Inter 3 x 0 Figueirense

Inter 3 x 0 Figueirense
Brasileiro B 2017

terça-feira, 20 de abril de 2010

Café Carioca


Agradecimentos

*Gostaria de agradecer o teçnico Leocir Dallastra do Cerâmica de Gravataí que conseguiu uns brindes do clube para a equipe do Blog do Jornal Negritude. Muito obrigado e mais uma vez o futebol é para a gente fazer amigos com clubes, comissão técnica e com colegas de mídia de outras cidades.
Paulo Furtado
Editor
http://www.twitter.com/jornalnegritude

Entrevista com Paulo Porto do Glória

- O Marcelo Muller a gente sabe que está voltando o Edimar teve um semana aí parado teve um desgaste muito grande no jogo são jogadores qualificados que dão uma condição boa de posse de bola e de meter uma bola de qualidade e graças adeus eles tiveram uma boa atuação e todo grupo também.
- Eu acho que o resultado em si foi importante a vitória, a soma de gols com o adversário nosso para a classificação é muito importante mas nós temos que ter os pés no chão, nós estamos com quatro pontos vamos ter que ter muita humildade é muita determinação, para este cruzamento com o Cruzeiro a gente terminar em vantagem.
- O que foi mais determinante foi a qualidade do time além dos gols que fez teve outras oportunidades e também lá atrás as oportunidades que o Cerâmica criou não sei uma não vi, que o time foi caso lá atrás no setor defensivo e também o setor ofensivo.
- O João Paulo é preciso a gente disser que é um jogador de muita qualidade que passou um ano e meio terrivel, um ano e quatro meses sem jogar bola, e machucado e nós sabíamos e eu o conhecia a muito tempo da qualidade e da condição dele, graças adeus a gente conseguiu preparar a volta dele sem fazer nada de abuso forçar ele numa situação que possa prejudica-lo e hoje nós temos um jogador inteiro e vai nos ajudar bastante.
Reportagem de Paulo Furtado

Entrevista com Paulo Porto do Glória

- A gente não conseguiu encaixar a marcação, como a gente precisava vencer nós optamos por atacar também, as vezes descuidando da saída do Cerâmica, no segundo tempo depois vencemos ficou mais tranquilo e mesmo quando entramos no segundo tempo, definimos a marcação do Chiquinho que estava indefinida e partir dali o time cresceu e conseguiu o resultado que ao meu juízo nós fomos merecedores.
(continua na próxima edição)
Reportagem de Paulo Furtado

Quilombos

Em 2009, somente sete terras
foram concedidas a famílias quilombolas




 



O Brasil fechou 2009 em déficit com suas populações quilombolas. Até o
final do ano passado, contrariando as promessas do governo federal, apenas
sete terras foram, oficialmente, concedidas como propriedade de famílias
quilombolas. Estas informações podem ser constatadas no relatório “Terras
Quilombolas-Balanço 2009″, produzido pela Comissão Pró-índio de São
Paulo.


De acordo com o relatório, descumprindo sua própria meta, que era de
titular 11 terras, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária
(Incra) ficou bem abaixo do pretendido e titulou apenas duas. Quatro
titulações foram realizadas pelo governo do Pará e uma pelo governo do
Maranhão. O resultado é de apenas sete terras concedidas às famílias
quilombolas.


A reportagem de Natasha Pitts, da
Adital, e publicada por EcoDebate,
20-04-2010.



Durante todo o governo do presidente Lula, que vai dos
anos de 2003 a 2009, este número saltou apenas para oito titulações. “No
mesmo período, o governo do Pará emitiu 26 títulos de terras quilombolas,
o do Maranhão 19, o do Piauí cinco e o de São Paulo três títulos”, informa
o relatório sobre a situação do país.


Segundo Carolina Bellinger, assessora jurídica da
Comissão Pró-Índio de São Paulo, a situação da mínima quantidade de
titulações já era esperada. “Como nos últimos dois anos a titulação se
tornou mais difícil com a criação de novas instruções normativas,
acreditávamos sim que seria ainda mais complicado. Embora não pudéssemos
estimar os dados, já temíamos o que poderia acontecer. E obtivemos a
confirmação quando o Incra fechou o ano sem cumprir suas próprias
metas”.


Segundo Bellinger, é provável que a situação deste ano
não seja diferente. A advogada afirmou que até o momento o Incra ainda não
soltou nenhuma nota divulgando avanços nas titulações. “Dos 900 processos
em andamento, menos de 10% avançaram em etapas significativas”,
completa.


O relatório revela que o baixo número de titulações tem como um dos
principais motivos “a introdução de uma série de empecilhos burocráticos
nos procedimentos para a regularização das terras quilombolas que
resultaram na restrição dos direitos das comunidades”. Como justificativa,
o governo federal afirma que há necessidade de aperfeiçoar normas para
assim evitar embates futuros com o judiciário.



Bellinger aposta em outra justificativa. “Os
procedimentos administrativos estão tornando os processos muito mais
demorados. Um bom exemplo é que uma das instruções normativas requer a
produção de um relatório. Este documento necessita de um grande número de
profissionais, entre eles um antropólogo, que precisa ser funcionário
concursado pelo Incra. Ao fazer uma busca, descobrimos que existem apenas
30 profissionais para todos os 900 processos”, explica.


Até o momento, boa parte dos títulos conseguidos foi fruto de
mobilizações realizadas regionalmente. Além das comunidades quilombolas,
as ONGs também têm apoiado esta luta. Só o governo do Estado do Pará já
forneceu 42 títulos. “Os processos caminham de acordo com a movimentação
das comunidades e das ONGs. As mobilizações nos Estados têm gerado
conquistas”, afirma a advogada.


Com os títulos concedidos em 2009, vai para 179 a quantidade de terras
tituladas no Brasil. Este número atinge cerca de 3.000 famílias, cifra que
corresponde a apenas 6% do total de famílias quilombolas.


Para conferir na íntegra o relatório “Terras
Quilombolas-Balanço 2009
″, acesse aqui.




 

Serviços do Feriado

Serviços do Estado terão regime de plantão nesta quarta-feira
20/04/2010 12:15

SEGURANÇA PÚBLICA
Telefones de Emergência
190 - Brigada Militar
193 - Corpo de Bombeiros
197 - Polícia Civil
198 - Comando Rodoviário da Brigada Militar
181 - Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança.
0800 518 518 - Denarc, para denúncias envolvendo tráfico de drogas. Atendimento 24h.  

Banrisul: a rede de agências estará fechada, reabrindo no horário normal de atendimento ao público, na quinta-feira (22). Durante o feriado, os clientes terão acesso aos canais eletrônicos da instituição caixas eletrônicos, Agência Virtual (www.banrisul.com.br) e Banrifone.

CEEE: No feriado, o atendimento será feito pelo telefone 0800-721-2333, com plantão de 24 horas.

CORSAN: as unidades funcionarão em regime de plantão. Está disponível a Central de Atendimento Corsan 24 horas, pelo número 0800-646-6444.

MEIO AMBIENTE
Serviço de Emergência Ambiental - plantão pelo telefone (51) 9982 7840

SAÚDE
Centro de Informação Toxicológica - 0800 72 13000

Salvar Samu - telefone 192

Disque Vigilância - telefone 150

Disque Aids - telefone 0800 541 0197

Central de Regulação Estadual (avenida Bento Gonçalves 3.722, bairro Partenon, Porto Alegre/RS) - funcionamento normal

Farmácia de Medicamentos Especiais (avenida Borges de Medeiros, 546, Centro, Porto Alegre) - fechada na quarta-feira e reabre na quinta-feira, a partir das 8h.

TUDOFACIL: agências Centro e Zona Norte estarão fechadas. O TF Eletrônico  ( www.tudofacil.rs.gov.br ) poderá ser acessado para agendar serviços.

Fonte: www.estado.rs.gov.br

Maçã Merenda Escolar

A
COLHEITA DA MAÇÃ chega ao final (falta apenas a variedade pink lady). Em
Vacaria o encerramento terá palestra do diretor do BRDE, Celso Bernardi, no dia
26 de abril, às 11 horas, no pomar do Socorro, km 30 da BR116, saída para
Lages. Na pauta, o desafio de qualificar a fruta, depurar o mercado, melhorar a
imagem e ampliar a participação dos agentes de fomento, no setor.



 



Em 50 dias, outra etapa de
discussões. Em junho (16, 17 e 18) Vacaria sediará Seminário Internacional da
Maçã, com cientistas de quatro países, para técnicos e produtores de maçãs e
outras frutas. A comitiva da maçã oficializou convites à entidades e
instituições em Porto Alegre, na última semana.



 



GILMAR
TIETBÖHL (Secretário da Agricultura) almoçou com produtores de maçã e ficou
sabendo do projeto de qualificação e melhoramento da fruta.



 



BANRISUL, BRDE e CAIXA RS
confirmaram apoio para SEMINÁRIO INTERNACIONAL DA MAÇÃ, em Vacaria.




 



FERNANDO
LEMOS, ao deixar o Banrisul (assumiu no Tribunal Militar), recebeu comitiva da
maçã (Genor Mussatto, Rosa Sanhoeza e Leandro Bortolucci).



 



CASA DA MAÇÃ abandonada. Desde a 1ª
Frutivar foi prometida a conclusão da obra (teto, palco, banheiros, som,
móveis, camarins, etc). SEMINÁRIO DA MAÇÃ , por causa disso, vai para Centro de
Eventos privado e prefeitura pagará o aluguel (5 mil reais).



 



AGRO SCHIO (apesar dos pedágios)
volta a embarcar a maçã para a Europa pelo Porto de Rio Grande. Containers
embarcados para Roterddam (Holanda).



 



As
últimas do www.twitter.com/franciscoappio










YEDA APERTA O BOTÃO, MAS A LUZ NÃO ACENDE.
Minha queixa à Governadora no dia 6/04 começa a ser esclarecida. Não é culpa do
DAER.



 



EMPRESAS nem sempre têm interesse ou
estrutura. Ex: Empresa licitada para concluir a RS110 (Alziro Ramos) não deu a
Caução para iniciar a obra. Na RS456 ESMERALDA, o problema era a venda da
Técnica Viária para a Castelari do PR, com repasse do contrato não assinado.



 



MONTE
ALEGRE DOS CAMPOS
(antigo Oitavo Distrito do Pinheiro Grosso) emancipou-se de Vacaria em
1996, não tem acesso pavimentado, mas terá em breve. CASA CIVIL, garantiu pelo
Secretário Otomar e pelo Eng. Vicente Pereira (DAER) a repactuação da
J.Malucelli. Assina até o fim de abril. Prefeito Chicão Tavares comemora.




 



ANDRÉ
DA ROCHA

começa a acreditar na 470, foi autorizada a repactuação do contrato da Toniollo
Busnello para pavimentar os 15
km até Nova Prata.



 



 



 



Deputado
Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Polícia entrega Medalhas

Polícia Civil entrega medalhas Tiradentes e do Mérito Policial
20/04/2010 13:36


A Polícia Civil gaúcha realizou, às 10h30min desta terça-feira (20/04), solenidade de entrega das medalhas Tiradentes e do Mérito Policial. O evento ocorreu no Auditório Cícero do Amaral Viana, no Palácio da Polícia, na Av. João Pessoa, 2050, bairro Azenha, em Porto Alegre.

Presentes, na composição da mesa, o secretário da Segurança Pública, Edson de Oliveira Goularte; o chefe de Polícia, delegado João Paulo Martins; o subchefe de Polícia, delegado Álvaro Steigleder Chaves; o diretor do Departamento de Administração Policial (DAP), delegado Adalberto Abreu de Oliveira; o diretor do Departamento de Polícia Judiciária de Trânsito (Dptran), delegado Joaquim Guedes Rezende. Também prestigiaram o evento o secretário-adjunto da Secretaria da Segurança Pública, Rubens Edson Pinto; o comandante- geral da Brigada Militar (BM), João Carlos Trindade Lopes; o diretor do Instituto-Geral de Perícias, Áureo Luiz Figueiredo Martins, diretores de Departamentos, delegados e agentes policiais.

A Medalha Tiradentes é conferida a pessoas e entidades que mantêm ou mantiveram estreitas relações e que prestaram relevantes serviços à causa da Polícia Civil. O nome da medalha rememora ao mártir da independência do Brasil e patrono das polícias civis e militares do Brasil. Já a Medalha Mérito Policial é concedida ao servidor da Segurança Pública que, no desempenho de suas atribuições e para a preservação de vida de outrem, coloque em risco incomum a sua própria vida, demonstrando coragem, audácia e a presença de qualidades morais extraordinárias, praticando assim ato de bravura.

Os homenageados com a Medalha Tiradentes foram o comandante Militar do Sul, general de Exército José Carlos de Nardi; o major-brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato; o vice-presidente da Condor Armazéns Gerais, André Meyer da Silva, representado por Érica Kisslinger da Silva; e o diretor da Giro Brasil Distribuidora Ltda, Oswaldo de Oliveira Ferreira, representado por Gisela Maria Guedes Danezi.

O Inspetor de Polícia Jorge Luis Ribeiro da Silva e o Investigador de Polícia Alcides Neves Severo receberam, das mãos do Subchefe de Polícia, delegado Álvaro Steigleder Chaves, a Medalha do Mérito Policial. Segundo o Chefe de Polícia, delegado João Paulo Martins, Severo – que ainda está trabalhando – enfrentou sozinho e com sucesso uma quadrilha de assalto a banco. Silva também lutou bravamente com pessoas que queriam assassiná-lo e conseguiu cessar a carreira de um dos indivíduos. A mesma medalha foi entregue pelo Chefe de Polícia, Delegado João Paulo Martins, aos pais do policial Humberto Luiz Monteiro – morto no cumprimento do dever funcional em 25 de abril de 2007 – sr. Bernardino Luiz Monteiro e sra. Maria Rodrigues Monteiro.

O Chefe de Polícia ressaltou, que as pessoas ou entidades que foram agraciadas com a Medalha Tiradentes representam outras tantas que também mantêm estreitas relações com a instituição. A entrega da medalha é um ato simbólico de agradecimento pela parceria e participação. Ao falar sobre a Medalha do Mérito Policial, ele se emocionou ao lembrar o enfrentamento dos agentes com o crime, especialmente em relação ao policial que foi morto em serviço, ao iniciar sua carreira.

O Secretário da Segurança Pública, Edson de Oliveira Goularte, salientou que na realidade todo o dia é dia do policial, e não somente o 21 de abril E que os agentes expõem, diariamente, o seu patrimônio mais valioso, que é a própria vida.

Fonte: Ascom/ PC

Entrevista com Técnico Leocir Dallastra

- Depois o terceiro gol, lamentável pagamos arbitragem, pagamos a diferença é lamentável não podemos falar, lamentavel, o bandeira está aí para marcar o impedimento mais nada, levantou a bandeira e baixou, tá errado só tinha dois, os dois impedidos, eu estava na linha, tu analisa infelizmente essas coisas nos deixa triste deu faltas para nós, nós não precisamos dessas faltas, uma arbitragem correta, nós pagamos a arbitragem para eles virem aqui, como nós erramos eles, erram demais, erros capitais, faltinhas que era para nós, eles não davam, o meu time jogou mau, nós falhamos, parabéns para o Glória fez uma grande partida, ganhou de 4 x 0, temos que assimilar isso, jogar em casa contra o Lageadense e reverter a situação.
Reportagem de Paulo Furtado

E-mail Recebido

Favor retirar o meu e-mail da sua lista.
Não quero mais receber o informativo.

Muito obrigado,
Afrânio Scolaro
Diretor de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Vacaria

54 ) 3231.6402 | 9917.8188

Entrevista Leocir Dallastra Técnico do Cerâmica


- Tu perde de 4 x 0 não tem o que falar, o Glória foi superior, falhamos deixamos o Glória jogar o segundo tempo o placar estava definido, eles se encolheram nós tentamos jogar, nós também não gostamos de fazer gol, tivemos três, quatro chances não fizemos, premiada a equipe que teve capacidade de fazer os gols não podemos culpar o Donizetti sempre teve uma participação importante, se abateu com o gol, tomamos um gol que geralmente não tomamos de bola parada, cometemos o erro de fazer a falta primeiramente e.
(continua na próxima edição)
Reportagem de Paulo Furtado

Entrevista Leocir Dallastra Técnico do Cerâmica

Indio Esclarece o Acidente Doméstico

19/04/2010

Índio esclarece acidente doméstico


O zagueiro Índio concedeu uma entrevista coletiva à imprensa, na tarde desta segunda-feira, no Beira-Rio, na qual explicou como aconteceu o acidente que feriu a mão direita na noite do último domingo. Durante a madrugada desta segunda, o jogador recebeu atendimento no Hospital Cristo Redentor e passou por uma pequena cirurgia para reconstrução de uma artéria.

“Estava em casa, na companhia de amigos, e acabei me ferindo com um copo de cristal. Ao me levantar de um puf, acabei batendo na mesa com o copo, que se quebrou na minha mão. Um pedaço me lascou e começou a sair muito sangue. Fiquei desesperado, com muito medo. Meus amigos me socorreram”, contou Índio.

Como o fato foi abordado de maneira superdimensionada e negativa por alguns veículos da imprensa - que especularam, inclusive, que o jogador teria se envolvido em uma briga - o assessor de futebol Roberto Siegmann também se manifestou na coletiva. “Houve a versão de uma briga, mas se ela realmente tivesse ocorrido, haveria uma ocorrência policial. Quem estaria envolvido na briga? Porto Alegre é uma cidade muito pequena, então isso não demoraria para aparecer. É óbvio que não tem. Recebemos ligação da esposa do Índio, que estava junto no hospital e tratamos de dar toda a assistência para o atleta”, disse Siegmann.

O dirigente criticou a maneira pejorativa como alguns jornalistas abordaram o caso. Para Siegmann, as fontes de algumas notícias não foram precisas, e usou um outro episódio como exemplo de informação improcedente. “Esses dias recebi uma informação de que jogadores do Inter estavam em um bar. Fui até lá e os encontrei tomando refrigerante junto à mulheres. Jogador de futebol não tem vocação para ser seminarista. Desde que a vida particular não prejudique o desempenho profissional, ele são livres para fazer o que bem entenderem”, afirmou.

Índio ainda será observado por um cirurgião de mão. A partir disso, serão definidos os procedimentos a serem seguidos pelo departamento médico colorado.


--------------------------------------------------------------------------------

Fonte: Inter

Inter Bi da Fábio Koff




18/04/2010

Inter é bicampeão da Taça Fábio Koff


A Taça Fábio Koff é nossa! E pela segunda vez! O Internacional venceu o Pelotas de virada por 3 a 2 na tarde deste domingo no Beira-Rio e conquistou o título do segundo turno do Gauchão. Bolívar, Edu e D'Alessandro marcaram os gols colorados em um jogo eletrizante disputado entre as equipes. Clodoaldo anotou os dois para os pelotenses. Em 2009, o Inter já havia conquistado o segundo turno do campeonato.

Clique para ampliar esta imagem


Jogadores comemoram o bicampeonato da Taça Fábio Koff



O placar vitorioso leva o Inter a dois clássicos Gre-Nais para decidir o título do Gauchão 2010. O primeiro duelo regional ocorre no próximo domingo (25/04) no Beira-Rio. O segundo será disputado no Olímpico, no dia 2 de maio.

Primeiro tempo de imposição colorada

Tão quente quanto à tarde ensolarada deste domingo foi a partida do Internacional na decisão de turno contra o Pelotas no Beira-Rio. A equipe de Jorge Fossati iniciou a final da Taça Fábio Koff impondo um forte ritmo dentro de seus domínios. Logo aos 2min, em cobrança de escanteio, Andrezinho achou Taison livre fora da área. O camisa 7 tentou encobrir o goleiro Jônatas, mas a bola acabou saindo. Se na primeira ele criou, na seguinte finalizou: Andrezinho tabelou com Glaydson, aos 7min, e chutou cruzado. A bola passou muito perto e tirou o 'uh' da torcida no Gigante.

O bombardeio colorado seguiu. Desta vez Alecsandro, aos 15 minutos, dominou no peito dentro da área, limpou a marcação e finalizou a gol para grande defesa do goleiro Jônatas. O Pelotas se segurava como podia, até porque a zaga colorada, escalada com três defensores por Fossati, virou uma sólida barreira para os jogadores adversários. O primeiro arremate dos visitante ocorreu somente aos 21, quando Alex Dias chutou por cima, longe da goleira de Pato Abbonanzieri, após passe de Maurinho. O time de Beto Almeida então marcava forte e procurava manter a posse de bola, evitando os ataques do Inter.

Pelotas assusta e marca duas vezes

O escanteio pertencia ao Inter, que pressionava o Pelotas. Porém a equipe do Sul do Estado cortou a jogada colorada e armou rapidamente seu contra-ataque. Clodoaldo foi lançado livre dentro da área e chutou por cima de Abbondanzieri, encobrindo o goleiro colorado e abrindo o placar no Beira-Rio, 1 a 0 Pelotas. O Inter logo tentou dar a resposta. Aos 34min, Alecsandro lançou Taison dentro da área, que, de primeira, buscou o passe para Andrezinho, mas a zaga pelotense rasgou de trás e afastou o perigo. Quando o Internacional crescia na partida, o Pelotas voltou a marcar. Alex Dias avançou pela direita, aos 39min, passou por Sorondo e rolou a bola para Clodoaldo anotar seu segundo gol no jogo, 2 a 0.

No grito de Bolívar, a reação colorada

O placar era desfavorável, mas o Inter não desistiu. Depois de tanto finalizar, o Inter chegou a sua meta. Aos 42, Andrezinho cobrou escanteio aberto e Bolívar, capitão do Inter na tarde de domingo, chegou com raiva para bater forte e estufar a bola no fundo das redes, 2 a 1. Golaço! Era o gol para descontar no resultado e iniciar a reação colorada. Talvez o de empate não tenha saído por causa do pouco tempo restante da etapa inicial. O árbitro Carlos Simon assinalava o final da primeira etapa e a esparança da torcida colorada persistia.

2º tempo da superação

A volta dos jogadores colorados do vestiário para a etapa final já mostrava o foco total da equipe em empatar e virar a partida difícil no Beira-Rio. Todos se reuníram no centro do gramado para mostrar união. A blitz colorada foi iniciada então com Giuliano, que logo aos 4 minutos pegou sobra na área e finalizou para defesa de Jônatas. Aos 9, uma pressão inacreditável: um bate-rebate dentro da área que terminou com corte da zaga pelotense. Mas o técnico Jorge Fossati queria mais. Um minuto depois do lance, o treinador chamou Walter, que entrou no lugar de Giuliano, consolidando o trio ofensivo do Inter com Alecsandro, Taison e Walter. O garoto estava afim de jogo. Na primeira dele, disputou bola com o zagueiro Bruno Salvador e ganhou escanteio.

O Pelotas, sabendo da dificuldade de segurar o Inter no Beira-Rio, buscava catimbar a partida, valorizando cada segundo com a posse de bola, sendo com ela andando ou parada. A primeira chegada mais perigosa do time de Beto Almeida foi aos 19 minutos, quando Dick, novamente em contra-ataque rápido, cruzou para Clodoaldo dentro da área que não alcançou a bola.

Gol de Edu e pressão até o final

Logo que o relógio ultrapassou os 20 minutos da etapa final, Fossati mandou a campo mais duas substituições. D'Alessandro e Edu entraram no lugar de Andrezinho e Taison, respectivamente. Foi o momento que a torcida colorada entendeu o recado e apoiou o time com muita força. O Beira-Rio rugia com cada lance do Inter. E todo esforço dos jogadores e torcedores finalmente se transformou no gol de empate. Aos 29min, justamente as peças colocadas pelo treinador colorado surtiram efeito. D'Alessandro cobrou escanteio e Edu entrou de carrinho para colocar a bola nas redes, 2 a 2. O 'inferno vermelho' estava montado.

D'Alessandro decide

O jogo era de absoluta insistência do Inter na virada. Chances sequenciais davam a impressão que o gol da vitória estava preste a sair. E saiu. Na principal virtude do Pelotas na partida, o Inter chegou lá. Em um contra-ataque rápido, aos 36, Alecsandro dividiu a bola com o goleiro Jônatas e D'Alessandro, no rebote, chutou para o gol e consolidou a virada, 3 a 2. A estrela do argentino brilhou e o Inter colocava a mão na Taça Fábio Koff.


D'Alessandro marca o gol que dá o título do segundo turno do Gauchão ao Inter

E quem esperava uma diminuição do ritmo colorado, se enganou. O time de Fossati continuava atacando. Aos 42, quase que o Inter aumentou o placar. Alecsandro recebeu na área e chutou à queima roupa para defesa milagrosa do goleiro do Pelotas. E o resultado ficou assim: 3 a 2 para o Inter, bicampeão da Taça Fábio Koff.

Entrevistas

"O nosso principal problema do primeiro tempo foi a recuperação da bola diante de um time que jogou no nosso erro. Pela escalação do nosso time, tínhamos que estar bem posicionados sempre. A gente não teve essa ordem no primeiro tempo. Mas temos que valorizar que, no segundo tempo, o time se acertou, a marcação encaixou e o Inter teve todos os merecimentos para conseguir a vitória", avaliou o técnico Jorge Fossati.

"O grupo mostrou que é forte e, independendente de quem está jogando, todo mundo está tendo bom desempenho", avaliou Andrezinho.

"A torcida nos ajudou muito e tenho certeza que quinta-feira a torcida vai nos ajudar ainda mais", projetou o presidente Vitorio Piffero.

"Primeiro título e estou muito contente. Mas temos que melhorar sempre", avaliou o goleiro Pato Abbondanzieri.

"Esse time mostrou que tem garra e conseguiu a virada", disse Kléber.

"Quem me acompanha sabe que estou trabalhando bastante forte para conseguir uma melhor condição física. Estou melhorando e esse gol foi importante para a equipe", disse Edu.

"Esse time mostrou que tem muito a crescer", festejou o zagueiro Bolívar.

"É mais um troféu, é mais um título que vamos levantar. Agora temos que pensar na próxima partida", disse Alecsandro.

Ficha do jogo

Internacional (3): Abbondanzieri; Bolívar, Sorondo e Fabiano Eller; Glaydson, Sandro, Giuliano (Walter), Andrezinho (D´Alessandro) e Kléber; Taison (Edu) e Alecsandro. Técnico: Jorge Fossati.

Pelotas (2): Jônatas, Jonas, Bruno Salvador e Jonatas Costa (Mauricio); Maurinho, Gavião, Jucemar, Maicon Sapucaia (Jonatan) e Dick; Alex Dias (Sandro Sotilli) e Clodoaldo. Técnico: Beto Almeida.

Gols: Clodoaldo (P), aos 29min do primeiro tempo, Clodoaldo (P), aos 39min do primeiro tempo. Bolívar (I), aos 42min do primeiro tempo, Edu (I), aos 29min do segundo tempo, D´Alessandro, aos 36min do segundo tempo.

Arbitragem: Carlos Simon, auxiliado por José Eduardo Calza e Vilmar Burini.

Cartões amarelos: Jucemar, Bruno Salvador (P), Fabiano Eller (I).

Local: Beira-Rio

Público: 30.589 (26.823 pagantes) / Renda: R$ 819.770,00


Fonte: Inter

Sandra Bullock Sofre Ameaça


Amante de Jesse James teria planejando matar Sandra Bullock
Seg, 19 Abr, 11h51



RIO - Agentes federais dos EUA estariam investigando uma suspeita de que a amante de Jesse James, Michelle McGee, teria planejado matar sua rival Sandra Bullock. O FBI recebeu uma denúncia de que a amante de Jesse James teria contratado um assassino de aluguel para sabotar a moto da atriz. As informações são do site TMZ.

PUBLICIDADE

Entretanto, oficiais alegam que os dados não têm credibilidade e que a ameaça é falsa. De acordo com fontes legais, o ex-marido de Michelle, Shane Modica, contou aos agentes que recebeu, há cerca de duas semanas, uma ligação de um homem do Missouri que alegava ter sido contratado por McGee para matar a vencedora do Oscar de melhor atriz deste ano.


O FBI confirmou que o homem também entrou em contato com seu escritório local, que encaminhou as informações para a delegacia responsável. Os agentes de Missouri enviaram uma notificação para seus colegas de Los Angeles, que ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o assunto.


Jesse está tentando se curar do vício em sexo em uma clínica de reabilitação, depois de que algumas mulheres apareceram afirmando que tiveram casos com o então marido de Sandra.






Fonte: Yahoo

Chiquinha do chavez Sofre Acidente


Atriz que interpreta Chiquinha sofre acidente em Acapulco
Seg, 19 Abr, 08h53



Por Redação Yahoo! Brasil


PUBLICIDADE

Nada de "Chavinho, a gente se vê na piscina?". Desta vez, a atriz mexicana Maria Antonieta de las Nieves, 59 anos, intérprete da Chiquinha do seriado "Chaves", foi a Acapulco sem os vizinhos do cortiço. Ela estava de férias, mas acabou sofrendo um acidente doméstico.


Em uma entrevista à revista "TVNotas USA" a atriz contou que escorregou no piso de mármore e caiu de cara no chão quando estava saindo da piscina, acompanhada de seu filho. Ela ficou inconsciente por cerca de 30 segundos, enquanto seu filho tentava ajudá-la a se levantar.


"Quando voltei a mim, estava toda ensanguentada... Graças aos óculos de sol que eu usava, não desfigurei meu rosto", disse.


Maria Antonieta foi levada ao hospital e o médico disse que ela precisaria se submeter a uma cirurgia urgente. Desconfiado, seu marido procurou uma segunda opinião, na cidade do México, e outro médico afirmou não haver fraturas, descartando uma operação.


Maria Antonieta se destacou na década de 70 com a personagem Chiquinha e gravou o seriado até 1993. Ela foi proprietária de um circo até 2003 e atualmente faz telenovelas.

fonte: yahoo