Rádio WNews

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Perdidos no Espaço

    

 
ASSINE 0800 703 3000
BATE-PAPOE-MAILSACSHOPPING
Página Inicial
PERDIDOS NO ESPAÇO
 

 
Ficha-Técnica
Título: Perdidos no Espaço (Lost in Space/1965-68/EUA/P&B-Cor)
Criação e p
rodução:
Irwin Allen em associação com Jodi Productions, Van Bernard Productions, 20th Century-Fox Productions e CBS Television Network
Estrelando:
Guy Williams, (Prof. John Robinson), June Lockhart (Maureen Robinson), Mark Goddard (Major Donald West), Marta Kristen (Judy Robinson), Billy Mumy (Will Robinson), Angela Cartwright (Penny Robinson), Jonathan Harris (Dr. Zachary Smith) e Bob May (Robô B9)
Música: 
John Williams
Formato: 83 episódios de 50 minutos em 3 temporadas
Dublagem: Companhia Arte Industrial Cinematográfica - São Paulo (AIC). Com
Astrogildo Filho e Rebello Neto (Professor John Robinson), Helena Samara (Maureen Robinson), Ary de Toledo (Major Donald West), Neuza Maria e Áurea Maria (Judy Robinson), Magali Sanches e Maria Inês (Will Robinson), Cristina Camargo e Leomar de Mattos (Penny Robinson), Borges de Barros (Dr. Zachary Smith), José Soares, Jorge Ramos, Amaury Costa e Gilberto Baroli (Robô B-9). Narração: Ibrahim Barchini, Emerson Camargo e Carlos Alberto Vaccari. Tradução: Hélio Porto.
Introdução
A década de 60 é considerada pelos especialistas como a era de ouro da televisão mundial. De várias partes do mundo vieram os primeiros sucessos de ficção como os americanos Além da Imaginação, Quinta Dimensão e As Aventuras de Super-Homem; o japonês National Kid e os ingleses Stingray e Thunderbirds. Com o sucesso dessas séries, muitas outras foram produzidas no mesmo segmento e na metade dos anos 60, vieram clássicos como Viagem ao Fundo do Mar, Jornada nas Estrelas, Os Invasores, O Túnel do Tempo, Terra de Gigantes, Ultraman e Perdidos no Espaço.
Jupiter IIEsta última marcou uma geração, trazendo sua fantasia e sonhos de um futuro promissor e de aventuras fantásticas. Um futuro cheio de esperança. Como muitos outros de minha geração, Perdidos no Espaço serviu de inspiração na carreira profissional. Acabei me formando na área científica e trabalhando num instituto de pesquisas, cujo o campo é a astronomia e geofísica.
Acompanho Perdidos no Espaço desde a sua estréia no Brasil e, confesso, foi amor à primeira vista. As recordações são muitas: o álbum de figurinhas Perdidos no Espaço, o charme de Angela Cartwright e Marta Kristen, as viagens espaciais que culminaram com Neil Armstrong pisando em solo lunar, o anunciante gaúcho da série (Doces Ritter) e ainda, o programa que antecedia "Perdidos" na TV Piratini de Porto Alegre e que eu tanto freqüentava nas tardes de sábado: "O Cirquinho Piratini". Uma época em que a programação infantil não tinha contra indicação.
A série
No final do século XX a Terra enfrenta o problema da super-população, que se torna crítico. A solução é a colonização do espaço sideral, começando por um planeta na órbita da estrela Alfa Centauri. Considerando o alcance da tecnologia americana, ele é o único planeta capaz fornecer condições ideais para existência humana. 
Em 16 de outubro de 1997, o governo americano, através do Controle Alfa, lança a moderna e poderosa nave Júpiter 2, com a primeira família selecionada e treinada para dar início à colonização: os Robinson. É composta pelo pai John (professor de astrofísica e geofísica), pela mãe Maureen (bioquímica) e pelos filhos Judy, Penny e Will. Acompanhando-os, está o Major Donald West - piloto da nave - e um robô, programado para auxiliar a família no processo de colonização. Os Robinson e Don West foram colocados em estado de animação suspensa devido à longa viagem. O piloto automático da nave foi acionado.
Elenco da série
Entretanto, ocorre um imprevisto. O psicólogo do Controle Alfa, Coronel Zachary Smith, reprograma o robô dos Robinson para destruir a espaçonave após oitos horas de seu lançamento. Smith, na verdade, trabalha para um governo inimigo. Durante a produção da série (1965/68) o mundo estava em plena Guerra Fria, e assim, foi oportuno colocar o vilão como agente de uma potência inimiga dos Estados Unidos.
Ao fazer a checagem final de seu plano maléfico, Dr. Smith acaba ficando preso na nave e segue viagem na Júpiter 2. Com o peso extra de Smith, a nave sai de seu curso indo para o meio de uma chuva de meteoros. Após se livrar dos meteoros e anular a ação destrutiva do Robô, a família Robinson resolve tentar cumprir a missão de chegar à Alfa Centauro, apesar de estarem perdidos no espaço, pelos danos ocorridos na nave. O único a não concordar com a resolução é o "clandestino teimoso" Zachary Smith, que vai passar toda a série tentando voltar à Terra, principalmente por meio de traições e covardias.
Smith dá o clima
Perdidos no Espaço foi criado pelo produtor Irwin Allen, que já tinha produzido outra grande série de ficção para a tevê: Viagem ao Fundo do Mar. Allen levou o projeto de Perdidos no Espaço à rede CBS, que encomendou o filme-piloto à 20th Century Fox. Sob o título de "No Place to Ride" a primeira versão do piloto tem em seu elenco apenas a família Robinson e o Major West. Dr. Smith e o Robô só foram concebidos no segundo e definitivo piloto ("The Reluctant Stowaway") para dar mais intensidade à trama, já que os executivos sentiram falta de um personagem que causasse problemas à tripulação da nave. Desta forma, o vilão Dr. Zachary Smith foi criado, mas seria morto logo nos episódios iniciais da série. A experiência do ator Jonathan Harris fez com que a trama fosse modificada a ponto do "ator especialmente convidado" se transformar na estrela principal e permanecer na série até o final. A grande química entre os atores também foi fator chave para o sucesso. Com o passar dos episódios, Smith vai ficando cada vez mais perturbado mentalmente, fazendo inúmeras tentativas de voltar à Terra ou obter riquezas e poder por meio de ajuda alienígena. Mas ele é vítima de sua própria ganância. É covarde e hipócrita, o que sempre lhe proporciona o mesmo desfecho: o fracasso. Além de Smith, também foi agregado ao elenco o Robô B9, que serviria como instrumento-sabotador da nave ao ser reprogramado por Smith.
No decorrer da série
Nas três temporadas que a série teve, os Robinson ficam vagando de planeta em planeta tentando chegar à Alfa Centauri ou voltar à Terra. As histórias são fantásticas. Algumas bizarras, cheias de monstros, formas de vida extraterrestres inteligentes e estranhas, que são ameaças constantes. 
Na primeira temporada, em preto e branco, as histórias têm maior teor de ficção científica que as temporadas seguintes. A partir da segunda, junto com as cores, vieram histórias cômicas e bizarras, centradas nos personagens Will – Smith – Robô, adotando a fórmula de sucesso da série Batman, que também fazia sucesso na época.
Personagens
 
Guy Williams
(Prof . John Robinson)
June Lockhart
(Maureen Robinson)
Mark Goddard
(Major Donald West)
Marta Kristen
(Judy Robinson)
 
Billy Mumy
(Will Robinson)
Angela Cartwright
(Penny Robinson)
Jonathan Harris
(Dr. Zachary Smith)
Bob May
(Robô B9, classe M-3)

Marcus Anversa é colaborador do RetrôTV.
Agradecimentos: Elias de Lucena.

Perdidos no Espaço - Perdidos no Espaço - Perdidos no Espaço - Perdidos no Espaço - Perdidos no Espaço
Voltar Fotos Guia de Episódios Links Assista   Parte 2

Elite Corrupta

Carta O Berro..........................................................repassem
 
 
 
 
 
 
Opera Mundi
 
Boletim nº331 , 07 de Dezembro de 2010
 
Em entrevista exclusiva ao , o fundador do site Wikileaks, Julian Assange, não escondeu a irritação com o congelamento de sua conta bancária, com ações tomadas contra a organização e nega as acusações de crime sexual.
leia na íntegra

Por dentro do Wikileaks 2: muito além do furo
Fundador do Wikileaks se entrega à polícia britânica
Assange tem pedido de fiança recusado e permanecerá detido até audiência
Governo da Venezuela assume 20% das ações da Globovisión
EUA dizem que Honduras será reintegrada à OEA quando Zelaya voltar ao país
Trinta corpos são encontrados durante resgate na Colômbia
Dezenove países boicotam entrega do Prêmio Nobel da Paz a dissidente chinês
Reunião sobre programa nuclear do Irã termina sem acordos em Genebra
Irã pede fim das sanções e reconhecimento de direitos
ANÁLISE: Wikileaks, Direitos Fundamentais e Terrorismo
Siga o Opera Mundi no Twitter - Clique aqui
Não deseja mais receber nossas mensagens? Cancele o recebimento aqui.
 
Carta O Berro é uma rede de distribuição independente, tem perto de 750.000 leitores e centenas de repassadores no Brasil e no exterior.
Respeitamos seu direito de privacidade na internet, caso não queira continuar recebendo nossas mensagens, basta responder este e-mail com o assunto: REMOVER

-----Anexo incorporado-----

_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro