Grêmio 1 x 0 Botafogo

Grêmio 1 x 0 Botafogo
Libertadores 2017

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Prefeitura de Bom Jesus RS

Número de visitantes no Centro de Informações Turísticas de Bom Jesus aumentou em 80%

O Departamento Municipal de Turismo, da Prefeitura de Bom Jesus, divulgou esta semana os dados referentes ao número de visitantes atendidos no Centro de Informações Turísticas. De acordo com o turismólogo do setor, Guilherme Peglow, os números referentes a 2011 foram positivos. O movimento, em 2011, no Centro de Informações Turísticas aumentou cerca de 80% em relação ao ano de 2010.

Segundo Peglow, o aumento de visitantes também foi notado nos primeiros números referentes ao ano de 2012, tendo como base o mês de janeiro. Os resultados animam a equipe de trabalho do Departamento de Turismo já que os investimentos em infraestrutura realizados na região, como a conclusão da RS 110, tendem a elevar ainda mais o fluxo de turistas em Bom Jesus.

Graças aos números, a Prefeitura Municipal assinou acordo de cooperação com a Secretaria de Turismo do Estado do Rio Grande do Sul (Setur/RS) no mês de dezembro 2011. Desde então, um estagiário contratado pela Setur/RS está atuando na área de informações do Centro de Informações Turísticas de Bom Jesus.

O local funciona diariamente, na Praça Rio Branco, nos seguintes horários: De segunda a sexta das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30; aos sábados, domingos e feriados das 9h às 12h e das 13h30 às 17h30. Mais informações no Site Oficial de Bom Jesus através do endereço www.bomjesus.rs.gov.br.

--
Atenciosamente,

Daiana Silva - Jornalista (Mtb 9328)
Assessoria de Comunicação
51 8187.0085 (Claro)

Acompanhe pela internet as notícias da Prefeitura de Bom Jesus:
Site | Facebook | Twitter

Prefeitura Municipal de Bom Jesus
Av. Manoel Silveira de Azevedo, 2987 - Centro - Bom Jesus - RS - 95.290-000
www.bomjesus.rs.gov.br | contato@bomjesus.rs.gov.br
54 3237.1585

Prefeitura de Bom Jesus RS

Colegas da imprensa:
Referenta ao texto enviado a pouco gostaria de informar que o nome do turismólogo de Bom Jesus é Guilherme Peglow Klumb, portanto, o correto para o texto enviado é "Guilherme Klumb" e não "Guilherme Peglow".

Obrigada pela atenção.


Daiana Silva - Jornalista (Mtb 9328)
Assessoria de Comunicação
51 8187.0085 (Claro)

Acompanhe pela internet as notícias da Prefeitura de Bom Jesus:
Site | Facebook | Twitter

Prefeitura Municipal de Bom Jesus
Av. Manoel Silveira de Azevedo, 2987 - Centro - Bom Jesus - RS - 95.290-000
www.bomjesus.rs.gov.br | contato@bomjesus.rs.gov.br
54 3237.1585

Jornal Negritude nº 48

jornal-negritude48

Desfile de Abertura do 29º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria RS

Resultados do 29º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria RS


29º RODEIO CRIOULO INTERNACIONAL DE VACARIA
RESULTADO FINAL – ARTÍSTICA

MAIS PRENDADA PRENDA
Aline Almeida de Souza – CTG Alexandre Pato (Lagoa Vermelha/RS)
Prêmio: anel de brilhante, troféu e faixa

CONCURSO À CULTURA GAÚCHA (CAMPEÃO GERAL DA ARTÍSTICA)
CTG Rincão da Lealdade (Caxias do Sul/RS)
Prêmio: uma moto 0 km

DANÇAS TRADICIONAIS
MIRIM
1º lugar (troféu e R$ 3.000,00) - CTG Laço da Amizade (Gravataí/RS)
2º lugar (troféu e R$ 1.500,00) - CTG Rincão da Lealdade (Caxias do Sul/RS)
JUVENIL
1º lugar (troféu e R$ 3.000,00) - CTG Sentinela da Querência (Vacaria/RS)
2º lugar (troféu e R$ 1.500,00) - CTG Rincão da Lealdade (Caxias do Sul/RS)
3º lugar (troféu e R$ 1.000,00) - CTG Os Carreteiros (Caxias do Sul/RS)
ADULTA
1º lugar (troféu e R$ 6.000,00) - CTG Pampa do Rio Grande (Caxias do Sul/RS)
2º lugar (troféu e R$ 4.000,00) - CTG Rincão da Lealdade (Caxias do Sul/RS)
3º lugar (troféu e R$ 2.000,00) - CTG Anita Garibaldi (Lages/SC)
VETERANA
1º lugar (troféu e R$ 3.000,00) - CTG Brasão do Rio Grande (Canoas/RS)
2º lugar (troféu e R$ 1.500,00) - CTG Os Carreteiros (Caxias do Sul/RS)
3º lugar (troféu e R$ 1.000,00) - CTG Rincão da Lealdade (Caxias do Sul/RS)
DANÇAS BIRIVAS DO TROPEIRISMO GAÚCHO
1º lugar (troféu e R$ 2.000,00) - CTG Rancho da Saudade (Cachoeirinha/RS)
2º lugar (troféu e R$ 1.000,00) - CTG Coxilha do Quero-Quero (Chapecó/SC)
3º lugar (troféu e R$ 500,00) - CTG Laço da Amizade (Gravataí/RS)

CHULA


PIAZITO
1º lugar (troféu e R$ 500,00)
2º lugar (troféu e R$ 300,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Lucas Daniel Reis dos Santos
Yuri Moreira
Fabio de A. Paula da Fonseca

Grupo de Cultura Gaúchos de 35 (Vacaria/RS)
CTG Juca Ruivo (Maravilha/SC)
Grupo Caami Folclore e Arte (São Sepé/RS)
MIRIM
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

José Guilherme Guimarães
Jorge Luis Wagner Soares
Nicolas Teixeira Novello

CTG Rincão da Amizade (Gravataí/RS)
CTG 20 de Setembro (Curitiba/PR)
CTCN Velha Carreta (Caxias do Sul/RS)
JUVENIL
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Leonardo Moises Silvano
Lucas Almeida Limberger
Ricardo Francischetti

CTG Rancho da Saudade (Cachoeirinha/RS)
CTG Fogo de Chão (Guarapuava/PR)
CTG Pampa do Rio Grande (Caxias do Sul/RS)
PEÃO ADULTO
1º lugar (troféu e R$ 1.000,00)
2º lugar (troféu e R$ 500,00)
3º lugar (troféu e R$ 300,00)

Leonardo Francischetti
Mateus Antunes Masotti
Jean Diniz

CTG Pampa do Rio Grande (Caxias dos Sul/RS)
CTG Rancho Velho (Caxias dos Sul/RS)
DT Querência das Dores (Santa Maria/RS)
VETERANO
1º lugar (troféu e R$ 500,00)
2º lugar (troféu e R$ 300,00)

Pedro Kikuchi
Jeferson de Quadros Moreira

CTG Família Costa (Pinhal da Serra/RS)
CTG Juca Ruivo (Maravilha/SC)

DECLAMAÇÃO


PRENDA MIRIM
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Ana Rita Tussoline Rita
Nadine Klein
Ana Clara Machado Miranda

CTG Fogo de Chão (Guarapuava/PR)
CTG Sinuelo das Coxilhas (Espumoso/RS)
CTG Domadores do Rincão (Sapucaia/RS)
PRENDA JUVENIL
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Indiana Tedesco Saugo
Raquel S. de Oliveira
Julia Carlet

CTG Rodeio da Amizade (Paraí/RS)
CTG Rincão da Lealdade (Caxias do Sul/RS)
GAN Sepe Tiaraju (Espumoso/RS)
PRENDA ADULTA
1º lugar (troféu e R$ 1.000,00)
2º lugar (troféu e R$ 500,00)
3º lugar (troféu e R$ 300,00)

Priscila Campeol
Kassiana Oliveira da Silva
Yasmin kristini Barbosa

CTG Ronda Charrua (Farroupilha/RS)
GAN Ivi Marae (São Leopoldo/RS)
CTG Mourão da Estância (Estância Velha/RS)
PRENDA VETERANA
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Tanara Barbosa
Julia Graziela A. dos S. Dutra
Judite Luisa Broch Carlet

CTG Mourão da Estância (Estância Velha/RS)
CTG Lila Alves (Pinheiro Machado/RS)
GAN Sepe Tiaraju (Espumoso/RS)
PEÃO MIRIM
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Fernando V. de Melo
Gustavo Silva Santos
Leonardo Prates Cabral

CTG Laço Velho (Bento Gonçalves/RS)
CTCN Velha Carreta (Caxias do Sul/RS)
CTG Sinuelo das Coxilhas (Espumoso/RS)
PEÃO JUVENIL
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Leonardo Lanzarin
João Vitor Carvalho
William Andrade

CTG Amizade Sem Fronteiras (S. L. do Oeste/SC)
CTG Brasão do Rio Grande (Canoas/RS)
CTG Lalau Miranda (Passo Fundo/RS)
PEÃO ADULTO
1º lugar (troféu e R$ 1.000,00)
2º lugar (troféu e R$ 500,00)
3º lugar (troféu e R$ 300,00)

Anderson T. Cardoso
João Batista de Oliveira
Valdemar Camargo

GAN Vaqueanos da Cultura (Viamão/RS)
CTG Sinuelo da Serra (Serafina Correa/RS)
CTG M´Borore (Campo Bom/RS)
PEÃO VETERANO
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Dilmo Buratto
Valter Vieira Ribeiro
Emerson Pereira de Lima

CTG Os Praianos (São José/SC)
CTG Tropel de Caudilhos (Passo Fundo/RS)
CTG Brasão do Rio Grande (Canoas/RS)

PAJADA


1º lugar (troféu e R$ 1.000,00)
2º lugar (troféu e R$ 500,00)
3º lugar (troféu e R$ 300,00)
Jadir Oliveira
José Ailton Macedo Carvalho
Pedro Júnior L. da Fontoura
CTG Mourão da Estância (Estância Velha/RS)
CTG Querência Xucra (São Gabriel/RS)
CTG Anita Garibaldi (Lages/SC)

TROVA


1º lugar (troféu e R$ 2.000,00)
2º lugar (troféu e R$ 1.000,00)
3º lugar (troféu e R$ 500,00)
José Ailton Macedo Carvalho
Jadir Oliveira
João Valmor Barros da Rocha
CTG Querência Xucra (São Gabriel/RS)
CTG Mourão da Estância (Estância Velha/RS)
PTJ João Manoel (Uruguaiana/RS)

GAITA PIANO


MIRIM
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Gabriel de Abreu Teixeira
Aluise Piccolotto
Dionathan Edsmar Wendt

CTG Reliquias de Gaúcho (Caxias do Sul/RS)
CTG Galpão da Saudade (Serafina Correa/RS)
CTG Os Vaqueanos (Papanduva/SC)
JUVENIL
1º lugar (troféu e R$ 800,00)
2º lugar (troféu e R$ 400,00)
3º lugar (troféu e R$ 200,00)

Lucas Zimmermann Ferreira
Felipe Granemann de Lima
Gabriel Wengrzen

CTS Sociedade Gaúcha de Lomba (Novo H/RS
CTG Porteira da Amizade (Matos Costa/SC)
CTG Brasido da Tradição (Mallet/PR)
ADULTA
1º lugar (troféu e R$ 1.000,00)
2º lugar (troféu e R$ 500,00)
3º lugar (troféu e R$ 300,00)

Jacinir Fiori
Diego Buchebuan
Jonecir Fiori

CTG Sepe Tiaraju (Pato Bragado/PR)
CTG Sinuelo (Caxias do Sul/RS)
CTG Sepe Tiaraju (Pato Bragado/PR)

Outras Pala

bibliotecadiplô e OUTRASPALAVRAS

Boletim de atualização de Outras Palavras e Biblioteca Diplô - Nº 146 - 9/2/2012

120208-SaudiB.jpg
Os EUA na segunda armadilha de Bin Laden
Immanuel Wallerstein antecipa: depois de perder influência sobre Paquistão, Washington arrisca-se a ficar sem um aliado ainda mais estratégico: a Arábia Saudita

O dia em que Portinari não pisou em Nova York
No cinquentenário de sua morte, vale (re)ler perfil de pintor que nunca renegou suas convicções políticas, e as atribuía a algo mais profundo que a razão Por Marília Balbi

O mal são os outros
Filme de terror satiriza a paranóia securitária americana, opondo os habitantes da cidade aos do campo. Por Bruno Carmelo

____________________
OUTRAS MÍDIAS 
Uma seleção de bons textos publicados na blogosfera brasileira

As suspeitas que pairam sobre a Operação Pinheirinho
Desocupação foi marcada por série grotesca de atos ilegais. Presidência do Tribunal paulista implicada. Para não comprometer-se como um todo, Judiciário precisa apurar fatos com rigor. Por 
Luís Nassif, em seu blog
Bahia: trágica comédia de erros
Policiais confundem direito de greve com barbárie; governo omite-se e procura isentar-se de responsabilidade; impasse golpeia sociedade e continua sem solução à vista. Por Chico Bicudo, em seu blog
Finanças, dívida e luta pela moradia
Nos movimentos pelo direito à cidade, resposta a um sistema para o qual habitação é apenas mais uma forma de multiplicar dinheiro. Por Bruno Cava, em Quadrado dos Loucos
O novo mapa dos homicídios no Brasil
Estatísticas indicam: violência recuou sensivelmente em SP e RJ, mas espalhou-se pelo interior. Novos padrões de consumo, mineração sem-lei e grilagem de terras, na fronteira agrícola, são algumas das explicações Por Raquel Rolnik, em seu blog

-- 
Boletim de atualização dos sites Outras Palavras Biblioteca Diplô. A reprodução é benvinda. Interessados em recebê-lo devem clicar aqui. Para deixar de receber, aqui.
Acompanhe nossas novidades também no Facebook e Twitter


_______________________________________________
Boletimdiplo mailing list
Boletimdiplo@listas3.tiwa.net.br
http://listas3.tiwa.net.br/listinfo/boletimdiplo
Descadastrar: envie email a Boletimdiplo-unsubscribe@listas3.tiwa.net.br
1 Arquivos anexados| 23KB
Exibir apresentação de slidesBaixar

Jornal Negritude nº 17

jornal-negritude-17-2c2bb-parte

Desfile de Abertura 29º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria RS

Automovel dá uma pane no meio de rua em Vacaria RS

Na rua Júlio de Castilhos

Greve de Fome

A greve de fome que a TV não mostra
07/02/2012
Posted by Ana Helena Tavares - QTMD? under Crítica de mídia
5/5(100%) 3 votes

clip_image002
Foto: Ana Helena Tavares (01/02/2012)
Por Ronald  Sanson Stress  Junior(*) para oObservatório da Imprensa
Se o cineasta Pedro Rios Leão – hoje ativista –, em greve de fome de fronte à maior central de jornalismo da maior emissora de TV do Brasil, fosse cubano, chinês ou monge tibetano estaria na capa dos jornais de maior circulação do país. Quem sabe se não fosse um brasileiro, em greve de fome por injustiça social e violação de direitos humanos, ele seria chamado de mártir pela “grande mídia”. Seria matéria de destaque nos principais telejornais e provocaria lágrimas de solidariedade nos leitores de teleprompter. Talvez seu ato virasse até poesia na boca de apresentador de reality show e tema de documentários jornalísticos.
Mas não: em se tratando da transparência na mídia brasileira, é muito circo. Falam em futebol direto, no jornal local, depois no noticiário esportivo e ainda mais na edição nacional. Entre uma partida e outra é samba, carnaval, festa e denúncias vazias, para cativo ver. O cidadão incauto e que não busca informação por conta própria fica lá, cativo, no sofá, olhando sombras na parede e achando que aquilo é o mundo real.
Para contrabalançar a amostragem de polêmicas em outros países – eles adoram mostrar como a grama do vizinho é mais verde e ficar fuxicando sobre a vida dele – nos empurram notícias internacionais que pouco ou nada nos interessam. Por exemplo, você se interessa por Mitt Romney? Enquanto isso, o abuso de poder, de autoridade e a corrupção crescem a galope em nosso país, tanto dentro das esferas do poder público – formado por funcionários pagos com o dinheiro do povo – quanto nas grandes corporações – que dependem da economia popular para prosperar.
O ópio midiático
A inversão de valores está fora de controle. Ou nós, do povo, fazemos alguma coisa e nos fazemos ser ouvidos, ou não haverá um futuro para o futuro da raça humana. A gente pode até não viver mais que 80 anos, vai embora, morre, mas nossos filhos, netos, bisnetos vão precisar de um planeta habitável para viver.
Pedro Rios está em greve de fome por ficar indignado com o que foi feito em Pinheirinho que, realmente, para ele e muitos mais brasileiros e brasileiras indignados, foi a gota d’água. É como disse o próprio, a uma mulher que o inquiriu sobre o efeito que ele esperava, dizendo que o sacrifício que ele está fazendo é inócuo no macro-social: “Você sabe uma represa, uma barragem ou um dique? Começa a pingar uma gota, vira um fio d’água, aparecem as rachaduras e sem ninguém esperar se rompe e ninguém segura a inundação.”
O ativista escolheu este local para sua manifestação não declarando guerra a uma emissora específica, e sim, em nome da transparência em toda produção jornalística de todas elas. Pedro escolheu a central de jornalismo da maior emissora do país porque foi uma afiliada desta mesma emissora que deixou de mostrar fatos, através reportagens pífias, seja por interesse obscuro – como pensa Pedro – ou mesmo, quem sabe, por falta de interesse ou incompetência.
Pedro Rios escolheu fazer seu protesto, pacífico, de fronte à emissora que representa a mídia de massa brasileira. O que esta gigante faz geralmente cai na graça dos telespectadores e acaba sempre sendo imitado, copiado pelas outras. A audiência é mantida cativa porque acredita que aquelas sombras, projetadas na parede de sua caverna, é espelhamento do mundo real. Parte dos cativos chega ao ponto, absurdo, de confundir personagens de ficção com a realidade. Dopados pelo ópio midiático, perseguem personagens de novela nas ruas confundindo-os com os seres fictícios da teledramaturgia.
Confusão de interesses
Outro fator que faz notícias vindas do estrangeiro serem mais isentas, com matérias mais bem contextualizadas e esclarecedoras, creio ser o fato de que a equipe do jornalismo internacional, das principais emissoras de TV aberta do país, é muito superior à nacional. O problema começa nas regiões mais longínquas, nas cidades pequenas, nas afiliadas que retransmitem o sinal das grandes. Estas retransmissoras também são geradoras de conteúdo que, em sua quase totalidade, se trata de conteúdo jornalístico e já começam errando quando faturam bem e pagam péssimos salários aos seus profissionais. Ou você acha que um jornalista de São José dos Campos ganha o mesmo que um do Rio de Janeiro ou de São Paulo? Não bastasse a questão logística e de recursos humanos, as afiliadas das grandes produtoras de conteúdo e geradoras de sinal estão muitas vezes sob o comando de grupos com interesses políticos, quando não nas mãos dos próprios políticos.
Enquanto isso, os responsáveis pelo jornalismo internacional têm profissionais do mais alto gabarito, bem preparados e remunerados, sob um comando muito mais isento e autônomo, apresentando assim, ao grande público, um conteúdo jornalístico de qualidade infinitamente superior. Em termos comerciais, o jornalismo bem feito se vende por si só, não há a necessidade do constante e replicante apelo emocional que acaba infantilizando o telespectador em busca de maior produtividade e retorno financeiro. O jornalismo local parece subestimar o perfil do telespectador mais antenado, conectado.
Enquanto os telejornais locais competem entre si, o jornalismo internacional não encontra concorrência. Todas as emissoras mantém uma mesma linha de atuação no exterior, pois estando em solo estrangeiro encontram a competitividade de gigantes como CNN, BBC, AFP, Telesur, Al Jazira… Há um desequilíbrio. Percebe-se, sem muito esforço, que o telejornalismo nacional, produzido e divulgado em nosso país, ainda faz muita confusão de interesses. Mostra o que eles (editores) acham que é de interesse do público, pensando demasiadamente na parte comercial e de relações com o poder público, pecando e deixando em segundo plano o que é de interesse público.
Interesse do público e interesse público
O conteúdo produzido com base no que se pensa ser de interesse do público é aquele conteúdo empurrado aos telespectadores, usando como referência o que os editores acham que o público gostaria de ver, como, por exemplo, esportes violentos, crimes banais, sexo, crenças tolas e modismos. Este tipo de jornalismo, se é que se pode chamar isso de jornalismo, parece ter como escopo apenas audiência e lucro, naquela velha, perversa e insustentável crença de que existe acumulação eterna. Já o conteúdo produzido com foco no interesse público é aquele que mostra a verdade nua e crua, doa a quem doer. O conteúdo de interesse público, por vezes, pode até abranger fatos que – ao contrário do que ainda teimam em ensinar nos cursos superiores de comunicação, baseados em modelos de gestão ultrapassados – o público supostamente não teria interesse em saber e que poderiam prejudicar a veiculação comercial que faz a TV aberta ser um negócio rentável.
Não sou daqueles radicais que acha que por ser a TV aberta uma concessão pública, eles não têm direito a lucrar com o negócio. Sim, eles têm o direito de lucrar, mas para tudo há limite. Não vejo vantagem alguma em se deixar a audiência na obscuridade do ignorantismo. Parece-me crueldade a exploração comercial dos sentimentos do telespectador. Se venda é emoção e se usam a emoção para vender, isto deveria ser considerado crime de estelionato sentimental.
Vão dizer: “E o cara que está lá em greve de fome, não está apelando para os sentimentos da população?” Sim, realmente está, mas ele não está vendendo nada, não espera retorno financeiro com seu ato, e sim, espera que seja feita justiça. E se disserem: “Ah, mas o cara é louco de fazer isso!” Pode até ser, mas aí um louco está lá fazendo o que os que se dizem sãos não fazem, e por todos nós. Aí é minha vez de perguntar: por que uma pessoa que está em greve de fome há três dias, protestando e fazendo graves denúncias à violação de direitos humanos na desocupação de Pinheirinho, é solenemente ignorada pela “grande mídia”?
Será que o jornalismo brasileiro está virando uma boutique, será que morreu? Alguém viu ou ouviu falar? Cadê aquele jornalismo do tempo anterior à ditadura militar, cadê aquele jornalismo do tempo anterior à ditadura Vargas? Não seria hora de remodelar este jornalismo nascido na queda da Bastilha e adaptá-lo à Era da Informação e do Conhecimento? Jornalismo é notícia pura, é a vida em movimento, é tudo que faltou na cobertura de Pinheirinho e falta na cobertura da greve de fome de Pedro Rios Leão, mas não falta nas coberturas internacionais. Em minha ótica, não há jornalismo de verdade que sobreviva quando se perde a noção de equilíbrio, entre o que é interesse do público e o que é de interesse público.
Não tenho equipamento ou ilha de edição profissional – como as grandes emissoras –, mas, usando uma simples câmera fotográfica digital e um programa de edição de vídeo amador, registrei a noite em que Pedro Rios iniciou sua greve de fome, aquie aqui.
***
*Ronald Sanson Stresser Junior é formado em Rádio e TV e pós-graduado em Mídias Digitais, pela Universidade Estácio de Sá (Rio de Janeiro).
Nota do QTMD? 1: A editora deste site também não tem equipamentos profissionais, muito menos ilha de edição, mas registrou o episódio. Clique aqui.
Nota do QTMD? 2: Pedro já não está mais em frente à Globo. Permaneceu lá por duas semanas. Anteontem, domingo 5 de Fevereiro, ele e todos os que estavam junto foram escorraçados de lá pela guarda municipal do Rio de Janeiro. Leiam o relato que ele postou em seu Facebook: “A guarda municipal gentilmente atendeu a pedidos e chegou para nos remover, depois de puxar cacetete, ameaçar muito nos agredir, resolveram só nos deixar no relento. Se eu fosse preto e fosse da zona norte eles não teriam nem dado oi. Na confusão perdi meu celular e algumas outras coisas. O acampamento ficou desbaratado e os ânimos devastados. No sol, e no pior ponto da greve, eu comecei a passar muito mal. Rendo-me a minha insignificância e não vou derrubar o gigante da porta. Eu fiz a minha despedida (em breve posto), mas não posso mais ocupar aquilo sozinho. Vou me articular de outros lugares. Quanto mais me batem, e quanto mais silêncio oficial, mais puto eu fico.”

Desfile de Abertura do 29º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria RS

Não aos Pedágios

SOSSELLA: NÃO A PRORROGAÇÃO DOS PEDÁGIOS!
 Nessa quarta-feira o deputado Gilmar Sossella (PDT) participou da audiência púbica realizada pelo Comitê Estadual de Controle Social que debateu a questão dos pedágios.
As autoridades presentes ressaltaram a importância da extinção desses contratos onerosos para os usuários das rodovias pedagiadas, já que os atuais pedágios são muito elevados e não duplicam rodovias. Já foram feitas várias manifestações da sociedade civil contra a prorrogação do atual modelo em diversos lugares a exemplo da realizada em Encantado, no último dia 25, que contou com a presença do deputado Sossella.
O deputado Sossella presidiu em 2007 uma Comissão Parlamentar de Inquérito e levantou uma série de questionamentos a este modelo perverso, lembrou que a tarifa está acima do valor previsto em 36,76% desde 2004 e desde aquela data diminuíram em 20% os investimentos.
"O PDT já fechou questão e não votará qualquer projeto de prorrogação do atual modelo de pedágio", destacou Sossella.
"Enquanto os pedágios comunitários de Portão e Campo Bom, que defendemos, duplicaram rodovias e investem cerca de 83% de sua arrecadação nas rodovias e são fiscalizados pelos Coredes (Conselhos Regionais de Desenvolvimento), os pedágios concedidos investem apenas 24% dos recursos na melhoria das estradas" ressaltou o parlamentar.
Para reforçar a importância do encontro, Sossella e as lideranças presentes no encontro tiveram uma reunião com a secretária Chefe da Casa Civil em exercício, Mari Perusso e com o Assessor Superior do Governador, João Vitor Domingues. Eles debateram sobre a discordância do Termo de Referência feita pelo DAER, sobre a futura agenda para debater os pedágios comunitários e para afirmar que todos são contrários a prorrogação do atual modelo de pedagiamento em vigência no Estado. Os parlamentares e as autoridades receberam a garantia do governo do Estado de que o modelo atual não será renovado.
Estiveram presentes os deputados: Alceu Barbosa (PDT), Marisa Formolo (PT), Álvaro Boessio (PMDB) e Luís Fernando Schmitt (PT) e Raul Carrion (PcdoB). Também partiparam da audiência prefeitos, vereadores, SETCEGS, OAB-RS, os Coredes, sindicatos, consultores de transportes, entidades e o ex-Ministro dos Transportes, Cloraldino Severo.
 
Foto: Felipe Kuhn Braun 
Legenda: Sossella e lideranças em reunião sobre os pedágios
Texto: Felipe Kuhn Braun - MTE 15257
1 Arquivos anexados| 1.2MB

Livraria Antonio Gramsci





LIVRARIA ANTONIO GRAMSCI


Rapper Fiell é o próximo convidado do evento Diálogos na Gramsci
Em janeiro deste ano demos início aos DIÁLOGOS NA GRAMSCI, um encontro que tem como objetivo promover debates sobre os mais variados assuntos. A cada mês será convidado um ou mais debatedores para lançar livros ou abordar temas da atualidade. O objetivo é que todos aprendam, juntos, a partir da troca de experiências diversas.
.
O próximo encontro já está marcado. Será no dia 6 de março, às 19h, com a participação do Rapper Fiell. Ele irá falar sobre o Hip Hop como importante ferramenta de comunicação para denunciar e fazer frente às injustiças e mazelas vividas pelas populações pobres. Além da música, Fiell também milita com produção de vídeos e participando de debates. Recentemente, ele lançou o livro Da favela para as favelas, no qual relata suas experiências de morador do morro Santa Marta e lutador social.
.
A entrada é gratuita, mas temos poucas vagas. As inscrições são feitas pelo e-mail livraria@piratininga.org.br ou pelo telefone (21)2220-4623.


Dicas da Livraria
Seguem abaixo algumas dicas e sugestões de livros disponíveis em nossa Livraria. Eles tratam de história do Brasil, literatura, ditadura civil-militar brasileira, resistência à escravidão, criminalização da pobreza, mundo do trabalho e outros assuntos. Além de livros, temos também CDs, calendários, agendas, etc. Algumas novidades também vêm sendo divulgadas pelo nosso twitter (@livrariagramsci) e pelo nosso perfil no facebook (lantoniogramsci).
.
Para conferir o catálogo da Livraria Antonio Gramsci, em fase de atualização, acesse: http://www.piratininga.org.br/novapagina/livraria.asp. Se quiser comprar pela internet, basta encaminhar seu pedido para o e-mail livraria@piratininga.org.br, ou fazer contato pelo telefone (21)2220-4623. .
.foto


Se você não quiser receber o Boletim do NPC, por favor, responda esta mensagem escrevendo REMOVA.

 
ÍNDICE
Clique nos ítens abaixo para ler os textos.
 
 NPC - Núcleo Piratininga de Comunicação * Arte: Cris Fernandes * Automação: Micro P@ge


Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição neste link

Desfile de Abertura do 29º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria RS

Acidente na Rota do Sol

Veículo lotado capotou no KM 212 da Rota do Sol

Equipe do SAMU, bombeiros e agentes de saúde resgatando os feridos

Veículo da Secretaria Municipal de Saude de Bom Jesus lotado, vinha de Caxias sentido litoral, e tinha como destino a cidade de Bom Jesus, da qual havia saído por volta das sete horas da manhã com pacientes para consultas agendadas na cidade de Caxias do Sul. O acidente aconteceu por volta das 17h e 40 min. , quando o motorista Vianei Santos acabou se perdendo na pista molhada. Foram encaminhados 8 feridos para o hospital de Bom Jesus, outros com ferimentos mais graves foram encaminhados para varios hospitais da regiao, das cidades de Caxias e Bento Gonçalves, ate agora ja foram utilizadas 8 ambulâncias.















Fotos Alex Boeira - Site MISTER KANU