Rádio WNews

sábado, 22 de maio de 2010

Onibus da Empresa Penha Tomba na BR 116

Ônibus tomba na BR 116 em Campestre e mata uma pessoa

Veículo fazia o trecho entre Curitiba e Porto Alegre

O veículo da empresa Penha saiu de Curitiba nesta sexta-feira e fez paradas em Lages e Vacaria e tinha como destino final Porto Alegre.
Devido a cerração o motorista perdeu o controle do veículo, tombou na pista e teria caído em um barranco de pelo menos 15 metros..
Em torno de oito ambulâncias prestaram os primeiros socorros.
Passageiros ficam presos às ferragens. Os feridos foram encaminhados ao Hospital de Vacaria. Pelo menos um passageiro morreu no acidente
O acidente ocorreu no Km 64 da BR 116 próximo ao Arroio Canabarro em Campestre da Serra.
Conforme informações da empresa, 23 passageiros iriam ficar em Caxias do Sul e 15 em Porto Alegre. Além de dois motoristas havia no veículo mais um funcionário da Penha.

Ouça o áudio do depoimento de um dos passageiros do ônibus .




Rádio Fátima AM (Jornalismo), 22/05/2010, 06h33

Veja

21 de maio de 2010
------------------------------------------------

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - veja@abril.com.br

***********************************************

Edição da semana (nº 2166 - 26 de maio de 2010)

[Especial]
----------
As razões do mal
A procuradora Vera Lúcia, acusada de torturar a menina que pretendia adotar, tenta justificar sua crueldade culpando a criança. Uma testemunha afirma que ela também batia na mãe. Como uma bruxa má, não demonstra qualquer sinal arrependimento.
http://veja.abril.com.br/260510/razoes-mal-p-078.shtml

Índice da edição
http://veja.abril.com.br/260510/sumario.shtml

[Entrevista]
---------------
Cientista diz que para um país enriquecer precisa democracia
http://veja.abril.com.br/260510/liberdade-enriquece-p-019.shtml

[Corrupção]
------------
O Supremo pune políticos e o Ficha Limpa é aprovado
http://veja.abril.com.br/260510/golpes-impunidade-p-090.shtml

[Economia]
--------------
Angela Merkel: o guarda alemão
A líder política abre fogo contra os mercados.
http://veja.abril.com.br/260510/guarda-alemao-p-101.shtml

[Internacional]
----------------
Irã continua no mesmo ritmo
E a diplomacia brasileira dá passo maior que a perna.
http://veja.abril.com.br/260510/esperteza-atomica-p-114.shtml

[Vida digital]
--------------
Lan house, a internet de 32 milhões de brasileiros
http://veja.abril.com.br/260510/internet-32-milhoes-brasileiros-p-122.shtml

[Copa]
-------
Cartão vermelho para a 'paradinha' do pênalti
http://veja.abril.com.br/260510/cartao-vermelho-paradinha-p-148.shtml

[Música]
---------
Relançado o disco Exile on Main St.
O disco maldito dos Stones e da mitologia roqueira.
http://veja.abril.com.br/260510/antes-musica-muito-barulho-p-166.shtml

[Guia]
----------
O cão ideal para o estilo de cada um
Como escolher a raça do animal para tudo dar certo.
http://veja.abril.com.br/260510/cao-seu-estilo-p-154.shtml

[Lya Luft]
-----------
O sexo triste dos jovens
http://veja.abril.com.br/260510/sexo-triste-jovens-p-032.shtml

[J.r. Guzzo]
-------------
Preço a pagar
http://veja.abril.com.br/260510/preco-pagar-p-174.shtml

***********************************************

[Destaques on-line]
-------------------

[Reportagem]
----------------
Cresce o número de pessoas que se profissionalizam como contadores de histórias
http://veja.abril.com.br/noticia/variedades/adiant-narracao-historias-se-torna-negocio-gente-grande-561708.shtml

[Reportagem]
----------------
Tratamento paliativo, a medicina para os que não têm mais esperança
http://veja.abril.com.br/noticia/saude/tratamento-paliativo-atencao-vida-beira-morte-560783.shtml

[Reportagem]
----------------
Privacidade nas redes sociais. Como o Facebook tem reagido ao tema
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia-tecnologia/cada-vez-mais-exposicao-facebook-privacidade-561801.shtml

[Reportagem]
----------------
O estilo de se vestir de cada candidato à Presidência da República
http://veja.abril.com.br/noticia/variedades/depois-estourar-brasil-fenomeno-sertanejo-luan-santana-mira-mundo-559110.shtml

[Em Profundidade]
----------------
Página traz reportagens, fotos, testes e videogaleria sobre a série de TV Lost
http://veja.abril.com.br/em-profundidade/lost/

***********************************************
Colunistas

[Blog]
-------
Reinaldo Azevedo
Sim, há quem queira a bomba atômica brasileira
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/

[Radar on-line]
---------------
Lauro Jardim
CPI para colocar um banqueiro na cadeia
http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/

[Coluna]
---------
Augusto Nunes
Qual é o livro preferido da dupla Tarso e Dilma?
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

[Em VEJA]
---------
Diogo Mainardi
O Chamberlain de Macaé
http://www.veja.com.br/diogomainardi

[Chegada]
---------
Renato Dutra
Só futebol é pouco
http://veja.abril.com.br/blog/saude-chegada/

[Blog]
---------
Antonio Ribeiro
Avenida Champs Elysées será um imenso jardim
http://veja.abril.com.br/blog/de-paris/

*************************************************

[Blogs da redação]
-------------------

[Política]
----------
VEJA nas Eleições
Mais de 7 mil presos vão votar em São Paulo
http://veja.abril.com.br/blog/eleicoes/

[Futebol]
------------
Blog da Copa
O circo se arma em Curitiba
http://veja.abril.com.br/blog/copa-2010/

[Literatura]
------------
VEJA Meus Livros
Lima Barreto ganha 1ª antologia completa de contos
http://veja.abril.com.br/blog/meus-livros/

[Variedades]
----------
Dez mais
As mulheres famosas que gostam de caçar garotões
http://veja.abril.com.br/blog/10-mais/


***********************************************

http://www.veja.com.br

Acesse http://veja.abril.com.br/pst/newsletter para cancelar o envio deste e-mail
Nosso serviço de cadastramento solicitará seu e-mail e senha. Se não souber a senha, digite seu e-mail e clique no item "Esqueci minha senha". Uma senha provisória será enviada para sua caixa postal para possibilitar o acesso ao serviço.

Realce Enchendo o Saco de Moradores da Cidade de Vacaria RS

O tal Bailão Realce 2 localizado na Av. Militar estava com um show de uma banda que nem conheço de tal Dijavu o som muito alto criando transtorno dos moradores que com certeza não conseguiram dormir, ao invés das autoridades de Vacaria RS exigir acústica de som para que esse barulho não incomode moradores. O engraçado quando é bares as autoridades vão incomodar por causa da música ao vivo, agora esses bailões que somente junta marginais nada acontece. Autoridades tomem providências. Nada contra a diversão de ninguém mas que não enchem o saco dos que querem dormir e descansar.

Prevenção às Drogas

Programa de Prevenção às Drogas da BM beneficia mais de 198 mil estudantes desde 2007
22/05/2010 09:03


O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) beneficiou desde janeiro de 2007 e até o momento mais de 198 mil crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul. Iniciativa da Brigada Militar, o programa visa à prevenção ao uso de entorpecentes por meio de palestras direcionadas aos estudantes do ensino fundamental e médio.

Desde o início da ação, em 1998, 452 cidades do Estado já foram contempladas com as palestras de policiais militares, o que representa a cobertura de 90,93% das comunidades gaúchas. Nestes doze anos de aplicação, o Proerd atendeu a mais de 600 mil alunos da rede pública e privada e integra o rol de ações do Programa de Prevenção à Violência (PPV), do governo do Estado. De acordo com o secretário estadual da Segurança Pública, Edson Goularte, a iniciativa é um referencial para todo o País e o Estado, por meio da Brigada Militar, busca a qualidade de vida também por meio da prevenção e do respeito ao cidadão e família.

O programa é ministrado por um PM fardado com o auxílio do professor (a), uma vez por semana, durante o semestre, sendo dirigido a estudantes com idades entre os nove e os 13 anos. Nesta faixa etária, os alunos estão mais suscetíveis a ceder às pressões para que experimentem drogas ou até mesmo desenvolver ações que gerem violência. Composto de 17 lições que tratam de temas como segurança pessoal, maneiras de dizer não às ofertas de drogas e ao uso de entorpecentes, o programa também aborda autoestima, noções de cidadania, pressão dos companheiros e conseqüências do uso das drogas lícitas (principalmente o álcool e o cigarro) e ilícitas. As lições do Proerd são baseadas numa cartilha, especialmente preparada e distribuída aos alunos e ministradas por meio de estudos programados, encenações teatrais e trabalhos em grupos para estudantes e palestras para pais e professores.

Desenvolvido desde 1998 nas escolas do RS, o Proerd baseia-se no programa estadunidense DARE (Drug Abuse Resistance Education). O DARE foi desenvolvido em Los Angeles, Califórnia, em 1983, e já é aplicado em outros 50 países. Os estados pioneiros no Brasil foram Rio de Janeiro e São Paulo. A BM considera o Proerd um programa da sociedade, em função de basear-se em ação conjunta entre a organização policial militar local, a escola e a comunidade.

PROERD agora é lei
Nessa quarta-feira (19), a Assembleia Legislativa gaúcha aprovou, por unanimidade, o projeto de Lei 199/2009, de autoria do deputado Alberto Oliveira (PMDB), que torna lei á execução do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

O Proerd passa agora a ser desenvolvido na rede de ensino público e privado gaúcho e em parceria com entidades interessadas, bem como em forma de orientação aos pais, mediante ações preventivas e cooperativas entre a polícia militar e os segmentos envolvidos com o programa.

Prevenção Ás Drogas

Programa de Prevenção às Drogas da BM beneficia mais de 198 mil estudantes desde 2007
22/05/2010 09:03


O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) beneficiou desde janeiro de 2007 e até o momento mais de 198 mil crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul. Iniciativa da Brigada Militar, o programa visa à prevenção ao uso de entorpecentes por meio de palestras direcionadas aos estudantes do ensino fundamental e médio.

Desde o início da ação, em 1998, 452 cidades do Estado já foram contempladas com as palestras de policiais militares, o que representa a cobertura de 90,93% das comunidades gaúchas. Nestes doze anos de aplicação, o Proerd atendeu a mais de 600 mil alunos da rede pública e privada e integra o rol de ações do Programa de Prevenção à Violência (PPV), do governo do Estado. De acordo com o secretário estadual da Segurança Pública, Edson Goularte, a iniciativa é um referencial para todo o País e o Estado, por meio da Brigada Militar, busca a qualidade de vida também por meio da prevenção e do respeito ao cidadão e família.

O programa é ministrado por um PM fardado com o auxílio do professor (a), uma vez por semana, durante o semestre, sendo dirigido a estudantes com idades entre os nove e os 13 anos. Nesta faixa etária, os alunos estão mais suscetíveis a ceder às pressões para que experimentem drogas ou até mesmo desenvolver ações que gerem violência. Composto de 17 lições que tratam de temas como segurança pessoal, maneiras de dizer não às ofertas de drogas e ao uso de entorpecentes, o programa também aborda autoestima, noções de cidadania, pressão dos companheiros e conseqüências do uso das drogas lícitas (principalmente o álcool e o cigarro) e ilícitas. As lições do Proerd são baseadas numa cartilha, especialmente preparada e distribuída aos alunos e ministradas por meio de estudos programados, encenações teatrais e trabalhos em grupos para estudantes e palestras para pais e professores.

Desenvolvido desde 1998 nas escolas do RS, o Proerd baseia-se no programa estadunidense DARE (Drug Abuse Resistance Education). O DARE foi desenvolvido em Los Angeles, Califórnia, em 1983, e já é aplicado em outros 50 países. Os estados pioneiros no Brasil foram Rio de Janeiro e São Paulo. A BM considera o Proerd um programa da sociedade, em função de basear-se em ação conjunta entre a organização policial militar local, a escola e a comunidade.

PROERD agora é lei
Nessa quarta-feira (19), a Assembleia Legislativa gaúcha aprovou, por unanimidade, o projeto de Lei 199/2009, de autoria do deputado Alberto Oliveira (PMDB), que torna lei á execução do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

O Proerd passa agora a ser desenvolvido na rede de ensino público e privado gaúcho e em parceria com entidades interessadas, bem como em forma de orientação aos pais, mediante ações preventivas e cooperativas entre a polícia militar e os segmentos envolvidos com o programa.