Rádio WNews

terça-feira, 10 de maio de 2016

Entrevista com Pré-candidato a Prefeito de Vacaria RS Vereador Alessandr...

Secretária Municipal de Educação Lusmari e a Advogada Pratícia Chedid Depõe na Comissão da Educação Caso da Tortura de Crianças



Secretária Municipal de Educação Lusmari e a Advogada do Município Patrícia Chedid depõe na CPI da Educação da Câmara de Vereadores de Vacaria sobre o caso da tortura de crianças em Escola Municipal infantil.

A bandeira do Grêmio nos amigos Letti


Gemaa

Newsletter do Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa - Maio de 2016.
Veja esse e-mail no seu navegador

Infográfico - Jornalismo Brasileiro: gênero e cor/raça dos colunistas dos principais jornais do país


Marcia Rangel Candido e João Feres Júnior


A ausência de diversidade no jornalismo brasileiro tradicional não é novidade. Tampouco se refere apenas à existência dos oligopólios midiáticos. Produção de conteúdo e quem o produz são duas faces dos meios de comunicação que têm sido paulatinamente contestadas pelos movimentos sociais e pelos intelectuais acadêmicos. Desde 2014 o Manchetômetro, iniciativa do Laboratório de Mídia e Esfera Pública do Iesp-Uerj, desenvolve o acompanhamento dos principais jornais impressos e do Jornal Nacional deixando em evidência o viés desigual da cobertura concedida pelos grandes meios aos distintos segmentos da política brasileira.
Além da produção de notícias que acompanham os acontecimentos cotidianos da sociedade, os jornais fornecem espaços de opinião para pessoas apontadas como especialistas em determinados temas. O Infográfico - Jornalismo Brasileiro apresenta o perfil de gênero e cor/raça dos colunistas dos principais jornais impressos do país – O Globo, Folha de São Paulo e Estadão. O gênero masculino é predominante nos três jornais e perfaz, respectivamente, 74%, 73% e 72% do total de colunistas em cada um. Em relação à cor/raça a desigualdade é ainda mais severa, com os dados de colunistas de cor branca atingindo 91% para o jornal O Globo, 96% para a Folha de São Paulo e 99% para o Estadão. O total de indivíduos analisados variou em função dos dados disponíveis nos sites dessas mídias. A Folha de São Paulo (total = 256) apresenta listagens dos colunistas, ex-colunistas e colunistas convidados[1], enquanto o Estadão (total = 82) fornece os nomes apenas dos seus colunistas atuais. Por fim, O Globo (total = 46) expõe seus colunistas de maneira dispersa, em mais de uma sessão do jornal.
Como outros estudos do GEMAA já mostraram[2], a interação entre gênero e cor/raça é fundamental para não invisibilizar a situação específica das mulheres negras (pretas e pardas). A Folha de São Paulo não possui sequer uma colunista negra. Já o jornal O Globo apresentou 4% de mulheres negras nessa função, enquanto o Estadão ficou com 1%. A concessão de lugar de fala em importantes meios de comunicação pressupõe um conhecimento que deve ser expresso e tomado como referência, seja para embasar reflexões críticas, ou para estimular a formação de gostos. A baixa participação de mulheres brancas e a quase exclusão de homens negros e, sobretudo, de mulheres negras demonstram a não democratização de um importante nicho de formação de opinião. Ademais, o perfil profissional dos colunistas que obtêm espaço nesses meios também sugere a ínfima abertura a um ponto de vista popular acerca dos problemas sociais e políticos do país. A mídia brasileira prioriza um olha sobre o mundo privilegiado e pouco condizente com a realidade nacional.

 
O GEMAA é um grupo de pesquisa dedicado ao estudo da ação afirmativa, com inscrição no CNPq e sede no IESP-UERJ. Além de aglutinar projetos de pesquisa acadêmica acerca da ação afirmativa, a partir de diversas abordagens metodológicas, o grupo organiza eventos, workshops e discussões sobre o tema.

Contatos:
João Feres Jr (Coordenador)
jferes@iesp.uerj.br

Luiz Augusto Campos (Coordenador)
lascampos@iesp.uerj.br

http://gemaa.iesp.uerj.br

Telefone: (21) 2266-8300
Rua da Matriz, 82 – Botafogo
Rio de Janeiro – RJ - CEP: 22260-100   

Remover seu e-mail dessa lista  

Geledés

está recebendo as atualizações do Portal Geledés.
Portal Geledés
Para sair desta lista, clique aqui.

Geledés

Em defesa dos direitos humanos. Combate ao racismo, preconceito, discriminação e violência contra a mulher.

O dia das mães e a afetividade das mulheres negras

Like O dia das mães e a afetividade das mulheres negras on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Mãe-Negra-Filhoeditado
Em pleno século XXI me angustia a ausência de imagens positivas da família negra e especialmente da mulher negra nas mídias, seja na publicidade, jornais, tv, e até mesmo nas redes sociais, em páginas que não tratam especificamente as questões raciais. Numa simples busca no banco de imagens do Google, quando digitamos a palavra “mãe”, ... Leia mais »

“Meu nome é Sadiq Khan e sou o prefeito de Londres”

Like “Meu nome é Sadiq Khan e sou o prefeito de Londres” on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
1462624482_622481_1462628852_noticia_fotograma
Filho de imigrantes, ele promete transformar a capital em uma cidade de oportunidades Por Pablo Guimón Do El Pais Em seu primeiro discurso depois de ser eleito prefeito, Sadiq Khan agradeceu a Londres “por tornar possível o impossível”. “Quero que todos os londrinos tenham as oportunidades que nossa cidade deu a mim e à minha ... Leia mais »

Religiosos criticam novo órgão da prefeitura do Rio

Like Religiosos criticam novo órgão da prefeitura do Rio on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
fotonoticia-011013_ivanir_dos_santos_SS2
Coordenadoria da Diversidade Religiosa tem 19 cargos comissionados POR DANDARA TINOCO, do O Globo  Uma Coordenadoria Especial de Respeito à Diversidade Religiosa, ligada à Secretaria municipal da Casa Civil, virou motivo de descrença de alguns líderes religiosos no Rio. Decreto, publicado no Diário Oficial do Município no dia 7, prevê que o órgão atue na ... Leia mais »

Empresária se prepara para ser primeira ‘mãe provisória’ de São Paulo

Like Empresária se prepara para ser primeira ‘mãe provisória’ de São Paulo on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
16128268
Quando o telefone toca na casa da empresária Jamie Chamberlain, 37, seu coração acelera —ela vai passar o Dia das Mães na expectativa da chegada de uma criança. Jamie é parte do programa família acolhedora, do Instituto Fazendo História, e está prestes a receber um “hóspede”. Do Folha O acolhimento, que já é realizado em ... Leia mais »

Milton Nascimento recebe título de doutor da Berklee College of Music

Like Milton Nascimento recebe título de doutor da Berklee College of Music on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
2014-733288158-milton-nascimento.jpg_20140712 (1)
A cerimônia acontece neste sábado (7/5). Berklee, em Boston, é a maior faculdade de música do mundo e já concedeu o doutorado a nomes como Duke Ellington, Dizzy Gillespie, Sarah Vaughan e Quincy Jones Por Thais Rodrigues Do Metro Poles Um dos nomes mais ilustres da música popular brasileira, o carioca Milton Nascimento será homenageado com ... Leia mais »

Os crimes que transformaram mães em ativistas contra a violência policial

Like Os crimes que transformaram mães em ativistas contra a violência policial on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
maesmaio1
Na noite de 17 de maio de 2006, a aposentada Vera Lúcia Freitas estava em casa com o marido, na periferia de São Vicente (SP), na Baixada Santista, quando ouviu disparos de armas de fogo. Por Lais Modelli Do BBC A alguns quarteirões dali, o filho Matheus Andrade de Freitas, 21 anos, deveria estar em aula. ... Leia mais »

Esconde – Esconde

Like Esconde – Esconde on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
esconde-esconde
No Brasil 56 mil pessoas são assassinadas por ano. 30 mil são jovens. Destes, 77% são negros. Baseando- se nessa estatística, este filme propõe uma reflexão sobre o extermínio do jovem negro. Curta brasileiro realizado por Quadro Negro TV e Lubo Produções Artísticas na cidade do Rio de Janeiro. do Youtube Ficha Técnica Direção Luciana ... Leia mais »

Mães escravas, mães “de cor”*

Like Mães escravas, mães “de cor”* on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
cristiano-jc3banior-negra-176x300
As mães escravas, na sua grande maioria amantes passageiras, não tinham seus nomes lembrados e, estando ausentes da documentação da época colonial, não permitem que sondemos se foram lembradas em vida por seus senhores. Quanto a seus filhos, não se sabe tampouco se, em algum momento, foram recompensados ou, se concebidos sob coerção e violência, coube-lhes apenas o esquecimento ... Leia mais »

Mulheres negras pedem justiça para Luana Reis, morta após ser espancada por PMs

Like Mulheres negras pedem justiça para Luana Reis, morta após ser espancada por PMs on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
luana_reis (1)
Manifestantes ocuparam uma via da avenida Paulista, na capital paulista, em protesto contra a violência sofrida por Luana Barbosa dos Reis, que faleceu em consequência de isquemia cerebral dias depois de ser agredida por policiais militares em Ribeirão Preto (SP) Por Alê Alves (texto), especial para a Ponte Jornalismo e Daniel Arroyo (fotos e vídeo) Na ... Leia mais »

Falar só um idioma é o analfabetismo do século 21?

Like Falar só um idioma é o analfabetismo do século 21? on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Smiling African American student
Especialista lançou debate em encontro nos EUA, defendendo que dominar apenas língua nativa pode ser barreira para jovens Do iG Em 2013, ao participar da Conferência da Sociedade Asiática do Idioma Chinês, em Boston, nos Estados Unidos, Gregg Roberts não imaginava que aquele momento o transformaria em celebridade global em sua área de atuação. Ele ... Leia mais »
Copyright © 2016 Geledés Instituto da Mulher Negra
Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu no Portal Geledés.

Geledés Instituto da Mulher Negra
Rua Santa Isabel 137 - 4º andar
São Paulo, SP 01221-010
Brazil

Add us to your address book


sair desta lista    atualizar preferências