Rádio WNews

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Check-up da Próstata

Carta O Berro..........................................................repassem
 

Check-up da próstata, fazer ou não?por Conceição Lemes


 

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os brasileiros. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), do Ministério da Saúde, era de que, em 2002, ocorressem no país 25.600 novos casos da doença. Para 2010, calcula 52.350.

Um salto de 104% em nove anos devido especialmente ao aumento de diagnósticos. Nisso, a mídia tem ajudado, estimulando a detecção precoce.
Há duas estratégias. Uma, para indivíduos que apresentam sintomas ou sinais iniciais da doença. É o diagnóstico precoce. Outra, àqueles aparentemente saudáveis, sem qualquer sinal ou sintoma. É o que os médicos denominam rastreamento.

O diagnóstico precoce é inquestionável. É consenso no mundo inteiro. O mesmo não acontece com rastreamento destinado à população masculina
em geral.

"Eu não tenho dúvida de que é preciso rastrear, detectar e tratar o câncer de próstata em homens saudáveis, assintomáticos", afirma urologista Sidney Glina, professor livre-docente da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do ABC. "O câncer de próstata só mata menos do que o de pulmão. O óbito ocorre, em média, 12 anos após o seu início. Se aos 50 anos o indivíduo tem câncer de próstata e não se tratar vai morrer com 62.
Portanto, o rastreamento tem impacto positivo na vida."

"Não se tem ainda grandes evidências de que diminua a mortalidade se o câncer de próstata for tratado antes de os sintomas aparecerem, fazendo o paciente viver mais e melhor", diverge o clínico geral Arnaldo Lichtenstein, do Hospital das Clínicas de São Paulo e professor colaborador do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da USP. "Além disso, o tratamento tem efeitos colaterais importantes."

Essa discordância no meio acadêmico retrata um grande debate que ocorre no mundo inteiro.

Sociedades de especialistas, como a American Cancer Society, American Urology Association e Sociedade Brasileira de Urologia, são a favor do rastreamento. Recomendam anualmente o toque retal e do PSA em homens saudáveis, sem sintomas, a partir dos 50 anos. Caso exista história familiar de câncer de próstata, a partir dos 40.

Já a US Preventive Services Task Force e a Canadian Task Force, respeitados organismos multidisciplinares independentes, e o National Institute of Cancer, dos EUA, contra-indicam o check-up anual em homens assintomáticos, sem histórico familiar. No Brasil, o Inca e o Centro de Promoção de Saúde do Hospital das Clínicas de São Paulo também.


TEM ALGUMA DIFICULDADE PARA URINAR?

Estranhou? Ficou confuso, por que não é o que normalmente aparece na mídia?

Calma. Antes de avançarmos, atente aos sintomas abaixo e responda:

* É comum a sensação de não esvaziar completamente a bexiga aós terminar de urinar?

* Tem vontade urinar menos de 2 horas após ter urinado?

* Ao urinar, parou e recomeçou várias vezes?

* O jato de urina anda fraco?

* Tem de fazer força para começar a urinar?

* Tem de se levantar duas, três, quatro vezes à noite para urinar?

Quanto mais sim, maior a intensidade dos sintomas. Mas eles - atenção! - não significam que a doença seja maligna ou benigna. É apenas o que o homem está sentindo em decorrência de prováveis alterações na próstata.
Vá ao médico.

O que tem a ver dificuldade de urinar com próstata? Muito. A razão é a posição dela. Situada logo abaixo da bexiga e em frente ao reto, ela fica em volta da uretra.

A próstata é uma glândula, seu formato e tamanho assemelham-se ao de uma castanha portuguesa e pesa cerca de 20 gramas . É órgão fundamental do aparelho reprodutor masculino. Sua função principal é produzir a secreção que participa do esperma, o líquido expelido pelos homens durante a ejaculação. A secreção prostática representa 30% do volume ejaculado.
Serve como meio de transporte, alimento e proteção para os espermatozóides durante o seu percurso na vagina rumo à fertilização. E, ao contrário do que muitos imaginam, não tem nenhum papel na ereção peniana.

"Três enfermidades podem afetar a próstata", explica Glina.  "A prostatite [infecção], a hiperplasia benigna [crescimento benigno da glândula] e o câncer."

Imagine uma maçã. A casca equivale à região periférica da glândula: é onde nasce a maioria dos cânceres. O miolo, onde ficam os caroços, é a zona
central: local onde mais freqüentemente ocorrem as prostatites. A parte maior, que é a polpa, equivale à região de transição: é onde hiperplasia benigna da próstata, disparado a mais freqüente das enfermidades da glândula.

"Geralmente no início, o câncer de próstata é silencioso, não dá sintomas", previne Lichtenstein. "Independentemente disso, ao sentir dor ou desconforto na micção ou notar alguma mudança no fluxo da urina, não empurre com a barriga, busque ajuda médica, pois alguma alteração há."

OPERAÇÃO ÀS VEZES DESNECESSÁRIA E MUTILANTE

Especificamente em relação ao câncer de próstata, sabe-se que:

1) A genética é fator importante. Homem cujo pai ou irmão teve câncer de próstata antes dos 60 anos tem 3 a 10 vezes mais risco de desenvolver a doença do que a população em geral.

2) Obesidade e alimentação parecem favorecer a doença. Na Ásia, é baixa a incidência . Porém, quando os asiáticos migram para os países ocidentais, a geração seguinte tem a mesma prevalência que a população branca.

3) A sua incidência aumenta após os 50 anos. É considerado um câncer da terceira idade, já que 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

4) Estudos demonstram a presença de câncer de próstata em 30% das necropsias feitas em homens acima de 80 anos. Porém, menos de 5% desses óbitos são devido ao tumor. Ou seja, em um grande contingente de homens a doença jamais evoluirá.

5) Há dois tipos de tumores de próstata. Os que crescem rapidamente e se espalham para outros órgãos (metástases), podendo levar à morte em alguns meses, se não diagnosticados e tratados bem cedo. E os que se desenvolvem lentamente - demoram aproximadamente 15 anos para atingir 1 centímetro cúbico -, e não chegam a dar sinais durante a vida e nem ameaçar a saúde do homem. Esse segundo tipo corresponde à maioria dos casos.

"A questão é que não existe exame que nos permita saber se o tumor é do primeiro ou do segundo tipo", adverte Lichtenstein. "Operam-se então homens sem necessidade, e a cirurgia pode causar disfunção erétil [antes denominada impotência sexual] e incontinência urinária."

"Provavelmente tratamos mais do que seria preciso", reconhece Glina, "e o tratamento é mutilador, e o pós-operatório, chato. Esse é o problema".

A cirurgia chama-se prostatectomia radical. Feita com anestesia geral, remove a glândula inteira e os tecidos ao redor. Incontinência urinária é um dos riscos. A operação pode lesar a musculatura que segura a urina na bexiga. Em conseqüência, 2% a 5% perdem totalmente a capacidade de conter a urina e têm de usar fralda o tempo todo. Cerca de 10% deixam escapar um pouco quando riem, tossem ou fazem esforço e precisam usar um pequeno absorvente.

Outro risco é a disfunção erétil. Inicialmente, todos ficam impotentes.
Com o tempo, 30% a 50% recuperam naturalmente a ereção. Mas em 50% a 70% a cirurgia causa disfunção erétil, já que os nervos da ereção passam ao lado
da próstata e muitas vezes não dá para preservá-los. A disfunção erétil pode ser tratada com medicamentos orais, injeções no pênis e prótese peniana.

"Em alguns casos, pode ser feita radioterapia em vez da cirurgia", avisa Glina. "A radioterapia provoca menos efeitos colaterais."


PSA AUMENTADO NÃO SIGNIFICA SEMPRE TUMOR MALIGNO

E o PSA? E o toque retal?- muitos já devem estar cobrando.

O toque retal é o teste mais usado. Porém, como somente as porções posterior e lateral da próstata podem ser palpadas, 40% a 50% dos tumores ficam fora do seu alcance. Daí ser usado em combinação com a dosagem do PSA no sangue.

O antígeno prostático específico é produzido pelas células epiteliais da próstata e não pela célula cancerosa, especificamente. Resultado: o PSA altera-se não apenas quando há câncer, mas também prostatite e hiperplasia benigna da próstata, assim como após a ejaculação e a realização decitoscopia (endoscopia das vias urinárias).

PSA abaixo de 4 ng/ml é considerado normal. Porém, hoje se usa mais 3 a 3,5. Para alguns especialistas, resultado negativo só quando o PSA for abaixo de 2,5 ng/ml. Ou seja, não há consenso.

"Como o PSA alterado não diferencia a doença, torna-se necessária a biópsia da próstata, feita em 18 a 20 fragmentos", afirma Glina. "Cerca de 70% dos casos  não são positivos para câncer, pois o PSA é um mau marcador tumoral. Mas é o único que temos. Infelizmente, ainda não há um métodomelhor para separar o tumor maligno das demais doenças."

"O PSA elevado é apenas o início do processo que pode passar pela biópsia e chegar à cirurgia", salienta Lichtenstein. "A biópsia é incômoda e gera muita
ansiedade. Se for câncer, opera-se, correndo o risco dos efeitos colaterais. Por isso, não vale a pena fazer check-up prostático anual em homens saudáveis. Acaba-se operando demais."

"Vale a pena, sim, 'ir atrás' do tumor de próstata em homens saudáveis", reafirma Glina. "O diagnóstico precoce terá impacto na sobrevida, principalmente nos mais jovens. Já há dados no mundo todo, inclusive do DataSUS de São Paulo, mostrando que a mortalidade pelo câncer de próstata vem caindo. Isso se deve ao fato de rastrear o câncer próstata entre os homens saudáveis após os 50 anos e a partir dos 40, em quem tem história familiar desse tumor."

"Mas se for do tipo que não mata e o indivíduo ficar apenas com os ônus da cirurgia?", Lichtenstein vai ao x da  questão. "Só tem sentido o rastreamento no dia em que houver um marcador para o tumor agressivo, ou tratamento que não deixe seqüelas ou evidências científicas de que o que tratar o câncer da próstata antes de os sintomas aparecerem faz o indivíduo viver mais ou melhor. Enquanto isso, check-up anual de próstata em homens saudáveis, sem antecedentes familiares , não deve ser política de saúde pública."

DISCUTA TUDO ISSO COM SEU MÉDICO

Sidney e Arnaldo são médicos muito competentes, atualizados e éticos. Além disso, amigos. Mas essa discussão é sem fim.  É um Fla-Flu, mesmo, pelo menos por enquanto. E não estão sozinhos.

No mundo inteiro, a comunidade científica busca uma resposta consistente, definitiva,  para esta pergunta: a procura de câncer de próstata em homens saudáveis, sem histórico familiar da doença, traz benefícios, reduzindo a mortalidade?

A expectativa era a de que dois grandes estudos - um europeu e outro estadunidense - com milhares de homens, divulgados em 2009, responderiam a questão. Mas não, ela continua em aberto.

O estudo estadunidense acompanhou 75 mil pacientes durante 11 anos.
Concluiu que não há diferença de mortalidade entre rastrear ou não homens homens saudáveis, assintomáticos, acima dos 50 anos. Esse estudo foi contestado no mundo inteiro, pois  58% dos participantes do grupo controle fizeram o PSA por conta própria.

O estudo europeu envolveu 180 mil homens por 10 anos. Verificou que para evitar uma morte foram necessários 1.400 PSA e 50 tratamentos, dos quais 20 ou 30 ficaram impotentes. Para os epidemiologistas, é número muito alto de diagnósticos e de disfunção erétil para salvar uma vida.

Daí a US Preventive Services Task Force, a Canadian Task Force, o National Institute of Cancer, dos EUA, o Inca e o Centro de Promoção de Saúde do
Hospital das Clínicas de São Paulo continuarem não recomendando aavaliação em homens aparentemente saudáveis, sem histórico familiar.

"Só se recomenda o rastreamento populacional, quando o exame é fácil de fazer, detecta a doença no início, ela é frequente e o tratamento precoce muda o curso dela", esclarece Lichtenstein. "Isso está comprovado para hipertensão, diabetes e câncer do colo do útero. Para o câncer de próstata, ainda não."

"Só que quando o câncer de próstata dá sintomas, a doença já se disseminou", alerta Glina.  "Aí, o tratamento é paliativo, não há mais chance de cura."

Diante desses prós e contras, o que fazer?

Se você tem histórico familiar de câncer de próstata, não há o que discutir. A recomendação é unânime:  faça a avaliação  anual a partir dos 40 anos. Isso implica toque retal e PSA.

Tendo dor, desconforto ou sintomas urinários, procure ajuda médica também, qualquer que seja a sua idade.

Se você tem 50 anos ou mais, está saudável, a decisão de fazer o check-up anual de próstata é sua. Discuta com o seu médico. Questione-os sobre osprós e contras.

O economista Carlos Vieira, 59 anos, faz desde os 50: "Fico maistranqüilo".

O colega de trabalho Marcos Pacheco, 57, não: "Enquanto não estiver comprovado que vale a pena em homens saudáveis, não farei. Pelo menos, até os sintomas aparecerem - se aparecerem - vou ser feliz".

Mas qualquer que seja a sua decisão, cuidado com os espertalhões. "Tem médico que fala que opera com robô e garante 100% de potência no pós-operatório", alerta Glina. "Isso é mentira."

-----Anexo incorporado-----

A Dilma é a Falência de tudo

A Dilma é a falência de tudo.

E o PT quando começou, como era? Era forte certamente. Era uma coisinha de nada, desviando dinheiro do movimento sindical para se manter enquanto organização partidária. Para chegar ao poder teve que se alinhar à direita – bancou um vice (Zé Alencar) de extrema direita para demonstrar que estava na linha e era de confiança. Logo que chegou pactuou com a direita mais reacionária do Brasil começando por Sarney e Jader Baralho. Esse é o PT.

O PV e a Marina estão preparados tanto quanto o PT e a Dilma para governar o Brasil. A diferença é que a Marina não tem vice da direita reacionária nem está tendo na sua campanha o Collor de Melo e a família Sarney do Maranhão.
Judson Barros



Em 1 de outubro de 2010 12:26, CARLOS ALBERTO HONORATO DA SILVA <karlos.honorato1@yahoo.com.br> escreveu:
 

MENSAGEM DA DILMA AO POVO BRASILEIRO

 
Bom Dilma para todos,

Pessoal, a presidente Dilma gravou uma linda mensagem em video dedicados a nação brasileira..

vejam e passe adiante.

 " O BRASIL UNIDO POR DILMA EM PRIMEIRO TURNO "




 

Dilma

Prezados(as) companheiros(as), saudações!

Envio-lhes, através deste email, o meu mais novo ensaio (abaixo). Eu fiquei e estou tão sensibilizado diante das infundadas acusações e mensagens (que venho recebendo) contra Dilma, nossa candidata, que escrevi o texto abaixo e o estou divulgando em todos os possíveis meios de comunicação. Solicito-lhes, portanto, ajuda, no sentido de amplificação da minha mensagem. Autorizo a veiculação da mesma em revistas, jornais, sites, blogs e em quaisquer outros meios de comunicação.

Abraço,

______________________________
___________
Prof. Enézio de Deus Silva Júnior

Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM
Mestrando em Família na Sociedade Contemporânea, UCSAL
Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Especialista em Direito Público
Advogado - 0AB-BA 20.914
(75) (71) 9962-5340. 




Dilma: a(o) Anti-Cristo?



Há muito, não se via e nem se ouvia tanto absurdo, a respeito de um candidato à Presidência, como está sendo propagado e forjado nestas eleições, levianamente, contra Dilma Rousseff.

Primeiro, o alarde dos argumentos de que ela foi terrorista e de que não podia nem pisar em solo norte-americano. Após suplantadas estas falácias, veio outra tentativa de desestabilizá-la: a questão da quebra do sigilo fiscal (sem nenhuma prova de que a mesma estivesse, direta ou indiretamente, envolvida). Agora, emergem, na internet, ambas sem fundamento plausível e sem prova, a terceira e a quarta leva de argumentos ridículos; um verdadeiro show de barbaridades: a de que nem Cristo, querendo, impede a vitória da candidata e a que questiona a sua orientação afetivo-sexual.

Muitos já devem ter recebido o email, cujo teor afirma que Dilma, em suposta entrevista, teria afirmado que nem Cristo, querendo, tira-lhe a vitória. Onde está a gravação ou o vídeo (com voz e/ou imagem) da candidata fazendo esta afirmação? A resposta é uníssona: na maldade de alguns(mas) eleitores(as) – insatisfeitos(as) com o resultado das pesquisas, que continuam apontando a possibilidade de vitória de Dilma no primeiro turno.

Cada pessoa é livre para fazer a sua escolha, é lógico. E uma das grandes riquezas da nossa Democracia reside, particularmente, nesta liberdade. Mas “satanizar” uma pessoa, como estão fazendo com Dilma, com argumentos absolutamente débeis, é, no mínimo, ridículo.

E, na leva dos discursos absurdos, não faltam os que até o câncer, de que fora acometida a candidata, é levado em consideração – como uma “arma” que Satanás tem nas mãos para que o Vice de Dilma, oportunamente, assuma a Presidência (Vice este que, também, já está maldito na língua de muitos(muitas) que se afirmam cristãos(ãs))!

Paira um temor (nas mensagens que venho recebendo – especialmente de alguns evangélicos), movido por emoções e bastante irracionalidade, de que, caso eleita, Dilma interferirá, negativamente, no funcionamento das igrejas, como se isto fosse uma intenção dela (nunca foi!) ou como se um(a) Presidente(a), sozinho(a), tivesse este supra-poder de "rasgar" uma Constituição formal como a nossa. Para estas pessoas, imaginar interferências em templos é questão de poder; quase de “vida ou morte”, como se a salvação estivesse contida dentro de paredes. Daí o evidente desequilíbrio delas.
Realmente, trazer Cristo para a disputa presidencial, para ver se isto tira votos de Dilma, é a prova de que alguns(mas) fanáticos(as) estão desesperados ou quase beirando a imbecilidade.

Os argumentos (todos que tenho visto) utilizados para tentar desestabilizar a campanha de Dilma Rousseff são infundados, muito frágeis, facilmente desmontados.
Até da orientação sexual da candidata já se ouve especular, como se houvesse algum problema, que a incapacitasse para governar, caso ela fosse lésbica. E isto, sendo verdade, é da conta de quem? Em que aspecto a orientação afetivo-sexual de uma pessoa, como um dado isolado, qualifica-a ou a desqualifica para administrar? Em nenhum.

Tenho muito a elogiar quando penso em Serra ou em Marina (por exemplo), mas já fiz a minha escolha e ela é muito sólida: votarei em Dilma, porque tenho muito mais razões para fazê-lo (e falo pela racionalidade – não por questões de fé). Minha fé, cristã de berço, nada tem a ver com os representantes que escolho.


O problema, que atualmente põe o Brasil em atraso (com relação a vários países), encontra-se no Congresso: bancadas que legislam por doutrinas (tomando discursos fundamentalistas, como se estivessem em altares de templos), esquecendo-se de que o Estado brasileiro é LAICO – ou seja, não deve, em suas decisões, levar em conta nenhuma vertente doutrinário-religosa. O Estado deve ser o porta-voz da legalidade com embasamento unicamente científico.

Os(as) que estão criando e repassando estas mensagens distorcidas contra Dilma são fundamentalistas - e muitos(as) optaram por Marina, não por sua história de vida ou política (também, bastante admirável), mas por a mesma ser evangélica (e Marina seria, então, “a ação e a voz divinas” no comando da nação, cujo Deus é o Senhor destes(as) eleitores(as). Se não for o Senhor deles(as), não serve!).

Por isto, frente a esta perseguição a Dilma, é como se eu ouvisse, claramente, Cristo exclamar: “Perdoai-lhes, Pai, pois não sabem o que fazem.”

Há diversos preconceitos que circundam a candidatura de Dilma: por ser mulher, por ter lutado contra a Ditadura Militar - o que deveria ser motivo de orgulho para todos(as) nós -, por ser a mais provável sucessora de Lula, etc.

Não há nada de comprovado, na suposta biografia de Dilma que andam repassando pela internet, que desabone a sua moral, a sua competência ou a sua integridade. Muito pelo contrário: a sua história a dignifica muito.

Já está comprovado que todas as pessoas que se destacaram na luta contra o regime militar no Brasil (a exemplo da corajosa então jovem Dilma Rousseff) foram acusados / fichados dos mais horrendos crimes, justamente porque, de modo corajoso, ousaram enfrentar - como poucas(os) - uma estrutura de atrocidades mantida pelos militarem que se apropriaram do poder no país por tantos anos.

É justamente pela personalidade tão marcada pela coragem, que, desde jovem, Dilma vem assumindo posições e cargos estratégicos no Brasil em prol de uma sociedade mais livre, justa, solidária e progressista.

Quanto ao argumento de que Dilma foi "terrorista", esse é falso e, em parte, distorcido. Falso, porque não há qualquer prova de que Dilma tenha tomado parte de ações “terroristas”. Distorcido, porque é fato que Dilma fez parte de grupos de resistência à ditadura militar, do que deve se orgulhar, e que este grupo praticou ações armadas, o que pode (ou não) ser condenável.

Como bem lembra Jorge Furtado, “José Serra também fez parte de um grupo de resistência à ditadura, a AP (Ação Popular), que também praticou ações armadas, das quais Serra não tomou parte. Muitos jovens que participaram de grupos de resistência à ditadura hoje participam da vida democrática como candidatos. Alguns, como Fernando Gabeira, participaram ativamente de seqüestros, assaltos a banco e ações armadas. A luta daqueles jovens, mesmo que por meios discutíveis, ajudou a restabelecer a democracia no país e deveria ser motivo de orgulho, não de vergonha.” A conquista da liberdade, tão sonhada e sólida (como o é em nossos dias de Constituição de 1988), devemos, especialmente, a estas pessoas.

Tenho inúmeras razões para votar em Dilma (o meu texto ficaria muito longo se eu elencasse, aqui, todas estas razões) e mais motivos ainda para que o projeto de Lula seja, a cada dia, mais consolidado no país – cuja chance, acredito, estar na escolha de Dilma para a Presidência. Mas repito: cada pessoa é absolutamente livre para escolher. A escolha, com decência e sem atacar de modo infundado quem quer que seja é, sem dúvida, mais bonita.


Dilma, ao meu ver, é a candidata mais preparada para assumir o comando político-administrativo do país e já é possível antever o fato histórico de termos a primeira Presidenta da República!

Fico envergonhado, como cidadão de senso crítico e atento ao passado histórico do nosso país, quando recebo emails, scraps ou mensagens frágeis, de teor infundado, cujo objetivo é, tão somente, tentar desestabilizar a candidatura de Dilma Rousseff ou manchar a sua imagem.


Felizmente, Dilma (destemida, desde cedo) não tem se abatido por esta leva de barbáries. É como se suas forças, pelo contrário, estivessem todas renovadas para, em breve, governar o Brasil!




__________________________
Enézio de Deus Silva Júnior
 
Membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM
Mestrando em Família na Sociedade Contemporânea, UCSAL
Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
Especialista em Direito Público
Advogado - 0AB-BA 20.914
(71) 9962-5340


 

Avaliação das Eleições

Vice Prefeita de Elói Poltronieri

Segundo informações que recebemos de alguns setores do PT de Vacaria RS a Vereadores Elisabete Ritter de Vargas do PMDB poderá ser Vice na chapa de reeleição do Prefeito Elói Poltronieri. A´proximação dela com as feministas do PT na Construção da Semana da Mulher estão sendo referências para esse projeto.

Imagens





Ana Amelia Lemos e Pam

Foram eleitos com merecimento Paim com merecimento por serviços prestados e a Ana Amélia com uma proposta clara e objetiva. Rigotto foi muito confusa a sua proposta para o Senado, mas com certeza será candidato a Prefeito de Caxias ou ao Governo do Estado nas próximas eleições.

Marcos Lima

O candidato a Deputado Estadual pelo PSDB Marcos Lima foi bem votado, segundo ele com falta de recursos, ficou numa boa colocação. Com certeza ele terá êxito como Vereador.

Tarso Genro

Foto: Zero Hora

A vitória de Tarso Genro recupera o PT do RS, um politico de dialogo e de unificação. Fogaça teve um programa de Governo confuso e teve prejuízos do PMDB nacional ser vice de Dilma. A Governadora Yeda Crusius foi derrotada pelos escândalos do caso Detran e faltou para ela partido e grupo de trabalho melhor. Pois a Governador Yeda foi uma boa governadora.

Marina Silva

A nível nacional Marina Silva foi o desquilibrio que derrubou o salto de Dilma e provocou o segundo turno para Presidente República.

Gabinete de Gestão

Gabinete de Gestão Integrada analisa consórcio intermunicipal de prevenção à violência e criminalidade 06/10/2010 11:37

A reunião mensal do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) do Estado, coordenada pelo secretário Edson de Oliveira Goularte, foi realizada na manhã desta quarta-feira (06), nas novas instalações da Secretaria Municipal de Segurança Pública (SEMUSP), em São Leopoldo. Na pauta do encontro a apresentação do Consórcio Intermunicipal de Prevenção à Violência e à Criminalidade, a cargo do titular da pasta, Carlos Sant’Anna, o presidente da Associação Estadual das Secretarias Municipais de Segurança Pública.
Após a saudação inicial e abertura dos trabalhos, o secretário Goularte passou a palavra ao secretário Carlos Sant’Anna que expôs as principais diretrizes do consórcio. Segundo ele, “é fundamental a participação do Estado, até por exigência da União, no aspecto da liberação de recursos federais para o desenvolvimento do projeto, capitaneado por esta Secretaria” – esclareceu ele. No dia 15 deste mês, acontece em Santa Cruz do Sul a 11ª reunião dos Gabinetes de Gestão Integrada Municipais (GGI-M) e secretários municipais de Segurança Pública. Na oportunidade serão debatidos os aspectos principais do consórcio, no sentido de que avance a efetivação do projeto, após avaliação das diretrizes apresentadas, hoje, na reunião de São Leopoldo.
No encontro desta manhã foram apresentados os ítens básicos do consórcio para análise dos secretários, representantes de cada município, bem como das instituições envolvidas diretamente no processo, ou seja, as vinculadas à SSP - Brigada Militar, Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias e Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Detran, Fundação das Associações dos Municípios do RS (Famurs) e órgãos ligados ao Poder Judiciário – Ministério Público, Procuradoria e Defensoria Pública.

Polícia prende Suspeito de Homicidio na Praça da Matriz

Polícia civil prende suspeito de homicídio na praça da matriz em setembro de 2009 06/10/2010 12:56
Na manhã desta quarta-feira (06), na Vila Augusta, município de Viamão, agentes da Delegacia de Homicídios e Desaparecidos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais, (DHD-Deic) cumpriram mandado de prisão preventiva do suspeito de ter executado com arma de fogo, Paulo César Truylio, em 02.09.2009, nas proximidades do Teatro São Pedro, no centro da capital. O inquérito policial, concluído em 18.05.2010, levou ao indiciamento de um homem de 29 anos de idade, por homicídio duplamente qualificado, sendo o motivo fútil e mediante emboscada.
As investigações, bem como as provas colhidas através de imagem de câmera de seguranca e da quebra dos sigilos bancário e telefônico, demonstraram que o matador foi contratado por  R$ 15 mil, por dois indivíduos os quais foram identificados como devedores de um valor aproximado de R$ 100 mil junto à vítima. Tendo em vista que o suspeito possui antecedentes por homicídio e está respondendo processo pelo mesmo crime, a operação foi realizada por quatro equipes com 12 agentes, coordenados pelos delegados Bolívar Llantada e Arthur Raldi da DHD-Deic.
Fonte: Ascom PC

Estudos de Política e Gestão

Goularte palestra em curso de Estudos de Política e Gestão06/10/2010 15:03

O secretário estadual da Segurança Pública, Edson Goularte, palestra nesta quarta-feira (06/10), no XLVII Curso de Estudos de Política e Gestão, evento que acontece no Auditório do GBOEX, Rua Sete de Setembro, 604, 14º andar, no centro de Porto Alegre.

Na ocasião, o titular da SSP abordará o tema "A situação da Segurança Pública no Rio Grande do Sul”. Ações do governo do Estado, como o Programa Estruturante Cidadão Seguro ( http://www.estruturantes.rs.gov.br/ ), também estarão sendo abordadas por Goularte. A organização do evento é da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg).

Morte de Advogado

Archimedes Almeida faleceu ontem (05/10), às 22 horas, em Porto Alegre. Nascido em Vacaria, viveu praticamente toda a sua vida entre Lagoa Vermelha e a capital gaúcha.  Em 17/04/2008 esteve na Assembleia Legislativa (foto no gabinete do deputado Francisco Appio ). 

“O Rio Grande do Sul está em luto por perder um advogado que tanto fez pelo Estado”, comenta Appio. Archimedes foi quem assinou a primeira petição em defesa dos sócios minoritários do SULBRASILEIRO, em liquidação pela União, há 24 anos. Foi diretor do Banco do Estado do Rio Grande do Sul e teve uma eficiente administração, destacando-se na formatação da Fundação BANRISUL. Fez parte da Comissão especial que fundou o Banco Central.  

Seu sepultamento será hoje (06), às 17 horas, no Cemitério São Miguel e Almas, na capital.


APPIO fora da Assembleia, depois de fevereiro. Até lá vamos defender a região e valorizar o 5º mandato. Obrigado aos que 34200 que votaram.
OBRIGADO aos que não votaram, mas torceram. Aos que não votaram e nem torceram, compreendo que tinham outras opções. Aceito.
NÃO ACEITO calúnias/difamações, serão reparadas em juízo. Nem injustiças que a história reparará. Trabalhei com dignidade e interesse público.
ACEITO com humildade. Mas os caminhoneiros não perderão seu defensor. Tampouco os produtores rurais, a região e os homens de bons costumes.











Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Tropa de Elite 2

Notícias


Mais complexo, 'Tropa de Elite 2' amplia seu foco de ataque



06/10/2010 15h14 - Carla Navarrete, da Redação Yahoo! Brasil

O primeiro aviso é de que esta é uma obra de ficção, mas com possíveis semelhanças com a realidade. E é assim mesmo, como um soco no estômago, que José Padilha bate literalmente em todo mundo que oprime o povo brasileiro em “Tropa de Elite 2”, que estreia nesta sexta-feira (8) em 600 salas de todo o país.



Veja o trailer

Fotos do filme



O Yahoo! Brasil participou da primeira exibição pública do filme, na noite de terça-feira (5), em Paulínia, no interior de São Paulo. Quem esperava uma nova enxurrada de bordões como “pede pra sair” saiu de mãos abanando. Sim, há alguns, mas não como no primeiro. Também não são mostradas novas técnicas de tortura – no máximo, uma reprise do saco na cabeça. Mas mesmo com menos ação e mais discussão, o longa ainda tem tiros, sangue, ‘caveirão’ e até Bope de verdade.



Apesar desta sequência não ser uma reprise melhorada, o público não vai se decepcionar ao rever novamente o Capitão Nascimento (Wagner Moura), que volta como uma espécie de justiceiro de todos nós. Em “Tropa 2”, ninguém sai ileso de um embate com ele, nem mesmo um deputado corrupto, que ao receber do protagonista uns bons socos na cara levou a plateia em Paulínia a um estado de catarse, que deve se repetir pelos cinemas de todo o país.



Como diz o subtítulo, o inimigo agora é outro. O diretor José Padilha ampliou a história antes focada no Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) para o tema da segurança pública em geral. Fala da situação carcerária do país, dos direitos humanos, da politicagem em época de eleições e, por último, até do Congresso no Brasil.



Passados cerca de dez anos desde a trama do filme anterior, Nascimento trabalha na inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, mas enfrenta dificuldades vindas de todos os lados para combater a violência na Cidade Maravilhosa. A começar pelo surgimento das milícias formadas por policiais militares em algumas favelas cariocas, que expulsam os traficantes e passam a intimidar a população em nome de uma falsa proteção.



No campo pessoal, o tenente-coronel é um homem divorciado, que perdeu a mulher Rosane (Maria Ribeiro) para o deputado estadual Fraga (Irandhir Santos), um defensor dos direitos humanos que vai contra tudo que Nascimento acredita. Seu filho adolescente (Pedro Van-Held) pende mais para a figura do padrasto “humanista” ao invés do pai “assassino”.



Na polícia, o protagonista perdeu a lealdade de Mathias (André Ramiro), que foi afastado do Bope por uma decisão precipitada ao tentar controlar uma rebelião em um presídio (motim esse comandado pelo cantor Seu Jorge em uma participação especial). Rebaixado, o amigo é obrigado a retornar a um batalhão corrupto da PM, onde reencontra o comandante Fábio (Milhem Cortaz), que continua se mantendo às custas de propina - e também é responsável por alguns dos bordões mais engraçados que podem sair do novo longa, como “Quer me f... me beija!”.





Porém, os principais inimigos do herói são mesmo os políticos, mostrados em vários formatos. O que mais se destaca é o deputado Fortunato (André Mattos), apresentador de um programa de TV policial como muitos que existem atualmente. Para se manter no poder, ele e seus comparsas, que incluem um governador fictício do Rio, são capazes até mesmo de se aliar às violentas milícias, comandadas pelo policial Russo (Sandro Rocha).



Em sua história de quase duas horas, o filme vai desmembrando toda uma rede de corrupção que vai do escalão mais baixo até o mais alto possível. A trama é muito mais complexa, assim como a mão de Padilha na direção está bem mais firme. Já Wagner Moura está mais afinado do que nunca com seu personagem. Envelhecido, seu Nascimento traz uma expressividade dramática de esfriar a espinha.



O longa até mesmo responde às críticas feitas ao primeiro ‘Tropa’ sobre sua suposta mensagem fascista. Aliás, quem achou isso antes, não vai mudar de opinião, já que aqui Nascimento reafirma tudo o que havia pregado. Mas bem, isso merece uma discussão mais ampla depois.



Fascista ou não, a produção com certeza vai agradar em cheio uma grande parcela da população brasileira, incluindo ricos e pobres, cansados da violência e da corrupção que assolam o pais. Para esse público, “Tropa de Elite 2” funcionará como uma espécie de grito de desabafo coletivo.



Veja outras notícias sobre a produção





Fonte: Yahoo

Neymar apronta de Novo

Presidente do Peixe reclama de "demonização" de Neymar

06 de Outubro de 2010 12:57
Por Redação Yahoo! Brasil

O presidente do Santos, Luís Álvaro Oliveira, comentou nesta quarta no canal de TV fechada Sportv que existe uma campanha de "demonização" contra o atacante Neymar. O mandatário santista se refere à matéria divulgada no jornal "Lance!", que afirma que a derrocada de Dorival Jr. no Peixe começou com um caso envolvendo Neymar e garotas de programa na concentração santista.
Segundo o diário paulista, depois da vitória de 2 a 1 do Alvinegro sobre o Grêmio em Porto Alegre, pela 16ª rodada do Brasileirão (que marcou a lesão no joelho de Ganso), a comemoração não parou. Já na concentração, Neymar e outros quatro jogadores cujas identidades ainda não foram reveladas realizaram uma festa particular com muita cerveja e a presença de três garotas de programas, uma delas chamada pela própria Joia santista.
A chegada das mulheres ao hotel foi gravada por câmeras de segurança e enviada dias depois para a direção santista. Revoltado com o que viu, Dorival Jr. exigiu uma severa punição para Neymar e não foi atendido, o que teria sido o começo do desgaste do técnico com a diretoria.

Fonte: Yahoo

Policia de Vacaria Rs elucida Crime

Polícia Civil elucida homicídio de empresário em Vacaria05/10/2010 18:10

Após seis meses de investigação, a Polícia Civil de Vacaria concluiu, nesta terça-feira (05/10), inquérito policial que apurou a morte do empresário dos transportes José Borges de Abreu. O crime ocorreu no dia 17 de março deste ano, quando dois homens invadiram a residência de Abreu e, diante da companheira, amarrada pelos criminosos, golpearam a vítima com 18 facadas. O documento com mais de 500 páginas foi remetido à Justiça indiciando a mulher da vítima, de 35 anos, e um homem de 20 anos.

Segundo o delegado Carlos Alberto Defaveri, titular da Delegacia de Polícia de Vacaria, o inquérito apontou que a esposa mantinha relações com o jovem de 20 anos, e havia ordenado a este a morte do marido para ficar com os seus bens. Mediante promessa de pagamento em dinheiro, o jovem cooptou seus antigos conhecidos do bairro para auxiliar no crime, o que efetivamente aconteceu. Conforme o delegado, além da mulher e do jovem, foi solicitada a prisão preventiva de outros dois suspeitos de participarem do homicídio, de 20 e 21 anos.

Os quatro foram indiciados por homicídio duplamente qualificado mediante paga ou promessa de recompensa e com recurso que tornou impossível a defesa da vítima. Conforme Defaveri, os indivíduos foram recolhidos ao Presídio Estadual de Vacaria.

Fonte: Ascom PC

José Serra

José Serra é derrota para trabalhadores
Coordenador do movimento Consulta Popular avalia segundo turno para a presidência
05/10/10 - Aline Scarso, Radioagência NP
Em entrevista à Radioagência NP, o integrante da coordenação nacional da Consulta Popular, Ricardo Gebrim, discute o cenário do segundo turno para a presidência. De acordo com ele, a campanha entra em uma fase crítica: as forças populares devem buscar unidade pela vitória de Dilma (PT) contra a vitória de José Serra (PSDB) e o retorno da direita ao poder. Gebrim também analisa a votação expressiva de Marina Silva (PV), que conquistou quase 20% dos votos válidos, e diz que houve avanço, ainda insuficiente, na configuração do Congresso Nacional.

Radioagência NP: O que representa o resultado do 1º turno para as forças populares do Brasil?
Ricardo Gebrim: Em relação às eleições dos presidenciáveis, nós podemos afirmar que não interessou às forças populares a existência de um segundo turno. O melhor desfecho era que Dilma Rousseff fosse eleita no primeiro turno. O segundo turno abre condições e risco para que a direita avance na sua ação ofensiva, com as forças mais reacionárias do último período. Isso coloca [ao PT e aos movimentos sociais] uma campanha difícil como também irá possibilitar que muitas pressões conservadoras recaiam até mesmo sobre a candidatura Dilma. Então, nesse momento é fundamental que a gente consiga unificar o conjunto dos setores populares, que votaram em outros candidatos, como na Marina, para derrotar o Serra e garantir a vitória na Dilma.

RNP: Por que a vitória Dilma é considerada mais promissora para o avanço das forças populares que a vitória do Serra?
RG: Por vários motivos. O primeiro deles é que dá continuidade a um posicionamento geopolítico do Brasil, que não só vem apoiando iniciativas importantes no nosso continente, como possibilitou o apoio em várias situações fundamentais, como no episódio do golpe em Honduras, no apoio das iniciativas continentais que fortaleceram países como a Bolívia, a Venezuela e Equador. Mas não só no âmbito mundial. A candidatura da Dilma também representa esse leque de força, [que] nesse último período – ainda que não tenha sustentado o programa histórico das transformações – possibilitou que fosse barrado um conjunto de iniciativas ofensiva neoliberal que ficou marcada pelo governo de Fernando Henrique. [Ou seja] as ofensivas das privatizações, a ofensiva contra os direitos trabalhistas. Portanto, nós temos que fazer uma fortíssima campanha para impedir que a direita retome essa condição de força e consiga derrotar esse acúmulo que foi obtido nesses últimos anos.

RNP: Como a Consulta avalia a votação obtida pela Marina?
RG: A votação expressiva da Marina é algo que precisa ser melhor compreendida porque a candidatura dela tem vários temas importantes como no papel geopolítico do Brasil, a questão agrária e os direitos trabalhistas. É uma candidatura que se manteve bastante ambígua, para não dizer que em alguns momentos chegou a esboçar várias propostas conservadoras. Portanto, o voto acumulado pela Marina, embora tenha arrebanhado um conjunto de setores sensíveis ao discurso ambiental e a um processo de desenvolvimento que seja sustentável, também foi um voto que sinalizou um protesto e um descontentamento de uma parcela que se sente frustrada pelo governo Lula não ter avançado e implementado aquelas medidas históricas do programa democrático e popular do PT. O voto da Marina canaliza esse conjunto de eleitores, embora com um discurso bastante ambíguo e incerto.

RNP: E qual é a avaliação sobre a composição do Congresso? Nas eleições para o Senado, por exemplo, o PT passou de oito para 14 cadeiras. O DEM tinha 13 e agora tem seis e o PSDB, tinha 14 e agora 11.
RG: Isso sem dúvida é um avanço importante, ainda mais porque o Senado sempre foi o bastião do pólo conservador. Obter um avanço no Senado é um passo importante, mas ainda é um avanço insuficiente, pois ainda existe uma forte presença conservadora na Casa. No quadro geral é uma perspectiva promissora. Também me parece que na Câmara houve certo avanço dos partidos que tem um compromisso histórico das lutas populares.

RNP: E qual a expectativa para a campanha presidencial do 2º turno?
RG: Nós estamos ouvindo o conjunto da coordenação nacional e até o momento há uma forte unanimidade de que a gente tenha uma orientação clara e firme de todo esforço militante. Agora é hora de voltarmos à rua, voltarmos com a militância, retomarmos as atividades de campanha e, principalmente, de conseguirmos articular com aqueles setores e aqueles companheiros e companheiras que acabaram votando na Marina ou em outros partidos e propostas não vinculadas à candidatura Serra. Então é hora de tentar aglutinar esses setores, somar o máximo de energia, porque nós não podemos permitir a vitória do Serra. A vitória para o Serra é uma derrota para classe trabalhadora. Por isso que nesse momento temos que procurar esse eleitorado, conversar com ele e demonstrar o perigo de uma vitória da direita. E esse perigo real tem que ser enfrentado de uma forma bastante militante. A campanha nessa fase entra numa fase militante.

http://www.brasildefato.com.br/node/3333

Imagens das eleições 2010



Imagens das eleições 2010


Poema

CecíliaMeireles2-petalas.jpg

4o. MOTIVO DA ROSA

Não te aflijas com a pétala que voa:
também é ser, deixar de ser assim.

Rosas verá, só de cinzas franzida,
mortas, intactas pelo teu jardim.

Eu deixo aroma até nos meus espinhos
ao longe, o vento vai falando de mim.

E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.

(CECÍLIA MEIRELES)
Caro(a) Leitor(a)...
E é chegada a hora do Chá.com Letras homenagear a primeira grande poeta brasileira, tanto pela sua importância na história da Literatura nacional como, também, razão mais importante, pela grande influência do seu lirismo na minha poesia, somente explicada pela admiração e reverência despertadas pela sua capacidade poética de revestir com delicada leveza o peso da dor humana ante os desafios existenciais.

Movida, portanto, pelo amor à poesia e pela gratidão à poeta, dediquei-lhe espaço especial no Chá.com Letras, com três post’s: artigo, poema e vídeo (Canteiros na voz de Fagner). Confira:

Fazendo minha sua autodefinição: Eu canto porque o instante existe / e a minha vida está completa. / Não sou alegre nem sou triste: / sou poeta, espero por você para este delicioso chá regado a lirismo e sensibilidade humana.

Abraço,
Leila





-----Anexo incorporado-----

Imagens

Imagens


Avaliação do Presidente do PP de Vacaria RS

Presidente do PP avalia desempenho da sigla nas eleições

Jonas Jacobi esteve no programa Ponto Crítico

A expressiva votação do candidato Ronaldo Santini(PTB)especialmente em Lagoa Vermelha, maior número de concorrentes em Caxias do Sul e o aumento no número de votos para os candidatos do PT são apontados como alguns dos fatores que impediram a reeleição do deputado estadual Francisco Appio(PP). A análise foi feita pelo presidente municipal do PP advogado Jonas Ramão Jacobi.

Durante entrevista no programa Ponto Crítico nesta terça-feira,05/10, Jacobi destacou que ao observar os resultados desta eleição existem indicativos relevantes para a disputa municipal. Ele defende que o partido promova um debate em torno de possíveis nomes de candidatos a prefeito bem antes da convenção, assim como, a reorganização do diretório e a expansão da sigla aos bairros.

Jonas Jacobi argumenta que a vereadora Jane Andreolla e o atual deputado Francisco Appio seguem como nomes fortes para concorrerem nas eleições de 2012.
Revelou que é necessário encontrar alternativa para o financiamento da campanha.

O deputado federal eleito com o maior votação em Vacaria foi Henrique Fontana. O representante do Partido dos Trabalhadores somou 3.510 votos.
Ele atribui o desempenho ao esforço realizado para a liberação de recursos para o andamento de projetos locais e regionais. Cita como exemplo a sequencia das obras do Aeroporto Regional de Cargas.
Fontana comenta que tem uma boa relação com as liderança de Vacaria como a patronagem do CTG Porteira do Rio Grande.
por Aldoir Santos. Fátima (Rádio Fátima AM), dia 05/10/2010 às 10:21

Homenageados da Câmara de Vereadores

Homenageados e vereadores (Foto: divulgação)

A Câmara de Vereadores de Vacaria realizou nessa terça-feira, 05/10, uma sessão solene para homenagear duas pessoas. Nelson Roveda, ex-vereador, eleito por cinco mandatos consecutivos e ex-presidente do legislativo foi agraciado com o título de Cidadão Emérito. Já o médico, Pedro Bruno Fett, que está em Vacaria desde 1968 e também foi vereador, vice-prefeito e secretário municipal da saúde foi agraciado com a homenagem de Cidadão Honorário.
por Fábia Schüler - Fatima e Maisn vac (Rádio Fátima AM), dia 06/10/2010 às 07:21

Traficantes Presos em Vacaria RS

Polícia prende três suspeitos de tráfico de drogas

Mais um suspeito foi ferido e está internado no hospital

No início da manhã desta terça-feira,05/10, policiais civis receberam informações que no bairro Imperial estaria ocorrendo um desentendimento em uma moradia por causa do tráfico de armas e de drogas.

Segundo as investigações da polícia, um homem de 33 anos, estava ocupando a mesma casa do principal indiciado pelo homícido em que a vítima teve a cabeça decaptada.

A moradia foi cercada pela Brigada Militar no momento em que foram efetuados pelo menos cinco disparos de arma de fogo por um rapaz de 21 anos que foi preso em flagrante. Na casa os policiais encontraram o morador  ferido. Conduzido ao hospital foi internado na UTI.

Em, outros dois locais diferentes e que eram comandados pelo suspeito a polícia prendeu um casal e uma adolescente e também um tijolo de maconha lacrado pesando 700 gramas, quantidade de crack suficiente para serem fracionadas em 500 pedrinhas individuais.

Segundo o delegado Carlos Álberto Defáveri, o homem de 33 anos que foi ferido possui uma extensa ficha policial é natural de Lagoa Vermelha. Possui vários antecedentes por tráfico de drogas. Conforme a polícia, há pouco mais de três meses se estabeleceu no bairro Imperial tentando assumir o controle da comercialização de drogas.
por Aldoir Santos. Fátima (Rádio Fátima AM), dia 05/10/2010 às 16:08

Imagens




Imagens



Imagens das eleições 2010






Eleições

Carta O Berro..........................................................repassem
 

Meus caros:
 
Passados os momentos iniciais do primeiro turno das eleições acho necessário que façamos uma reflexão sobre a importância de evitarmos um retrocesso sem tamanho nas muitas conquistas dos últimos anos.
 
O governo Lula está longe de ser o que desejamos. Serra, no entanto, será um retrocesso sem tamanho e cada retrocesso vai custar mais sangue e suor aos brasileiros para recobrar condições efetivas de avanços.
 
Serra traz consigo o tempo de FHC, o tempo das privatizações (lá se vai nossa PETROBRAS, nosso BANCO DO BRASIL, etc).
 
Qualquer pessoa minimamente informada percebe a campanha da mídia privada em favor do candidato tucano.
 
Marina da Silva foi só um lamentável equívoco de setores da esquerda. Está à direita ao lado de Serra, mesmo que não tome posição, ou declare voto em Dilma.
 
Como ela própria disse a Serra em telefonema assim que chegou a São Paulo no domingo, depois de votar no Acre, seu estado e onde foi derrotada. "FIZ A MINHA PARTE, AGORA É COM VOCÊ".
 
Candidatos laranjas, caso de Marina são comuns.
 
Mas não é hora de discutirmos erros, não é hora de discutirmos partidos, os muitos equívocos de alianças feitas por Lula (Hélio Costa, ligado à ditadura militar e à tortura) é hora de evitar o retrocesso. 
 
Um retrocesso cujo custo será e é impensável.
 
Por isso a necessidade de buscarmos cada palmo de terreno sabedores que a extrema-direita vem com toda a gana possível tentar vencer as eleições e transformar este pais de protagonista em coadjuvante no cenário mundial, com perdas irreparáveis para os brasileiros da atual geração, das gerações futuras.
 
Serra é o que há de mais sinistro na política nacional.
 
Corrupto, ligado a grupos estrangeiros, venal, dissimulado, associado a setores ligados à ditadura militar, sem opinião só com interesses dos grupos que representa.
 
A política diz respeito a todos nós e o preço a serpago por uma eventual derrota será imenso se comparado com quaisquer críticas e são muitas, que se possa fazer a Lula.
 
É hora de dizer não à extrema-direita, uma luta casa a casa, quarteirão a quarteirão, rua a rua, bairro a bairro, cidade a cidade, estados e todo o país, para que as lágrimas não venham à frente e com elas o arrependimento de atitudes muitas vezes corretas nas análises, mas impensadas no todo, diante da História.
 
É hora de pensarmos o Brasil e os brasileiros e impedir que os abutres fascistas tome conta.
 
O general Torres de Mello, notório torturador, responsável por crime de lesa humanidade, postou hoje a seguinte mensagem donde se vê onde anda José Arruda Serra.
 
 
“FOMOS AO 2º TURNO. DOC. 307 – 2010


Chegamos lá. O esforço de cada um permitiu que a luta continuasse, mesmo
com toda pressão do governo para que a senhora DILMA ganhasse a eleição no
1º turno.
Pulamos o primeiro obstáculo. Vamos vencer o 2º turno. Somos mais
sinceros, éticos, humanos, democratas e combatemos a MENTIRA, que é a
grande desgraça do Brasil atual.
UNIDOS PELA VITÓRIA!
VAMOS REPASSAR! A INTERNET É A NOSSA ARMA!
ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº12 58
93. Cartório do 1º registro de títulos e documentos, em Fortaleza . Somos
1.762 civis – 49 da Marinha -  474 do Exército – 50 da Aeronáutica; 2.335.
WWW,fortalweb.com.br/grupoguararapes. 5 DE OUT DE 2010
A VITÓRIA DO SERRA SERÁ A SALVAÇÃO NACIONAL”
 
 
São as companhias de Arruda Serra é preciso resistir. Não queremos mais esse tipo de gente.
 
Para que possamos encontrar alternativas, inclusive ao modelo lulista, é necessário avançar e DILMA é o caminho, à medida que SERRA é o retrocesso.
 
Laerte Braga

-----Anexo incorporado-----