Rádio WNews

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Sofia Cavedon - PT: Reintegração de posse da área do Recanto dos Gaudé...

Sofia Cavedon - PT: Reintegração de posse da área do Recanto dos Gaudé...: "As cerca de 200 famílias da comunidade Recanto dos Gaudérios , no Belém Velho, ganharam mais tempo para encontrar nova moradia. O promotor ..."

Filmes Negros

Segue lista de filmes extremamente importantes para a história do povo negro, filmes de muita importância para sabermos nossas raízes. Esta divulgação é muito importante para espalharmos nossos conhecimentos, afim de informar nossos irmãos, formar conhecedores da história do negro.

http://www.megaupload.com/?d=JQPFTRH0 Panteras Negrashttp://www.megaupload.com/?d=EI1IAE8W A Negação do Brasil.wmv                                 http://www.megaupload.com/?d=24H7CO3K Abolição_1988_(Zozimo).wmv                  http://www.megaupload.com/?d=YC2AR34U Panteras Negras .wmv             http://www.megaupload.com/?d=VEI8V5UP Chris Rock - legenda      http://www.megaupload.com/?d=J8I33J30 Colors (1988) by Carioca.rar                           http://www.megaupload.com/?d=OY6K2VBB Doc - Quilombo são josé da serra.avi                        http://www.megaupload.com/?d=3UUHHD7Y Escritores da liberdade (Freedom writers) - Legendado           http://www.megaupload.com/?d=7ZE6BIU0 Na Rota dos Orixás                                 http://www.megaupload.com/?d=G52DQO41 Por.Toda.Minha.Vida.Tim.Maia.TVRip.Globo-JulioZ.avi                  http://www.megaupload.com/?d=RPV9QGQY Quilombo (Caca Diegues).wmv                                    http://www.megaupload.com/?d=JYQ5GWL4 SIMONAL
Ninguem.sabe.o.duro.que.dei.avi                           http://www.megaupload.com/?d=4GBYDDWE Shaft StirnerVHSRip (legenda pt-br).rmvb                    http://www.megaupload.com/?d=D21VOINQ Shaft_2000_leg_FARRA.rmvb                                       http://www.megaupload.com/?d=KM0393RX Soul man 1986 (com legenda zipada).rar                             http://www.megaupload.com/?d=QBPHXP0D Todo Poder para o Povo .wmv                                       http://www.megaupload.com/?d=JQPFTRH0 os panteras negras.avi                                        http://www.megaupload.com/?d=85B4DCAB panteras negras Documentario                     
"A mais potente arma nas mãos do opressor é a mente do oprimido" - Steven Biko
________________________
João - (87)9130.7746
http://www.jbatist7.xpg.com.br

Conlutas

Povo,

       Numa iniciativa muito provavelmente inédita na história do movimento sindical e popular brasileiros, a coordenação nacional da CSP-Conlutas levou o combate ao machismo, ao racismo e à homofobia para o centro dos debates de sua reunião. Leia abaixo o artigo relatando um dia inteiro de debates entre sindicalistas, trabalhadores e estudantes e representantes dos movimentos de combate à opressão como a professora e autora do livro “A feminização no mundo do trabalho”, Claudia Mazzei Nogueira; o professor e mestre da UFMA e do quilombo Raça e Classe, Roseverck Santos; o presidente da Parada Gay de SP, Ideraldo Beltrame  e o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ).

       Na parte da tarde, o debate teve continuidade com representantes dos setoriais de Negros e Negras, LGBT e Mulheres da CSP-Conlutas. E demonstrando que não pretende ficar só no debate, a discussão foi encerrada com a apresentação de uma proposta de campanha de luta contra o preconceito, que deverá ser levado por todas as entidades filiadas à Central.

       Leia e divulgue este exemplo histórico de como combinar a luta contra a opressão machista, racista ou homofóbica ao combate à exploração capitalista.

       Abraços,

       Wilson 

Coordenação Nacional: opressões e sua relação com a luta dos trabalhadores são debatidos no segundo dia

07/08/2011

O segundo dia da reunião da Coordenação Nacional, realizada neste sábado (6), foi dedicado a discussão sobre o machismo, o racismo, a homofobia e suas relações com a luta da classe trabalhadora.

Participaram como palestrantes na parte da manhã a professora e autora do livro “A feminização no mundo do trabalho”, Claudia Mazzei Nogueira; o professor e mestre da UFMA e do quilombo Raça e Classe, Roseverck Santos; o presidente da Parada Gay de SP, Ideraldo Beltrame  e o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ).
Os quatro convidados colocaram como ponto central do debate de opressões o entendimento de que precisamos conscientizar os trabalhadores da necessidade de lutar também contra o preconceito seja racial, de gênero ou de orientação sexual. E que esta é uma reflexão que os sindicatos e demais movimentos que compõem a nossa Central devem fazer.
 

LGBT - Jean Wyllys iniciou o debate ressaltando em sua fala a importância das organizações sindicais se posicionarem para além do conceito de classe. “Além de sermos condicionados como classe trabalhadora, nós também somos condicionados pelo nosso gênero, pela  nossa etnia e por nossa orientação sexual. Esse fato faz com que tenhamos que lutar também, não só pelos direitos trabalhistas, mas sim também, por nossos direitos enquanto homossexuais, mulheres e negros” , enfatizou.
 O deputado federal explicou para os presentes que a homossexualidade não é uma opção e sim uma orientação.  Wyllys detalhou em sua fala as diferenças entre o sexo biológico, identidade de gênero e orientação sexual.




Do site da CSP-Conlutas: http://cspconlutas.org.br/2011/08/coordenacao-nacional-opressoes-e-sua-relacao-com-a-luta-dos-trabalhadores-sao-debatidos-no-segundo-dia/

O sexo biológico é aquele nos caracteriza em nosso nascimento como homens ou mulheres, muitos nascem com essa característica trocada. A identidade de gênero é como esses homens e mulheres e se reconhecem, às vezes essa identidade é diferente e não corresponde a maneira de como os indivíduos se percebem. Já a orientação sexual diz respeito à libido, afeto e ao desejo.

Todos esses conceitos podem ser diferentes do considerado normal pela sociedade, ou seja, segundo Wyllys, “tudo o que não é heterossexual é considerado anormal. Foi provado que a homossexualidade não é uma doença e devemos lutar contra esse conceito errado”, disse o deputado ressaltando também que há pouco tempo era negado às mulheres o direito de voto. “Cito esse exemplo para destacar que esses direitos nos são negados não somente porque somos trabalhadores ou pobres, mas também  nos são negado porque somos negros, mulheres, homossexuais”.

O convidado informou que nunca esteve ativo no movimento sindical, pois segundo ele este se fechava nas outras lutas, relacionadas às opressões.

Wyllys finalizou sua fala ressaltando que o movimento sindical tem que se abrir e perceber a relação das questões do mundo do trabalho com as opressões  “para que tenhamos um mundo  verdadeiramente democrático e plural”.
O espaço foi dado então ao presidente da parada Gay de São Paulo, Ideraldo Beltrame que iniciou sua fala abordando a  dificuldade de ser falar sobre  o tema LGBT. “O movimento  LGBT foi criado na esteira do movimento sindical, a nossa luta deve encampar a luta dos direitos humanos, mas que  também se caracterize na luta de classes”, disse.

Beltrame se utilizou da bandeira levantada pela CSP-Conlutas em sue discurso. “Se o Brasil cresceu cadê a nossa parcela, nossa autonomia. A luta dos LGBTs tem que ser incorporada pelos trabalhadores, não precisa ser mulher para defender o direito das mulheres, essa batalha é do dia a dia. Não tenham medo de dialogar sobre essa questão”,  ressaltou aos presentes que o interromperam com muitos aplausos.

O presidente da parada gay de São Paulo, disse que é preciso avançar nas lutas de trabalhadores e a questão LGBT deve sim entrar na pauta do movimento sindical.
 
Negros –  O professor e mestre da UFMA e do quilombo Raça e Classe, Roseverck Santos falou ao para um plenário atento sobre as questões relacionadas ao racismo.

Santos lembrou do  debate que ocorreu no dia anterior sobre  a conjuntura e a crise do capitalismo, relacionando esses fatos ao aumento do racismo, xenofobia, homofobia.  Citou o manifesto publicado pelo terrorista Norueguês, (autor de uma chacina ocorrida há algumas semanas na capital daquele país),  no qual ele faz uma critica ao Brasil e sua mistura étnica,  e que isso seria a causa do atraso no Brasil. “ Esse manifesto retrata o mestiço como um degenerado  e esta é a  expressão de um sistema que nos impõe esse conceito ideológico”.

Segundo o professor  “a história da classe trabalhadora precisa ser reescrita no Brasil, pois ela não começou com o trabalho assalariado e sim com a escravização dos povos africanos trazidos para o nosso país”.

Santos falou ainda que a sociedade percebe o mundo a partir do referencial europeu, branco cristão e patriarcal. “Nossa mentalidade permanece associada com esses conceitos impostos pela ideologia dominante. A partir disso, fora do debate das desigualdades, surgem  a questão do mérito e da capacidade , nosso fracasso  não seriam fruto  das desigualdades de gênero, ou seja, tudo é  jogado no plano individual. Esse é o  discurso da burguesia”.

O professor falou também que ninguém luta contra a exploração e opressão se não se reconhece oprimido. Santos terminou citando Marx: “o trabalhador não será livre na pele de  branco enquanto a pele negra for marcada com ferro quente”.

Mulheres - O debate seguiu e deu voz a professora Claudia Mazzei Nogueira para falar sobre as questões relacionadas com as mulheres. Um texto foi distribuído  com o título “A positividade e a negatividade das metamorfoses no mundo do trabalho para a mulher” . Claudia leu o conteúdo do documento para o plenário. Nele foram ressaltados diversos aspectos em que vivem as mulheres trabalhadoras. O documento informa sobre as diferenças salariais entre homens e mulheres, que aumentou de 50,2 para 51,7 % entre 1980 e 2008, enquanto a taxa de atividade da força de trabalho masculina caiu de 82,0 para 77,7 %. Mas esse fato não está relacionado com o aumento salarial das mulheres tanto é assim que as que tem nível  superior ainda ganham 30% menos que os homens.

O texto explicita como o capitalismo diz que cria condições para a emancipação feminina, mas na verdade acentua a exploração da mulher.  Isso ocorre porque, segundo o texto “ao estabelecer uma relação aparentemente ‘harmônica’ entre precarização e mulher, o capitalismo cria formas diferenciadas de extração do trabalho excedente”. Essas e outras questões de machismo e opressão foram levantadas durante a reflexão sobre o texto.

Para Claudia não dá para separar opressão de exploração e esta questão não pode ser limitada às mulheres.  “Não podemos fragmentar a luta com o discurso de que esse movimento é mais ou menos explorado do que o outro, a luta é uma só e é de classe, seja ela de gênero ou de qualquer forma”, argumenta. Confira aqui a íntegra do documento

O debate foi aberto ao plenário com as diversas intervenções dos presentes, que falaram sobre a importância da discussão e que esta deve ser trabalhada internamente e externamente. O preconceito também é reproduzido no dia a dos sindicatos e este fato tem que ser combatido para o avanço da luta contra o racismo, o machismo e a homofobia.

A travesti, Fernanda de Moraes,  chamou a atenção dos presentes para a causa dessas companheiras que são  invisíveis perante a sociedade.  “ Não temos espaço para trabalharmos, e só somos enxergadas como mulheres para sexo fácil, nós não somos homossexuais, ou seja não sofremos homofobia e sim a transfobia [discriminação contra as pessoas transexuais, travestis e transgêneros ] que é ainda mais cruel e violenta.  É preciso nos incluir nesta discussão” , desabafou.
Setoriais de Negros, Mulheres e LGBT- Na parte da tarde foi composta uma mesa com integrantes do Movimento Quilombo Raça e Classe e do Setorial de Negros e Negras, Julio Condaque,  pela integrante do Movimento Mulheres em Luta e do Setorial de Mulheres,  Janaina Rodrigues,  e pelo representante do setorial LGBT da CSP-Conlutas,  Douglas Borges.

A discussão teve como objetivo de materializar o debate em campanhas e iniciativas da Central para levar esta discussão às bases.

A “exposição Raça e Classe no Brasil, Desafios para o movimento sindical”  foi abordada  por Julio Condaque que fez o resgate histórico da luta dos negros no Brasil, passando pela ideologia racista do século XIX até as atuais as diferenças existem entre os salários pagos aos negros e aos brancos.  Condaque sintetizou que “construir uma central como esse é construir um trabalho político contra essas diferenças”.

Falando sobre a questão das mulheres, Janaina Rodrigues discorreu sobre a concepção da luta feminista  que deve ser em  aliança com os trabalhadores e, segundo ela, essa batalha também é  contra o capitalismo. “Temos que lutar contra o machismo que é combinado com a exploração do trabalho. Temos que combater a violência doméstica, nessa sociedade que nos nega o direito de ser mãe, quando não nos dá condições de trabalho, não nos dá direito à licença a maternidade, e ao auxílio creche. Essa luta tem que ser cotidiana. Estamos em campanhas salariais e é importante incorporá-las ”, destacou.

Janaina finalizou dizendo  “nós não nascemos para produzir leite e lágrimas, o espaço das mulheres é um espaço também de lutas por uma sociedade melhor”.

Douglas Borges, se apresentou ao plenário e destacou  “as bandeiras dos movimentos que decoram a mesa,  representam a  prova de que a Central está  construindo algo novo ao travar esses debate sobre opressões.

Borges destacou a visibilidade que os homossexuais, e os casos de homofobia estão ganhando na mídia atualmente .

Destacando o aumento da violência aos homoxessuais ele disse: “O Brasil é um país  preconceituoso e violento. Além disso, existe  perseguição no local de trabalho, entre outros ataques”, disse enfatizando o recente caso da demissão de um funcionário em Caçapava (SP) por ser homossexual.

“Uma de nossa bandeiras centrais nesse momento é pela aprovação do projeto de lei que criminaliza a homofobia. Sabemos que isso não acabará com a violência, pois a lei Maria da penha não acabou com o machismo, mas é importante travarmos essa luta”, completou Borges.
Campanha sobre as opressões – Terminadas as falas da mesa, a discussão foi aberta para o plenário. A integrante da Secretaria Executiva da CSP-Conlutas e  do Movimento Mulheres em Luta, Ana Pagamunice, informou que o objetivo do debate era  trazer o aprofundamento sobre as questões relacionadas à opressão e da relação que esta tem  com a exploração. “Estamos apresentando uma proposta de campanha  ‘Chega de Preconceito, Trabalho Igual para Salário Igual’ unificada entre negros, mulheres e LGBTs, para serem levada aos locais de trabalho, buscando a união da luta sindical com a luta contra as opressões”.

Nas intervenções ficou explicita  a importância de se abordar esse tema  e levar essas questões para o dia a dia dos sindicatos e locais de trabalho. Para assim municiar as categorias em suas atividades  com o objetivo lutar  contra o machismo, o racismo e a homofobia com a consciência de que ainda há muito a se avançar e  nessa coordenação o primeiro passo foi dado.

UNEafro

CLIPING UNEafro-Brasil.

Leia. Divulgue. Junte-se a nós!






































 




Natureza

mensagem

Bom dia, gostaríamos de saber se a obra que vai subir nos fundos do convento da rua Pereira da Silva, 135, Laranjeiras, obra cuja previsão pode ser vista no "Google" teclando convento+ nome da rua, e que isolará o convento tombado da sua encosta, foi objeto de algum acordo com o INEA exigindo a preservação da fauna e flora ali presentes?
Ninguém, nenhum órgão, consegue nos dizer exatamente a quem pertence a encosta (ligar para o 1746 da Prefeitura é piada de mau gosto) e eis um exemplo da burocracia que não queremos.
Queremos, sim, é que essa encosta seja fiscalizada antes, depois e durante. Fiscalizada sempre, com retorno para a população. Uma coisa são os freis rezando ali, outra será um condomínio com pedreiros fiscalizados por um mero engenheiro ou arquiteto, depois crianças e porteiros e sabe-se lá mais o quê, num local onde existe fauna original nativa, de antes de Laranjeiras chamar-se Laranjeiras, de antes do convento, que dirá do emprendimento imobiliario.
Foram avistadas pacas e muitas aves ali, pacas em plena cidade, por um candidato a alguma parte inicial da obra; por este motivo pôde ele vê-las. E conviveram bem com os freis, e agora? quem olhará por elas?
Gostaríamos de ver a alucinante burocracia brasileira saltando por cima das divisões administrativas entre município, Estado e Nação e se unindo na preservação deste patrimônio perfeitamente material. 
Pela preservação da vida, bom dia a todos,
 
Gisela D'Arruda


Elogio o atendimento telefônico do INEA, mas lamento que a burocracia no País seja a tal ponto cimentada que em duas horas ao telefone ligando para cá e para lá ainda não tenha conseguido encaminhar um pedido para que algum órgão público seja federal, municipal ou estadual se comprometa a olhar pela fauna da encosta atrás do convento tombado da rua Pereira da Silva 135 (o endereço é informação disponível no Google).
Nessa encosta existe fauna nativa original de antes do Vale das Laranjeiras chamar-se Vale das Laranjeiras. Notadamente pacas e muitas aves. Quem olhará por essas pacas, é o que quero saber; os pedreiros? Os bichos estavam em paz enquanto o convento ia até a encosta, agora o empreendimento corta o convento do morro.
Para variar o 1746 da nossa Prefeitura não atende... a ouvidoria deles não responde....
Será que o INEA aponta outro órgão??? Um que aja...! Desde já grata
 
Gisela D'Arruda

Presos por Tráfico em Vacaria RS

Delegacia de Polícia (foto RD Fátima)
As prisões aconteceram por envolvimento no tráfico de drogas a partir de investigações feitas pela Policia civil de Caxias do Sul. Foram detidas quatro pessoas no bairro Chácara das Palmeiras, sendo três da mesma família, um homem, a esposa e a sogra.

Conforme o delegado Carlos Alberto Defaveri eles recebiam a droga de Caxias do Sul para comercializar em Vacaria. Os quatro moradores serão recambiados a penitenciária de Caxias do Sul. Três já tem passagem pela policia de Vacaria por tráfico de drogas.

Participaram da operação quinze policiais civis. Também houveram prisões em Caxias do Sul , Farroupilha e São Marcos. Ao todo foram cumpridos 39 mandados de prisão preventiva.
por Neto Ferreira (Rádio Fátima AM), dia 12/08/2011 às 10:37

Imagens

   
Votado como o melhor e-mail deste ano.
 
 
* VOCÊ SE ACHA INFELIZ ???
cid:5E184073BDCF415489D08B8AFE5CE313@protocolo2


* Você acha que seu salário é baixo ?

cid:45061CF2E48648E591BC72B4606303AE@protocolo2

* Você acha que tem poucos amigos ? ...

cid:17DE7935FA4E49D9BE6144B50A9AACC8@protocolo2


* Você pensa em desistir ?

cid:47D2368425124030B7CD3850E51E7CD0@protocolo2


* Você acredita que seu trabalho é exaustivo ?

cid:DEDADA14C5F344EC8AA685C4D5AB6C60@protocolo2

* Você reclama sobre o seu sistema de transporte ?

cid:D5D43B7B244C4F49BE0356876D6E08AC@protocolo2

*A vida é injusta com você ?

cid:098B7658A0C84D68A4754A017F7A77AF@protocolo2

* Aproveite a sua vida como ela é. E lembre de sempre agradecer a Deus por tão grande generosidade e misericórdia.

  *existem muitas coisas na vida que irão surpreender os seus olhos mas poucas coisas irão surpreender o seu coração (s2)...  



*este email precisa circular sempre...

cid:58FDF6E091F5430297DB63DE6E19D9C9@protocolo2

*estudar te chateia? A eles não.

cid:8EDBA1FD70D24DE3A9CB25776DC636D6@protocolo2

*odeia verduras? Eles morrem de fome..


cid:49B0AC9541CB4F58B9A405D448A66D71@protocolo2

*o carinho de seus pais cansa você? Eles não tem nenhum...

cid:334F723BFDA34D28BF5E19558C8862FA@protocolo2

*Enjoado dos mesmos jogos? Eles não tem opção!

cid:440AAED1688445D59D147215E2597C54@protocolo2

*alguém te deu um adidas em vez de um Nike? Eles só tem uma marca!
cid:789A15A0331840C6875BBACD71FE99BA@protocolo2

*Não está agradecido por uma cama para dormir? Eles gostariam de não acordar!

*você ainda está reclamando?

*observe a sua volta e seja agradecido por tudo que você tem nessa vida passageira...

* nós somos afortunados, nós temos muito mais do que precisamos para ser feliz...
Vamos tentar não alimentar esse ciclo sem fim de consumismo e imoralidade no qual essa
sociedade 'moderna e avançada' esquece e ignora os outros dois bilhões de irmãos e irmãs.

* envie esta apresentação sem nenhuma obrigação ou expectativa em receber sorte.
Não a mantenha, envie-a e não será em vão.

* vamos reclamar menos e ajudar mais!
 



 
 
 

 
 
Imagem removida pelo remetente.
 




--

__._,_.___
Anexo(s) de Jose Antonio dos Santos da Silva
3 de 3 foto(s)
~WRD000.jpg

Dorival pode vir Para o Inter

Inter tenta acerto com Dorival Júnior nesta sexta

Técnico demitido do Atlético-MG será contatado ainda pela manhã

Técnico demitido do Atlético-MG deve ser contatado na manhã desta sexta<br /><b>Crédito: </b> Cristiano Couto / Hoje em Dia / CP Memória
Técnico demitido do Atlético-MG deve ser contatado na manhã desta sexta
Crédito: Cristiano Couto / Hoje em Dia / CP Memória
Técnico demitido do Atlético-MG deve ser contatado na manhã desta sexta
Crédito: Cristiano Couto / Hoje em Dia / CP Memória
Enquanto o Inter voltava de Buenos Aires a Porto Alegre, no Catar, Autuori tinha frustrada a expectativa de voltar agora ao Brasil. Sem a liberação por parte do Al-Rayyan, a contratação do profissional ficou inviável. Então, o nome de Dorival Júnior, que, desde a demissão de Paulo Roberto Falcão, era um dos favoritos para assumir o cargo, voltou a ganhar força e pode ser anunciado oficialmente ainda nesta sexta.

Na quinta à noite, por telefone, dirigentes colorados negaram que já houvesse um acerto verbal com o treinador, mas admitiram que ele seria procurado nesta sexta pela manhã. “Assim como a torcida, eu também não aguento mais a indefinição. Vamos anunciar o novo treinador nos próximos dias”, afirma o vice de futebol Luis Anápio Gomes.

O acerto do salário não deve ser um problema. Os dirigentes colorados têm a informação de que ele recebia R$ 500 mil mensais no Atlético-MG, mas não estão dispostos a pagar esta quantia. “Não faremos loucuras”, continua o vice de futebol.

Apesar do desejo de contratar Autuori, o nome de Dorival Júnior sempre foi o principal da lista de pretensões do Inter. O problema foi a intransigência dos atleticanos, que não pareciam dispostos a demitir o profissional apesar da série de resultados insatisfatórios. A demora desencorajou os colorados a esperarem. Então, no final de semana passado, surgiu a possibilidade de Autuori, considerado um técnico de primeiríssima linha no estádio Beira-Rio.

“Ambos são grandes técnicos, mas a favor do Dorival pesa o fato de ele estar atuando no futebol brasileiro. Isso pode ajudar muito. A contratação deve ser realizada hoje”, informa um dirigente ligado ao departamento de futebol contatado pelo Correio do Povo.

Dorival Júnior já deve assistir partida entre Bahia e Inter, domingo, no estádio Pituaçu, em Salvador, pelo Brasileirão. O lateral Kleber, com uma lesão no joelho, e o meia D’Alesandro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, são os desfalques na partida, que deverá marcar a despedida de Osmar Loss do time principal.

Bookmark and Share

Fonte: Fabrício Falkowski / Correio do Povo

Deputado Estadual Gilmar Sossella

O deputado estadual Gilmar Sossella (PDT) encaminhou junto a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio Grande do Sul (SRTE/RS) a doação de um veículo para a prefeitura de Pedro Osório. A articulação também envolveu os vereadores do município João Carlo Barbosa Oliveira, o Cal, e Sandra Parço Hepp, além do prefeito de Pedro Osório, César Roberto Couto de Brito, que trabalharam junto com o deputado para que a doação ocorresse.
O Termo de Doação foi assinado pelo superintendente regional da SRTE/RS, Heron de Oliveira, nesta quarta-feira (10), em Porto Alegre. “Estamos ganhando uma Kombi que será destinada para uso da Cooperativa do Mel de Pedro Osório, a Coomel, devido ao grande número de produtores que temos no nosso município”, informou o vereador Cal.
O deputado Gilmar Sossella disse que o trabalho por recursos para os municípios deve ser intenso. “Às vezes, não precisamos de verbas diretas, basta trabalhar e contar com o apoio como neste caso da Superintendência Regional do Trabalho para beneficiarmos os municípios”, destacou Sossella.
 
Foto: Divulgação / João Paulo Casulo / Gab. Dep. Gilmar Sossella
 
Legenda: Termo de doação foi assinado em Porto Alegre

Noticias da Prefeitura de Porto Alegre RS


Quinta-feira, 11 de Agosto de 2011 19:19

Corpo da mensagem

        A MANCHETE

Lotações Restinga e Belém Velho terão bilhetagem eletrônica

As comunidades das regiões Sul e Extremo-Sul contarão com duas linhas de lotação para atender aos bairros Restinga, Belém Novo, Chapéu do Sol e Ponto Grossa. A nova alternativa de transporte será criada a partir da lei sancionada hoje à tarde, 11, pelo prefeito José Fortunati, em solenidade na Esplanada da Restinga. A EPTC irá realizar licitação para conceder a permissão de atendimento ao serviço. As linhas Restinga e Belém Novo funcionarão em veículos de 25 lugares, quatro a mais do que as lotações hoje em operação. O projeto proposto pelo Executivo prevê que o novo serviço entre em operação com bilhetagem eletrônica, acessibilidade universal e ar-condicionado em toda a frota. Leia mais...
        CAMPANHAS

Sábado é dia de vacinar contra a pólio e o sarampo

A Secretaria de Saúde realiza sábado, 13, das 8h às 17h, o Dia D de vacinação contra a pólio para crianças de até quatro anos e contra o sarampo para crianças de um ano a menores de sete. Além dos postos de saúde, estarão à disposição postos volantes, instalados em locais de grande circulação, como shopping e supermercados. O prefeito José Fortunati e o secretário municipal de Saúde, Carlos Henrique Casartelli, participam, às 9h30, da abertura oficial da vacinação, na quadra de esportes ao lado da Unidade Básica de Saúde Chácara da Fumaça, Estrada Martim Felix Berta, 2432, bairro Rubem Berta. Leia mais...

Porto-alegrenses terão passe livre na frota de ônibus

Neste sábado, 13, em razão das Campanhas de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite, a EPTC informa que haverá Passe Livre na frota de ônibus da Capital. Mais informações podem ser obtidas no telefone 156, no site www.eptc.com.br ou no Atendimento ao Cidadão da EPTC (Érico Veríssimo, 100).
        DESTAQUES

OP: assembleia municipal e posse do conselho ocorrem amanhã

A prefeitura realiza na sexta-feira, 12, a partir das 19h, a Assembleia Municipal e posse da gestão 2011/2012 do Conselho do Orçamento Participativo (COP). No evento, que acontecerá na sede social do Clube do Comércio (rua dos Andradas, 1085 - Centro Histórico), haverá apresentação da previsão de receitas e despesas para o ano de 2012. Depois, os integrantes do COP da atual gestão farão a entrega da relação hierarquizada das demandas aprovadas nas assembleias regionais e temáticas da rodada única, realizada em maio e junho. Leia mais...

Inscrições para oficinas do Poa em Cena terminam segunda

Estão abertas até o dia 15 as inscrições para as oficinas do 18º Porto Alegre Em Cena, que ocorre de 6 a 27 de setembro. Neste ano, estão disponíveis 14 oficinas, que abordam desde técnicas de interpretação a processos de criação para compositores e arranjadores de trilhas sonoras. Um dos destaques é um curso da tradicional dança de Burkina Faso, que será ministrado pela atriz e bailarina Blandine Yaméogo (foto). Blandine é professora na Universidade de Ouagadougou e no Centre for Performing Arts Training em Ouagadougou. Veja a programação completa

Congresso da Cidade promove seminário na PUCRS

O Comitê Gestor do 5º Congresso da Cidade, juntamente com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUCRS, promovem segunda feira, 15, a partir das 19h, o seminário "Edificações: Patrimônio, Densificação, Verticalidade e Configuração Sócio-Espacial da Cidade". Entre os palestrantes estão confirmados: arquiteta Marilú Maraschin, Luciano Brasil (Promotoria de Ordem Urbanística do Ministério Público RS) e Alex Monticelli (comunidade da Vila Ipiranga). O evento será no auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUCRs (avenida Ipiranga, 6681, prédio 09). Leia mais...
        EVENTOS

Cavalgada da Lua Cheia retorna amanhã

Sexta-feira, 12, é dia de cavalgar na Zona Sul da Capital. Organizado pela Cabanha La Paloma, o passeio percorre de sete a dez quilômetros por avenidas e estradas dos bairros Lageado, Lami e Belém Novo, com duração de duas horas e retorno à cabana, que espera pelos cavaleiros com um legítimo jantar campeiro. Os cavalos podem ser alugados na propriedade, já encilhados, a R$ 60. O ponto de encontro dos participantes é na sede da cabana (avenida Edgar Pires de Castro, 9089, bairro Lageado), às 19h, e o início da cavalgada, às 20h. O valor por pessoa para o jantar é R$ 17. Leia mais...

Espaços públicos e museus no roteiro Viva o Centro a Pé

Apresentar os espaços públicos como instrumentos de contemplação e preservação da história é o objetivo da nova edição da caminhada orientada Viva o Centro a Pé. O roteiro ocorre sábado, 13. Durante o trajeto, o guia revelará o passado dos museus Júlio de Castilhos, Militar e da Brigada - sendo este o primeiro a ter visitação interna. Também serão explorados os entornos da Praça da Matriz e do Viaduto Otávio Rocha, com parada para contemplação de monumentos e áreas de lazer. A caminhada sairá do Totem do Caminho dos Antiquários, esquina das ruas Coronel Genuíno e Marechal Floriano, às 10h. Inscrições pelo e-mail vivaocentroape@gmail.com. Leia mais...
        SERVIÇOS

Prefeito debate Cais Mauá com Chefe da Casa Civil

Para esclarecer os detalhes da orientação feita pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) com relação ao encaminhamento dos projetos de revitalização do Cais junto à prefeitura será realizada uma audiência amanhã, 12. O encontro, que começa às 11h, no gabinete da Casa Civil do Governo do Estado, reunirá o prefeito José Fortunati, o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, o coordenador do Gabinete de Assuntos Especiais (GAE) da prefeitura, Edemar Tutikian, e representantes do consórcio vencedor da licitação para modernização do Cais Mauá. Leia mais...

DEP esclarece sobre a recuperação dos taludes do Dilúvio

O diretor-geral do DEP, Ernesto Teixeira, esclarece que não houve acusação de irregularidade na obra de recuperação dos taludes do Arroio Dilúvio. "Em inspeção normal do Tribunal de Contas do Estado, o que é corriqueiro em órgãos públicos que executam obras, várias obras foram auditadas, sendo que na obra dos taludes houve divergência entre os engenheiros do departamento e do Tribunal, em itens como concreto e armadura de aço", disse. O DEP e o Tribunal de Contras, em acordo mútuo, elegeram a Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec) para fazer a análise dos materiais utilizados na obra. Leia mais...
        VEJA A PREVISÃO DO TEMPO        VEJA IMAGEM DE SATÉLITE        VEJA PAUTAS PARA AMANHÃ

Editado pela Supervisão de Comunicação Social
E-mail - Telefones (51)3289.3900 / (51)3289.3932 / (51)3289.3926
Newsletter desenvolvida pela PROCEMPA.