Rádio WNews

Entrevista com Deise Nunes

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Inter 8 x 0 Black Show





Inter 8 x 0 Black Show





Black Show Não Resiste ao Inter

A valente equipe da cidade Guaíba o Black Show não resistiu ao melhor preparo físico e categoria do Internacional e levou 8 x 0, a equipe foi escalada com: 
Ana Sara, Débora Quadros, Shoy Marvel, Vitoria Ribeiro, Francine Green, Jéssica, Carina Silva, Júlia Cipriani, Bruna Gomes, Renata Goulart e Vera.

Inter vence o Black Show por 8 x 0


Ontem no Beira Rio o Inter feminino venceu o Black Show da cidade de Guaíba por 8 x 0.
A Escalação do Inter: Lua (goleira), Leidi (lateral direita), Gabi Costa (lateral esquerda), Isa (zagueira), Gabi Luizelli (zagueira), Paloma Castro (meio campo), Thessa (meio campo), Mylena (meio campo), Rosana (meio campo), Byanca (atacante) e Paloma (atacante).
Reservas: Gie, Aninha, Thais Marques, Renata Costa, Tais, Zannola, Maju, Gabi Becker, Sanchez, Gabizinha e Grazzi.

Comentário

 
Lourenço Curtis mencionou-te num comentário.
 
   
Lourenço Curtis
25/11 às 23:15
 
Paulo Furtado Novo Tecnico Do Inter Junto Com Lacerda kkk

Carta de José Aveline Neto

Caros companheiros
Apesar de estarmos num mundo conectado 24 horas por dia, consideramos que conversar por meio de cartas ainda é uma prática saudável e que aproxima as pessoas.
Na nossa carta anterior, falamos sobre a intenção de apresentar à atual diretoria da ACEG uma forma de facilitar o voto do interior do Estado, no próximo pleito, utilizando a internet. Afinal, para muitas rádios de pequeno porte, uma viagem à capital pode ser muito cara. A primeira tentativa foi frustrada - nem quiseram nos ouvir em assembleia -, mas protocolamos nosso projeto na secretaria da entidade e vimos uma possibilidade de insistir sobre a aproximação com os colegas dos mais diversos municípios gaúchos da nossa associação. Seria na assembleia do dia 23 de novembro. Infelizmente, não houve compreensão e vontade política para com nossa proposta, mais uma vez. A atual direção considerou que o sistema era passível de fraudes. Isso mesmo. Nós também não acreditamos. Pensar que qualquer um dos pouco mais de 600 associados adimplentes da ACEG pudesse promover fraude na votação via internet nos tomou de surpresa e de indignação. Pois é exatamente isso que significa uma suspeita destas. Grandes clubes, entidades estaduais, como o CPERS, a Associação dos Magistrados do Rio de Janeiro, e outras associações, confederações e sindicatos, já fazem eleições com votos pela internet. E nunca soubemos de qualquer notícia sobre algum pleito destes, relativa a fraude durante a votação, ou ao resultado. Não nos convencemos de que esta seria a razão para não aceitar nosso projeto. Talvez a pergunta da carta anterior ainda seja pertinente: “Por que o interior deve que permanecer afastado da ACEG?” Algumas cidades terão urnas. Mais uma pergunta surge: “os outros municípios, não contemplados, não são importantes?”
Bem, como a assembleia é soberana e os apoiadores da atual direção assim votaram, a eleição do próximo dia 12 de dezembro será como sempre foi: com cédula de papel nas urnas. Algo surpreendente em pleno século XXI.
E o que mais temos a dizer, nesta carta, depois de lamentar que o interior continue relegado ao segundo plano pela atual diretoria? Que temos uma proposta definida, um projeto de melhorias que já poderiam ter sido implementadas na nossa associação, já que não exigem grandes investimentos.
A primeira é a descentralização da entidade, valorizando a participação dos associados do interior. Uma das ações seria um convênio para hospedagem de profissionais que viessem à capital, em coberturas esportivas, para cidades acima de 200km distantes de Porto Alegre. Assim, ninguém precisaria dirigir cansado, com sono, na volta à cidade de origem. Falando em convênio, também é nossa proposta firmar convênios dos mais diversos, para beneficiar o associado, como descontos em farmácias, cursos, lojas, planos de saúde, serviços e outros.
Com a intenção de informatizar todas as áreas da ACEG, viabilizaríamos a eleição pela internet, cursos online, a criação de rádio e tv web, além da formatação de um banco de profissionais, que possibilitaria o retorno de muitos colegas ao mercado de trabalho. Com o apoio de profissionais da comunicação, formataremos cursos técnicos, oficinas e seminários.
Estes são algumas das principais ações que acreditamos sejam indispensáveis para o fortalecimento da nossa classe e da nossa ACEG. A ACEG é minha, é tua, é nossa. E é para todos nós que deve trabalhar. Reconhecemos que algumas coisas importantes foram feitas, nos dois últimos anos, como a recuperação financeira da entidade e a reforma da sede. Mas precisamos de muito mais para nos tornarmos uma associação forte, que beneficia os associados, todos, sem distinção, seja ele grande ou pequeno, da capital ou do interior.
Por isso, eu te convido. Vem conosco, vem com a chapa “É hora de renovar”. No dia 12 de dezembro, vá até a sede da ACEG depositar sua confiança no nosso projeto.

Forte abraço
José Aveline Neto
Diretor e Editor da Revista Goool