Inter 3 x 0 Figueirense

Inter 3 x 0 Figueirense
Brasileiro B 2017

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Glória 2 x 0 Aimoré




Depoimento Rafael goleiro do Aimoré

- Todo o segundo turno dessa segunda fase não foi consistente para chegar no mínimo de credito para pelo menos ficar no mínimo com empate fora de casa para que fizesse um ponto para classificação, mas vamos para a frente, a gente sabe que o futebol tem essas coisas, jogar pela honra nos últimos dois jogos.
Reportagem: Paulo Furtado

Campeões Regionais


Opinião] Campeões!
03 de Maio de 2010 13:52
3 Recomendações

* Recomendar
* Comentar

Por Mauro Beting, colunista do Yahoo! Esportes

Fora o jogaço do Pacaembu, quando o Santo André mostrou que poderia ser campeão de muitos estaduais (mesmo o Paulista), foi a mais previsível final estadual de todos os tempos. O clássico cearense ainda trouxe alguma emoção. No mais, por motivos regulamentares, e mesmo com as vitórias de Bahia e Inter, deu quem tinha de dar.

Mas o que importa mesmo a todos que ainda estão na Libertadores e Copa do Brasil é jogar mais do que sabem e do que podem. Como o Cruzeiro, quem melhor jogou entre os brasileiros, que venceu bem o Nacional, e deve se classificar. Diferentemente do Inter, que ainda deve bola em 2010, e que terá sérias dificuldades para vender o certinho time do Banfield.

Incerto é qualquer palpite para Corinthians e Flamengo. Se Ronaldo teve a mais bisonha partida da vida na batalha naval do Maracanã, ainda é Ronaldo.

Como o Flamengo voltou a ser Flamengo, e tem um resultado para especular no contragolpe contra um Corinthians que tem mais time, mais bola, e mais torcida. Mas uma pressão absurda pela Libertadores e pelo centenário.

O São Paulo irritou Dalai Lama com a atuação medíocre contra um Universitário deprimente. Mas se classifica com goleada, até se continuar jogando mal.

SP-10 - A maioridade dos Meninos da Vila 3.0 que conquistaram o Paulistão e um lugarzão na história. Santos foi brilhante em todo o campeonato, mas foi dominado pelo rival em dois jogos, e teve de ser raçudo para suportar a pressão de um Santo André que teve mais chances de gols nos dois jogos (20 contra 14 santistas) e foi um dos vices mais campeões da história.

Os Meninos da Vila ainda não "haviam ganho nada"? Agora, ganharam tudo que já disputaram. E como gente grande. E contra um Santo André que foi um gigante, como em quase todo o SP-10.

Foi um senhor título. E um título de um senhor craque: Giovanni. O Messias. O profeta. O maior craque do jejum santista. O meia que não pôde dar a volta olímpica porque foi demitido no início do SP-06. O ídolo que poderia ter sido campeão brasileiro em 1995 no mesmo Pacaembu onde não conseguiu se despedir porque o Santo André mais uma vez foi um gigante: ganhou por 3 a 2, e terminou com dez bravos guerreiros contra oito heróis santistas.

Giovanni já havia sido o nome mais aplaudido dos 18 à disposição de Dorival Júnior para a decisão. O único que teve o nome gritado antes do jogo. E o veterano foi uma criança no banco comandando de fora o que outro paraense genial fez, até no antijogo no segundo tempo - Ganso.

Não foi só o título do melhor time do campeonato, que joga o futebol mais vistoso e brilhante do país. Foi uma vitória do futebol brasileiro. O melhor do mundo quando quer. Quando joga brasileiro. Como historicamente joga o santista. O primeiro do Brasil a marcar 10 mil gols. O primeiro paulista a anotar 100 gols em apenas 16 jogos do Campeonato de 1927, com Omar, Camarão, Siriri, Arakém e Evangelista. O primeiro ataque infernal a inspirar a belíssima companhia de Ganso, Robinho, André e Neymar. Mas que, em 180 minutos, criou menos que o brilhante Santo André. E teve de apelar ao antijogo depois de infantis expulsões. Mas que mostraram a maturidade da turma para segurar o tranco e o ótimo rival, na segunda etapa.

Ramalhão que, com 25 segundos, fez um golaço, em bola de Branquinho (em atuação de gala) para Cicinho limpar Felipe, e Nunes abrir o placar. Mas, em terra e em time de Rei Pelé, quem tem um olho só é Neymar.

Sem óculos de proteção, mas com a antevisão do craque, recebeu belo passe de Robinho, passou pelo goleiro, pelos zagueiros, e fez outro golaço, aos 3 minutos.

Mais não fez o Santos. O Santo André continuou em cima, teve um lance de gol muito mal anulado de Rodriguinho (impedimento inexistente de mais de metro de Carlinhos), aos 16, e fez o segundo com Alê, escorando escanteio de Bruno César, que Durval e Felipe nem passaram perto.

A atrapalhada arbitragem involuntariamente ajudou o Santos, tirando Nunes (nem tanto Léo), aos 23. Dorival trocou o lado de Pará, tentou colar Mancha em Bruno César. Mas Branquinho seguia livre. Como Ganso, aos 31, recebeu de Robinho e, de calcanhar, serviu Neymar para fazer outro golaço. De costas, o meia santista tem jogado mais que qualquer reserva de Dunga. Mas, caindo tantas vezes no gramado, Neymar pode cavar mais a cova na Copa-10 que um lugar entre os 23 de Dunga.

Foto: AE

Mas o Santos seguia nervoso. Marquinhos deu uma tesoura em Branquinho e foi expulso, aos 37. Seis minutos antes do meia receber de Bruno César e marcar o terceiro, na sétima chance andreense no primeiro tempo, contra apenas duas alvinegras.

Sérgio Soares voltou com Rômulo para atacar pela lateral direita e não levar o amarelo que Cicinho já tomara. Dorival precisava marcar Branquinho, e orar para Mancha achar e marcar Bruno César. Mas só tinha Brum no banco para tanto. Dorival trocou a marcação dos volantes. Mancha foi seguir Branquinho, que virou atacante. Arouca, incansável, tentou parar Bruno César.

Duas mexidas infelizes de dois ótimos treinadores (Robinho e Branquinho não poderiam sair) deixaram a partida muito mais um antijogo dramático, bem conduzido por Ganso, que fez o que poucos sabem, até para segurar o rival que só chegou duas vezes: uma que Arouca salvou aos 4, outra que a trave de Felipe tirou de Rodriguinho, aos 44.

Houve um pênalti para discutir em Arouca, aos 19. Mais um vermelho para Brum, aos 37. Mas mesmo perdendo gente e bola, ainda havia o santista para empurrar o Santos à frente e ao título.

Santos que marcou 6,2 gols por jogo em 1927, e nem campeão foi. Em 1959, também não conquistou o Supercampeonato paulista. Mas marcou inacreditáveis 151 gols em 38 jogos, com Dorval, Jair, Pagão, Pelé e Pepe. A base que, em 1958, marcou 143 gols e foi campeã paulista, com Pelé marcando 58 vezes. Ou em 1961, quando Dorval, Tite, Coutinho, Pelé e Pelé anotaram 113 gols. No ano seguinte, quando o Santos ganhou tudo e mais um tudo, foram 102 gols de Dorval, Lima, Coutinho, Pelé e Pepe. Mais que os 100 gols de 1960, quando Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe fizeram a marca centenária.

Histórica.

Como os 72 gols do Santos de 2010. Uma equipe que levou adversários à exaustão pela intensidade do jogo, à irritação pela irreverência dos dribles, à exaltação pela qualidade que não se mede hoje. Mas que em qualquer campo e tempo pode ser repetida se um talentoso grupo for bem preparado, bem focado e muito bem ensaiado e ensinado para atacar sempre. Para tentar quase sempre marcar no campo adversário. Para tentar repetir uma história que desde 1927 os campos paulistas e do Brasil começaram a conhecer. E que o Pacaembu, nos dias em que celebra 70 anos, teve a honra de receber uma equipe para a história. Para a glória. Para o Santos Futebol Clube. Campeão paulista em 18 anos. O título da maioridade dos Meninos da Vila 3.0.

RS-10 - O melhor time do turno, o mais eficiente do RS-10, a equipe que mereceu vencer o jogo que acabou sendo decisivo, no Beira-Rio, foi campeã. Mesmo perdendo a decisiva para o rival, em casa, e desfalcado de cinco titulares.

O Inter mandou no Olímpico, no primeiro tempo, com o gol do redivivo Giuliano. Uma escalação remendada, um time mais precavido, e foi melhor que o Tricolor que não teve a fluência de outros jogos, com Leandro abaixo do bom nível, e Douglas bem marcado.

Hugo ajudou a reequilibrar o clássico e definir o segundo tempo e o título merecido. Se o Grêmio teve muitas partidas discutíveis em 2010, indiscutivelmente foi muito superior ao rival, atolado com uma campanha abaixo da média e da crítica na Libertadores. Mas que pode ter algum alento pela vitória no Olímpico. Mesmo que de Pirro. Mesmo que vice-campeã.

Mas melhor escreve o coração tricolor e campeão de Thiago Ceconello Sebem:

Não vou falar do título, em si, mas do principal personagem dele.

"Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Valhala!"

É aludindo à Santíssima Trindade que um cristão dá princípio à sua oração. É entoando uma cantiga ou um brado de guerra que um guerreiro busca alento para adentrar no campo de batalha. O homem sempre teve a necessidade de iniciar a sua luta, a sua prece, de maneira especial e emblemática. No caso dos cristãos, citar a Santíssima Trindade antes da prece é um ato poderosíssimo que impulsiona a fé. Entretanto, no caso dos guerreiros, entoar um cântico ou grito de guerra é um ato que pode envolver dois significados: proteção e, sobretudo, vaidade.

Entoar um cântico ou um grito de guerra fortalece e motiva o lado psicológico do guerreiro, mas também não deixa de ser uma investida desesperada de conseguir, por meio de palavras, a imortalidade. Afinal, as palavras, e Don Pedro sabia muito bem disso, são "Independência ou morte". Em alguns casos, são a independência sem morte; em outros, são a independência pela morte; ou, em casos especiais como o de Lara, são a imortalidade pela morte.

Não pensem vocês, advogados dos dogmas tradicionais, que o desígnio de quem vos escreve é transformar esse texto insignificante em homilia, epopeia ou oração. Não sou Padre Antonio Viera, tão pouco Homero. Sou apenas um homem de fé que acredita na força das trindades e na força das palavras. Falando em fé, quem diria que justamente ela seria usada covardemente como pretexto para afirmar que um homem, por tê-la demasiadamente, não seria capaz de conduzir uma religião onde as trindades de santíssimas nada têm? Pois saibam que o homem de fé foi feito justamente para estar ao lado dos mais fracos e dos pecadores, ensinando-lhes bons preceitos e conduzindo-lhes para as boas vitórias.

O melhor lugar para o homem de fé é estar ao lado de Douglas, Borges e Jonas. É estar ao lado, e acreditar, em Mário, Hugo e Neuton. Essas humanas trindades da religião Grêmio que cospem, dão carrinho, falam palavrões e pecam. Essas trindades de carne e osso, de qualidades e pecados, que nasceram, estão vivendo e um dia morrerão. São guerreiros do submundo do futebol, guiados por um homem de fé que busca colocar os seus fiéis escudeiros na história do planeta. Não o planeta terra, mas o planeta Grêmio. O planeta de milhões de apaixonados, o planeta imortal onde reinam em seus castelos suntuosos Lara, Lupicínio, Gessy e tantos outros que, com paciência e sapiência, aguardam a chegada de novos ídolos-reis e novas "bandas loucas" para alentar e dar compasso à festa.

Santo Agostinho, grande teólogo e sábio da Igreja, esforçou-se exaustivamente para compreender e revelar o enigma da fé. Após muito tempo de reflexão, empenho e trabalho, chegou à conclusão que nós, devido à nossa mente extremante limitada, nunca abrangeríamos e assimilaríamos de modo pleno a grandeza (infinda) de Deus unicamente com as nossas próprias forças e o nosso juízo. Então, concluiu que a compreensão plena e factual deste inextricável enigma só é possível quando, na vida eterna, encontrarmo-nos frente a frente com o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Foto: AE

Aplicando a teoria de Agostinho na nossa realidade, podemos dizer que algumas pessoas preconceituosas e intolerantes, que julgaram o Silas pelo fato de ele ser religioso, só irão compreender plena e definitivamente o enigma da fé de Silas quando, na vida eterna, estiverem ao lado das trindades humanas tricolores rememorando esse momento mágico e sublime dizendo: - Foi coisa de Deus.

Silas, o homem de fé, além de aniquilar preconceitos e assegurar um espaço precioso para os seus escudeiros neste planeta seleto e fantástico chamado Grêmio, também plantou a esperança de que muitos outros títulos poderão vir. Silas deu aos seus comandados a imortalidade pela vida, pela luta, pela garra. E, se continuar deste jeito, não restam dúvidas: muitas taças virão.

Transcrevendo as primeiras palavras de Silas depois do título:

Glória a Deus!

Glória, também, aos deuses tricolores!

Valhala e Amém!

MG-10 - Poucos, no Brasil, torcem como o atleticano. Raros atletas que tiveram o privilégio de serem apoiados por essa massa merecem o aplauso e o reconhecimento pela bola e pela luta como Marques. Nenhum outro jogador merecia tanto fazer o último gol do MG-10. O gol do 40o. título estadual do Galo, em belíssimo passe de Ricardinho. Como Correa já havia achado Muriqui, que deu a Diego Tardelli o primeiro gol, aos 25 do segundo tempo de quatro tempos inteiramente atleticanos contra o bravo Ipatinga. Gols nascidos do contragolpe de uma equipe cada vez mais veloz e letal, bem armada e focada por Luxemburgo. Gols rápidos de um bom ataque bem articulado pelo meio-campo operário, e de uma defesa que se firma.

Mas o que vai ficar mais uma vez na história é o gol do título. O de Marques. Aos 42 minutos do segundo tempo, ele tirou a camisa junto ao poste de escanteio, ali na ponta esquerda, onde tantas vezes arrancou jogadas, aplausos e suspiros. Ali no escanteio ele vestiu o poste com sua camisa suada e sagrada. Colocou na ponta, arrancou o objeto do gramado, e tremulou a camisa como se fosse uma bandeira atleticana. Ele que é a própria bandeira atleticana. E acabou sendo a mais linda desfraldada entre tantas que fizeram mais uma festa do Galo.

Não muitos jogadores fizeram tudo que Marques já fez pelo Atlético, até nos momentos ruins. Mas raríssimos foram tão torcedores quanto ele. Quantos dos tantos alvinegros não quiseram ser jogadores para fazer os lances pela esquerda, e os gols que Marques marcou e ofereceu aos companheiros? Mas quantos podem celebrar um gol e um título como Marques? Como um torcedor?

Feliz o atleticano que vibra com o título. E com um torcedor-jogador como Marques.



Mauro Beting é colunista do jornal Lance! e da Revista Fut, é comentarista da Rádio e TV Bandeirantes e da Rádio e TV Lance!. Mauro também é apresentador do Bandsports e do Esporte Interativo. Ele escreve semanalmente para o Yahoo! Esportes. Contato: maurobeting@ymail.com.br.
Fonte: Yahoo

Proteção aos Animais

REPASSANDO

Juçara
(51)99993174

"A RAZÃO DOS CÃES TEREM TANTOS AMIGOS,
É QUE MOVEM SUAS CAUDAS MAIS QUE SUAS LINGUAS."

Acompanhe nosso BLOG
http://pamavl.blogspot.com/

Proteção aos Animais

REPASSANDO

Juçara
(51)99993174

"A RAZÃO DOS CÃES TEREM TANTOS AMIGOS,
É QUE MOVEM SUAS CAUDAS MAIS QUE SUAS LINGUAS."

Acompanhe nosso BLOG
http://pamavl.blogspot.com/

Samblog

•A festa dos premiados no Ghalib Folia 2010
Bateria dos Embaixadores já tem nome

Posted: 02 May 2010 05:47 PM PDT

ELa se chama A Guerreira. Depois de mais de um mês recebendo sugestões para batizar o grupo de ritmistas do mestre Joubert, os Embaixadores do Ritmo elegeram a ideia de Luciene Batista. Como prêmio, ela ganhará uma camiseta do Carnaval de 2011 e uma fantasia para desfilar com a escola...
Renan será a voz da Imperatriz em 2011

Posted: 02 May 2010 06:00 AM PDT

Enquanto Alexandre Belo está com a caneta em mãos para assinar contrato com a Praiana para o Carnaval de 2011, a Imperatriz Dona Leopoldina chega à definição sobre o intérprete que o substituirá, embora ainda não tenha anunciado oficialmente...
A festa dos premiados no Ghalib Folia 2010

Posted: 02 May 2010 05:34 AM PDT

Frio não foi problema e não afugentou ninguém da festa de entrega do Troféu Ghalib Folia 2010, mais um reconhecimento aos destaques e personalidades do nosso Carnaval. Ao som da Banda Cordas Pra Que Te Quero, o público pôde curtir, além de pout-pourris de sambas, vários sucessos da música popular brasileira...

Poucas Ocorrências no Grenal

Brigada Militar registra poucas ocorrências policiais no Grenal
02/05/2010 23:57


Na tarde desse domingo (2) em Porto Alegre, aconteceu a decisão do campeonato gaúcho entre Grêmio e Internacional no Estádio Olímpico. A Brigada Militar atuou na segurança interna e externa do evento, e garantiu que a partida transcorresse dentro da normalidade no estádio e nas imediações. Poucas ocorrências foram registradas no decorrer do jogo: uma posse de entorpecentes, um desacato e um tumulto em um dos portões do estádio, que deixou um policial levemente ferido. Nas imediações do local, os policiais prenderam um homem por tráfico de drogas e recapturaram um indivíduo foragido.

O 1º Batalhão de Operações Especiais foi o responsável pela revista pessoal dos torcedores e pela segurança na parte interna do estádio, utilizando para essa missão um total de 285 policiais militares, contando também com apoio de 12 policiais do 4º Regimento de Polícia Montada e quatro bombeiros. Um destaque da atuação do 1º BOE foi o fato de os policiais que atuaram na parte interna não utilizarem armas de fogo, uma preparação para desempenhar a segurança na Copa do Mundo de 2014. A unidade também foi responsável pela escolta do ônibus que conduzia a equipe do Internacional até o local da partida.

Na parte externa do estádio, o 1º Batalhão de Polícia Militar empregou em sua área de ação 192 policiais militares da unidade, além de apoio de efetivos das unidades do Comando de Policiamento da Capital (9º BPM, 11º BPM, 19º BPM, 20º BPM, 21º BPM, 4º RPMon e CPC Sede) que reforçaram a unidade com 84 policiais. O 1º BPM também contou com a atuação de um pelotão de motociclistas oriundos de várias unidades, com 25 policiais militares.

O 1º BPM realizou o policiamento ostensivo nas imediações do Olímpico, principais vias de acesso, e também foi o responsável pelo deslocamento com escolta da torcida colorada até local do evento, que transcorreu sem problemas. Já o 9º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo centro de Porto Alegre, também garantiu a segurança dos torcedores nas principais vias de acesso e locais de transporte público como terminais de ônibus e trem.

O Comando-geral da corporação esteve em vários pontos acompanhando a atuação dos policiais militares, com a presença do comandante-geral da Brigada Militar, coronel João Carlos Trindade Lopes, e do subcomandante-geral da BM, coronel Jones Calixtrato Barreto dos Santos.

Fonte: Ascom BM

Novos Modelos de Pedágios

Em meio ao debate pré-eleitoral, os pedágios sobem no palanque e todos têm certeza de que caberá ao novo governo formatar o Modelo que substituirá o Programa Estadual de Concessões. O atual modelo onera o usuário e o concessionário, pois em sua formatação estão custos como ISSQN, PIS/COFINS, TAXA DAER, TAXA AGERGS, PUBLICIDADE E MARKETING, CONSULTORIA TRIBUTÁRIA E JURÍDICA, DEPRECIAÇÃO e AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS que somam mais de 60% das despesas.



Da Receita é contabilizada a TIR - Taxa Interna de Retorno - de 27% e sobra pouquíssimo para o asfalto, para conservação, sem melhorias. O modelo mal formatado em 1996, implantado em 1998, foi agravado em 2000, com a introdução da cobrança bidirecional, aumentando a tarifa em mais de 37% para os usuários.



Para o deputado Francisco Appio, por mais de 10 anos este tarifaço vem sendo aplicado nos usuários gaúchos, a pretexto de compensação de perdas e desequilíbrio econômico. “Esta situação confirma a maior exploração de todos os tempos" afirma. Segundo ele, nenhum governo teve a coragem e espírito público para revisar o modelo, alegando que os contratos não poderiam ser modificados. Em 2000, foram alterados, e para pior.



A alegação de dívida milionária é pura fantasia de quem faz parte do lobby dos pedágios. Isso precisa mudar, completa o coordenador da Frente Parlamentar Contra a Prorrogação dos Contratos de Pedágios.



Em 2012 o debate será o novo modelo nas estradas estaduais RS122 e outras. Nas rodovias federais BR116, BR285, BR101 e BR386 caberá ao Governo Federal realizar novas Licitações.



Leia mais em “Caixa preta dos pedágios" no site www.appio.com.br



As últimas notícias/opiniões no www.twitter.com/franciscoappio


BOA CHICO DIAS. Aí está uma sugestão para projeto de lei. Devolver o IPVA dos roubados. Com mecanismos para evitar a fraude dos "espertos".



PRODUTORES reclamam do anúncio do fechamento da Unidade de Caxias do Sul, do Ministério da Agricultura. É uma bola nas costas da dona Dilma.



AGERGS em maus lençóis. Dois Conselheiros tentaram impedir depoimento de Denise Zaions na CPI dos Pedágios. Estão sendo denunciados pelo MP.



VILELA e RICARDO, denunciados por coação da testemunha. Na CPI, ela afirmou que não foi cumprida a qualidade nos pedágios gaúchos de 2005.



PEDÁGIOS festejam novos candidatos nas bases dos que "são contra a prorrogação dos contratos". Sem querer estão a serviço destes. Maquiavel?





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Depoimento de Flavinho do Aimoré

- O mínimo que a gente pode fazer, é honrar a camisa do Aimoré, esses jogos que faltam aí, conseguir as vitórias, o nosso torcedor não merece esse momento que a gente está vivendo.

Depoimento Edimar do Glória

Sabotagem na TV Aberta em Vacaria RS

Mais uma vez no dois Grenais transmitido pela RBSTV aqui em Vacaria RS sai sempre fora do ar não sei se é por parte de quem faz a manutenção do sinal aqui em nossa cidade para promover a venda de TV a cabo. Mais parece sabotagem a Prefeitura de Vacaria segundo a Lei Orgânica Municipal é responsável pelo sinal da repetidora de TV aberta em nossa cidade.

DAER

A comitiva regional que manteve audiência hoje (14/04) no DAER, a pedido do deputado Francisco Appio, saiu da reunião com o diretor de operações, Engenheiro Jéferson Couto, animada com a programação de obras nos municípios da AMUCSER e AMUNOR.



Couto chamou os dirigentes da Técnica Viária, que vai executar o pavimento, e garantiu que até o final do mês os contratos serão assinados para que a obra seja iniciada no mês de maio. Na mesma reunião, o engenheiro João Viterbo de Oliveira, um dos diretores da STE, empresa supervisora da obra, assegurou que está mobilizado para a supervisão dos trabalhos.



O engenheiro Jéferson Couto disse à presidente da AMUCSER e prefeita de Muitos Capões, Mara Barcellos, ao ex-prefeito de Esmeralda, Antônio Carlos Alves e ao deputado Appio que autorizará a repactuação (na semana que vem) dos contratos da J. Malucelli para os trechos de Esmeralda/Pinhal da Serra, Monte Alegre dos Campos/ BR285, da Técnica Viária para a RS461 trecho de Capão Bonito/Lagoa Vermelha, além de dois contratos da Toniolo Busnello, RS470 de André da Rocha/Nova Prata e de Protásio Alves/Nova Prata.



“Isso quer dizer que a região está no mapa de prioridades do DAER e que no mês de maio entraremos em um verdadeiro canteiro de obras em nossa região”, afirma Appio. De acordo com o parlamentar, o DAER assegurou o reinício da RS126 IBIRAIARAS/SÃO JORGE ainda neste mês de abril.


Últimas informações/opiniões do twitter.com/franciscoappio


SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL começa a ser debatido. Duelo a vista, entre patrões e empregados. Deputados, entre uns e outros (triturados).



FECOMÉRCIO admite aumento de 7% (igual ao concedido aos aposentados). FIERGS não se manifestou ainda, tampouco a CUT.



QUEIMA-DE-CAMPO (PL 208/2009) terá audiência pública dia 26/04/2010 na Câmara de Vereadores de Vacaria. Prefeitos, vereadores, sindicatos e pecuaristas convidados.



GRANDE EXPEDIENTE (22/04) abordará a integração da Comunidade Luso/Brasileira e o Memorial Açoriano de Luiz Antonio Alves (50 volumes) na Semana Luso/Brasileira.



MÁRIO MOITA - cantor de fado - será a atração (dia 20) na abertura das comemorações no Auditório Dante Barone (ALRS).



MUITOS CAPÕES lançará a Festa do Pinhão (terça 20/04) em Porto Alegre. Cambará apresentará a Sala Açoarianópoli, S. Antônio da Patrulha a gastronomia portuguesa, Vacaria a música e dança dos Gaúchos de 35 (Tio Hélio).



ATELIER LIVRE DE VACARIA valoriza novos talentos, sob administração de Daniela Caieron. Nesta semana expõe telas a óleo de Helena Leonardelli Appio.



PINHAL DA SERRA comemora, neste fim de semana, o 14º aniversário de sua fundação, com a Festa da Integração e Rodeio Nacional. O melhor presente é a notícia de que em breve será iniciado asfaltamento de Pinhal/Esmeralda.



EDUARDO PAGLIOLI (casado com Marilu Fernandes, filha de Juventino Fernandes) recebeu a Medalha do Mérito Farroupilha, no dia 13/04/2010 na Assembleia Gaúcha. Leias mais sobre a solenidade em www.appio.com.br





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Debate Maçã de Vacaria RS

Está confirmado o Seminário Internacional da Maçã para os dias 16, 17 e 18 de junho de 2010 em Vacaria, com a participação de cientistas internacionais dos EUA, Nova Zelândia, Austrália, França e Itália.



Destinado ao debate técnico do plantio, poda e colheita, o seminário recebeu o apoio de instituições do Estado.



O deputado Francisco Appio, juntamente com a comitiva da AGAPOMI (Associação Gaúcha de Produtores de Maçã), formada pelos agrônomos Genor Mussato, Rosa Sanhoeza e Leandro Bortolucci, foram recebidos em audiência hoje (15/04) no Banrisul, pelo atual presidente Fernando Lemos e pelo futuro presidente Mateus Bandeira; na Caixa RS por Carlos Hartmann, no BRDE pelo Diretor Celso Bernardi e na Secretaria da Agricultura, pelo Secretário Gilmar Tietbohl. Estas autoridades foram convidadas para o evento internacional e asseguraram suas presenças.





Veja as fotos em www.appio.com.br





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Medalha

A MEDALHA DO MÉRITO FARROUPILHA, outorgada ao neurocirurgião EDUARDO BECK PAGLIOLI na última terça-feira (13), foi iniciativa do deputado Giovani Cherini , presidente da Assembleia Legislativa.



O deputado Francisco Appio prestigiou a solenidade e ressaltou as relações familiares do homenageado com a região de Vacaria e Lagoa Vermelha. Paglioli é casado com Marilu Fernandes, filha de Juventino Fernandes (Seu Lento), prima da ex-deputada Ecléa Fernandes e do ex-governador Synval Guazzelli.



A cerimônia foi prestigiada por grande número de amigos e profissionais da medicina, seus quatro filhos, Eliseu, Cezar, Paulo Eduardo e André, noras e netos.



O professor e doutor Eduardo Beck Paglioli é natural de Porto Alegre. Ele foi membro da Academia Brasileira de Neurocirurgia e é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.



Leia seu currículo completo e o discurso proferido por ele na homenagem em www.appio.com.br



As últimas do twitter.com/franciscoappio


ACESSOS - Autorizada a repactuação da Toniolo Busnello, até o final de abril, da RS470 André da Rocha/Nova Prata e Protásio Alves/Nova Prata.



ACESSOS - DAER confirma repactuação do contrato da RS461 Capão Bonito/Lagoa Vermelha (J.Malucelli) para iniciar em maio.



ACESSOS - DAER repactua contrato da J.Malucelli e determina início da 456 Pinhal da Serra/Esmeralda e do acesso de Monte Alegre à BR285.



DAER chamou a Técnica Viária e garantiu que contrato (aditivo) da RS456 será assinado e obras iniciarão em maio entre Muitos Capões/Esmeralda.



PALANQUES de Serra e Dilma começam a ser montados no RS: PP, PSDB, PPS, DEM (Serra), PT, PDT, PSB, PCdoB (Dilma). Dois em cima do muro PTB e PMDB.



NA FOLHA DO NORDESTE escrevo sobre a opção do PP por Ana Amélia, a homenagem de 15/05, insisto na Dívida do DNIT na 470 Sul e a volta da RS126.



OPINIÃO PESSOAL - Tem muita gente torcendo para o PSDB recusar a coligação na proporcional (deputado) para PP cair fora do palanque da YEDA.



LULA vetará os 7,7% aprovados para os aposentados?- Dilma e Serra empatados com 32% esquentam a corrida - PP sem YEDA e Fogaça no 1º turno.





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Tunel do Tempo - Glória empata com Aimoré

Glória empata em São Leopoldo

Jogando ontem no estádio Cristo Rei, o Leão tinha a obrigação de somar pontos para seguir na briga por uma vaga para a próxima fase. Para isso, o técnico Paulo Porto promoveu a estréia de Edimar ao lado de Rodrigo Couto.
A partida começou com o total domínio das ações por parte da equipe de Vacaria. Comandado pela dupla de meias, o Glória criou diversas oportunidades e viu que o gol seria apenas questão de tempo. Em arremesso lateral cobrado por Márcio Souza para o interior da grande área, Silvano concluiu pela linha de fundo. Logo após, em lançamento de Couto, Silvano tentou o chute mas não conseguiu finalizar.
O Leão seguia criando, em cruzamento de João Paulo, Edimar dominou no peito e sem deixar a bola cair, chutou forte, mas direto pela linha de fundo. No primeiro tempo a equipe gloriana balançou as redes do Aimoré, mas o auxiliar marcou impedimento nos dois momentos. A equipe da casa teve apenas uma finalização, com Flavinho aos 40 minutos, mas sem perigo algum para o goleiro Márcio Kessler.
No segundo tempo, Rodrigo Couto pegou uma bola rebatida pela defesa adversária, no interior da grande área, pelo lado esquerdo e bateu cruzado. Sem chances para o goleiro Rafael fazer a defesa. Aimoré 0 x 1 Glória, aos 3 minutos.
Aos 13, Sandro Fraga foi expulso por entrada violenta em Ivanildo que ligaria o contra-ataque do Leão. O atleta da casa recém havia entrado na partida, e não permaneceu em campo nem por um minuto.
Com o resultado adverso, o Aimoré largou-se ao ataque na tentativa de buscar o empate de qualquer maneira. Então aos 20 minutos, Flavinho faz a cobrança de um lateral, Fábio toca de cabeça e a bola toca na mão do zagueiro Valdemar, no interior da área gloriana. Pênalti. Kelson cobra e garante o empate do Índio Capilé, bola de um lado, goleiro de outro. Aimoré 1 x 1 Glória.
A situação complicou ainda mais. Rodrigo Couto, reclamou para o auxiliar Edemar Lacerda Palmeira de uma falta marcada a favor do time mandante e acabou sendo expulso.
Coube ao Glória se defender, para evitar a derrota, e sair com 1 ponto na bagagem de São Leopoldo.
Final no Cristo Rei, Aimoré 1 x 1 Glória.
Em sua entrevista coletiva, o técnico Paulo Porto afirmou ter gostado da resposta dada pelo meia Edimar, estreante da noite. Juntamente com Rodrigo Couto, o jogador fez boas jogadas e belos passes, confundindo a defesa adversária.
No próximo domingo, o Leão recebe a equipe do Cerâmica no Altos da Glória, em horário ainda a ser definido.

Ficha técnica:

Aimoré: Rafael; Douglas(Sandro Fraga), Ricardo, Sananduva; Gian, Longaray, Fábio, Flavinho, Alexandre(Rodrigo Galvão); Kelson e Ícaro(Maikel).
Técnico: Abel Ribeiro.

Glória: Márcio Kessler; João Paulo, Valdemar, Jucimar, Vagson; Ivanildo, Márcio Souza(Lucas), Edimar, Rodrigo Couto; Silvano(Simovic) e Leonel(Fabinho).
Técnico: Paulo Porto.

Cartões Amarelos: Márcio Kessler, João Paulo, Valdemar, Ivanildo, Fabinho e Lucas (G). Douglas, Longaray, Fábio, Ícaro (A)

Cartões Vermelhos: Rodrigo Couto (G). Sandro Fraga (A).

Arbitragem: Diego Almeida Real, auxiliado por Edemar Lacerda Palmeira e Júlio Cesar Espinoza.

Gols: Rodrigo Couto, 3 minutos 2º tempo (G). Kelson, 20 minutos 2º tempo (A).

por Neto Ferreira - Assessor de imprensa netoferreira@gloriadevacaria.com.br

Santo André Carimba a Faixa dos Rebolados dos Santos F.C

O Santos cantado como supertime foi campeão paulista mas o Santo André venceu e foi prejudicado com anulação de um gol, e foi prejudicado pelo arbitro. Os meninos da Vila vão ter dificuldade pois agora pegarão equipes grandes do futebol brasileiro, futebol não é molecagem e brincadeira, futebol é profissionalismo, organização e seriedade. Aqui no Brasil tudo que é novo aparece a mídia esportiva coloca como craque, supertime e super atleta. Está aí o Ronaldinho Gaúcho e o Ronaldo Nazário iniciaram bem suas carreiras e estão aí em declínio, os super craques da imprensa esportiva se tornam fracassos na luz do tempo e da vida real do futebol. O Garrincha foi o grande exemplo.
Paulo Furtado
Editor

Inter Carimba a Faixa do Grêmio

Num ótimo Grenal, Inter venceu o Grêmio mas não levou o título. O Inter jogou bem com bravura é o Grêmio também. Parabéns ao Grêmio. O árbitro Vuaden fez uma péssima arbitragem não dava faltas a favor do Inter, somente para o Grêmio, mas não teve influência no resultado. Agora é Libertadores da América para o Inter, e Copa do Brasil para o Grêmio.
Paulo Furtado
Editor

Mortes na BR 116 em Vacaria RS

Mais duas mortes na BR 116 em Vacaria
Um motoqueiro atropelou um pedestre , sendo que os dois acabaram morrendo no hospital de Vacaria

O acidente ocorreu neste sábado 01/05 na BR 116 Km 28,5 as 11 horas e
25 minutos da manhã – em frente ao pórtico – saída para Lages – Santa Catarina . A moto Suzuki de Placas BDR 78 78 de Santa Cecília – Santa Catarina conduzida por Mauro José de Lima 48 anos , atropelou o pedestre Osmar de Oliveira Dutra 54 anos que tentava cruzar a rodovia . Os dois foram socorridos , mas devido a gravidade dos ferimentos faleceram quando estavam recebendo os primeiros atendimentos no hospital Nossa Senhora da Oliveira . O Motoqueiro Mauro José de Lima residia em Santa Cecília Santa Catarina , já o pedestre Osmar de Oliveira Dutra residia em
Santa Rosa e estava em Vacaria trabalhando na colheita da safra da maçã .




Rádio Fátima AM (Jornalismo), 01/05/2010, 16h55

Acidente deixa Pessoas Feridas

Acidente deixa nove pessoas feridas na RS-122
PRF registrou neste final de semana sete acidentes nas BRs que cortam o perímetro urbano de Vacaria

A Policia Rodoviária Estadual registrou nesse domingo, 02/05, um acidente na RS 122, km 156, localidade da Porte rinha. Foram envolvidos três veículos, dois Fiat Uno, um de Vacaria e o outro de Caxias do Sul e um Caminhão Ivecco de Salvador do Sul.
Nove pessoas ficaram feridas e foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros de Vacaria, Rodosul, Samu e bombeiros voluntários de Antônio Prado. Valdolina de Campos de Andrade, 69 anos, Beatriz Andrade de Anunciação, 52, Mário Vieira de Andrade, 77, Otacilio Duarte Dutra, 78, Natal Suliane Neto, 62, e Dalva Maria Duarte Suliane, de 56 anos, foram atendidos e permanecem internados no Hospital Nossa Senhora da Oliveira. Já Zilda Carvalho Dias, 69 anos residente em Vacaria está internada na UTI. Natalia Suliane Gonçalves, de 6 anos e José da Rosa da Anunciação, 49 anos, foram atendidos e liberados.

Em todo o Rio Grande do Sul, pelo menos 17 pessoas perderam a vida nas rodovias gaúchas. A Polícia Rodoviária Federal de Vacaria registrou sete acidentes. O mais grave deles, no sábado, 01/05, na BR 116, Km 28,5, às 11 horas e 25 minutos, em frente ao pórtico, saída para Lages. A moto Suzuki, de Santa Cecília (SC), conduzida por Mauro José de Lima, 48 anos, acabou atropelando Osmar de Oliveira Dutra, 54 anos, natural de Santa Rosa, que tentava cruzar a rodovia.
Os dois foram socorridos, mas devido a gravidade dos ferimentos morreram quando recebiam os primeiros atendimentos no Hospital Nossa Senhora da Oliveira.




Rádio Fátima AM (Jornalismo), 03/05/2010, 09h10

Comentário do Leitor sobre a Licença a Prêmio dos Servidores

Servidores Municipais querem parcelamento de licença prêmio
O parcelamento da licença prêmio dos Servidores Municipais, é matéria que está sendo analisada pelos Vereadores.

O projeto foi debatido na Câmara Municipal, porém os vereadores pediram ao Sindicato dos Municipários se havia a concordância da categoria para essa alteração na lei.

Hoje os Servidores Públicos Municipais só podem gozar da licença prêmio em um único período e há inúmeros requerimentos de servidores que querem o benefício de forma parcelada. Em razão da atual redação do Regime Jurídico Único, torna-se impossível o deferimento.

O Sindicato dos Municipários através do seu presidente Dinaldo Ribeiro, enviou à Câmara um ofício comunicando que a entidade concorda com a aprovação do projeto de parcelamento da licença prêmio, que irá beneficiar os funcionários públicos municipais.

Data: 22/04/2010
Fonte/Crédito: Assessoria de Imprensa

Referente a licença premio dos funcionarios municipais de Vacaria onde o presidente diz:
_(que a entidade concorda com o parcelamento da licença premio....).
O que ele diz em seu oficio nao é do conhecimento da entidade, pois os funcionários nao foram convocados para reuniao.
Alguns funcionários ficaram sabendo através dos noticiários da camara nas rádios locais.
O Senhor Dinaldo vem agindo como um ditador nao dando sastifaçao para entidade e trazendo prejuizos para a classe para beneficiar outros.

Felipe

Depoimento do Goleiro do Glória Marcio

JN: Boa atuação Marcio?
Marcio: - A gente estava trabalhando o time nosso está precisando, cada um a gente está trabalhando firme para cada dia melhore, quando precisa estamos ligado lá.
- Nessa hora que precisa de cada um então a gente acertar e trabalhando forte focado na classificação que o papai do céu sempre ajuda a gente.
- Vamos rumo a classificação

Virada

PÁGINA VIRADA? ONDE?







Laerte Braga







A decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) preservando intocáveis os torturadores da ditadura militar que resultou do golpe de estado em 1964 não muda o caráter criminoso dessas figuras, à luz dos direitos fundamentais do homem, e nem transforma “valentes patriotas” como Brilhante Ulstra (coronel e ex-chefe do DOI CODI de São Paulo) em inocentes cumpridores do dever diante de “ameaças internacionais”.




O golpe de 1964 foi um movimento planejado, coordenado e executado a partir dos interesses norte-americanos na América Latina e especialmente no Brasil, país chave dessa parte do mundo. A maioria das forças armadas brasileiras apenas se submeteu (continua submissa) àqueles interesses e executou fielmente o que lhe fora determinado.




Dan Mitrione foi um agente da CIA. Veio ao Brasil com a tarefa de treinar militares e policiais da ditadura para reprimir reações à barbárie que tomou conta do País desde o 1º de abril de 1964. Foi um dos articuladores da Operação Condor, que juntou a repressão em todas as ditaduras latino-americanas, com ênfase no Brasil, Argentina e Uruguai para a eliminação sumária de opositores. Essas ações iam desde a tortura, sequestro, ao assassinato, passando pelo estupro.




A cumplicidade das elites brasileiras com esses crimes hediondos era plena e absoluta. Financiaram a boçalidade da ditadura (que lhe era servil). A chamada OBAN (OPERAÇÃO BANDEIRANTES) comandada pelo famigerado delegado Sérgio Fleury foi montada sob a coordenação de um empresário dinamarquês, com participação de empresas como a Mercedes, Supergasbras e os caminhões do jornal FOLHA DE SÃO PAULO (emprestava os caminhões para a desova de opositores assassinados. O documentários “CIDADÃO BOILESEN” conta essa história de vilania pura.




Os corpos eram entregues às famílias, os que foram, em caixões lacrados, com a expressa proibição de serem abertos e um laudo de “vítima de atropelamento”.




Militares argentinos e uruguaios, chilenos, que sufocaram seus países, como os brasileiros, boa parte deles está na cadeia cumprindo pena por esse tipo de crime. Aqui decidiram que vão ficar impunes. Militares e civis torturadores.




Dan Mitrione, que durante anos foi nome de rua em Belo Horizonte, na covardia e subserviência de um político sem caráter, morreu em em Montevidéu. Há suspeitas que o atual ministro das Comunicações Hélio Costa, sabidamente ligado a USAID (UNITED STATES AGENCY INTERNATIONAL DEVELOPEMENT) tenha sido seu intérprete no período que lecionou “tortura” aos militares brasileiros.




O ministro Eros Grau precisou de três horas para expor seu voto, foi o relator, tentando justificar o injustificável. O ministro Levandowsky demoliu-o ítem por ítem num voto coragem, dignidade e não importa que se diga que a decisão do STF teve o propósito de evitar uma crise política aguda envolvendo as forças armadas e o Estado.




O que são forças armadas? Estão à margem da lei, da Constituição? São intocáveis?




O que é uma sessão de tortura por exemplo. Um “patriota” tenha ele o nome de general Bandeira, ou coronel Ulstra, ou general Torres de Mello praticando violências físicas, morais e de toda a sorte contra pessoas indefesas que tiveram a coragem de se opor a uma ação militar que depôs um governo legítimo, o de João Goulart.




Quantos torturados, quantos desaparecidos, quantas mulheres estupradas, quantos inocentes,mera suspeita de contrariar a ordem vigente pela força, sofreram em mãos de criminosos travestidos de defensores da democracia e pior, da liberdade?




Uma recente entrevista do general Newton Cruz, ex-comandante militar do Planalto à época do ditador Figureiredo, há uma clara admissão que o atentado do Riocentro foi planejado para forjar uma ação “terrorista” e servir de pretexto para a continuidade do golpe um golpe dentro do golpe. É digno de ser estar nas forças armadas um oficial que tenha participado de semelhante ação?




Que espécie de patriotismo é esse?




De coragem, de bravura?




Isso tem outro nome, covardia e covardia das inomináveis, se é que covardia possa ser nominável; E se o for, nesse caso o nome é crime, é boçalidade.




A ditadura militar no Brasil e na América Latina foi um momento em que interesses norte-americanos (os EUA não são uma nação, mas um conglomerado de empresas escoradas num arsenal capaz de destruir o mundo duzentas vezes ou mais) vieram para garantir seus privilégios aqui em conluio com as elites econômicas do País, podres, sempre podres e erguidas no fausto FIESP/DASLU, ou em figuras repulsivas como hoje a senadora Kátia Abreu. O Brasil é o mais importante país latino-americano e a possibilidade real e concreta de escapar do controle dos “donos”, foi isso, movimentou os “patriotas” das nossas forças armadas, a maioria deles, sob o comando de um general com o nome de Vernon Walthers, que falava o português para se fazer entendido e bem entendido quando gritava “de quatro”.




Ficaram. Permanecem em sua grande maioria.




A decisão do STF não apaga a História e nem impede que os crimes cometidos por torturadores sejam mantidos em sigilo. O repúdio do brasileiro há que se dar pelo conhecimento do inteiro teor da estupidez dessa gente.




Nem se pode exigir muito do STF. Faltam figuras como Ribeiro da Costa, Hermes Lima, Evandro Lins e Silva, Victor Nunes Leal, Adauto Lúcio Cardoso e outros tantos que não se intimidariam, nunca, com forças armadas que se colocam à margem da lei, dos interesses nacionais e acoitam, é a palavra exata, procedimentos criminosos.




E não eram só militares. Conheci um promotor, Joaquim Simeão de Faria Filho, que presenciava sessões de tortura em sua área de atuação e depois “cantava” mulheres de presos políticos com promessas de “atenuar” as penas.




O Brasil é maior que o medo dessa gente, os ministros que votaram pela impunidade dos torturadores.




E essa não é uma página virada História. Ela há que ficar aberta para que se saiba que por trás dessa “canalhice patriótica” existem os que são capazes de sonhar e lutar por um ideal ainda que ele tenha custado a vida de muitos e muitos nos anos da barbárie militar.




É vergonhoso que torturadores se escondam atrás desse tipo de decisão. São fortes com os fracos, os que estavam presos, algemados, submissos nos cárceres, são fracos com os generais dos EUA que os mandam calar, ficar de quatro, garantir que o Brasil seja apenas um braço do império mais perverso e cruel de todos os tempos.




Ou com os empresários, os banqueiros, os latifundiários, cúmplices de uma época que não pode ser esquecida para que nunca mais se repita.




A ditadura apenas se transformou num arremedo de democracia. Tivemos Collor tentando entregar o País. FHC, o Collor II, entregando o País e agora temos a ameaça José Collor Arruda Serra.




Mais ou menos o que o general Golbery, um dos arquitetos do movimento de 64 dizia. “Sístole e diástole”. Ora de abertura, ora de fechamento, mas sempre a mesma coisa.




Ou o povo varre essa corja, ou então William Bonner, membro da corja, terá tido razão. Um bando de Homer Simpson, prontos a aceitar a coleira.




Não é o caso de muitos, de milhões e certamente seremos capazes de manifestar por todas as formas possíveis a repugnância por esse vômito chamado decisão do STF.


-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Santos é Campeão


Santos sofre, mas fica com a taça

Neymar com Robinho: Santos perdeu para o Santo André no segundo jogo, mas ficou com o título do Paulistão
Crédito: almeida rocha / folha imagem / CP
Neymar com Robinho: Santos perdeu para o Santo André no segundo jogo, mas ficou com o título do Paulistão
Crédito: almeida rocha / folha imagem / CP


O Santos confirmou o amplo favoritismo e conquistou, ontem à tarde, no Pacaembu, o título de campeão paulista de 2010. Mas, por pouco, não repetiu a Seleção Brasileira de 1982, que tinha o melhor time, porém foi eliminada pela Itália nas quartas de final. Com a vantagem conquistada no jogo de ida, no domingo anterior no mesmo Pacaembu na vitória por 3 a 2, os garotos da Vila podiam até perder pelo mesmo escore, ontem, que garantiriam o título. E foi justamente isso que aconteceu no jogo final.

Surpreendido por um gol no começo, o Santos viu seus jogadores mais experientes perderem a cabeça. Léo e Marquinhos foram expulsos ainda na primeira parte, o que complicou muito a partida para o time da Vila Belmiro. Pelo lado do Santo André, o centroavante Nunes também tomou cartão vermelho ainda no primeiro tempo.

No etapa final, Roberto Brum também foi expulso pelo Peixe, que escapou de tomar o quarto gol em dois lances cruciais: uma bola que Arouca tirou em cima da linha e um chute de Rodriguinho na trave aos 44 minutos da fase final. Um quarto gol daria o título para a equipe do ABC.

O Santo André largou na frente com Nunes logo a 55 segundos de jogo. Neymar empatou aos 7, mas Alê colocou o Santo André novamente na frente, aos 19. Neymar empatou de novo, aos 31. Branquinho fez 3 a 2 aos 44, todos no 1 tempo.

Com os dois gols marcados ontem, Neymar chegou a 14 no Paulistão. Ele foi o goleador do Santos na competição, mas não do campeonato. Ricardo Bueno, do Oeste, e Rodriguinho, do Santo André, com 15, foram os artilheiros. André, também do time da Vila, foi o terceiro, com 13.








--------------------------------------------------------------------------------

ESPORTES > esportes@correiodopovo.com.br

--------------------------------------------------------------------------------

Avai Campeão Catarinense



Avaí é o campeão catarinense 2010

Roberto, do Avaí, está chutando: decisão contra o Joinville em Santa Catarina
Crédito: Cristiano andujar / ae
Roberto, do Avaí, está chutando: decisão contra o Joinville em Santa Catarina
Crédito: Cristiano andujar / ae


O Avaí conquistou ontem seu 15 título do campeonato catarinense, ao derrotar o Joinville por 2 a 0 no estádio da Ressacada. O time de Florianópolis já havia vencido a primeira partida da decisão por 3 a 1 e, agora, divide com o Figueirense o posto de maior vencedor da competição estadual com 15 troféus.

Sem contar com seu ataque titular Vandinho e Sávio estão contundidos o Avaí começou o jogo apostando no contra-ataque e a tática logo deu resultado. Aos 12 minutos de jogo, o Avaí abriu o placar com Roberto, que aproveitou jogada de Davi e bateu para o gol, vencendo o goleiro Fabiano. Avaí marcou novamente aos 32 minutos de jogo. Desta vez, a jogada pela esquerda foi armada por Caio, que tocou para o meia concluir a gol, fazendo 2 a 0 e garantindo o bicampeonato ao Avaí.

Na segunda parte, o ritmo do jogo caiu. O Joinville apresentou pouco poder ofensivo e não ameaçou a meta defendida por Zé Carlos.

Com a taça em mãos, o Avaí também não se esforçou em continuar no ataque e valorizou a posse de bola até o apito final do árbitro e a festa da torcida. Depois da festa, o Avaí começará a sua preparação para o Brasileirão 2010. A estreia será neste domingo, contra o Grêmio Prudente, no estádio da Ressacada.








--------------------------------------------------------------------------------

ESPORTES > esportes@correiodopovo.com.br

Grêmio Campeão Gaúcho


Grêmio campeão
Inter ganhou o jogo no Olímpico por 1 a 0, mas perdeu a taça de 2010


Crédito: cristiano estrela

Crédito: cristiano estrela


Mesmo com a derrota, jogadores e estádio inteiro festejaram a reconquista do título gaúcho. Encartado, um pôster dos campeões da temporada regional.



Fonte: Correio do Povo

Grêmio Campeão


Grêmio encara título do Gauchão como retomada no caminho de vitórias
Próximo passo do Tricolor é a conquista da Copa do Brasil





Leandro comanda a festa gremista após a conquista do Gauchão
Crédito: Fabiano do Amaral
O título do Gauchão 2010, conquistado após derrota por 1 a 0 para o Inter, significa, para a diretoria do Grêmio, a retomada do caminho das vitórias. O Tricolor não conquistava a taça do Campeonato Gaúcho desde 2007, quando bateu o Juventude por 4 a 1. O título da Copa do Brasil, principal objetivo do semestre, não passa pelo Olímpico desde 2001. O bom desempenho da equipe neste começo de ano, anima a diretoria e a comissão técnica tricolor.

Tomando como exemplo o Gre-Nal do último domingo, o assessor de futebol do Grêmio, Luís Onofre Meira, analisou a postura que o time precisa adotar a partir de agora. “A retomada da conquista de títulos tem que começar por casa. No futebol gaúcho, se tu fores superior ao teu adversário, tu podes ter aspirações maiores. E foi o que foi provado, o Grêmio em 180 minutos superou o Inter e se habilitou ao título. Trouxe todas as situações favoráveis para o estádio Olímpico e aí fez prevalecer”.

Com a taça do Estadual em mãos, o time começa agora a projetar o confronto decisivo contra o Fluminense, que será disputado na próxima quarta-feira, às 21h50min, no Olímpico. Para avançar às semifinais da competição o Grêmio pode, novamente, perder por 1 a 0. A vitória de 3 a 2 no Maracanã, na última quinta-feira, praticamente encaminhou a classificação. Embora as condições sejam favoráveis ao Grêmio, o presidente Duda Kroeff exige atenção do time. “Temos que usar o Gre-Nal como exemplo. O Inter poderia ter feito o segundo gol e aí, teria complicado tudo. Quarta teremos que entrar em campo muito mais atentos”.

Ouça o áudio: Duda Kroeff quer Grêmio mais atento após conquista do título (Rádio Guaíba)
Ouça o áudio: Luis Onofre Meira analisa a nova postura do time gremista (Rádio Guaíba)
Ouça o áudio: Compacto da conquista do Grêmio no Gauchão 2010


Fonte: Josine Haubert/Correio do Povo

Sarau Afro Mix

SARAU AFRO MIX
Dia 10 de maio de 2010 - segunda-feira
das 18h às 20h - entrada franca
Galeria Olido
Av. S. João, 473 - térreo - centro - São Paulo



Mojuba,

O que é literatura para você?

Estamos convidando você para participar conosco do Sarau Afro Mix - Lima Barreto e Carolina de Jesus, na Galeria Olido.


Este sarau será realizado em maio, que tem no dia 13 para a maioria a lembrança da abolição (esta, ainda, inacabada), mas esse dia tem outros significados (consulte o calendário afro para essa e outras datas).


Um bom motivo para celebrar o dia 13, e quem gosta de ler, seja novo ou velho, negro ou branco, concordará conosco, é que é dia de nascimento do escritor Lima Barreto. No sarau, falaremos um pouco sobre esse escritor pré-modernista, que nasceu "sem dinheiro, mulato e livre" (conforme escreve e se descreve) e também sobre a escritora Carolina de Jesus, cuja obra "Quarto de Despejo" completa 50 anos em 2010 e é referência para muitos jovens, especialmente os moradores de periferia.


Então fica assim:
Intervenção sobre Lima e Carolina;
poesia com participação de Esmeralda Ribeiro, Helton Fesan, Márcio Barbosa, Sacolinha, Sergio Ballouk e Thyko de Souza (e quem mais chegar chegando);
e intervenção musical com a cantora Lia Jones.


Teremos a roda de poemas, que é aberta a quem quiser levar suas poesias (sejam tradicionais ou em forma de rap). Basta entrar na roda e lê-las, declamá-las (desse jeito: cantamos um ponto, paramos, lê-se um poema, ponto, e a coisa segue...).


É uma ótima oportunidade que a literatura proporciona para renovarmos nossa energia.


"Canta pra assentar o axé, iô"


Axé!

Quilombhoje

Segurança do Trabalho

Colega Técnico(a) em Segurança do Trabalho
O SINTESC como tem feito desde 2007, vem novamente convidá-los para participarem das assembléias para definição da proposta que será levada para negociação com as federações (FIESC e FECOMÈRCIO), portanto de suma importância sua participação para definição do valor do piso salárial e direitos que vamos pleitear.
Participe, este é o momento dos TST mostrarem sua força para que finalmente Santa Catarina tenha uma Convenção Coletiva reconhecida.
Aguardamos vocês nas datas e locais do edital em anexo.

Lembrem-se: "O papel do SINDICATO é representar a CATEGORIA que lhe dá respaldo, demonstrando a força das ideais dos PROFISSIONAIS sindicalizados, SINDICALIZE-SE!". SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHODO ESTADO DE SANTA CATARINA - SINTESC
Reconhecido pelo Ministério do Trabalho em 30/09/88

Técnico de Segurança do Trabalho - Profissão Regulamentada

Lei 7.410 de 27/11/85 e Regulamentado pelo Dec. Nº 92530 de 09/04/86

Glória Vence Aimoré num jogo decisivp

Numa bom jogo de futebol, principalmente no primeiro tempo o Glória poderia ter liquidado o jogo no primeiro tempo fazendo sem exagero uns 5 x 0, no segundo tempo voltou a perder gols, mas a equipe do Aimoré começou a tocar a bola com velocidade mas pouco chutou a gol. O goleiro Márcio do Glória foi o grande destaque com ótimas defesas importantes quando foi exigido mostrou ser um grande goleiro. Na torcida segundo informações houve um bate-boca de um torcedor do Glória nas sociais com a esposa de um jogador Danilo (Glória) a qual foi controlado e torcedor se retirou no pavilhão social. Encontramos o torcedor muito agitado no portão de acesso do gramado do Estádio altos da Glória quando aguardavamos para acessar ao campo para fazermos o trabalho para este blog. Mas ainda bem que tudo terminou sem maiores problemas.
Paulo Furtado
Editor

Glória vence Aimoré


domingo, 2 de maio de 2010
Brasil-Far empata e Leão segue vice

Hoje, no jogo que completou a rodada do Grupo 6, um ótimo resultado para o Glória: em Farroupilha, o Brasil só empatou com o Lajeadense em 1 a 1. Com isso, o Leão consolidou a vice-liderança.

Classificação:

1º Lajeadense: 17
2º GLÓRIA
Cruzeiro-PA: 13
4º Brasil-Far: 12
5º Aimoré: 8
6º Cerâmica: 4
Postado por André Carvalho às 20:29 0 comentários
“O Glória vai pagar pelo que fez em Vacaria”

O clima em Farroupilha pode ser bastante pesado, quarta. Ouvi Brasil e Lajeadense e falou-se em “guerra”. Até aí, tudo bem, o futebol comporta esse tipo de linguagem. Só que, logo em seguida, veio a seguinte pérola: “O Glória vai pagar por tudo o que fez em Vacaria”. Gente da imprensa de lá.
Creio que é uma referência aos incidentes da última partida no Altos, quando a torcida do Brasil teria sido hostilizada. Não sei se a direção do clube está com esse mesmo espírito, mas por via das dúvidas seria bom exigir arbitragem de primeiro nível à FGF e garantia de segurança. O clássico transformou-se em jogo de risco.
Postado por André Carvalho às 20:28 0 comentários
sábado, 1 de maio de 2010
Rumo à classificação


Em um final de tarde perfeito em Vacaria, com tempo bom e torcida presente, o Glória bateu o Aimoré por 2 a 0. A vitória – a terceira consecutiva – confirmou a recuperação da equipe, que assume a vice-liderança provisória de seu grupo e mantém boas chances de classificação.

Quem começou assustando foi o Aimoré, logo a 2 minutos, em um chute de Kelson, que também obrigou Márcio Kessler a uma grande defesa aos 18 minutos. Parecia que o Capilé poderia complicar a jornada do Leão. Parecia. Porque aos 19 minutos, Edimar II percebeu o goleiro adiantado e mandou no ângulo de Rafael. Golaço.

A partir daí, o Glória começou a empilhar chances de gol, mas sem aproveitamento. Na melhor delas, aos 31, Marcelo Müller driblou o goleiro, mas chutou na trave; no rebote, Lucas perdeu uma oportunidade incrível. Aos 42, Valdemar, de cabeça, concluiu com perigo a cobrança de escanteio de Marcelo Müller. O time foi para o intervalo deixando a sensação de que uma goleada era possível já na primeira etapa.

No retorno, o Aimoré veio mais ofensivo, rondando a área gloriana. O Glória, por sua vez, procurava investir nos contra-ataques, só que pecando nas conclusões. O Capilé forçava, mas Márcio Kessler atento, garantia a vantagem. Quando o Aimoré mais pressionava, aos 39, Valdemar subiu ao ataque e, acionado por Leandro Rodrigues, entrou na área para deslocar o goleiro e marcar o gol do alívio.

Paulo Porto escalou o time com: Márcio Kessler; Thiago Machado, Valdemar, Jucimar e Vagson; Correa Rodríguez, Márcio Souza (Fabinho), Marcelo Müller (Danilo) e Edimar II; Leandro Rodrigues e Lucas (Maiquel). Na quarta, o Leão enfrenta o Brasil em Farroupilha, em mais uma edição do clássico serrano.
Postado por André Carvalho às 19:12 0 comentários
Fonte: Blog do Glória