Rádio WNews

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Arte e Cultura

Compas.,

        Por favor, leiam, divulguem para seus amigos no cenários artístico e cultural e, acima de tudo, entrem em contato, caso tenham alguma proposta de intervenção artística no Pinheirinho.

        Saudações,

        Wilson Honório
        Movimento "Quilombo Raça e Classe"


Arte e cultura na defesa do Pinheirinho

Na terça, 17 de janeiro, a cantora Lourdes da Luz irá ao Pinheirinho, em São José dos Campos, para fazer uma apresentação em solidariedade à luta dos moradores contra a iminente ameaça de desapropriação. O rapper Emicida e o chargista Carlos Latuff também já se manifestaram em defesa da área ocupada. Convidamos todos artistas e trabalhadores da Arte e da Cultura a se somarem a estas iniciativas em defesa dos milhares de mulheres, homens, jovens e crianças que, hoje, lutam pelo direito à moradia, à dignidade e à própria vida, ameaçadas pela ganância daqueles mesmos que inviabilizam a produção artística e cultural que necessitamos. Entre em contato conosco, leve sua arte para o Pinheirinho e some-se a esta luta!

Carta aberta

Aos trabalhadores da Cultura e da Arte,

       Como vem sendo amplamente divulgado pela imprensa, uma área ocupada na cidade de São José dos Campos, conhecida como Pinheirinho, está sofrendo ameaça de desapropriação por parte das forças policiais a serviço da prefeitura local e do estado de S. Paulo. O que pouco tem se destacado na mídia é que, no Pinheirinho, há oito anos, residem exatas 1.843 famílias, que compõem um população de quase 8 mil pessoas, mais de 3 mil delas em idade infantil. 

       Como também, pouco tem sido o destaque dado à história deste pedaço de terra que, antes de cumprir seu verdadeiro papel social, abrigando famílias necessitadas, só serviu aos interesses da especulação e do roubo que caracterizam os negócios dos mesmíssimos senhores que, agora, querem expulsar milhares, com uma força policial que pode provocar uma verdadeira tragédia.

       Vale lembrar que o proprietário da  massa falida da Selecta, dona do terreno, é o nefastamente famoso megaespeculador Naji Nahas, condenado, em 1989, a 24 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção. E sua história com o Pinheirinho não é menos suja ou “irregular”: a área  pertencia  a um casal de alemães, sem herdeiros, que foi assassinado e, “estranhamente”, tempos  depois,  o terreno apareceu  como  propriedade da massa falida da empresa Selecta.

       Trinta anos depois, oor trás da ameaça de desapropriação, também estão os  interesses  do  setor  imobiliário. Quando ocorreu a ocupação, o terreno, era avaliado em R$ 6 milhões, estava abandonado há 30 anos, sem que se pagasse um centavo de IPTU.  Hoje, o ganancioso setor imobiliário de São José calcula que a área valha algo entre R$ 130 milhões e R$ 180 milhões e está localizada no “local dos sonhos” para erguer mais um luxuoso condomínio destinado a abrigar a elite da região.

       Arte e cultura como armas para evitar uma tragédia anunciada
       A desapropriação do Pinheirinho, determinada pela juíza Márcia Loureiro, poderá significar um banho de sangue. Como se viu na imprensa, os moradores estão dispostos a resistir. E o motivo é simples: não têm para onde ir. Simplesmente não lhes resta outra alternativa, senão defender  suas  casas  e  a  integridade de  suas  famílias.  

       Isto, contudo, pode ser evitado. Tudo depende da “boa vontade” das autoridades, a começar pela juíza. Mas a solução também está  nas  mãos  da Prefeitura e dos governos Estadual  e  Federal, com os quais os representantes da comunidade estão tendo uma série de reuniões, hoje, 16 de janeiro.

       Contudo, sabemos que o sucesso destas negociações depende, em grande medida, da pressão que se exerça sobre os órgãos públicos. Neste sentido, o Pinheirinho, felizmente, tem sido palco de uma série de belas e importantes demonstrações de apoio por parte de entidades dos movimentos sindical, estudantil, popular, negro e LGBT. 

       Até o momento, no entanto, poucos foram os artistas e produtores culturais que se envolveram nesta luta. No domingo passado, por exemplo, numa atividade recreativa que reuniu mais de 1 mil crianças com objetivo de tranqüilizá-las e entretê-las depois de uma semana convivendo com o perigo iminente, palhaços seriam mais do que bem-vindos. Ou, por exemplo, nada impediria que as assembléias semanais da comunidade, sempre aos domingos, fossem abertas ou fechadas com boa música.

       Como também, a simples presença de grupos de teatro, dança ou música no local não só poderia reavivar as esperanças destes lutadores como, certamente, iria ajudar outros setores da opinião pública em defendê-los.

       Enfim, as possibilidades são muitas e os propósitos pra lá de válidos. E foi isso que, por exemplo, já levou o cantor Emicida a escrever um contundente e comovente relato em apoio ao Pinheirinho (www.emicida.com/blog/as-armas-companheiro-pela-liberdade-so-por-ela) ou a Carlos Latuff a produzir um dos seus geniais cartuns a serviço desta luta (http://latuffcartoons.wordpress.com/2012/01/13/charge-solidariedade-a-ocupacao-pinheirinho-ameacada-de-despejo-iminente/).

       Com o mesmo objetivo, a cantora Lourdes da Luz se ofereceu para se apresentar na Praça Quilombo dos Palmares (assim nomeada pela comunidade, numa assembléia, em um “20 de novembro”, há alguns anos), na próxima terça, 17 de janeiro, a partir das 18h.

       Iniciativas como estas são mais do que necessárias. E acreditamos que todos aqueles que estão comprometidos com a construção de uma sociedade onde o direito à moradia, à cultura ou à arte não seja exclusivo a um punhado de gananciosos, possam e devam seguir estes exemplos, contribuindo com a campanha da forma que for possível.

       De imediato, pedimos seu apoio à petição pública que estamos circulando. Mas, de forma muito especial, gostaríamos que vocês fossem até o Pinheirinho, para participar da luta, utilizando como arma aquilo que vocês sabem fazer de melhor: arte e cultura. 

       Para agendar uma apresentação, entre me contato com os seguintes endereços:
       *  Rosângela Calzavara: rocalzavara@yahoo.com.br – Tel.: (12) 9176-3888.
       *  Sind. dos Metalúrgicos de S. José dos Campos: secretaria@sindmetalsjc.org.br. Vice-presidente Herbert Carlos: herbert@sindmetalsjc.org.br.
       *  Wilson Honório (Movimento “Quilombo Raça e Classe”): wilsonhsilva@gmail.com

       Para assinar a petição on-line, acesse: http://www.peticoesonline.com/peticao/peticao-contra-a-retirada-das-familias-da-ocupacao-do-pinheirinho-em-sao-jose-dos-campos-pela-tropa-de-choque/330

      Também, se preferir, envie seu protesto para os seguintes endereços (com cópia para os endereços acima): 
      * Secretaria Geral da Presidência da República: sg@planalto.gov.br

      * Governador do Estado de São Paulo– Geraldo Alckmin: galckin@sp.gov.br

      * Prefeitura de São José dos Campos: gabinete@sjc.sp.gov.br

      * Secretaria de Segurança Publica do Estado de São Paulo. Secretário Antonio Ferreira Pinto: seguranca@sp.gov.br

      * Secretaria de Habitação do Estado de São Paulo: Secretário Sílvio França Torres: Fax: (11) 3638-5100.faleconosco@habitacao.sp.gov.br

      * Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo: presidenciatj@tjsp.jus.br

      * Ministério da Justiça - Ministro José Eduardo Cardoso - Fax: (61) 2025-9556 - 

      * Secretaria Nacional de Habitação - snh@cidades.gov.br

      * Secretaria Nacional de Direitos humanos.- Ministra Maria do Rosário Nunes: direitoshumanos@sdh.gov.br

      * Supremo Tribunal de Justiça - presidencia@stj.jus.br

NPC


Notícias do NPC


Convite: DIÁLOGOS NA GRAMSCI 
foto


NPC transfere seu ARQUIVO da IMPRENSA SINDICAL para SINTTEL-RJ
foto
.
[Por Sheila Jacob-NPC] No final de 2011, o NPC doou parte de seu Arquivo da Imprensa Sindical para o SINTTEL-RJ, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações e Operadores de Mesas Telefônicas do Estado do Rio. O rico material é um importante registro da história dos trabalhadores brasileiros, pois reúne jornais, revistas, cartilhas e cartazes de sindicatos de todo o país.
.
Francisco Izidoro, diretor do Sinttel-RJ, disse que há muito tempo o Sindicato se preocupa com a preservação de sua memória, pois já armazenava materiais diversos, como jornais, vídeos, fotografias e documentos que registram a história da entidade. "O Sindicato sempre teve interesse em ampliar essa iniciativa", disse Izidoro, informando que doou ao Sinttel seu arquivo particular em 2011, ano em que o Sindicato comemorou 70 anos. Claudia Santiago e Vito Giannotti, coordenadores do NPC, se juntaram a esse projeto, oferecendo à entidade uma grande quantidade de materiais produzidos por sindicatos do país inteiro. "A preocupação com a memória da classe trabalhadora e com a imprensa dos trabalhadores é a base da amizade construída com o Sinttel-RJ e Francisco Izidoro, ainda na década de 80", conta Claudia..
Todo material que está sendo reunido pelo Sinttel-RJ será disponibilizado para consulta de estudantes, militantes, pesquisadores e os demais interessados nas lutas históricas dos trabalhadores brasileiros. Segundo Izidoro, a ideia é receber e registrar doações de todo país, aumentando cada vez mais o volume e a pluralidade deste material. 
Confira a notícia completa em nossa página.


Livraria Antonio Gramsci atualiza catálogo de livros na internet
foto
Em 2011 inauguramos a Livraria Antonio Gramsci, que reúne títulos sobre comunicação, história dos trabalhadores, América Latina, cultura, educação, sindicalismo, mulheres, direitos humanos, História da África, literatura, e outros. A ideia deste espaço é divulgar obras da esquerda mundial, tanto grandes lançamentos e clássicos do pensamento marxista, quanto livros pouco divulgados, mas de grande importância para a memória e a luta da classe trabalhadora. Professores, estudantes de licenciatura e bancários sindicalizados têm 10% de desconto em todas as compras.
.
Estamos ainda em fase de atualização do nosso catálogo na internet, mas uma boa parte dos livros disponíveis já está cadastrada. Para acessar, basta clicar emhttp://www.piratininga.org.br/novapagina/livraria.asp



Lucio Sanfilippo comemora 18 anos de carreira 
foto
.
O cantor e compositor carioca Lucio Sanfilippo vai comemorar os 18 anos de sua carreira com o show A Flor do Velho Engenho, no dia 29 de janeiro, no Rio. Com formação lírica e um apaixonado pela cultura popular brasileira, a valorização da identidade nacional e da cultura negra estão sempre presentes nos trabalhos de Lúcio. Ele canta e dança ritmos como samba, coco, ciranda, jongo, afoxé e maxixe. Já gravou dois CDs: o primeiro, Canções de Amor ao Léo, é uma homenagem ao seu filho. O show de comemoração dos 18 anos de carreira é baseado no segundo disco do artista, A Flor do Velho Engenho.Nele, Lúcio interpreta composições próprias e de outros autores. O espetáculo contará com a participação especial da Companhia de Aruanda, grupo de arte que divulga diversos tipos de danças e tradições da cultura popular.
.
O show será viabilizado através da Catarse, uma forma de financiamento coletivo de projetos. O Núcleo Piratininga e a Livraria Antonio Gramsci já colaboraram e todos podem contribuir. Dependendo do valor da colaboração, os amigos podem ganhar CDs, livros e DVDs. A celebração acontecerá no Museu Parque das Ruínas, no bairro de Santa Teresa, a partir das 15 horas. Lucio estará acompanhado por Tomaz Miranda (cavaquinho, vocais e direção musical), Maurício Massunaga (violão de 7 cordas e vocais), Marcello Mattos e Anderson Vilmar (percussões), Carol D'Ávila (flauta) e Daniel Braga (produção artística).
.
Além de cantar, compor e dançar, Lúcio é formado em jornalismo e educação física, especializado em folclore e professor de danças populares. Lançou, em 2011, o livro Interdisciplinando a Cultura na Escola com o Jongo, que dá exemplos de como usar a dança e o movimento do jongo para auxiliar no ensino de diversas matérias. Já recebeu duas moções da Câmara Municipal do Rio de Janeiro: uma por reconhecimento à sua participação no "renascimento" da Lapa e outra por serviços prestados às culturas carioca e brasileira. Clique aqui para conhecer o trabalho do artista.



Radiografia da Comunicação Sindical 


Cadernos de formação da CNTE podem ser adquiridos na Livraria Antonio Gramsci
foto
.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) investiu em uma série de cartilhas voltadas à formação política dos trabalhadores em educação e dirigentes sindicais da área. O rico material aborda os mais variados assuntos, como Sociologia, Filosofia, Teoria Política, Comunicação Sindical, Análise de Conjuntura, Gestão Sindical, Sistema Democrático de Relações de Trabalho, Planejamento Estratégico e Ação Sindical.
.
Além de aprofundar os conhecimentos sobre diversos temas, o objetivo do material é possibilitar que trabalhadores e trabalhadoras sejam capazes de analisar a realidade, elaborar propostas para transformá-la e agir coletivamente. O NPC atuou na edição dos textos e na diagramação final dos cadernos, com o objetivo de tornar o material o mais didático possível e de fácil acesso a todos os trabalhadores.
.
Pesquisadores de diversas áreas foram convidados para elaborar os textos. Cada caderno custa R$ 17,00.
Professores têm desconto de 20%. Acima de 10 exemplares, cada um sai a R$ 14,00. Para encomendar, basta enviar um e-mail para livraria@piratininga.org.br.
.
Por enquanto estão disponíveis, na Livraria Antonio Gramsci, os títulos Introdução à sociologia, de Eudson de Castro Ferreira; e Teoria política, de Alair Suzeti da Silveira. Em nossa página você confere todos os títulos publicados.



A Comunicação que queremos


Fiell lança CD de combate à dominação
Até maio de 2012, mês do trabalhador, nosso companheiro Rapper Fiell, em parceria com Dj Saci e Marcelo Yuka, lança o CD Pedagogia da Dominação. Essa é mais uma ferramenta em sua luta cotidiana contra a criminalização dos pobres, negros e favelados. Fiell já escreveu um livro sobre este tema, Da favela para as favelas, e também já produziu documentários que apresentam uma outra visão sobre os morros cariocas, onde também mora gente que sorri, ama, estuda e trabalha. Para conferir "Abomine o crime", uma das músicas do novo CD, basta clicar em http://www.youtube.com/watch?v=rjmchE8w2P4


Moradores de favelas do Rio apresentam visões diversas sobre as UPPs
No final do ano passado, a ONG "Viva Favela" divulgou uma edição especial sobre as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Os artigos, vídeos e as fotos do número 9 da revista são produto de experiências diretas de jovens favelados e correspondentes de diferentes comunidades da cidade e do Brasil. O panorama de opiniões é diverso, bem diferente da "visão única" divulgada pelos jornais e TVs de todo país. Dente os artigos estão "A pacificação além da mídia", "Pacificação?", "Maré: sem UPP e sem respeito" e "UPP Social abre um diálogo incerto". Confira.



Proposta de Pauta


Racismo é uma praga que tem de ser combatida o tempo todo
foto
.
Em setembro de 2011, uma imobiliária de Cincinnati, nos EUA, usou uma placa produzida na década de 30 do século passado, no estado do Alabamana, para proibir o acesso de negros à piscina do condomínio. "Apenas brancos", diz o letreiro.



Democratização da Comunicação


1º Encontro Nacional sobre o Direito à Comunicação será em Recife (PE)
[Por Sheila Jacob-NPC] Entre os dias 9 e 11 de fevereiro, comunicadores comunitários, professores, estudantes, movimentos sociais, sindicatos e associações de todo o Brasil participarão do 1º Encontro Nacional sobre o Direito à Comunicação, que será realizado em Recife (PE). O evento, organizado pelo Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF), acontece no campus da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP).
.
Voltado para militantes da luta pela democratização da comunicação, o 1º ENDC tem como objetivo ampliar o debate e a percepção de que a comunicação é um direito humano, além de garantir que a liberdade de expressão deve ser garantida a todos. Dentre os temas a ser debatidos estão a Política da Comunicação no Brasil, marco regulatório e meios de comunicação populares e comunitários. Também haverá grupos de trabalho sobre diversos temas, como acesso à informação, sistema público, Plano Nacional de Banda Larga, mídia e gênero, dentre outros.
.
As inscrições no encontro são gratuitas e podem ser feitas até o dia 30 de janeiro. Interessados(as) devem se inscrever pela página http://endc.org.br, onde está disponível a programação completa.


Número especial da revista MídiaComDemocracia sobre marco regulatório
Comemorando 20 anos de existência, o FNDC publicou mais uma edição da revista MídiaComDemocracia, abordando os 20 pontos da Plataforma para um novo Marco Regulatório das Comunicações no Brasil. Esse número também trata das recentes mobilizações digitais que se espalharam pelo mundo, como a Primavera Árabe e o Ocupe Wall Street. Também são temas d revista os conselhos estaduais de comunicação social, a Classificação indicativa, avanços e retrocessos nas políticas de comunicação do Brasil, e outros. Estes e outros conteúdos estão presentes na 12ª edição da publicação, que pode ser lidapela internet.



De Olho Na Mídia 


Jornal Nacional esconde avanços de Cuba e não fala sobre o bloqueio
[Por Sheila Jacob-NPC] Jornal Nacional, da Rede Globo, dedicou a última semana do ano passado para falar sobre Cuba, omitindo dados e silenciando sobre avanços importantíssimos na área de Direitos Humanos, reconhecidos por organismos internacionais. Em 2011, por exemplo, Cuba comemorou 50 anos da erradicação do analfabetismo. Há poucas semanas, a UNICEF divulgou dados alarmantes sobre a desnutrição infantil no mundo, declarando Cuba o único país da América Latina livre deste mal. Isso a Globo também não falou. Ignorou os avanços na medicina, como o desenvolvimento de vacina terapêutica para tratamento de câncer no pulmão; o envio solidário de brigadas médicas a países do mundo inteiro, como o Haiti; a universalização da moradia; a garantia de acesso a bens culturais; o fim da prostituição infantil e do trabalho escravo etc.
.
Também em meados de 2011 o jornalista brasileiro Fernando Morais lançou um belo trabalho de reportagem chamado Os últimos soldados da Guerra Fria. Nesta obra ele investiga as ações de grupos terroristas sediados em Miami contra inocentes civis em Cuba, tudo feito com a omissão do governo dos Estados Unidos. Disso também a Globo não falou. Confira o texto completo em nossa página.
 


Internet fura silêncio da mídia burguesa sobre sucesso de A Privataria Tucana 

Foto

.
Como informou o Comuniquese, a revista VEJA não incluiu o livro "A Privataria Tucana" na lista dos mais vendidos, ao contrário do que, na mesma semana, fizeram as livrarias Cultura, Publifolha e Travessa.
Ao contrário, destacou o Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, de Leandro Narloch, publicação que vem sendo festejada pela direita e pelos setores mais reacionários por investir contra "figuras caras à esquerda brasileira", como João Goulart e grupos de esquerda brasileiros. Seu autor chegou a afirmar, em entrevista, que o "capitalismos foi a melhor coisa que aconteceu para os pobres", além de menosprezar figuras como Che Guevara, Simon Bolivar, Salvador Allende, dentre outras.
Estamos vendendo "A Privataria Tucana" na Livraria Antonio Gramsci! O livro custa R$ 35,00, mas estamos dando desconto de 10% em todas as compras. Aproveite e encomende o seu pelo emaillivraria@piratininga.org.br.
A Privataria Tucana, do jornalista Amaury Ribeiro Jr., apresenta documentos que comprovam o que chamou de "o maior assalto ao patrimônio público brasileiro", protagonizado pelo PSDB. É assim que Amaury define a "Era das Privatizações" ocorrida no governo Fernando Henrique Cardoso (FHC), quando José Serra era o Ministro do Planejamento.




De Olho No Mundo


Itália perde um jornal comunista
[Por Vito Giannotti] O ano começou péssimo para a esquerda e todos os trabalhadores da Itália. O jornalLiberazione, do Partido Refundação Comunista (PRC), parou de circular. No mesmo dia a Fiat impôs aos seus 80 mil funcionários o fim da aplicação do Estatuto do Trabalhador, que tinha sido uma grande vitória da década de 1990. Junto com isso a maior federação da área metalúrgica, a FIOM, ligada à CGIL, está excluída das negociações e de todos os direitos de representação sindical na fábrica. É o maior ataque ao sindicato desde o fim da segunda Guerra Mundial. Greves e manifestações estão sendo programadas pela FIOM para os próximos dias.
.
Sobre o fim do jornal Liberazione, Gigi Malabarba, antigo metalúrgico, fundador dos COBAS nos anos 90, ex-senador pela Refundação Comunista, nos mandou, de Milão, no dia 1/1/2012, esta nota:
.
"Aos 20 anos exatos do seu nascimento, antes como semanal e depois como quotidiano do Partido da Refundação, Liberazione encerra sua publicação em papel e diz que vai continuar on line. Não se trata de uma decisão inesperada, pois a crise econômica do Partido tinha colocado a questão na mesa faz tempo. Desde quando o PRC tinha sido excluído do Parlamento, em 2008, depois da catastrófica participação no governo neoliberal de Prodi. Este não é certamente um dia bonito para a esquerda italiana. Mas às vezes é bom começar a pensar que um ciclo histórico, aquele da 'refundação' se encerrou e é preciso começar um outro, certamente mais árduo e complexo, aquele da 'reconstrução' de uma nova esquerda de classe na Itália e no mundo. De imediato augúrios aos trabalhadores e às trabalhadoras de Liberazione que estão lutando porque não querem aceitar o fechamento do seu jornal, como instrumento político de disputa de hegemonia e como seu local de trabalho".
.
Enquanto isso, nas bancas de revista da Itália o Liberazione, "um giornale comunista", não aparece mais. Lenin, Gramsci e milhões de operários comunistas que durante todo o século 20 se alimentaram, nas suas batalhas ideológicas contra-hegemônicas de jornais como o Liberazione, certamente ficaram mais tristes com esta derrota.


Pentágono obtém luz verde para a guerra na Internet
[Por Prensa Latina] Os parlamentares norte-americanos autorizaram oficialmente seu exército a dedicarem-se à chamada "ações militares cinéticas", nada mais do que um eufemismo triste para não dizer literalmente "guerra". Como sempre nestes casos, o anúncio não veio com alarde, mas discretamente, em um pequeno parágrafo que integra o orçamento militar até 2012. O orçamento militar, aprovado com a classificação da lei, declara o seguinte: "Congresso afirma que o departamento de defesa tem potencial e, sob a orientação específica, pode realizar operações ofensivas no ciberespaço para defender nossa nação, parceiros e outros interesses, de acordo com os princípios e sistemas legais que o Departamento define para o potencial cinético, inclusive dentro de conflitos armados e diante da resolução de poderes de guerra". Leia o texto completo.



NPC Informa


Portugal anuncia fechamento da Livraria Camões
foto
.
[Por Sheila Jacob-NPC - 12.01.2012] Estudantes, professores e interessados por literatura portuguesa ficaram chocados, no início de 2012, quando foi anunciado que a Livraria Camões será fechada no final de janeiro deste ano. O local é conhecido como um "pedaço de Portugal" no Brasil, onde leitores encontram mais rápido os principais nomes da produção literária portuguesa, inclusive o que há de mais recente.Clique aqui para ler o texto completo.


Fórum Social Temático 2012 Porto Alegre: inscrições abertas
Estão abertas as inscrições para o Fórum Social Temático no Brasil, que ocorrerá entre os dias 24 e 29 de janeiro de 2012 em Porto Alegre e Região Metropolitana do RS. O tema será "Crise Capitalista, Justiça Social e Ambiental". Este encontro é preparatório para a Cúpula Povos da Rio+20, uma iniciativa de movimentos sociais e ambientais, organizações, redes e grupos da sociedade civil mundial que acontece paralelamente à Conferência da ONU. Os fóruns sociais reúnem entidades e militantes comprometidos com a reinvenção de um mundo outro, repleto de solidariedade, igualdade, justiça, reconhecimento da diversidade, crítica à supremacia do mercado sobre a vida, valorização da natureza etc. Para se inscrever e saber mais sobre o evento, basta visitar a página http://www.fstematico2012.org.br/
.
Em paralelo ao FST ocorrerá o 3º Fórum de Mídia Livre. O encontro de comunicadores alternativos, sindicais e comunitários de todo o Brasil será nos dias 27 e 28 de janeiro, sexta e sábado, na Casa de Cultura Mário Quintana. Serão discutidos temas relacionando as mídias livres ao direito à comunicação, apropriação tecnológica, políticas públicas, e outros. A programação do evento logo será divulgada. O NPC será representado por Kátia Marko, Marcelo Oliveira e Rosane Vargas.


Abertas as inscrições para o segundo Concurso de Documentários da TV Câmara
A TV Câmara lançou, no início do ano, seu segundo edital para comprar a licença de exibição de 42 documentários de média-metragem. A emissora vai pagar R$ 5.000,00 para ter o direito de exibir as obras audiovisuais em sua programação por 24 meses. Os filmes não precisam ser inéditos nem ser exclusivamente exibidos pela TV Câmara. Eles deverão ter uma duração mínima de 20 minutos e máxima de 59 minutos. Cada realizador, pessoa física ou jurídica, poderá inscrever até três obras audiovisuais.
.
Os documentários inscritos deverão abordar um dos seguintes temas: comunicação, cidadania, educação, economia, humanidades, política ou saúde. As inscrições no concurso são gratuitas e podem ser feitas até o dia 15 de fevereiro. Clique para saber todas as regras do concurso.


No Rio e em Curitiba (PR), debate sobre livro A privataria tucana
Nos dias 18 e 19 de janeiro, quarta e quinta-feira, o jornalista Amaury Ribeiro Jr, autor do livro A privataria tucana, participará de debates sobre a publicação. Na quarta-feira, a partir das 19h, ele estará no Rio de Janeiro, em evento no auditório do Sindicato dos Bancários, que fica na Av. Presidente Vargas, 502, Centro do Rio. O deputado Protógenes Queiróz (PCdoB), autor da "CPI da Privataria", também estará na mesa. Já no dia 19 Amaury participará de debate em Curitiba, no auditório do SISMUC: Rua Monsenhor Celso, 225, 9º andar, cj. 901, Centro de Curitiba.



De Olho Na Vida


Lideranças denunciam assassinato de criança Awá-Guajá na Terra Indígena Araribóia
Lideranças indígenas do povo Guajajara, da aldeia Zutiwa, Terra Indígena Araribóia, no Maranhão, denunciam o assassinato de uma criança Awá-Guajá que pertencia a um grupo em situação de isolamento. O corpo foi encontrado carbonizado em outubro do ano passado num acampamento abandonado, a cerca de 20 quilômetros da aldeia Patizal, região localizada no município de Arame (MA). A Fundação Nacional do Índio (Funai) foi informada do episódio em novembro e nenhuma investigação do caso está em curso.
.
As suspeitas dão conta de que um ataque tenha ocorrido entre setembro e outubro contra o acampamento dos indígenas isolados. Conforme relatam os Tenetehara, nos últimos anos a ação de madeireiros na região tem feito com que os Awá isolados migrem do centro do território indígena para suas periferias, ficando cada vez mais expostos aos contatos violentos com a sociedade envolvente. Além disso, a floresta tem sido devastada pela retirada da madeira também colocando em risco a subsistência do grupo, essencialmente coletor.
Fonte: CIMI



Imagens da Vida 


Dona Zilla, filha de ex-escravos, expõe sua arte no Rio de Janeiro
foto
Fonte: blog Porto Maravilha
.
Interessados(as) em conhecer os frutos da cultura africana no Brasil podem visitar o Instituto Pretos Novos, no Rio de Janeiro, e conferir a exposição da arte de Dona Zilla Gomes, 87 anos, filha de ex-escravos. Nascida no Quilombo Pau-da-Bandeira, em Santa Tereza, ela aprendeu com a mãe a fazer utensílios de panos de saco que vendia nas feiras da Gamboa e Praça 15, onde os escravos apresentavam seus trabalhos.
.
A exposição vai até o final do mês. O IPN fica na Rua Pedro Ernesto, 34, Gamboa. A entrada é gratuita. Confira uma entrevista feita com D. Zilla pelo blog Porto Maravilha:http://blogportomaravilha.com/2012/01/11/zilla/



Dicas


Agenda MST 2012
foto
.
O MST já está vendendo a sua Agenda de 2012. Como informa a apresentação, o Movimento espera que essa agenda sirva de instrumento para o debate e a promoção das bandeiras da Reforma Agrária e da soberania alimentar. Para adquirir, basta entrar em contato pelo e-mail pedidos1@mst.org.br. Cada agenda custa R$ 15,00.


Documentário sobre os danos do capitalismo no mundo
Em novembro de 2008, a TVE (Espanha) exibiu o documentário intitulado "A ordem criminosa do mundo". Nele, Eduardo Galeano, Jean Ziegler e outras personalidades mundiais falam sobre a transformação da ordem capitalista mundial em um esquema mortífero e criminoso para milhões de pessoas em todo o mundo. Mais de três anos depois, o filme permanece mais atual do que nunca, com alguns traços antecipatórios da crise que viria atingir também a Europa. Assista em: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=GYHMC_itckg



Exposição revela olhar engajado do fotógrafo Steve McCurry
foto
.
Até o dia 29 de janeiro estará em cartaz, em São Paulo, a exposição "Alma Revelada", do fotógrafo estadunidense Steve McCurry. A mostra é formada por cerca de cem imagens de várias regiões por onde ele esteve, trazendo imagens da Índia, Paquistão, Nigéria, Afeganistão, Bangladesh, África do Sul, dentre outras. Segundo Guilherme Bryan, da Rede Brasil Atual, a exposição, além de ser um importante registro da história recente do mundo, encanta ao revelar o talento de um dos maiores fotógrafos de todos os tempos. Mostra que "para obter aquele resultado de tão rara beleza, é necessário "estar atento e ter um olhar extremamente sensível, o que só raros artistas possuem"..
"Alma Revelada" está em cartaz no Instituto Tomie Ohtake até 29 de janeiro e pode ser visitada de terça a domingo, das 11h às 20h. A entrada é gratuita.




Memória


Lista de torturadores da ditadura civil-militar está no Arquivo Nacional
O Arquivo Nacional recebeu a documentação do acervo de Luiz Carlos Prestes que traz uma relação com 233 nomes de torturadores feita em 1975 por 35 presos políticos de São Paulo, durante a ditadura civil-militar. A lista é parte de um documento - datilografado - chamado de Relatório da 4ª Reunião Anual do Comitê de Solidariedade aos Revolucionários do Brasil, datado de 1976. Em entrevista, Ivan Seixas, ex-preso político e integrante do Núcleo de Preservação da Memória Política, destacou a importância dessa relação de nomes para a história do país. "Esse é um documento vivo porque foi escrito na época em que as pessoas estavam sendo torturadas e assassinadas ou desaparecendo. As pessoas que estavam presas tinham o compromisso de denunciar os autores e os crimes desses torturadores", disse. A expectativa de Seixas é de que essa relação de nomes também sirva para ajudar a punir os torturadores..
Segundo o Arquivo Nacional, o acervo doado é composto por documentos escritos e imagens produzidos ou acumulados pelo casal Maria e Luiz Carlos Prestes entre as décadas de 1970 e 1990. O material conta também com cartas, aulas, textos e documentos de Prestes. Segundo a assessoria do Arquivo Nacional, ainda não há uma data para que o material seja disponibilizado à consulta.
.
Fonte: Agência Brasil



Pérolas


Por Ademar Bogo
"Carlos Marighella, mesmo depois de assassinado, ainda amedronta os inimigos. Comanda, mesmo no silêncio, através das ideias e dos exemplos, um exército de gerações que acreditam nas mudanças revolucionárias".
.
Trecho de poema do coordenador do MST-RJ, Ademar Bogo, sobre a sobrevivência das ideias de Carlos Marighella. Este trecho foi lido por Amanda Matheus, do MST, durante homenagem ao centenário do militante comunista.


Por Adriana Facina
"Como financiadora desses filmes, exijo ver nas telas a favela que trabalha, que ama, que se diverte, que sonha. Não quero a justificativa do conservadorismo sensível que naturaliza distâncias e desigualdades. Essa arte não me serve".
.
Trecho de um artigo publicado por Adriana Facina sobre o filme brasileiro Era uma vez, que foi exibido pela Rede Globo na sexta-feira, dia 6 de janeiro.



Artigos


Como a internet, a tecnologia de informação e a nova mídia estão moldando a classe trabalhadora mundial
[Por Steve Zeltzer] A digitalização do mundo e a crescente conscientização da classe trabalhadora mundial sobre como essas ferramentas de comunicação e mídia podem ser usadas para construir os seus sindicatos e obter apoio para seus direitos democráticos só vai crescer no futuro. O desenvolvimento de um poderoso movimento de massas da classe trabalhadora mundial oferece o potencial para mudar a dinâmica fundamental de quem controla e faz girar o mundo e essas ferramentas são fundamentais para este desenvolvimento. Leia o texto completo.


Gilson Caroni: O que move o partido-imprensa
[Por Gilson Caroni Filho/ Carta Maior] A leitura diária dos jornais pode ser um interessante exercício de sociologia política se tomarmos os conteúdos dos editoriais e das principais colunas pelo que de fato são: a tradução ideológica dos interesses do capital financeiro, a partitura das prioridades do mercado. O que lemos é a propagação, através dos principais órgãos de imprensa, das políticas neoliberais recomendadas pelas grandes organizações econômicas internacionais que usam e abusam do crédito, das estatísticas e da autoridade que ainda lhes resta: o Banco Mundial (BIrd), o Fundo Monetário Internacional (FMI), a Organização Mundial do Comércio (OMC). É a eles que prestam vassalagem as editorias de política e economia da grande mídia corporativa. Leia o texto completo.


Investimentos olímpicos e transporte público: em jogo o futuro do Rio de Janeiro
Marcelo Baumann Burgos discute, neste artigo, a utilização dos recursos que vem sendo investidos na cidade em virtude dos Jogos Olímpicos de 2016 e aponta o silêncio da mídia com relação ao tema. Segundo o autor, as escolhas governamentais têm sido excludentes, priorizando automóveis e ônibus e deixando de lado os trens suburbanos e barcas, meios que transportam a massa trabalhadora da região metropolitana para a capital. O professor ressalta que, apesar da fraca atuação do governo e do silêncio da grande imprensa do Rio, o mal estar da população com as escolhas feitas pelos governos tem provocado a mobilização da sociedade. "Mas, para fazer com que esse alerta alcance uma ressonância compatível com a magnitude do que está em jogo, será necessário criar novas esferas públicas de debate, com força suficiente para romper o silêncio imposto pela coalizão ora vigente entre governo, maioria legislativa e grande imprensa", afirma. Leia o texto completo.



Entrevistas


Maria Rita Kehl: "O Brasil é afetivo, encantador, violento e tenebroso" 
foto
.
[Por Áurea Lopes/ Brasil de Fato] Dois pesos: a psicanálise e o jornalismo. Foi a partir dessa união de forças e percepções que Maria Rita Kehl produziu as crônicas de sua mais recente obra, entre muitos escritos em outros livros e jornais - incluindo o artigo que resultou na escandalosa suspensão de sua coluna no jornal O Estado de S. Paulo por ter defendido políticas do governo Lula, quando o jornal apoiava o candidato à presidência José Serra. Nesta entrevista ela fala sobre "as dores do Brasil", eixo dos temas abordados em 18 crônicas e mais algumas, publicação da Boitempo Editorial lançada em novembro. Indignada com o descaso dos governos e a indiferença da população diante das mazelas sociais, o que para ela são "restos não resolvidos de 300 anos de escravidão", Maria Rita fala sobre o engajamento dos jovens nas lutas populares e a violência policial, "resultado de uma ditadura que termina impune". Para ela, os recursos para aplacar as dores do país estão na militância: "É hora de fazer política". Leia a entrevista completa.


Expediente



Núcleo Piratininga de Comunicação
Rua Alcindo Guanabara, 17, sala 912 - CEP 20031-130
Tel. (21) 2220-5618
www.piratininga.org.br / npiratininga@uol.com.br
.
Coordenação: Vito Giannotti
Redação: Marina Schneider e Sheila Jacob
Edição: Claudia Santiago
.
Web: Luisa Vieira Souto 


Se você não quiser receber o Boletim do NPC, por favor, responda esta mensagem escrevendo REMOVA.


ÍNDICE
Clique nos ítens abaixo para ler os textos.

Notícias do NPC
DIÁLOGOS NA GRAMSCI 
NPC transfere seu ARQUIVO da IMPRENSA SINDICAL para SINTTEL-RJ
Livraria Antonio Gramsci atualiza catálogo de livros na internet
Lucio Sanfilippo comemora 18 anos de carreira 

Radiografia da Comunicação Sindical 
Cadernos de formação da CNTE podem ser adquiridos na Livraria Antonio Gramsci

A Comunicação que queremos
Fiell lança CD de combate à dominação 
Moradores de favelas do Rio apresentam visões diversas sobre as UPPs 

Proposta de Pauta
Racismo é uma praga que tem de ser combatida o tempo todo

Democratização da Comunicação
1º Encontro Nacional sobre o Direito à Comunicação será em Recife (PE)
Número especial da revista MídiaComDemocracia sobre marco regulatório

De Olho Na Mídia 
Jornal Nacional esconde avanços de Cuba e não fala sobre o bloqueio 
Teló, BBB e os conceitos sobre cultura 
Internet fura silêncio da mídia burguesa sobre sucesso de A Privataria Tucana 

De Olho No Mundo
Itália perde um jornal comunista
Pentágono obtém luz verde para a guerra na Internet 

NPC Informa
Portugal anuncia fechamento da Livraria Camões
Fórum Social Temático 2012 Porto Alegre: inscrições abertas
Abertas as inscrições para o segundo Concurso de Documentários da TV Câmara 
No Rio e em Curitiba (PR), debate sobre livro A privataria tucana 

De Olho Na Vida
Lideranças denunciam assassinato de criança Awá-Guajá na Terra Indígena Araribóia 

Imagens da Vida 
Dona Zilla, filha de ex-escravos, expõe sua arte no Rio de Janeiro

Dicas
Agenda MST 2012
Documentário sobre os danos do capitalismo no mundo
Exposição revela olhar engajado do fotógrafo Steve McCurry 

Memória
Lista de torturadores da ditadura civil-militar está no Arquivo Nacional 

Pérolas
Por Ademar Bogo
Por Adriana Facina 

Artigos
Como a internet, a tecnologia de informação e a nova mídia estão moldando a classe trabalhadora mundial
Gilson Caroni: O que move o partido-imprensa 
Investimentos olímpicos e transporte público: em jogo o futuro do Rio de Janeiro 

Entrevistas
Maria Rita Kehl: �O Brasil é afetivo, encantador, violento e tenebroso� 

Expediente
Núcleo Piratininga de Comunicação