Inter 3 x 0 Figueirense

Inter 3 x 0 Figueirense
Brasileiro B 2017

domingo, 27 de março de 2011

Outras Palavras

bibliotecadiplô e OUTRASPALAVRAS
Boletim de atualização de Outras Palavras e Biblioteca Diplô - Nº 35 - 10/3/2011


110210-Arabia.jpg
Revolta sobre um mar de petróleo
Como vendaval árabe pode chegar à Arábia Saudita, nesta "sexta-feira de fúria". Quais as reivindicações, e possíveis desdobramentos dos protestos
De que Ana de Hollanda tem medo
Dois textos abrem, em Outras Palavras, debate sobre nova gestão do MinC. Bruno Cava sustenta: "ministério voltou a ser só Estado"

Manifesto para a energia reversa de nossas redes
"Urge outra transformação de nossas práticas, novas táticas midiáticas, para questionar sistemas que engolem nosso dia-a-dia, fazeres, sonhos de mudança"

Madison: uma chance de recomeço para os EUA
Movimento da esquerda norte-americana em Wisconsin resiste à onda conservadora do Tea Party e propõe rediscutir o país

"Não queremos ser os Estados Unidos dos Negócios"
Michael Moore dirige-se novamente aos que protestam nos Estados Unidos, para lembrar: "A verdade é que há muito dinheiro por aí"


---
Boletim de atualização dos sites Outras Palavras e Biblioteca Diplô. A reprodução é benvinda. Interessados em recebê-lo devem clicar aqui. Para deixar de receber, aqui.

-----Anexo incorporado-----

Veja

25 de março de 2011
------------------------------------------------

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - http://br.mc1123.mail.yahoo.com/mc/compose?to=veja@abril.com.br

***********************************************

Edição da semana (nº 2210 - 30 de março de 2011)

[Memória]
----------
Elizabeth Taylor eterna
Nenhuma outra mulher emitiu brilho mais intenso e genuíno no firmamento artificial que é Hollywood do que Elizabeth Taylor

Índice da edição
http://veja.abril.com.br/revistas/


[Entrevista]
----------
Joaquim Cruz, ouro nos Jogos de 1984, diz que a chance do Brasil em 2016 morreu antes de nascer


[Brasil]
---------
Dilma começa a impor uma marca pessoal a seu incentivada pelos altos índices de aprovação


[Japão]
-------
A vida depois do Tsunami
VEJA visitou cidades devastadas pelas águas e mostra como os japoneses estão trabalhando


[Saúde]
-------
Videogames para ajudar em tratamentos médicos ou promover hábitos saudáveis já são 15% do mercado


[História]
-----------
Uma coleção de cartas inéditas de dom Pedro I à Marquesa de Santos colore o romance clandestino


[Guia]
-------
Cozinhas e banheiros de última geração
Foi-se o tempo em que esses cômodos ficavam relegados à área íntima da casa


[Lya Luft]
----------
Um povo heroico


[J.R. Guzzo]
-------------
Amigo, irmão, líder


***********************************************

[Destaques on-line]
-------------------

Um professor melhor
--------------------
Andreas Schleicher, diretor para educação da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), fala ao site de VEJA sobre a importância de manter a eficiência dos professores para que o sistema educacional funcione.
http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/tarefa-de-governo-premiar-%E2%80%93-ou-reprovar-%E2%80%93-seus-professores

Mulheres no Islã
-----------------
- Conheça duas revistas direcionadas à mulheres do mundo árabe com focos editoriais opostos:
- Al-Shamikha (mulher majestosa, em árabe) mescla pautas de moda e beleza com ensinamentos sobre ataques suicidas
- Jasad (corpo, em árabe) investe em temas como sexo, poligamia, virgindade e casamento forçado.
http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/de-um-extremo-a-outro-as-revistas-femininas-no-mundo-arabe

De Harvard
-----------
Drew Gilpin Faust reitora de Harvard esteve no Brasil e falou ao site de VEJA: "A universidade não deve garantir apenas que o ser humano seja saudável ou seguro (financeiramente), ela precisa fazer com que ele seja sábio".
http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/precisamos-formar-sabios

***********************************************
Colunistas

[Blog]
-------
Reinaldo Azevedo
Vem aí o 'PV do B'
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/


[Radar on-line]
---------------
Lauro Jardim
Jirau
http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/


[Coluna]
---------
Augusto Nunes
Diplomacia
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/


[Coluna]
--------
Ricardo Setti
Ricardo Setti
http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/


[Cenas urbanas]
---------------
Tony Bellotto
Múltipla escolha
http://veja.abril.com.br/blog/cenas-urbanas/


*************************************************
[Blogs da redação]
-------------------

[Língua portuguesa]
-------------------
Sobre Palavras
Etimologia
http://veja.abril.com.br/blog/sobre-palavras/

[Tecnologia]
------------
+ Tech
Apple
http://veja.abril.com.br/blog/tech/

[Tecnologia]
------------
Vida em Rede
Concorrência
http://veja.abril.com.br/blog/vida-em-rede/

***********************************************
http://www.veja.com.br/

Acesse http://veja.abril.com.br/pst/newsletter para cancelar o envio deste e-mail
Nosso serviço de cadastramento solicitará seu e-mail e senha. Se não souber a senha, digite seu e-mail e clique no item "Esqueci minha senha". Uma senha provisória será enviada para sua caixa postal para possibilitar o acesso ao serviço.

Mensagem

Homofobia em São Paulo


NOTA DA ABGLT EM SOLIDARIEDADE AO GUILHERME RODRIGUES EM REPÚDIO À  HOMOFOBIA PRATICADA PELOS SKINHEADS E PELA POLÍCIA MILITAR DE SÃO PAULO


Foi com perplexidade e indignação que a Associação Brasileira de Lésbicas,  Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) recebeu a notícia das  agressões praticadas por um bando de skinheads contra o militante LGBT  Guilherme Rodrigues, da -Conlutas, na madrugada do dia 22 para o dia 23  deste mês, em São Paulo, SP.

Lamentavelmente, agressões contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e  transexuais, tem sido uma constante no Estado de São Paulo e por todo o  Brasil. Os dados coletados pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) - o único levantamento sistemático e periódico do Brasil demonstram que ainda é altíssimo o grau de violência homofóbica em nosso País, e em quase todos os casos o que prevalece é a impunidade dos agressores, e as iniciativas governamentais produziram poucas alterações nesse quadro.

No Estado de São Paulo, apesar de ações como a criação da DECRADI (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) temos a impressão de que este oceano de impunidade se repete. As agressões mais recentes ocorridas na  região da Paulista/Augusta - em 2011 - tiveram pouca ou nenhuma resposta por  parte das autoridades policiais, e essa ocorrência mais recente parece confirmar tal postura.

Segundo o relato que recebemos, o militante Guilherme Rodrigues, do PSTU e da CSP-Conlutas uma das lideranças que organizou o ato anti-homofobia, em São Paulo do dia 19 de fevereiro, ao passar por um posto de gasolina localizado na esquina das ruas Augusta e Peixoto Gomide, viu que um casal homossexual estava sendo agredido verbalmente pelo grupo de skinheads, e parou para ajudá-los, momento em que os fascistas passaram a lhe agredir com empurrões, socos e chutes. Os agressores são Willyan Hoffmann da Silva, estudante; Vinícius Siqueli de Paula, operador de telemarketing; Daniel Moura Fragozo, estudante; Milton Luiz Santo André, estudante. Estas agressões foram confirmadas por um funcionário do posto, o qual testemunhou  e confirmou que Guilherme fora agredido por ser gay.

Uma viatura da Polícia Militar passava pelo local nesse instante e parou ao ver a situação, quando o militante Guilherme resolveu registrar o Boletim de Ocorrência. A policial não apenas se recusou a reconhecer a motivação homofóbica como tentou dissuadir a vítima de abrir o Boletim de Ocorrência.

Nas palavras do próprio Guilherme: "Ela dizia `Tem certeza que quer ir pra delegacia? Quando sair de lá é cada um por si', dando a entender que eles poderiam me pegar de novo".

Diante dessa postura da autoridade policial não é de se estranhar que os skinheads não tenham se intimidado com a polícia e, ao contrário, tenham continuado a ameaçar Guilherme, como mais uma vez ele relata: "Eles diziam que iam me pegar, que sabiam quem eu era, não pararam de me ameaçar nem na delegacia, na frente da polícia". Depois de tantas dificuldades o ativista conseguiu o registro do Boletim de Ocorrência, com a tipificação dos crimes de lesão corporal (art. 129), injúria (art. 140) e ameaça (art. 147), mas é preciso destacar-se que a formalização da denúncia só se deu pela persistência e coragem de Guilherme, uma vez que a polícia deixou de cumprir seu papel legal e constitucional.

Os problemas, todavia, não pararam por aí, o que evidencia o preconceito não só dos criminosos, mas também da polícia. Guilherme teve negado o direito a usar o telefone e durante o registro do BO, teve de fornecer seus dados pessoais, inclusive telefone e endereço, no mesmo local onde se encontravam os skinheads, o que o coloca em condição ainda mais vulnerável e de sério risco. E na saída, foi liberado junto com os seus agressores e a mesma Policial Militar se recusou a levá-lo, alegando que "tinha outra coisa a fazer", e Guilherme teve de contar com a ajuda de amigos para ir embora. No  dia seguinte, ele foi ao IML, onde houve "constatação de lesão".

É inadmissível esta situação, pois Guilherme encontra-se sob ameaça, e os  criminosos estão soltos, podendo agredi-lo novamente a qualquer momento. É preciso que as Polícias Civil e Militar, a Secretaria de Segurança Pública e o Governo do Estado de Saõ Paulo assumam a responsabilidade caso aconteça qualquer  situação de homofobia contra Guilherme, pois foram omissos, coniventes e negligentes.

Neste dia 28/03/2011, no momento em que será entregue o Laudo do IML no 4º  Distrito Policial, a ABGLT manifesta nossa total solidariedade a Guilherme  Rodrigues e toda a militância LGBT da CSP-Conlutas e do PSTU e do movimento LGBT de São Paulo, nosso repúdio às atitudes negligentes, omissas e coniventes por  parte de policiais militares de São Paulo, e exige a apuração rigorosa dos fatos, seja dos crimes cometidos pelos skinheads, seja da atuação lamentável de policiais nesse episódio.

Somos todas e todos Guilherme Rodrigues, lutando contra a homofobia.


Curitiba, 25 de Março de 2011

Toni Reis
Presidente
Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT
__._,_.___
|

__,_._,___


--
Você recebeu esta mensagem porque está inscrito no Grupo "Fórum
Paulista LGBT" em Grupos do Google.
Para postar neste grupo, envie um e-mail para
http://br.mc1123.mail.yahoo.com/mc/compose?to=forum-paulista-glbtt@googlegroups.com
Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para
http://br.mc1123.mail.yahoo.com/mc/compose?to=forum-paulista-glbtt%2Bunsubscribe@googlegroups.com

Para ver mais opções, visite este grupo em
http://groups.google.com/group/forum-paulista-glbtt?hl=pt-BR?hl=pt-BR

Acesse o site do FPLGBT - http://www.forumpaulistalgbt.org/

Moacir Scliar Poderá Ser Enredo dos Bambas da Orgia

Samblog - clicRBS


Posted: 26 Mar 2011 08:47 AM PDT
Quem assistiu o Jornal do Almoço da quarta-feira passada, ficou com uma pulga atrás da orelha. Dona Judith, viúva de Moacyr Scliar, falou no ar que seu marido, falecido no início do mês, poderia ser homenageado pelos Bambas da Orgia no Carnaval 2012.
A proposta é da chapa de Cleomar Rosa, que deve contar a história do gaúcho que se tornou Imortal da Academia Brasileira de Letras caso vença as eleições para a presidência da escola, previstas para abril.
Uma reunião seria realizada nesta sexta entre Dona Judith e Edgar Damião, candidato a vice de Cleomar. Caso o enredo fosse mesmo para a avenida, contaria com apoio da administração municipal.
Posted: 26 Mar 2011 01:56 AM PDT
Nunca é bom fazer prognóstico antes do tempo, mas pelo que se viu no encerramento da segunda noite de desfiles em Uruguaiana, a favorita ao título seria Cova da Onça.
Apesar de ter apresentado algumas falhas, não foi a única, o que equilibraria a disputa no que tange a erros na avenida. Claro, o tira-teima fica para este sábado, quando as oito escolas do Grupo Especial repetem suas apresentações.
E, como o Samblog tem sido bairrista nos posts sobre Uruguaiana, vamos de novo destacar talentos nossos que passaram pela avenida. Kaubi, intérprete da União da VIla do IAPI, dividiu os microfones da harmonia com o carioca Ito Melodia. Na foto abaixo, o flash é em Andy Lee, diretor de harmonia da Imperatriz Dona Leopoldina e músico do carro de som da Grande Rio.

Posted: 26 Mar 2011 12:57 AM PDT
A chuva que escaldou Os Rouxinóis assim que a escola entrou na avenida não esfriou os ânimos da escola, que desfilou com garra e empolgação.
O esquenta da entidade já previa que seria um desfile de superação para homenagear o mestre-sala juvenil Renan Rosado, que morreu recentemente depois de levar uma descarga elétrica enquanto trabalhava no barracão:
— Passamos por grandes dificuldades neste Carnaval. Nosso trabalho é grandioso e válido, porque estamos aqui na pista para fazer um espetáculo. Este Carnaval tem o nome de um grande carnavalesco. Onde estiver, estará nos olhando. E vai fazer com que esta escola desfile com garra, com o coração nos pés e na boca — declarou o presidente da entidade.
Posted: 26 Mar 2011 12:01 AM PDT
Bastou os Rouxinóis colocarem o pé na avenida para desabar uma forte chuva em Uruguaiana. 
Enquanto a escola e o público se molhava na avenida, dentro da cabine da Gaúcha foi uma correria para salvar os equipamentos da água.
O repórter Elias Costa não perdeu tempo e veio rapidinho vestir uma capa de chuva que tinha na manga para não ser surpreendido.  
Posted: 25 Mar 2011 11:50 PM PDT
Não, o intérprete e o mestre de bateria da Imperatriz Dona Leopoldina não trocaram o laranja e preto pelo azul e branco dos Bambas da Orgia. São as cores dos Bambas da Alegria que vestiram a dupla na segunda noite de desfiles de Uruguaiana.
Renan, que já integrou o carro de som da escola de Uruguaiana nos últimos Carnavais, veio com o primeiro microfone. Cachorrão se integrou à coordenação de bateria.
Mas, apesar de talentosos, eles não foram os únicos destaques do desfile dos Bambas da Alegria. A escola entrou na avenida tentando se firmar entre as favoritas. A entidade investiu forte, contratou mão de obra de Parintins para dar movimento aos seus carros e trouxe componentes do Uruguai e da Argentina. O resultado foi um desfile para cima ebriga, deve passar da Marduque, que fez um desfile negativamente surpreendente na noite anterior.
Posted: 25 Mar 2011 09:39 PM PDT
Depois de prestigiar o programa Gaúcha Entrevista na tarde desta sexta-feira, transmitido ao vivo de Uruguaiana, o presidente da Câmara dos Deputados, o gaúcho Marco Maia, fez uma visita à cabine da Gaúcha na passarela do samba, de onde Cláudio Brito comanda a cobertura do Carnaval fora de época da cidade.
Acompanhado do prefeito Sanchotene Felice e do presidente da Assembleia, Adão Villaverde, o terceiro homem mais importante da República de política e, claro, de Carnaval.
Ele está agora acompanhando a segunda noite de desfiles da folia temporã da Fronteira. Sua comitiva deixa a cidade neste sábado.  
Posted: 25 Mar 2011 09:20 PM PDT
Apesar de alguns destaques serem importados para o Carnaval de Uruguaiana, não faltam exemplos dos que podem ser considerados da terra. Como o carioca Emerson Dias, intérprete da Acadêmicos de São Miguel.
Desde que conheceu a folia do Rio Grande do Sul, não quis mais ficar de fora. Na Capital e em Uruguaiana, marca presença. Este ano, julgou bateria do Carnaval de Porto Alegre. Mas só porque foi chamado para substituir outro jurado de última hora. Se não estivesse no módulo de julgamento, estaria em alguma arquibancada, frisa ou camarote.
Em Uruguaiana, a mesma coisa. Em 2010, ele saiu no carro de som da Apoteose do Samba. Este ano, é o compositor e intérprete da Acadêmicos de São Miguel, que abriu os desfiles do Grupo Especial neste sábado. Se não estivesse com o microfone, estaria à beira da pista acompanhando a folia.
— Eu amo Carnaval. Não tem como ficar de fora. E aqui tem um clima muito bom. A cidade vive isso daqui — declarou Emerson, que é integrante do carro de som da Grande Rio.   
Aliás, do desfile da São Miguel, destaque mesmo para o samba. Foi o ponto alto da avenida. A apresentação da escola foi mediana, com alegorias e fantasias apresentando defeitos.  
Posted: 25 Mar 2011 08:14 PM PDT
Para Luiz Armando Vaz, comentarista da Rádio Gaúcha, não basta o comentário preciso e informação em primeira mão. Além isso, o Vaz prima pela elegância.
 Para 2011, preparou um traje especial. Com a camiseta roxa e dourada da Rádio Gaúcha, vestiu um conjunto feito sob medida. O tecido é azul para combinar com a cor do manto da Gaúcha. A gola de padre dá um toque de sambista ao modelo, assim como o sapato azul-marinho, em verniz. O chapéu panamá, é claro, não poderia faltar.
Não foi a primeira vez que Vaz desfilou elegância na Fronteira. Em 2008, trouxe até chapéu importado para Uruguaiana. Lembra? (veja aqui)
Posted: 25 Mar 2011 06:49 PM PDT
Só no Carnaval de Uruguaiana temos temperaturas de outono. Mas não é desse clima que estou falando. É do clima que contagia a cidade, que encanta quem vem de fora.
Em todas as janelas e sacadas, há pessoas acompanhando de camarote os desfiles, como mostra a foto. Isso sem falar da avenida cheia.
Durante o dia, em todas as ruas se respira Carnaval. Camisetas de escolas estão por toda a parte, lojas tocam samba-enredo, vitrines são decoradas com motivos carnavalescos, sotaques de sambistas de misturam.  
Posted: 25 Mar 2011 03:08 AM PDT
Há imagens que explicam melhor do que qualquer palavra, como a foto acima, que mostra o buraco aberto no desfile da Ilha do Marduque logo na entrada da avenida. Uma alegoria da escola deu problema e só andou com ajuda de uma “mulinha”, como são chamados os pequenos guindastes que ajudam na colocação de destaques nos carros.
Como o problema ocorreu a certa distância do primeiro módulo de jurados, é provável que a evolução não seja comprometida por essa falha no julgamento da primeira noite de desfile da escola. Mas a inversão de alas que tiveram que passar para frente da alegoria até que fosse encontrada uma solução deve acarretar penalidades em quesitos como enredo.
Uns cantam, outros encantam

Mais do que arrancar elogios do público e da imprensa local, o casal de mestre-sala e porta-bandeira Marcelinho e Gisa (que na Capital desfila pela Imperatriz Dona Leopoldina) foi encantando a avenida conforme evoluía. O vigor do canto da torcida suavizava enquanto arquibancadas, frisas e camarotes observavam a dupla dançar. 
O desfile teve ainda outras figuras que são destaque no Carnaval de Porto Alegre, como a presença marcante de Ana Marilda Bellos e o bailado de Lilian Pereira com o estandarte do Marduque. Juarez Gutierrez, presidente da Vila Isabel, trocou o azul escuro da escola de Viamão pelo azul claro da camiseta da coordenação da escola.
You are subscribed to email updates from Samblog
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610
 

Formulário de Namoro

     
 
Autorização de Namoro - Formulário

Com o surgimento de um pequeno louco querendo namorar a minha filha, tirei da gaveta o seguinte formulário, que agora disponibilizo para todos que tenham ou venham a ter uma filha. Já se passaram dois meses e o pretendente ainda não voltou para me entregar o formulário preenchido.
FORMULÁRIO PARA AUTORIZAÇÃO DE NAMORO COM MINHA FILHA

Nota Importante: Este formulário deverá vir devidamente acompanhado de:
* Declaração completa de bens
* Histórico Escolar
* Histórico Profissional
* Árvore Genealógica completa
* Ficha Criminal
* Exame de Saúde completo e atualizado.
---------------------------------------------------------------
Dados Pessoais:
Nome___________________ Data de Nascimento __/__/__ Altura_____   Peso_____   Q.I.____   Média Escolar____
Prontuário:
RG__________________  CPF_________________
Escoteiro? Medalhas? Atividades Esportivas? ( )Sim ( )Não Quais________________________________________
Endereço Residencial (Completo) __________________________________________________
Você tem 1 (UM) Pai e 1 (UMA) Mãe?____________  
Se Não, explique:_______________________________
Há quantos anos seus pais são casados?________________
Se menos que sua idade, Explique:_______________________

Acessórios esquisitos:
Usa piercings na orelha, nariz ou boca?  ( )sim ( )não
No umbigo e outras partes do corpo?...( )sim ( )não
Tem tatuagem?..........................................( )sim ( )não
Onde?___________________
(SE VOCÊ RESPONDEU POSITIVAMENTE A QUALQUER ITEM ACIMA, PODE PARAR DE PREENCHER ESTE FORMULÁRIO)

                                         
Interpretação de texto
Usando 50 palavras ou menos, descreva o que significa chegar TARDE para você:
______________________________
______________________________
______________________________
______________________________
______________________________


Usando 50 palavras ou menos, descreva o que significa ABSTINÊNCIA, na sua opinião:
______________________________
______________________________
______________________________
______________________________
                                             
Outros:
Igreja que você freqüenta:__________________________ Com que freqüência?_____________________________

Preencha os espaços abaixo. Todas as respostas serão  confidenciais:
Se eu for atingido por uma bala, eu detestaria ser atingido no:______________________________
Se eu levar uma surra, não quero que me quebrem o seguinte osso: ____________________________
Lugar de mulher é:______________________________
Escreva algo que você não espera ter que responder neste formulário:    _____________________________
Qual a primeira coisa que você nota em uma mulher?_________________________________________

O que você quer ser 'SE' crescer? _____________________________


                           
EU, ABAIXO ASSINADO,
Assinatura____________________ (o estúpido)



As letras pequenas abaixo são mera formalidade, nem precisa ler!!!

A) Eu, o namorado, doravante denominado 'estúpido' declaro ainda que este documento tem poder de 'procuração' seja para que assunto for.

B) Desisto de qualquer direito, mesmo sobre minha integridade física, ossos, órgãos, dentes, durante todo o tempo de vigência do namoro 'mais nove meses' pertencendo ao Pai da Namorada os poderes de decisão, inclusive de vida ou de morte.

C) Ao pai da namorada não questionarei a autoridade ou ordens, deverei agir com obediência cega a toda e qualquer ordem ou vontade que me for imposta, a mínima que seja.

D) Admito toda e qualquer culpa que me for imputada sem questionar. Sem direito a teste de DNA.

E) Reconheço a legitimidade de 'Pagamento de pensão' durante o período que a 'namorada' se mantiver solteira a título de indenização moral caso este não resulte em um honroso matrimônio.

Obrigado pelo seu interesse. Favor aguardar de 2 a 3 meses para seleção. Se aprovado, você receberá uma notificação por escrito. Não chame, ligue ou escreva. Aguarde minha chamada.

Se você não for aprovado e dependendo das circunstâncias, você será notificado, pessoalmente, pela Polícia Militar!!!!!!!

Atenciosamente, PAI

2 vezes campeão Paulista de tiro - modalidade saque-rápido
Campeão brasileiro de tiro ao alvo - modalidade Moore System
3 vezes campeão Paulista de judô
Campeão Paulista de vale-tudo 2002
Campeão brasileiro de vale-tudo 2003
Combate com facas..
Adestrador de Cães de ataque.
Livros Publicados: 'Táticas de Combate - Silenciamento de Sentinelas' e 'Matando com as mãos'.
 
 
 
 
 

Neymar sofre Racismo

Torcedor atira banana em Neymar em jogo da seleção

27 de Março de 2011 14:44
Torcedor atira banana em Neymar em jogo da seleção
[+] Aumentar Reuters
Por Mitch Phillips
LONDRES (Reuters) - Uma banana foi atirada no campo na direção do atacante brasileiro Neymar durante a vitória de 2 x 0 da seleção brasileira sobre a Escócia em amistoso neste domingo.
O atacante de 19 anos, que marcou os dois gols, vinha sendo alvo da hostilidade dos torcedores escoceses desde os primeiro momentos de jogo por supostamente fingir uma falta.
Ele disse não ter visto a banana ser atirada, mas a viu no gramado perto de si quando estava próximo da linha lateral.
"É triste que essas coisas aconteçam, mas não vou me preocupar muito com isso," disse Neymar à Reuters.
"Foi um dia maravilhoso, com certeza um dia para lembrar."
Mano Menezes, técnico do Brasil, afirmou não ter visto o incidente, mas que o acontecido é "lamentável."
O meio-campo Lucas Leiva, que joga no Liverpool, declarou à rede Globo: "Não há mais lugar para racismo hoje em dia. A Europa, que é considerada primeiro mundo, é onde isso mais acontece. Hoje em dia, cor e raça não deveriam significar nada."
Na semana passada uma banana foi atirada contra o ex-zagueiro da seleção Roberto Carlos enquanto ele se preparava para entrar em campo com o clube russo Anzhi Makhachkala contra o Zenit de São Petersburgo.

Carrefour

Estimados Companheiros e Companheiras.

Estamos divulgando o documento abaixo que será encaminhado ao Hipermercado Carrefour e aos Setores de Segurança na Cidade e no Estado de São Paulo.

Caso sua organização nos autorize a colocar seu nome com uma das apoiadoras do documento, favor encaminhar os dados da Organização para o endereço: jassrs@gmail.com , para que possamos colocar sua assinatura no documento que será entregue.

Estaremos colhendo as assinaturas até o próximo dia 12 de setembro. Favor reproduzir em suas listas de contatos pedindo que as autorizações sejam encaminhadas para o endereço grifado para serem colocados no documento oficial.

Asé.

José Antonio dos Santos da Silva
51.91792404
53.99491618
61.99935991


Brasil, 10 de setembro de 2009.
Racismo e crimes no Hipermercado Carrefour
No dia 07 de agosto de 2009 Januário Alves de Santana, funcionário da Universidade de São Paulo – USP foi com sua esposa, dois filhos, irmã e cunhado fazer compras no Hipermercado Carrefour, na loja da Avenida dos Autonomistas, em Osasco. Na dependência do estabelecimento foi vítima de tortura por motivação racial, dois crimes hediondos enquadrados, na constituição e nas leis 9.455/1997 e 719/1989 (Lei Caó).
Sob suspeição de um crime inusitado – roubar seu próprio carro - Januário Santana foi espancado com socos, cabeçadas, chutes e coronhadas, numa salinha da loja por cerca de cinco seguranças. Ao mesmo tempo ouvia impropérios relacionado a sua raça.  A vítima e sua esposa, Maria dos Remédios do Nascimento Santana, pagaram o preço de serem negros e comprarem um carro EcoSport, que está sendo pago em 72 parcelas de R$ 789,00.
No local do evento, depois de acionada a Polícia Militar tornou-se cúmplice do crime praticado pelo Carrefour, pois reforçou a suspeição e o racismo no atendimento da ocorrência quando disse: “Você tem cara de que tem pelo menos três passagens. Pode falar. Não nega. Confessa, que não tem problema”. Negligenciaram sua função de apurar o fato ocorrido, constatar a verdade e deter os responsáveis.
O erro da polícia foi grave na ação e na omissão, porque além de discriminar um cidadão e não cumprir sua função, negou socorro a um homem ferido pela tortura que fora submetido. Ainda impera nas estruturas oficiais de Segurança Pública o principio da criminologia lombrosiana, onde o negro ocupa o lugar de suspeito padrão. A cena completa do crime desvenda o vigor do racismo institucional nos principais órgãos do Estado Brasileiro.
O Hipermercado é responsável pela contratação da empresa de segurança; por permitir que seguranças trabalhem sem farda; pela versão fantasiosa na nota que afirma que houve apenas uma briga entre cliente, explicitando a intenção de omitir a ocorrência do crime, apenas recuou em razão da grande repercussão; pela não prestação de socorro à vítima; e pela gerência da loja se manter omissa durante todo processo.
O fato ocorrido é de inteira responsabilidade do Carrefour. A observação de seu comportamento nos demonstrou um profundo desrespeito com seus clientes, com a opinião pública e total sintonia com o método utilizado pelos torturadores. Há outras denuncias que enquadram o Carrefour como uma empresa que viola os Direitos Humanos de seus clientes e não raro de seus funcionários.
Outro fato grave que merece o mais veemente repúdio de toda sociedade é a existência da “salinha de castigo”, disponibilizada na loja para reprimir casos de indisposição, insurgência ou rebeldia de clientes. As ações que envolvam segurança interna desses estabelecimentos devem estar sob a mais rígida observância da Lei. Essas “salinhas” afrontam o estado de direito e a consciência democrática, remontam as práticas dos anos de chumbos, repudiados por toda sociedade brasileira.
Diante do exposto exigimos:
Do Estado
Apuração dos fatos e punição dos responsáveis.
Reparação aos danos físicos, morais e psicológicos impostos a Januário Santana.
Apuração e punição aos policiais que assumiram a cumplicidade do crime.
Combate ao Racismo Institucional que vigora na Polícia Militar.
Responsabilização das empresas de segurança privada que não capacita adequadamente seus funcionários.
Do Carrefour
  • Retratação a Januário Santana pelo fato ocorrido e pela tentativa de mitigar a repercussão e a correta apuração do crime.
  • Total colaboração para apuração dos fatos.
  • Demissão de todos envolvidos (inclusive os que formularam a versão fantasiosa para imprensa complicou mais a situação).
  • Rescisão de contrato com a empresa de segurança responsável pelos funcionários envolvidos no crime. Exigência de qualificação continuada aos seguranças que prestam serviço ao Carrefour.
  • Ações afirmativas que permita acesso e mobilidade profissional ascendente de funcionários negros.
Entidades que assinam este documento: 10/9/2009 10:29:43.
1.      A.M.S. - PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS S/C LTDA
2.      ACEC - Associação Cultural Embaixada das Caricatas
3.      Africanamente - Centro de pesquisa, resgate e Preservação de tradições afrodescendentes
4.      AFROCOM-ENECOS - Coletivo Afro dos Estudantes de Comunicação Executivo Nacional dos Estudantes de Comunicação
5.      Alba Maria Zaluar
6.      Alessandra Maria Bohm - Porto Alegre/RS
7.      Alfredo da Costa Melo Silva - Diretor do DCE Livre da USP - Alexandre Vanucchi Leme
8.      Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas
9.      Andrea Zortea
10.  Angela Maria Benedita Bahia de Brito - Programa AfroAtitude - Universidade Federal de Alagoas
11.  ANTONIA FARO AGOSTINELLI PEIXOTO BARBOSA
12.  APEOESP - Associação dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo
13.  APNS. – Agentes de Pastorais Negras
14.  Arquivo Público e Histórico de Rio Claro - Oscar de Arruda Penteado
15.  ARTICULAÇÃO BRASILEIRA DE JOVENS FEMINISTAS
16.  ASMEC - Associação Mineira de Educação Continuada
17.  Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais - ABLGBT
18.  Associação Brasileira de Pesquisadores e Pesquisadoras Negros e Negras –ABPN
19.  Associação cultura arte e movimento de lésbicas de periferia da região sul - ACARMO LBT NEGRITUDE
20.  Associação Cultural e Educacional Fazendo o Bem - São Bernardo do Campo – SP
21.  Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo - Alexandre Santos (Xande) – Presidente - APOGLBT SP
22.  Associação de Favelas de São Jose dos Campos
  1. Associação dos Moradores do Bairro Planalto do Sol – AMPLASOL / Santa Bárbara Doeste / SP – AMPLASOL
24.  Associação Novo Horizonte - Pres. Valdeci Felipe de Melo
25.  Atillas Lopes da Silva
26.  Atitude Quilombola
27.  Bárbara Fagundes - Assessora Nacional da Intersindical
28.  CACoS-UCSAL – Centro Acadêmico de Comunicação Social Universidade Católica do Salvador
29.  Camila Cristina Soares - Pastoral Afro - Paróquia Santa Luzia - Campinas – SP
30.  Casa de Laura Braga – Calabra/SP/SP
31.  Ceabra
32.  CEDENPA - Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará Belém-Pará-Amazônia-Brasil
33.  CEDRAB-RS Congregação em defesa das religiões afro brasileiras
34.  CEERT – Centro de Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades
35.  CEN – Coletivo de Entidades Negras
36.  CENACORA - Comissão Ecumênica Nacional de Combate ao Racismo
37.  CENEG-MT
38.  Centro Acadêmico de Direito da Universidade São Francisco
39.  Centro Acadêmico de História da USP (CAHIS - USP)
40.  Centro Acadêmico Teixeira de Freitas – CATEF – Direito – Universidade Católica do Salvador
41.  Centro Cultural Cândido Velho – Guaíba/RS
42.  Centro Cultural Sitio dos Palmares
43.  CENTRO DE ATENDIMENTO POPULAR DA LEOPOLDINA – CAPL - Rio de Janeiro
44.  Centro de Pesquisas Criminológicas do Rio de Janeiro – CEPERJ
  1. CENTRO DE REFERÊNCIA DO MOVIMENTO DA CIDADANIA PELAS ÁGUAS FLORESTAS E MONTANHAS IGUASSU ITEREI
46.  CEPIAC - Centro de Produtores Independentes de Arte e Cultura – Londrina/PR
47.  CGTB
48.  CIA. DE TEATRO É TUDO CENA! – ASSOCIADOS IYÚN ASÉ ORIN - CORAL DE CANTICOS SAGRADOS ADUNI BENTON
49.  CIA. DE TEATRO É TUDO CENA! – ASSOCIADOS IYÚN ASÉ ORIN - CORAL DE CANTICOS SAGRADOS ADUNI BENTON - Diretora de Teatro, Produtora e Pós-Graduada em História da África e do Negro no Brasil
50.  Circulo Palmarino
51.  Cláudio Jorge – www.claudiojorge.com.br - Motumbá
52.  COLETIVO DE ESTUDANTES NEGROS E NEGRAS DA BAIXADA SANTISTA – CENNBS
53.  Coletivo de lésbicas negras feministas autônomas - candaces BR
54.  Coletivo de Mulheres Negras – CMNEGRAS/MS
55.  Comissão do Negro e de Assuntos Antidiscriminatórios da OAB-OSASCO - 56ª Subsecção (Coordenador: Edson Robson A Santos)
56.  Comissão Especial de Promoção da Igualdade do Estado da Bahia(CEPI) - Assembléia Legislativa da Bahia e presidida pelo Deputado Estadual Bira Corôa
57.  Companhia os Crespos
58.  Comunidade Cidadã
59.  Comunidade de Resgate Afro Rosas Negra – Mauá/SP
60.  Comunidade Terreira Ile Axé Iyemonja Omi Olodo
61.  Conegro
62.  CONEN – Coordenação Nacional de Entidades Negras
63.  Conlutas
  1. Conselho dos Cidadãos Brasileiros de Hamburgo
65.  Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial - CEPIR-MT
66.  CONTRAPONTO - Coletivo Nacional do Movimento Estudantil
67.  CPD Negro Sim
68.  CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
69.  CUT – Central Única dos Trabalhadores
70.  Daniel Eduardo Mafra - São Paulo – SP
71.  Daniela Guimarães Vieira
72.  Daniella Dias Varges - contra o absurdo racista!
73.  DAS UTOPIAS
74.  Dermeval Silva - Grupo de Dança - Afro ÀSÀ ÌBÌLE
75.  Diretoria da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros – ABPN
76.  Dr. Zito - Presidente da Conad
77.  ECOCIDADE - DUQUE DE CAXIAS-RJ
78.  Eder Coutinho – Rio Grande/RS
79.  Educafro
80.  Eliana Gesteira da Silva - GT Saúde da População Negra do HUCFF/UFRJ
81.  Eliane Cavalleiro, Professora Dra. da Faculdade de Educação da UNB - ABNP
82.  Fala Preta – Organização de Mulheres Negras
83.  Fatima R. De Carvalho
84.  Federação de Umbanda e Candomble do Estado de Mato Grosso
85.  FERES - Fórum de Educação da Restinga
86.  Fernanda Rodrigues de Figueiredo
87.  Flavio Munhoz - Comunidade Cidadã
88.  FOJUNE-PR
89.  Fórum Estadual de Mulheres Negras do RJ
  1. Fórum Latino Americano Contra a Discriminação Racial
91.  Fórum Latino Americano de Combate a Discriminação Racial
  1. Fórum Mineiro de Entidades Negras – FOMENE
  2. Fórum Nacional de Entidades Negras
  3. Fórum Nacional de Mulheres Negras
95.  Fórum Nacional de Mulheres Negras da Bahia
96.  Fórum Nacional de Mulheres Negras/FNMS/MS/GO
97.  Fórum Permanente de Educação Inclusiva
98.  FÓRUM REGIONAL DE JUVENTUDE NEGRA DA BAIXADA SANTISTA - FOJUNE BAIXADA SP
99.  Frente 3 de Fevereiro
100.                     Frente Estadual Parlamentar de Promoção da Igualdade Racial – SP
101.                     Gal Quaresma
102.                     GRUCON-MT
103.                     GRUPO "AFRO DIGNIDADE"-PASTORAL AFRO BRASILEIRA (OSASCO/SP) - VERA LÚCIA LOPES
  1. Grupo de Mulheres Negras Nzinga Mbandi
105.                     Grupo Projeto Roma Brasil
106.                     Grupo Síndrome de Down
107.                     GT Ambiente AGB-Rio e AGB-Niteroi Associacao dos Geógrafos
108.                     GT Combate ao Racismo Ambiental
109.                     HELENA PIRAGIBE - COORDENADORA UBM/RJ
110.                     Ilé axé efumbola
111.                     INSPIR
112.                     Instituto Brasileiro de Defesa dos Direitos do Cidadão
113.                     Instituto Búzios
114.                     Instituto de Formação Estudo e Pesquisa de Mato Grosso
115.                     Instituto do Negro Padre Batista
116.                     Instituto Dom Isidoro de Souza
117.                     Instituto Educacional Mosaico de São Paulo (Instituto Mosaico SP)
118.                     IPCN - Instituto de Pesquisa das Culturas Negras
  1. ITEREI- REFÚGIO PARTICULAR  DE ANIMAIS NATIVOS
120.                     Jô Ventura
121.                     João Paulo Rodrigues – MST
122.                     Jomathan Constantino – Professor de Biologia, Educador Popular, Colaborador do Jornal do Brasil de Fato – Militante da UNEafro
123.                     Jornal Afro Sul
124.                     José Roberto F. Militão, adv., membro efetivo da Comissão de Assuntos AntiDiscriminatórios - CONAD - OAB/SP
125.                     Júlio Evangelista Santos Júnior - Tumbi Are Nagô de Oyò
126.                     KOINONIA - Presença Ecumenica e Serviço - Rio de Janeiro
127.                     Luciene Lacerda - Fórum Estadual de MUlheres Negras/RJ
128.                     MAIPO - Movimento de Articulação e Integração Popular do
129.                     Marcelo Paixão - Professor da UFRJ - Laboratório de Análises Econômicas, Históricas, Sociais e Estatísticas das Relações Raciais (LAESER)
130.                     Márcia Regina Santos de Jesus - Coordenadora do FOJuNE-PR e filiada a Rede Mulheres Negras - PR.
131.                     Maria Emilia Medeiros do Nascimento - Presidente do Instituto Cultural Tecnologia e Arte – Tecnoarte - Guapimirim, RJ.
132.                     Memória Lélia Gonzalez (Rio de Janeiro)
  1. Metaxis – Grupo de Teatro da USP
134.                     MNDH - Movimento Nacional de Direitos Humanos
135.                     Movimento Estudantil da Bahia - Ousar Ser Diferente
  1. Movimento Negro Unificado – MNU
137.                     Movimento Revolucionário Nacionalista - Círculos Bolivarianos
  1. Movimento Saúde dos Povos Círculo Brasil – MSP
139.                     MSP - Movimento Saúde dos Povos - Círculo Brasil
140.                     MTST
141.                     Negra Sim
142.                     NEVHAS – Nucleo de Estudos Sobre a Violencia e Humanizacao da Assistência à Saúde
143.                     Nilton Luz - Conselho Municipal das Comunidades Negras
144.                     Nival Calmon
145.                     NUANCES – Grupo pela Livre Expressão Sexual – Porto Alegre/RS
146.                     Núcleo Cultural Educacional e Social Quilombola Odunge – Feira de Santana/BA
147.                     Núcleo do Porto – Núcleo de Homens e Mulheres que discutem a situação de Educação, saúde, Segurança e Meio Ambiente nos Portos
148.                     ONG Líders Comunitários em Ação - Organização não governamental que agrega lideranças dos bairros de Alegrete-RS
149.                     ONG Outra Visão - Organização Não governamental de GLBTS – Alegrete/RS
150.                     ORGANIZAÇAO CULTURAL NZINGA BARRA
151.                     Pai Airton de Ogum
152.                     Pão e Rosas – Nosso canto é o espanto dos que nos julgaram mortas!
153.                     PARTENEGRA
154.                     Priscila Kibelkstis – METAXIS
155.                     Prof. Cláudio Paes – Barueri/SP
156.                     PROJETO EDUCAFRO REGIONAL BAIXADA SANTISTA
  1. Quilombo Brasil/ Rádio Mamaterra de Hamburgo
158.                     QUILOMBO CULTURAL MALUNGUINHO – Pernambuco
159.                     Rede Afro-LGB
160.                     REDE DE TERREIROS DE  JABOATÃO
161.                     Rede Mulheres – PR
162.                     Rede Nacional de Negras e Negros LGBT – RNAF
163.                     Redes Ciranda e Ciranda Afro
164.                     Roberto Leher - Professor UFRJ
165.                     Secretaria Municipal da Reparação DE SALAVADOR BAHIA - Secretário: Ailton Ferreira
166.                     Sérgio Luiz – Professor
167.                     Sérgio Pereira Lisboa Portugal
168.                     Sindicato dos Comerciários
169.                     Sociedade Comunitária "Fala Negão/Fala Mulher" da ZL/SP
170.                     SOCIEDADE CULTURAL MISSÕES QUILOMBO - Jardim Aurora - São Paulo-SP
171.                     Sociedade Cultural Missões Quilombo – São Paulo/SP
172.                     SOF - Sempreviva organização Feminista - Marcha Mundial das Mulheres
173.                     Sonia Corina Hess
174.                     Sônia Maria Gomes de Lima
175.                     Superintendência de Promoção da Igualdade Racial de Cabo Frio - Cabo Frio – RJ
176.                     Talis Fernando Rosa da Rosa – Zumbi Vive
177.                     Tenda de Umbanda Caboclo Tamandaré - Campinas - SP
  1. Terræ - Organização da Sociedade Civil
  2. Triângulo Iniciático de Umbanda – MG
  3. Triângulo Mineiro – MG
181.                     Uneafro Brasil
182.                     Unegro – União de Negros pela Igualdade
183.                     União dos Estudantes da Bahia – UEB
184.                     UNMP/PA - União Nacional por Moradia Popular do Pará
185.                     Vanusa Rodrigues da Silva
186.                     Vera Neri - Coordenadora Executiva do Instituto Baobab-Educação, Gênero e Culturas Negras - Rio de Janeiro - RJ
187.                     Wilson Santos/Ogã Wilson
188.                     http://www.jornallismopolitico.com/
189.                     http://www.tabuleirodabaiana.cjb.net/
Obs.: Estaremos diariamente atualizando a Lista dos apoiadores e publicando no blog: joseantoniodossantosdasilva.blogspot.com .