Preso em Porto Alegre

Polícia Civil prende homem com drogas na Vila Planalto em Porto Alegre
28/10/2009 10:14


Agentes da 4ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico ((4ª DIN/ Denarc) prenderam nessa terça-feira (27) um homem, de 19 anos, na Capital. Ele foi detido com drogas por volta das 19h30min, na Rua Diretriz, Vila Planalto, em Porto Alegre.

Com ele, os policiais encontraram seis petecas de crack, pesando 1,30 grama, cinco petecas de cocaína, pesando 1,50 gramas, R$ 30,00 em dinheiro, um tubo onde estava acondicionado o crack, e um tubo onde estava escondida a cocaína. De acordo com o delegado Daniel Ordahi, titular da 4ª DIN, o incriminado foi autuado em flagrante, por tráfico de drogas e encaminhado ao Presídio Central.

O Denarc recebe denúncias através do número 0800 518 518.

Fonte: Ascom/ PC

Pichações em Campestre da Serra

Adolescentes são indiciados por pichações em Campestre

A Polícia Civil de Campestre da Serra concluiu nesta semana o procedimento policial, que apurou os atos de vandalismo praticados por adolescentes no centro da cidade, em locais como a Casa de Pedra, Ginásio de Esportes, Banco do Brasil e Escola Estadual José Schio Neto. Estes prédios foram pichados com dizeres ofensivos.
Policiais realizaram buscas em residências para identificar os autores das pichações. De acordo com o delegado responsável, Carlos Alberto Defaveri os atos de vandalismo foram praticados por adolescentes, com idades entre 13 e 15 anos, que moram na área urbana de Campestre da Serra.
O inquérito policial tem 69 páginas e foi remetido ainda nessa terça-feira, 27/10, ao promotor substituto da infância e juventude, Luiz Augusto Gonçalves Costa, que adotará as medidas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente, como forma de punição aos infratores.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 28/10/2009, 09h41

Anedota

Poa, 28/10/09

Que sacanagem com los hermanos!!!!

Beijos.

Deise Nunes.

Barak Obama e Gordon Brown estão num jantar na Casa Branca.
Um dos convidados aproxima-se deles e pergunta-lhes:
De que é que estão conversando de forma tão animada?
- Estamos fazendo planos para a terceira Guerra Mundial, diz Obama.
- Uau!', exclama o convidado. E quais são esses planos?
- Vamos matar 14 milhões de argentinos e um dentista, responde Obama.
O convidado parece confuso e pergunta:
- Um... dentista? Porque é que vão matar um dentista?
Brown dá uma palmada nas costas de Obama e exclama:
- Não te disse? Ninguém vai perguntar pelos argentinos

Traficantes Presos

Polícia Civil prende homem por tráfico de drogas em Guaíba
27/10/2009 18:08


Agentes da 3ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico (3ªDIN), do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), prenderam em flagrante, no final da manhã desta terça-feira (27), um homem de 26 anos de idade. A prisão ocorreu na Rua José de Alencar, em Guaíba.

O homem trabalhava como segurança de um Banco naquele município. Segundo o delegado Cleomar Marangoni, durante as investigações, os policiais descobriram que o indivíduo utilizava o quarto de uma pousada, próxima à residência, para embalar e armazenar a droga. Foram apreendidas 42 gramas de cocaína, uma tesoura e uma balança de precisão. O homem foi encaminhado ao Presídio Central.

O Denarc recebe denúncias através do número 0800 518 518.

Fonte: Ascom PC

Destaque Piratini



Yeda Crusius prestigia 75 anos da Rádio Bandeirantes
Governadora Yeda Crusius, durante encontro para celebrar 75 anos da rádio Bandeirantes, no Chalé da Praça XV.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 27/10/2009
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 32284

Estação da Água 2009 da Corsan no Espaço do RS
Espaço do Governo na Praça da Matriz, com a Parede de Escalada, um desafio de superação para crianças, que trabalha ainda com dicas de economia d'agua no cotidiano.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 27/10/2009
Foto: Antonio Paz / Palácio Piratini
Código: 32282

Yeda Crusius prestigia 75 anos da Rádio Bandeirantes
Governadora Yeda Crusius, durante encontro para celebrar 75 anos da rádio Bandeirantes, no Chalé da Praça XV.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 27/10/2009
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 32283

Estação da Água 2009 da Corsan no Espaço do RS
Espaço do Governo na Praça da Matriz tem o Planetinha Água, um espaço inflável com iluminação e climatização interna onde serão mostrados vídeos relacionados ao uso racional da água e cuidados e preservação dos mananciais da natureza.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 27/10/2009
Foto: Antonio Paz / Palácio Piratini
Código: 32281

Yeda Crusius prestigia 75 anos da Rádio Bandeirantes
Governadora Yeda Crusius, durante encontro para celebrar 75 anos da rádio Bandeirantes, no Chalé da Praça XV.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 27/10/2009
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 32285

Woodstock


Aconteceu em Woodstock tenta recuperar importância do festival


Na década de 1960, os Estados Unidos viviam as dores do confronto com o Vietnã e ainda à sombra da 2ª Guerra Mundial. Eis que em 1969, um festival surgiu para mudar os conceitos de uma sociedade super conservadora. No seu lema contra o preconceito, Woodstock reuniu meio milhão de hippies, dentre eles outras minorias como negros, homossexuais e judeus. Em Aconteceu em Woodstock, o diretor Ang Lee busca recriar os momentos que antecederam esse ponto marcante na história do País. Mas com dezenas de documentários, livros, fotos e vídeos sobre o homônimo festival, ficaria difícil fazer um filme em que a mítica do evento não seria, mais uma vez, estereotipada. Para não cair na armadilha, Lee fez a escolha mais fácil e nem por isso tão óbvia: colocar a responsabilidade em cima de um único personagem.

Em cartaz na Mostra Internacional de São Paulo, Aconteceu em Woodstock conta a história de Elliot Tiber (Demetri Martin), que em 1969 intermediou as negociações para sediar o festival nos arredores da pequena cidade de White Lake, no interior de Nova York. O filme é fielmente baseado no livro de mesmo nome, onde o próprio Elliot narra as dificuldades e o preconceito que enfrentou para receber o público de Woodstock.

Elliot era presidente da câmera de comércio da cidade e anualmente organizava um festival de música local. Isso até ele descobrir que a cidade vizinha, Catskills, abrigaria um evento de grande porte, com a presença de cantores importantíssimos, como Janis Joplin e Jimi Hendrix. Quando Catskills resolve expulsar os hippies do lugar, Elliot vê um terreno fértil para abrigar Woodstock em White Lake. Mas convencer os vizinhos não seria fácil. Assim, o menino usa uma autorização que tinha conseguido para um projeto anterior e resolve usá-la como permissão para abrigar a festa. A bola de neve vai se formando e o público estimado de cinco mil pessoas, logo se torna 100 mil e, em seguida, meio milhão.

A princípio, nem Elliot acredita na confusão em que se meteu. Mas um belo incentivo financeiro o convence de que ele estava certo. Assim, o hotel de sua mãe e pai, refugiados russos da 2ª Guerra Mundial, passa a ser sede dos organizadores. Aos poucos, os quartos, campos e estacionamento do estabelecimento vão se enchendo de pessoas. A piscina, antes uma tentativa de entreter os poucos hóspedes, torna-se fonte de água potável.

Mas enquanto, na linha paralela, é traçada a história do festival, de um outro lado, numa sugestiva divisão de telas que permeia toda a produção, Elliot tenta resolver seus conflitos: a relação de amor e ódio com os pais ausentes, a homossexualidade reprimida e a frustração de não ter conseguido êxito financeiro durante uma temporada em Nova York.

E é nessa tentativa de forçar a importância de Elliot para o evento que o filme se perde. Enquanto Ang Lee reproduz, de forma incrível, o clima de Woodstock, Elliot e suas amarguras vão compondo uma trama arrastada, que parece estar à beira do final sempre que ele se resolve de alguma forma.

E ainda que os arcos de história de Elliot, seu pai, Jake (Henry Goodman), e a mãe, Sonia (Imelda Staunton, ótima no papel), se concluam, à sua forma, a presença de outros personagens importantes para a trama não parecem se justificar. Falta profundidade, por exemplo, aos papeis da travesti Wilma (Liev Schreiber), que protege os hippies dos vigaristas da região, e Billy (Emile Hirsch), ex-soldado do Vietnã.

Apesar das falhas, Lee trabalha com questões importantes, como a mudança comportamental da época. Logo, fica fácil entender porque ele não usou nenhum vídeo que mostrasse os concertos históricos que se fizeram naquele palco: tiraria o real foco do roteiro.

No saldo final, Aconteceu em Woodstock faz você ter vontade de ter sido um hippie nos anos 1960. Creio que isso seja um aspecto positivo.




Data: 27/10/2009 - 10:07
Fonte: Terra

Presos em Alvorada

Polícia Civil prende foragido no bairro Umbu em Alvorada
28/10/2009 09:11

Agentes da 1ª Delegacia de Polícia (DP) de Alvorada prenderam na tarde dessa terça-feira (27) no bairro Umbu um homem, de 24 anos, que estava foragido do Instituto Penal Escola Profissionalizante (IPEP) de Charqueadas. Os policiais investigavam um homicídio, na Travessa Bahia, quando encontraram o foragido em uma casa utilizada para consumo de drogas. Segundo o delegado Marcos Machado, titular da 1ª DP, o foragido será encaminhado ao Presídio Central.

Fonte: Ascom/ PC

Feira do Livro em Vacaria RS

Feira do Livro supera expectativa de vendas


Com a presença de centenas de pessoas encerrou neste domingo, 25/10, a 28ª Feira do Livro e 10ª Feira nacional do Artesanato. O evento, que integrou a programação dos 159 anos de emancipação do município de Vacaria também contou com a realização da primeira ExpoVacaria.
Neste ano, a programação também atraiu expositores de outros estados, principalmente na área do artesanato. Em entrevista, Deise Escarani Panhota, de São Paulo, elogiou os trabalhos desenvolvidos pelos artesãos de Vacaria. Destacou ainda a qualidade e criatividade dos produtos apresentados.
A procura por livros também superou expectativas. De acordo com Tiago Assunção, da Livraria Point Gospel as vendas foram 40% maior que em outros anos.
A novidade para 2010, é que a Prefeitura pretende realizar a próxima edição do evento na Casa do Povo, que tem as obras de recuperação iniciadas nesta segunda-feira, 26/10.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 26/10/2009, 08h53

Preços dos Ingressos do Rodeio

Definidos valores dos ingressos para o Rodeio

A patronagem do CTG Porteira do Rio Grande definiu os valores dos ingressos para a 28ª Edição do Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria, que acontece de 30 de janeiro a 7 de fevereiro de 2010. Em comparação com as últimas edições, os preços estarão bem mais acessíveis, afinal, esse era um ponto que gerava muitas críticas do público.
Além disso a organização tem em vista melhorar o controle de pessoas que circulam pelo parque Nicanor Kraemer da Luz, para que se tenha, ao fim do evento, números exatos quanto ao número de visitantes do rodeio crioulo internacional. Por esse motivo não serão vendidas credenciais ou pulseirinhas a quem estiver acampando. Serão disponibilizados ao público apenas pacotes de ingressos e credenciais para automóveis.
Os valores: no primeiro final de semana (30 e 31 de janeiro de 2010) serão 4 reais, segunda e terça-feira, 2 reais, quarta e quinta-feira, novamente 4 reais. Nos dias finais, sexta-feira, sábado e domingo (5, 6 e 7 de fevereiro), o valor das entradas será de 5 reais.
Não foram determinados ainda os preços do pacote de ingressos e das credenciais de automóveis. Sócios do CTG Porteira do Rio Grande, com mensalidades em dia, não pagarão entrada.

Rádio Fátima AM (Jornalismo), 27/10/2009, 09h25

Editorial de Opinião

* Tem uma artigo da Lei Orgânica que menciona sobre as repetidoras de TV em nossa cidade, no momento não tenho o artigo da Lei em mãos mas vamos colocar neste Blog no momento que recebermos por e-mail. Gostaríamos de saber o porque a TVE Canal 34 está fora do ar há mais de dois anos em Vacaria?, segundo e-mail da emissora de Porto Alegre para o Blog do Jornal Negritude no qual nos informou que os equipamentos está com a Prefeitura de nossa cidade.
* Palhaçada da RBSTV anunciou que iriam transmitir o Grenal de Domingo pelo Brasileirão e transmitiram um jogo que nem interessava para nós Santos x São Paulo, o monopólio da comunicação esportiva brasileira é lamentável, acabaram com o futebol na TV aberta.
Paulo Furtado
Editor