Rádio WNews

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Cruzeiro empata a Série B

Cruzeiro empata e lidera a Série B
Hoje à noite, Lajeadense e São Paulo completam a rodada em partida que será disputada em Lajeado
ALFREDO POSSAS | Possas@correiodopovo.com.br

O Cruzeiro empatou com o Brasil por 1 a 1, ontem à tarde, em Farroupilha, e manteve a liderança isolada do quadrangular semifinal do Campeonato Gaúcho Série B 2010. O time da Capital tem quatro pontos ganhos em seis disputados, dois a mais que o vice-líder, que é o próprio Brasil.

O Cruzeiro foi melhor no primeiro tempo do jogo da tarde de ontem no Estádio das Castanheiras. E até teve uma boa chance de abrir o escore. Na melhor oportunidade da etapa inicial, Diego Torres acertou o travessão da meta do goleiro Roger, do time de Farroupilha.

No intervalo, o treinador André Luís colocou o veterano Sandro Sotili no lugar de Gavião. E logo no primeiro minuto da segunda parte, Sotili cruzou para Kiko, de cabeça fazer 1 a 0 para o Brasil.

Aos 20 minutos o lance que mudou o rumo da partida. O veterano lateral-direito Russo, 34 anos, fez falta na entrada da área. Como já tinha cartão amarelo, foi expulso. Na cobrança da falta, Leandro Nunes levantou para a área e Diego Costa conclui para empatar o jogo. No lance seguinte ao gol, Diego Costa entrou com perigo na defesa do Brasil e acabou derrubado pelo zagueiro Ricardo, que também foi expulso.

Com dois a mais, o Cruzeiro tentou pressionar, mas o Brasil soube controlar bem o jogo. Aos 34 minutos, o cruzeirista Rogério Patrola fez falta em Maicon Sapucaia e recebeu apenas cartão amarelo, gerando reclamações da torcida do Brasil. Nos minutos finais, o Brasil pressionou e aí foi a vez de o Cruzeiro segurar o resultado e, após o apito final, comemorar o empate fora de casa e a manutenção da liderança no quadrangular final da Segundona.

A segunda rodada será completada hoje à noite. Às 20h, o lanterna Lajeadense recebe o São Paulo de Rio Grande no estádio Florestal. Após a derrota para o Cruzeiro, em Porto Alegre, quinta-feira, o time de Lajeado terá o apoio do seu torcedor para buscar os primeiros três pontos nesta quarta e penúltima fase.

O treinador Luiz Freire tem dois desfalques para escalar a equipe. Cris Beato e Lucas foram expulsos no último jogo e não enfrentam o São Paulo. O adversário empatou com o Brasil de Farroupilha na primeira rodada e tem um ponto na tabela. Lajeadense e São Paulo enfrentaram-se duas vezes durante a terceira fase da Segundona. E nas duas ocasiões o Lajeadense venceu.








--------------------------------------------------------------------------------

ESPORTES > esportes@correiodopovo.com.br

Um Mundo Bem Melhor


Carta O Berro...........................................repassem

Em homenagem aos tripulantes dos barcos com ajuda humanitária aos palestinos saudamo-os com esse hino por "Um mundo bem melhor" (We are the World).
Música,pensamento e sentimento que os criminosos sionistas israelenses desconhecem.
Por um mundo bem melhor . (veja a versão brasileira e a original)
Bom Domingo!

Vanderley

(clique na música abaixo e assista em tela cheia)


----- Original Message -----
From: DELTA-Jc Macluf









Foi lançado aqui em Brasília o clipe da primeira versão brasileira da música "We are the World", em comemoração aos seus 50 anos. O projeto brasileiro chama-se "Um Mundo Bem Melhor".


O vídeo oficial foi lançado dia 01/06 no youtube, mas todas as novidades podem ser vistas no site www.ummundobemmelhor.com.br, que já tem um pequeno trailer e todas as informações.


É muito importante que o projeto seja conhecido pelo maior número de pessoas possível! Quem sabe a nossa versão brasileira não faz sucesso tb, né? O trabalho está lindo! Vale muito a pena conferir e ajudar a divulgar!

Leva só uns minutinhos para encaminhar esse e-mail para a sua lista. E, com certeza, já ajudará bastante!

Quem quiser também pode divulgar pelo orkut, facebook e twiter, colocando a frase: VERSÃO BRASILEIRA DE WE ARE THE WORLD: www.ummundobemmelhor.com.br




AUMENTE O SOM E CURTA ! !

assista em tela cheia.







-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Internacional 1 x 1 Palmeiras, gols do jogo pela 7ª rodada do Brasileirã...

Internacional 1 x 1 Palmeiras, gols do jogo pela 7ª rodada do Brasileirã...

Inter empata com o Palmeiras


Tempo será de reflexões

Taison poderá deixar o Beira-Rio no recesso para a Copa do Mundo. Atacante garante ter uma proposta oficial do Borrusia Dortmund
Crédito: cristiano estrela
Taison poderá deixar o Beira-Rio no recesso para a Copa do Mundo. Atacante garante ter uma proposta oficial do Borrusia Dortmund
Crédito: cristiano estrela


Depois de disputar sete rodadas do Campeonato Brasileiro, um ponto separa o Inter da zona de rebaixamento. É fato que o time colorado, a direção e a comissão técnica que será contratada terá como prioridade, além da busca do título da Libertadores, escapar da ameaça da Segunda Divisão.

O grupo entra em férias hoje e volta ao trabalho somente no dia 17 de junho. Até lá, a direção espera definir o nome do treinador. Algumas mudanças no grupo também serão realizadas. Sobis pode ser contratado para se juntar a Tinga e Renan, reforços já confirmados. Outros, devem ir embora. Andrezinho, por exemplo, deve ser incluído na transação de Sobis. Taison diz ter oferta do Borussia Dortmund. "Quero jogar. Tem essa proposta aí, que vamos analisar", diz. D''Alessandro também teria oferta para transferir-se para o River Plate. Kleber interessaria ao futebol da Alemanha.

O vice de Futebol Fernando Carvalho, além disso, terá de buscar o substituto de Jorge Fossati. Adílson Batista, desempregado, é o mais próximo, apesar da alta rejeição.








--------------------------------------------------------------------------------

ESPORTES > esportes@correiodopovo.com.br

São Paulo 3 X 1 Grêmio, gols do Jogo pela 7ª rodada do Brasileiro 2010

Central de Mentiras

GLOBO – A CENTRAL DE MENTIRAS





Laerte Braga


A edição de sábado do JORNAL NACIONAL – O DA MENTIRA – foi um primor de desinformação, distorção de notícias e fatos para atender a interesses do grupo e àqueles a que representa. É prática rotineira na emissora.



Num dado momento da edição, com o ar de sério, seriedade que não tem, o jornalista Alexandre Garcia, começou a falar do dossiê “supostamente” atribuído a setores da campanha de Dilma Roussef e contra o candidato tucano José Arruda Serra.



Para não enfiar a emissora no bolo e aparentar inocência na história, repercutiu a matéria de capa da revista VEJA sobre o assunto. VEJA é aquela que pegou mais de 400 milhões de reais em contratos com o governo de São Paulo – José Arruda Serra – sem licitação e num favorecimento escandaloso, com, lógico, um percentual para o caixa de campanha do tucano.



É aquela também que quando não conseguiram culpar o governo Lula pela queda do avião da TAM (os defeitos eram no reverso e numa das turbinas por falta de manutenção da empresa), estampou numa capa que “a culpa foi do piloto”. O plano para privatização de aeroportos começou a dar com os burros n’água por ali.



Que acha que a flotilha que foi levar ajuda humanitária a palestinos sitiados em Gaza pelo governo terrorista de Israel foi provocação. Posição também da GLOBO.



Quando Alexandre Garcia, ex-funcionário do Banco do Brasil, do antigo SNI e do Gabinete Militar da presidência da República, demitido por assédio sexual, governo Figueiredo, mostrou os “fatos” relacionados ao dossiê, esqueceu-se de dizer que o jornalista do ESTADO DE MINAS é ligado ao ex-governador Aécio Neves e que a imensa e esmagadora maioria da mídia já havia ligado o dossiê a Aécio.



Toda a trajetória totalitária, corrupta e venal de José Arruda Serra foi levantada a pedido do governador de Minas, então disputando a indicação presidencial com o tucano paulista, quando tomou conhecimento que Arruda Serra havia preparado um dossiê contra ele.



Uma espécie de legítima defesa, digamos assim, num ambiente fétido, o tucanato. Disputa pela chefia da quadrilha.



Para não perder a viagem, envolveram um delegado corrupto e aposentado da Polícia Federal, que fala qualquer coisa por dinheiro, atribuindo a responsabilidade a Dilma Roussef e ao seu partido.



É prática corriqueira da GLOBO, vem desde os tempos de Collor de Mello quando editaram o último debate entre o alagoano e Lula. Ou ainda, nos tempos da ditadura, quando omitiu a campanha para as diretas já, quando encobriu a tortura e foi parte dela na cumplicidade ativa de vender um Brasil maravilhoso quando o País estava à matroca em mãos de militares irresponsáveis e criminosos.



Ou quando foi fundada, há 45 anos, como braço de Washington com o propósito de vender a ideologia disneylândia que hoje, se sabe, chega até a prostituição (Operação Harém da Polícia Federal), seja no BBB, seja nas “moças” contratadas por laranjas para dançarem literalmente, em todos os sentidos, com direito a cachê/michê de 20 mil reais, depende da estatura dentro da emissora e do cliente.



Toda a farsa do dossiê já havia sido contada de “a” a “z” pelo jornalista Luís Nassif em seu portal. Todo o esquema de disputa entre Arruda Serra e Aécio é público e notório desde que o funcionário de Arruda Serra, Juka Kfoury, pegou Aécio no contrapé.



A GLOBO ignorou, deliberadamente, todos os fatos.



Um pouco antes de dar um trato mentiroso no tal dossiê foi divulgada uma pesquisa do antigo IBOPE (hoje GLOBOPE), onde Dilma e Serra aparecem empatados na magia de fabricar números, sabe-se que a realidade é diferente, Arruda Serra está em queda e Dilma em ascensão e nem tocaram no fato que dentre os candidatos o tucano é o mais rejeitado pelos eleitores ouvidos. Mostraram na telinha, mas não comentaram.



Quando pegos na mentira e na farsa, práticas comuns e corriqueiras ali, sacam da pasta de canalhice a tal liberdade de expressão. Deve ter outro sentido para eles. Liberdade de mentir, de falsear, de enganar, de ludibriar e de contratar dançarinas para “ajudar” nos “negócios” com clientes promissores.



Tipo sabão OMO, lavou está pronto para outra.



Canalhice pura.



A legislação brasileira propicia a esse tipo de imprensa marrom, venal, que o direito de resposta seja um fato raro, por conta da lentidão do poder Judiciário, sem falar que a GLOBO tem em mãos muitos dos ministros de tribunais regionais e superiores e nada contra ela anda.



Praticam o crime, a rigor, de forma impune.



A GLOBO é isso e até as eleições de outubro fatos assim serão comuns, todos revestidos de preocupação democrática da rede em todos os seus tentáculos. Jornais, rádios e tevês.



Existe para isso e por isso. Daí porque abriga gente tipo Alexandre Garcia, William Bonner, Lúcia Hipólito, Miriam Leitão, paladinos da sem vergonhice jornalística.



E traveste-se de defensora da democracia e dos valores cristãos e ocidentais, desde que as faturas sejam pagas em dia e os favores e ilicitudes permaneçam encobertos e protegidos às vezes, muitas vezes, pelos encarregados de zelar pela lei.



A edição de sábado foi um primor de mentira, de desrespeito ao telespectador, por isso o rotulam de idiota, apostam nessa característica e contam que enquanto a turma está ali para esperar a novela das oito, de quebra, levam a informação mentirosa.



A GLOBO é outro câncer, como VEJA, não há nada de liberdade de expressão em seu caminho.



Só mentira e empulhação.


-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Jornal da Univates - Glória x Lajeadense

Ricos

http://www.tijolaco.com/?p=16160


O preço (caro) da solidariedade dos ricos
domingo, 6 junho, 2010 às 9:45
O fim de semana às vezes nos permite uma leitura mais profunda do que a dos jornais do dia a dia. Chegou às minhas mãos um estudo publicado no site Global Issues, do inglês – de avós indianos - Anup Shah, que mostra como a ajuda internacional no combate à pobreza e na promoção ao desenvolvimento tem seu preço. E que, de forma alguma, este preço é justo.

Frequentemente associada à compra de bens e produtos dos países doadores, a ajuda oficial acaba ajudando mais a estes do que aos países que a recebem, envolvidos numa série de armadilhas. Anup Shah detalha como essa “ajuda” se processa e como acaba servindo a interesses econômicos e políticos dos países doadores. Em suma, a ajuda internacional “oficial” se transformou em mais uma ferramenta de dominação com um valor geopolítico estratégico para os países mais ricos.


Clique para ampliar
Para quem tiver tempo, vale a leitura detalhada. Assinalei alguns pontos que me chamaram a atenção e que gostaria de compartilhar com vocês, como os do gráfico aí ao lado.

Em 1970, os países mais ricos concordaram com a meta de doar 0,7% de seu PIB anualmente em ajuda internacional até a metade da década. A meta não foi atingida até hoje, passados 40 anos, e a ajuda internacional tem variado entre 0,2% e 0,4% do PIB dos países mais ricos. Os EUA são sempre os maiores doadores em valores absolutos, mas estão entre os piores em relação à meta.

A utilização estratégica da ajuda internacional é comum entre vários países ricos. Os EUA direcionam sua ajuda a regiões onde têm preocupações relacionadas a sua própria segurança. A França, por sua vez, destina seus recursos para preservar e disseminar a cultura e o idioma franceses, especialmente na África oriental. Ou seja, ninguém dá ponto sem nó.

O condicionamento à ajuda reduz o seu valor em 25% a 40%, porque geralmente obriga os países em desenvolvimento a comprarem produtos de nações ricas. O estudo cita um caso exemplar sobre a Eritréia, que concluiu que seria mais barato construir com seus próprios recursos e técnicos uma rede de ferrovias do que ser forçada a gastar o dinheiro da ajuda para a obra em consultores estrangeiros impostos como contrapartida.

A ação dos países ricos é explícita assim. Há caso de ajuda americana em que se tornava obrigatória a compra de tratores Caterpillar e John Deere, dois dos maiores fabricantes norte-americanos.

A ativista queniana Njoki Njoroge Njuhu, diretora da rede de solidariedade à África e da campanha “50 anos é o suficiente” pela justiça econômica global, cita o dinheiro doado para combater a AIDS na África, que Washington condicionava à compra de remédios dos EUA em detrimento de produtos genéricos mais baratos da África do Sul, Índia e Brasil.


Clique para ampliar
Caso mais sórdido ainda é o “African Growth and Opportunity Act”, assinado pelos EUA em 2000, que estabelece como condição para um país desfrutar de seus benefícios evitar qualquer ação que possa conflitar com os “interesses estratégicos” norte-americanos. Por conta disso, países africanos que integravam o Conselho de Segurança da ONU sentiram-se pressionados quando os EUA buscaram apoio para a guerra contra o Iraque, em 2003. Ou votavam com os EUA ou perdiam os “privilégios” do comércio bilateral. Como os EUA perceberam que perderiam a votação no plenário, acabaram retirando a questão do Conselho de Segurança, mas invadiram o Iraque assim mesmo.

O interesse geopolítico das ajudas internacionais é bem claro no caso dos EUA. Dois terços da ajuda americana vai para apenas dois países, Israel e Egito, seus principais aliados no Oriente Médio. E grande parte do terço restante é usada para promover suas exportações ou para o combate às drogas sem a redução do consumo em seu próprio território.

O que o estudo conclui é que os recursos que se destinariam ao desenvolvimento dos países mais pobres voltam para os mais ricos por meio de pagamento de dívidas, desequilíbrios no comércio internacional e medidas inapropriadas, para os pobres, de liberalização e privatização.

Ou seja, quando a gente ouvir que os EUA ou qualquer outro país rico liberou tantos milhões de dólares em ajuda a outro país é bom ficar com o pé atrás. Embutidos na “generosidade” geralmente estão interesses inconfessos.


-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Jornal da Univates - Glória x Lajeadense

Grêmio perde em São Paulo


Parada bem-vinda para o Grêmio

Borges lesionou-se duas vezes e ele é um dos jogadores que volta depois da Copa
Crédito: fabiano do amaral / cp memória
Borges lesionou-se duas vezes e ele é um dos jogadores que volta depois da Copa
Crédito: fabiano do amaral / cp memória


Conforme os fisioterapeutas do Grêmio, à exceção de Lúcio e Souza, todos os jogadores, hoje, machucados, estarão à disposição de Silas no dia 14 de julho quando recomeça o Campeonato Brasileiro. Os dois atletas operados no início do ano vão demorar no mínimo mais duas semanas após a Copa do Mundo para voltar a treinar. "O grupo vai dar uma inflada agora. A preocupação é administrar isso", diz o treinador que reconhece que o plantel sofrerá uma ou outra alteração. Fora Fábio Santos, com proposta da Lazio, apenas alguns jovens poderão sair emprestados para outros clubes. Além do lateral Uendel, a direção busca ainda um atacante de velocidade. Se não vingar a contratação de Éder Luís do Benfica, uma alternativa terá que ser buscada. O Grêmio também aguarda uma definição da situação de Réver. O zagueiro tenta a liberação do Wolfsburg-ALE para retornar ao Brasil. Flamengo e Fluminense também têm interesse no atleta.








--------------------------------------------------------------------------------

ESPORTES > esportes@correiodopovo.com.br

--------------------------------------------------------------------------------

Jornal da Univates - Lajeadense X Glória

Jornal da Univates - Lajeadense X Glória

Jornal da Univates - Lajeadense X Glória

Meninas do Tambor

O som das meninas do tambor
A Mulherada percussionista do Brasil

Uma mensagem a todos os membros de O som das meninas do tambor
08/06 A banda A Mulherada show na penitenciaria feminina de Salvador, encerrando os cursos de formação em informatica, gênero e raça promovido pela Superintencia de Mulheres de Salador e o Mais Social


Visite O som das meninas do tambor em: http://amulherada.ning.com/?xg_source=msg_mes_network

Jornal da Univates - Lajeadense X Glória

Jornal da Univates - Lajeadense x Cruzeiro-Poa

Meninas do Tambor

O som das meninas do tambor
A Mulherada percussionista do Brasil

Uma mensagem a todos os membros de O som das meninas do tambor
08/06 A banda A Mulherada show na penitenciaria feminina de Salvador, encerrando os cursos de formação em informatica, gênero e raça promovido pela Superintencia de Mulheres de Salador e o Mais Social


Visite O som das meninas do tambor em: http://amulherada.ning.com/?xg_source=msg_mes_network

Imagem